EDITORIAS
Boas histórias de viagem por um casal de jornalistas
 

London London – guia para conhecer Londres utilizando o metrô

Em uma terça-feira de dezembro de 2013, em uma sapecada no Instagram, João Guilherme se deparou com a seguinte notícia: o jornalista Rodrigo Rodrigues (o RR, que na ocasião apresentava o Bate-Bola segunda edição, da ESPN Brasil) tinha desembarcado na terrinha para uma temporada de #chineLondon (como ele apelidou sua viagem).

Despretensiosamente, meu excelentíssimo comentou na primeira foto do RR na área: “tenho um blog sobre Londres. Espero que possa ser útil” e, claro, deixou nosso link. Foi a deixa para o carioca gente boa mandar: “pow, vamos marcar um pub”. (e pensar que às vezes a gente fica meses tentando marcar um encontro com um amigo de longa data, né?)

Assim, na sexta-feira seguinte, nos mandamos para Shepherd’s Bush no começo da noite para tomar umas boas birras com esse canalha que nem bebe cerveja no pub da Brew Dog que fica ali na região. :)

Logo de cara ele nos contou o propósito de ficar dois meses na cidade: escrever o primeiro guia para conhecer Londres utilizando o metrô.

Bela sacada, né?

Aí no ano passado o London London chegou às livrarias:

London London - guia para conhecer Londres usando o metro

E também a nossa casa:

Além da dedicatória super fofa, estamos nos agradecimentos e o Pra Ver em Londres está na bibliografia. Nos sentimos muito honrados, RR! :) Obrigada pelo prestígio!

Além da dedicatória super fofa, estamos nos agradecimentos – e o Pra Ver em Londres na bibliografia. Nos sentimos muito honrados, RR! :) Obrigada pelo prestígio!

Devorei o livro em horas e posso garantir: é um guia e tanto!

Em resumo: RR selecionou 40 estações do metrô londrino e, para cada uma, reuniu belas dicas do que fazer nos arredores. Arrasou! Útil demais tanto para marinheiros de primeira viagem, como para quem já conhece bem Londres – até porque sempre tem uma regiãozinha que a gente ainda não explorou, né?

Pensando em apresentar um pouco melhor o guia e garantir que você termine a leitura do post louco pra clicar aqui (para comprar o guia impresso) ou aqui (para comprar o digital), resolvi selecionar três das estações apresentadas por RR, falar um pouco sobre o que ele destacou e, claro, dar os pitacos Pra Ver em Londrísticos – porque é pra isso que estamos aqui! :)

Vamos lá?

→ No fim tem um concurso cultural para premiar um dos nossos leitores com um exemplar. Não vai perder, vai?

Camden Town

Camden Town - London London

Passear em Camden Town é um dos nossos programas preferidos em Londres. Mas, não sei por quê, há pouquíssimo conteúdo aqui no blog sobre a região. Por isso mesmo, achei que era uma boa ideia aproveitar o guia do nosso amigo RR para dar uma amenizada nesse problema.

Primeiro, o guia revela: a linha do metrô com parada em Camden Town é a Northern (preta). Além disso, o alerta vem já de cara: desça lá para Camden Market, Camden Lock Village, The Hawley Arms (o pub preferido da Amy Winehouse. Apresentamos aqui!) e Roundhouse.

The Hawley Arms - London - Amy Winehouses favorite pub-edited

A carta de cervejas do The Hawley Arms não é a melhor do mundo, mas o pub vale muito pela atmosfera gostosa, pelo histórico de ter sido o pub preferido de ninguém menos que Amy Winehouse e, também, por estar em Camden Town!

Para cada uma dessas paradas, RR revela o caminho das pedras (tem instruções tipo “saindo da feirinha às margens do lago e virando à direita na Castlehaven Road” – aham, informações bem detalhadas! #pontopromenino), conta histórias bacanas e dá dicas preciosas.

Mas não é só isso. Nas quatro páginas dedicadas à estação, Mr. Rodrigues revela por que essas paradas são quase que obrigatórias na região, dá outras ótimas dicas (tem loja boa pra quem curte artigos em couro, barraquinha de comida brasileira pra quem não dispensa uma boa coxinha e até um fato curioso sobre a história de Highway to Hell, do AC/DC) e, claro, fornece as informações que você precisa para otimizar seu tempo por ali. Uma mão na roda!

