EDITORIAS
Boas histórias de viagem por um casal de jornalistas
 

Curitiba e as bicicletas: uma relação de amor

Curitiba não é uma cidade plana. Em Curitiba uma chuvinha SEMPRE pode cair, mesmo que o dia comece ensolarado. Em Curitiba, muitos trechos dos 120 quilômetros de ciclovia (!) estão em péssimo estado de conservação e ainda há poucas vias destinadas a ciclistas no centro da cidade – o que dificulta a utilização da magrela como meio de transporte principalmente para quem trabalha por lá.

Pois é, apesar da imagem de cidade modelo ainda estamos longe da perfeição quando se fala em cidade bike friendly. Mas perto da revolução!

Curitiba-bicicletas

A revolução sobre duas rodas

Na capital paranaense é assim: cada vez mais gente batalha pelos direitos de quem pedala, o número de iniciativas em prol da bike é enorme (mais privadas do que públicas, é verdade, mas estamos no caminho certo!) e dá pra ver que a mentalidade do curitibano está mudando por causa disso tudo.

Vemos carros com adesivos de respeito a quem pedala, ciclistas seguindo as leis de trânsito e, assim, convivendo (quase que) pacificamente com seus “colegas” carros, ônibus e motos, empreendedores apostando na bike para criar novos negócios (a Ecobike Courier, por exemplo, oferece entregas sustentáveis. Nada de motoboys, quem leva seu pedido são os bikers!) e, claro, gente engajada para mostrar que explorar a cidade em cima de duas rodas pode ser incrível.

Esse é o caso da Kuritbike, uma empresa bem legal que a gente teve a oportunidade de conhecer no mesmo fim de semana em que saímos com o pessoal do Curitiblogando para visitar e testar os hostels da cidade (não leu o post? Clique aqui e leia djá! Dá pra se hospedar BEM pagando POUCO na terra das araucárias! ;).

A Kuritbike

kuritbike

Fundada em 2010, a Kuritbike é a primeira empresa do Brasil especializada em cicloturismo urbano e a primeira empresa de aluguel de bicicleta a operar diariamente em Curitiba.

Atualmente, a Kuritbike oferece aos seus clientes sete roteiros: Ópera de Arame, Coffe Bike Tour, Parque Barigui, Bike & Bar, Parque Passaúna, Estrada da Graciosa e Jardim Botânico.

A gente fez o Coffe Bike Tour em uma versão especial porque era domingo e nem todos os cafés que fazem parte da rota estavam abertos. E, olha, vou ser bem sincera com você: o tour superou todas as minhas expectativas.

Verdade seja dita: marido e eu costumamos pedalar por Curitiba. Ele muito mais do que eu, mas eu amo minha Caloi City e tirá-la da garagem para ir pelo menos até o Parque São Lourenço é um dos meus programas preferidos para um sábado de sol.

bikes-Jardim-Botanico

E aí que eu achava que tá, ia ser legal, mas que não traria nada de novo. Que bobinha, eu fui. haha

Mais do que um passeio de bike, o tour feito pelo Gustavo é um mergulho na história da cidade. Ele sabe de tudo, pow. Contou coisas que eu nem imaginava, como o fato de o primeiro parque de Curitiba, o Passeio Público, ter sido uma iniciativa do então “presidente da provícia” Alfredo d’Escragnolle Taunay para resolver problemas de terreno da área, que até então era um banhado.

Sério, foi tipo uma aula de história em cima de uma bike, pedalando por regiões lindas da nossa Curitiba velha de guerra. Amei muito e recomendo.

Com a galera do Curitiblogando na frente do Museu Oscar Niemeyer

Com a galera do Curitiblogando na frente do Museu Oscar Niemeyer

Além do roteiro super bacana, as bikes são ótimas, o kit do cliente inclui capacete, seguro, assistência mecânica durante o passeio, 500 ml de água por cliente, o Gustavo cuida da segurança de todo mundo dando orientações ao longo de todo o trajeto e, no caso deste tour que fizemos, há incluso no preço ainda a degustação de cafés especiais. A gente até viu um barista decorando várias xícaras de capuccino no Lucca Cafés Especiais. Coisa fofa! <3

lucca

No Rause, outro café pelo qual passamos, dá pra apreciar cafés especiais e bons vinhos se sentindo em casa.

No Rause, outro café pelo qual passamos, dá pra apreciar cafés especiais e bons vinhos se sentindo em casa.

O Coffee Bike Tour especificamente tem 3 horas de duração, o grau de dificuldade é considerado fácil e custa R$ 90 para uma pessoa, em caso de passeio individual com o guia, e R$ 50 por pessoa para grupos.

Uma excelente opção de passeio não apenas para quem vem turistar em Curitiba, mas também para os curitibanos que querem redescobrir sua cidade de uma forma diferente.

Mas se o seu objetivo na cidade é rodar de bike sem um guia, o aluguel das bikes da Kuritbike custa R$ 7 a hora, R$ 20 o período de 4 horas, R$ 30 a diária e R$ 50 dias diárias. Alguns hostels da cidade já contam com as bicicletas da Kuritbike em suas dependências, o que pode facilitar a vida de quem está hospedado lá!

Aproveite. E #vádebike. Curitiba é linda e algumas belezas você só consegue apreciar a pé ou de bike. Eu garanto. ;)

curitiblogandoFizemos este tour a convite do Kuritbike, mas a minha opinião sobre o tour é sincera. :)

Quer saber o que os outros blogueiros do Curitiblogando acharam do Kuritbike? Clique nos links abaixo:

Dê vida ao Pra Ver em Londres. Comente!

Written by

Jornalista, autora do Pra Ver Em Londres e empreendedora digital. Sou completamente apaixonada por Londres e um dos meus maiores vícios é falar sobre a cidade com quem estiver interessado. Um dos meus objetivos de vida é ajudar as pessoas que querem viajar mais e melhor gastando menos reunindo aqui minhas dicas pessoais de viagem. Tenho sempre cinco livros na cabeceira da cama e milhões de destinos na cabeça. Sou sonhadora por natureza.

Latest comments
  • gostei muito!

  • Oi Natasha e João, gostei muito do post, dá um bom panorama da cena em prol da Bicicleta que acontece há alguns anos aqui em Curitiba.

    Parabéns pelas fotos, estava curioso para ver o que ia sair de dentro da maquina quero João na tirava do pescoço… Rsrs

    E sobre o depoimento sobre os nossos serviços, é bom ouvir de viajantes experientes, e com muitas referências, que estamos no caminho certo para oferecer uma das melhores experiências para quem vem a Curitiba disposto a explorar a cidade e se encantar com ela.

    Um grande abraço e até a próxima pedalada.

LEAVE A COMMENT