Camden Town - London

Camden Town - London

O capítulo se encerra com uma sugestão de trilha sonora para o momento. Sugiro que você continue lendo o post só depois de dar o play:

Amy Winehouse sempre vai bem, né? :)

Ah, e por falar em trilha, esse, para mim, é um dos destaques do guia: todo capítulo tem uma sugestão de trilha sonora. Well, do fundador da banda Soundtrackers a gente não podia esperar menos, né? hehe

Nesse capítulo, também queria acrescentar que a gente recomenda muuuito um rolê pelo Regent’s Canal pegando a “entradinha” que fica ali no Camden Lock, hein? Explicamos por que neste post. Além, claro, do fish and chips do Poppie’s pra quem tá mais afim de rango local (nossa avaliação está aqui). ;)

Outro dos nossos programas preferidos em Londres: curtir as belezas naturais batendo um bom papo no Regent's Canal... <3

Outro dos nossos programas preferidos em Londres: curtir as belezas naturais batendo um bom papo no Regent’s Canal… <3

Esse, claro, é apenas um apertivo do roteiro sugerido em London London pra quem para em Camden Town. Mas diz aí: já deu vontade de se mandar praquelas bandas, não? :)

North Greenwich

North Greenwich - London London

Isso mesmo, North Greenwich, uma estação não muito badalada, é a segunda presente no guia do Rodrigo que trago para cá. Isso porque a gente tem um apego especial por essa parada da Jubilee Line (a linha cinza). É que essa era a estação de metrô mais próxima da nossa última casa na cidade… <3

No capítulo, RR fala sobre a O2 Arena (que fica colada à estação – e sobre a qual falamos neste post) e, também sobre o British Music Experience, que ERA um museu bem legal sobre a música britânica. Porém, contudo, entretanto, ele não existe mais. :(

A gente teve a oportunidade de conhecê-lo e, olha, era muuuito legal e interativo. Mas, enfim, blablau. =/

Diz que eles estão procurando outro lugar para realocar as exposições (quando isso se confirmar avisamos aqui!), enquanto isso, porém, a O2 Arena vale pelos vários shows programados (agenda aqui!), por ter um cineminha, boas opções de restaurante… por ser um mini shopping menos muvucado.

O2-Arena-London-

A cara da "vilinha" da O2 Arena.

A cara da “vilinha” da O2 Arena.

Além disso, acho que quem para em North Greenwich precisa também aproveitar para andar de bondinho! =D

Falamos sobre o Emirates Air Line neste post super feliz. haha

Pra Ver Londres - Emirates Air Line

Ó lá o The Dome/O2 Arena visto do bondinho.

Ó lá o The Dome/O2 Arena visto do bondinho.

Você pode comprar o seu ticket para o bondinho por este link e ajudar o Pra Ver em Londres – a gente ganha comissão a cada venda! ;)

Ah, e também dá pra tomar uma boa cerveja no The Pilot, pub top top que fica a duas quadras da estação e que entrou neste post em que apresentamos cinco pubs ótimos para quem procura cervejas artesanais em Londres. ;)

Melhores Pubs de Londres - The Pilot

Bom roteiro, hein? :)

Old Street

Old Street - London London

E a terceira estação que selecionei do livro London London foi a Old Street, em que o RR apresentou um restaurante bacana (o Fifteen, do Jamie Oliver, que, segundo ele, tem atendimento bom e preços razoáveis) e três baladas: o Mother Bar, o Roadtrip e o Zigfrid von Underbelly.

Como balada não é nosso forte, aproveitar o guia do amigo para dar algumas indicações me pareceu uma ótima ideia. hehe

E foi isso que RR contou no guia:

“Voltando à Old Street, mais precisamente ao número 333, fica uma das baladas mais descoladas da cidade, o Mother Bar. O lugar é meio pub, meio danceteria com DJs moderninhos fazendo a trilha eletrônica da noite. Tem ainda o Mother Live, uma espécie de porão com espaço para shows ao vivo. Reza a lenda que o lugar é famoso pela bebida baratinha, servida em copos de plástico.

No 243 da mesma rua fica o Roadtrip, espaço também variado: funciona como casa de shows, bar e restaurante; a comida é bem boa. Eu curto o Tuna club sandwich. Aos fins de semana, eles servem o clássico Full English Breakfast. Já no 11 da Hoxton Square, uma praça lotada de bares, está o Zigfrid von Underbelly com uma pegada parecida: Bar com DJ, restaurante e música ao vivo. A filosofia da casa é “free your mind and your ass will follow”. Então tá, vamos nessa.”

Da nossa parte, acrescentamos ainda o deliciooooso café temático de bike “Look Mum No Hands” (que está detalhado neste post), um rolê por Brick Lane (post aqui!) e, claro, uma paradinha na nossa amada Brew Dog de Shoreditch para uma pint de Punk Ipa. ;)

Cheers!

Cheers!

Partiu Old Street?

Pra pensar…

Caro amigo, viu quantas boas dicas extraímos de apenas três capítulos do guia London London? Não preciso falar mais nada, né? É uma ótima leitura para quem planeja visitar a cidade logo mais. Tá tudo bem explicadinho, há dicas ótimas, o texto é super bem escrito… se joga! :)

Esta é a avaliação rigorosa do ranking Pra Ver em Londres:

ranking-estelar-ronnies-bar-londres

Mas se você ainda não está 100% convencido a adquirir o seu, A Faro Editorial, que editou o guia do Rodrigo, disponibilizou um trecho do London London gratuitamente aqui. Vale a pena dar aquela olhada para entender melhor a lógica do livro.

Depois, claro, você pode adquirir seu exemplar impresso (aqui!) ou a versão digital (aqui!). ;)

Ou você pode levar o seu no nosso concurso cultural!

Depois de ler e curtir o guia, resolvemos presentear um dos nossos queridos leitores (oi, gente! :) com um exemplar. Compramos direto com o Rodrigo e já estamos com ele em casa. :)

Pra esse exemplar ser seu, tudo que você precisa fazer é deixar um comentário aqui em baixo respondendo a seguinte pergunta:

Como seria o seu dia perfeito em Londres? Responda nos comentários!

A resposta mais criativa (de acordo com nossos critérios pessoais, claro), leva! ;)

Aceitaremos respostas até o fim do mês (mais precisamente até 30/01). Avaliaremos todas as respostas até lá e no comecinho de fevereiro atualizamos o post para falar quem foi o vencedor (que também receberá um e-mail, para que possamos pedir o endereço de envio). 

No fim das contas, decidimos premiar três leitores. São eles:

–> Guilherme

–> José Júnior

–> Tamires Ito Ferreira

Parabéns, pessoal. :)

Beijobeijo,

Nah!

Assine nossa newsletter

Gosta de promoções? Logo mais, assinantes da nossa newsletter (que é gratuita!) terão acesso a promoções exclusivas. Assine já e não perca nada! ;)

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter e receba novidades!

Digite seu nome e e-mail. Você receberá um pedido para efetivar o cadastro. =)







Dê vida ao Pra Ver em Londres. Comente!

Written by

Jornalista, autora do Pra Ver Em Londres e empreendedora digital. Sou completamente apaixonada por Londres e um dos meus maiores vícios é falar sobre a cidade com quem estiver interessado. Um dos meus objetivos de vida é ajudar as pessoas que querem viajar mais e melhor gastando menos reunindo aqui minhas dicas pessoais de viagem. Tenho sempre cinco livros na cabeceira da cama e milhões de destinos na cabeça. Sou sonhadora por natureza.

Latest comments
  • O dia perfeito em Londres, começando pelos corredores do metrô, na manhã passando por Candem Town, a tarde nas alturas na London Eye e Emirates Air Line, terminando a noite em Covent Garden, sem esquecer é claro, das dicas “Pra Ver em Londres” e com o guia London London pra ganhar tempo em baixo da terra aproveitando o máximo!

  • Na, eu querooooo !

  • O dia perfeito começaria pela estação de Holland Park, para uma visita ao kyoto gardens, após uma caminhada passando por notting hill e seguindo a Bayswater Road até o Marble Arch, continuando na Oxford Street, pausa para um café no Curators Coffee Gallery e uma visita na Photographers Gallery! Após, indo em direção a Holborn, um pequeno desvio para um lanche no five guys, seguiria passando pela Clerkenwell Road, com direito a visita ao St. John’s Gate e Barbican Centre! Terminando o dia no Leatherlane Market para um café no Prufrock e alguns doughnuts no Crosstown Doughnuts!

  • Todo dia é bom em Londres, mas tendo um guia que te ajude a visitar muitos lugares bacanas, com a facilidade do metrô e administrando o tempo, seria perfeito!

  • Para começar, meu dia perfeito em Londres seria com toda a família trapo reunida, porque não tem graça curtir tantas coisas legais sem ter com quem compartilhar a felicidade. Começaríamos o dia na tradicional caminhada Trafagal Square, Big Ben, London Eye. Após isso, um almoço nas barraquinhas de Camden Town e um passeio divertido por lá. A tarde, uma ida ao British Museum (meu preferido) e, se ainda sobrasse tempo, um piquenique em um dos maravilhosos parques de lá. Para dar tempo de tudo, a ajuda das dicas do Pra ver em Londres e do guia London London ;) Beijos Nah!!!

  • Meu dia perfeito em Londres começa com um full English Breakfast no Regency Café em Westminster, um “greasy spoon” onde você sente que o tempo parou nos anos 50.
    De lá, uma caminhada de 15 minutos (necessária depois de toda a gordura consumida), leva até o Palácio de Buckingham, onde a troca da guarda marca um ponto obrigatório para qualquer turista.
    Com mais 5 minutos de caminhada pelo St James Park se chega ao Houses Of Parliament, para fotos com o Big Ben ao fundo.
    Atravessando a Westminster Bridge, se chega a London Eye. Uma volta na maior roda gigante da Europa permite ver toda a cidade, mas meu prédio favorito é a sede do serviço secreto, que também fica nas margens do Tâmisa.
    Hora de pegar o metrô: Descer na estação Picadilly Circus e absorver todo o burburinho da cidade. Depois de uma parada rápida no Japan Centre para um bentô (quentinha japonesa), é hora de admirar as lojas da Regent e Oxford Street a caminho de Soho, para observar os hipsters locais.
    De Soho, uma caminhada de 15 minutos leva até o British Museum, meu lugar favorito em Londres.
    De lá, vale a pena pegar um táxi para Camden Town, visitar o mercado e tomar uma pint no fim do mundo (pub World’s End) para finalizar meu dia perfeito em Londres.

  • 03 de Julho.O ano é 2015. Eu acordo em Londres sozinho, Desta vez voltei a apaixonante cidade inglesa para uma experiencia única: viajar sozinho para outro país.
    A saudade de casa só é amenizada porque estou na deliciosa Londres.
    O dia começou com um café da manhã na Pret a Manger próxima ao Hyde Park.
    Em poucos minutos estou correndo dentro do parque , me sentindo um atleta.
    A volta para a a casa é feita numa bicicleta alugada-adoro turismo de imersão rsrs.
    O almoço em Notting Hill.(não resisti ao post do blog Pra Ver Em Londres).
    A noite um jantar no Covent Garden-já pensando na sobremesa no Ben´s Cookies.
    Eis que encontro no restaurante um casal muito parecido com os autores do Pra Ver em Londres. “meu Deus, são eles”. Não faço a menor idéia de como “chegar”.
    Mas chego. Digo que sou um fã-leitor-seguidor. Ao “vivo” eles conseguem ser mais simpáticos ainda. Ouço historias que só aumentam a minha vontade de voltar, de conhecer o interior,conhecer lugares não visitados ainda…
    Meu aniversário foi perfeito.
    O dia em Londres foi perfeito.

  • Céu nublado e chuviscos fazem parte de um belo (por que não?) dia de passeio pelo multiétnico East London. Em suas ruas charmosas, onde transitam pessoas de todas as cores e estilos, começo explorando o Mercado de Flores da Columbia Road. O colorido e perfume das flores trazem energia para meu dia. Depois desço pela Brick Lane e me perco entre as antiguidades e sons dos artistas de rua. Sigo para a Commercial Street até Spitafields Martket, para um brunch no Little of What You Fancy. Hora de relaxar e ver umas dicas no guia “London, London”, para mais um dia perfeito.

      • Obrigada, Natasha!!! Torcendo aqui!!! ;)

  • O dia perfeito em Londres, para mim, já começa quando coloco meus pés fora de casa, olho para o céu , preferencialmente numa manhã de outono e penso: “como é maravilhoso estar nesta cidade, respirar o ar londrino!”. O próximo passo é, de posse do guia “London London”, desvendar os mistérios desse meio de transporte não muito familiar para mim, mas de uma eficiência ímpar, descobrir as estações que dão acesso à Tower Bridge, ao Big Ben entre outros (pontos turísticos imperdíveis na minha opinião), e, como não poderia deixar de ser na vida de um beatlemaníaco em Londres, apreciar alguns locais que remetem à história dos Beatles, como a travessia da famosa Abbey Road, cuja atmosfera é mágica, o St. Pancras Park (meu parque preferido, onde houve uma sessão de fotos com eles e onde posso me maravilhar com as paisagens da natureza, o chão coberto de folhas) e Saville Row, para ver o prédio da gravadora Apple, onde aconteceu o concerto no telhado em 1969. Até consigo ouvir os acordes de “Get Back”! Não poderia finalizar meu dia sem experimentar uma cerveja artesanal no pub Roebuck, uma das muitas excelentes sugestões do blog “Pra ver em Londres” .

  • O meu dia ideal em Londres começaria logo cedo, num domingo de verão. Não pelas temperaturas, mas pela duração do dia. Um chá preto PG Tips com um pouquinho de leite e um tantinho de açúcar para acordar e umas hash browns bem boas. Depois, iria para Notting Hill de metrô, curtir o burburinho do Portobello Market. Para almoçar, uma parada rápida no Jamie’s Italian para saborear o ótimo peru empanado com trufas brancas (nossa, até salivei! Rs!). À tarde, uma voltinha em Covent Garden, para fazer um people-watching bem legal. E para terminar o dia, um pint de London Pride em algum pub – já que a graça é descobrir sempre um novo. :)

  • Estar em Londres é o que torna o dia perfeito!

  • Ahhh… Londres!! Uns dos meus dias perfeitos por Londres poderia ser com o seguinte roteiro: uma linda manhã de céu azul (todos os sábados que estive em Londres tive manhãs agraciadas com belo céu), um pouco friozinho talvez rs, andar de patins pelo Hyde Park sem deixar de contornar The Serpentine e ver a interação das pessoas com as aves que ficam dentro e fora do lake e ainda ver alguns esquilinhos rs. Saindo do parque, almoçar no Pret a Manager, próxima à Green Park Station. PAUSA (Passar em casa para deixar o patins e tomar um banho) Seguir para um passeio pela London Eye, talvez só uma caminhadinha e logo ir para um cineminha (Adoro!!) BFI Imax, ali bem perto (3D sensacional)! Após o filme, seguir para a Waterloo e pegar a Jubilee (Metrô é tudo em Londres!). Descer na London Bridge e terminar a noite em uma das regiões que mais me fascina na cidade: comer algo no Borough Market, talvez um Scoth Egg ou Brindisa Chorizo Piquillo. Curtir a brisa do Tâmisa e admirar a Tower Bridge iluminada, de preferência dar uma passada na Starbuks (entre a Tower of London e a Tower Brigde) e tomar um Hot Chocolate. Para terminar, um jantarzinho no Côte Brasserie no Hays Galleria, ou qualquer um na região… Dia perfeito, mas curto para fazer mais coisas por Londres… (*Não coloquei uma Pub, mas talvez num outro dia…rsrs).

    Obrigada, Nah e João. Seus posts são muito legais e me faz sentir sempre a belíssima London! Bjo.

  • Meu dia perfeito em Londres seria um dia de “TROCAS…” Trocaria meu jeitinho brasileiro de ser pela pontualidade britânica, Corcovado por Bing Ben, Pão de Açúcar por London Eye, acarajé por Fish and chips, vodka por chá, Drummond de Andrade por Shakespeare,
    Neymar por Beckham e até a ordem de trânsito pelo sentido contrário… Pois meu coração vai se alegrar com o maior tesouro que uma pessoa pode encontrar: uma viagem inesquecível, ainda mais na terra da Rainha!

  • Passei diiiiias pensando num roteiro perfeito, mas é aquele negócio: qualquer canto de Londres me faz feliz. Até quando eu saía de casa, andava umas quadras até a estação de Leyton, tomava um chai latte no Costa e ia fazer compras no Asda. Até isso me fazia feliz. Mas já que é pra brincar no Centro, vou contar do roteiro que eu fazia com maaais frequência EVER! Como eu sou uma pessoa que gosta de dormir, pulo o café da manhã direto pro almoço econômico, aquele meal deal maravilhoso de 3 libras (ou a salada média por 1,99! nham nham) que compro no Sainsbury da High Holborn.

    Aprecio a comidinha barata e deliciosa no Bloomsbury Gardens, uma pracinha escondida a caminho do British Museum. De barriguinha cheia e feliz, desço a High Holborn pros rumos da New Oxford Street e paro na Primark em frente à estação Tottenham Court Road (que tá fechada até novembro, viu, gente?) porque sei lá, vai que tem coisa nova com aquele precinho maravilhoso?

    Se você for se enfiando pela esquerda vai passar no meio do Soho e aí a dica é: se perca! Todas as vezes que fiz esse caminho escolhia uma rua diferente e conhecia um pedaço novo da cidade. Da última vez fui parar em Carnaby Street muuuuito sem querer e amei!

    Daí mais uma cortadinha pra esquerda em direção à Covent Garden e voilà! Vai ter alguma performance, algum showzinho e turistas sendo turistas. Curto comer um macaron da Ladurée com chá de lavanda e apreciar a vista do andar de cima da loja. Depois desço naqueles “buracos” onde ficam os restaurantes, onde tem uma lojinha ma-ra-vi-lhooooo-sa chamada Sass & Belle (alô, produção da loja, quero vouchers de desconto!), com coisinhas de decorar a casa por precinhos bacanudos. Metade da minha mala é dessa loja. hahaha Se se empolgar, tem uma loja ainda maior entre Covent Garden e Leicester Square, lugar pra onde eu sempre vou em seguida.

    Sempre sento ali no meio da praça, observando o movimento, vendo ingleses xingando os turistas lentos, vendo turistas perdidaços… Eu sou tipo aquela sua vó do interior que põe a cadeira no portão de casa pra ver a vida passar. Às vezes faço um pit stop na Häagen Dazs (porque sim!). Depois sigo pra Chinatown, onde fica o O’neill’s, meu pub favorito de Londres (me julguem). É um pub com 3 andares, música ao vivo pra dançar até cansar, staff gente finíssima e frequentadores do mundo inteiro. Tomo ali minha cider, danço até todos os trens do metrô terem chegado ao seu destino e ali, já com fome e descabelada/cansada de tanto dançar, eu volto pra Leicester Square pra última missão do dia: PIZZA. Nenhuma balada termina antes da pizza e a minha favorita é a do tio que vende ali no takeaway do restaurante Fiori, beeeem em frente à estação de Leicester Square.

    De barriga cheia e ainda meio zonza de tanta cider, vou até Strand pegar meu night bus e seguir feliz e cantando com os outros bêbados (ou dormindo e arriscando perder a parada, quem nunca?) até Leyton. Ai, ai… bateu saudade agora!

    Dia cheio, hein? hahaha
    Beijos, casal!

  • Seria perfeito se eu pudesse viver a experiência de conhecer a cultura, a história e apreciar as belezas de Londres como um verdadeiro londrino, com dicas caprichadas que pudessem me colocar nas “boas” da terra da Rainha, e claro, bem acompanhado, para tornar este dia ainda mais especial!

  • Um passeio às margens do Tâmisa, uma voltinha na London Eye, uma paradinha para ver a troca da guarda e horário marcado para um chá bem tradicional: meu dia perfeito seria carregado de sotaque, vivendo o melhor de Londres e registrando os momentos que ficarão para sempre na minha memória!

  • Aproveitando o melhor da cidade em agradáveis passeios, dos pontos turísticos mais marcantes aos lugares que os londrinos mais frequentam, levando comigo este guia de dicas para não correr o risco de “errar a mão” na hora de “turistar”!

  • Muito Legal

  • L ondon eye seria minha primeira parada
    O bservar a cidade com uma vista privilegiada;
    N otting Hill pra tomar um café e dar uma relaxada;
    D epois iria pro Piccadilly, pra continuar minha caminhada
    R elógio Big Ben: onde fecharia a tarde ouvindo a famosa badalada
    E após tudo isso entenderia porque essa cidade é tão amada,
    S eria um dia perfeito… de uma viagem que, na selfie ou na memória, sempre ficaria marcada!

  • Passar um dia comemorando o meu niver no Vertigo 42.

  • legal, estou na Inglaterra e vou a Londres depois de amanha, onde posso comprar o livro em Londres

    • João

      Infelizmente só no Brasil, Joelson.

LEAVE A COMMENT