Onde se hospedar em Dublin: Generator Hostels e Harcourt Hotel

Nosso principal objetivo ao viajar para a Irlanda era fazer uma roadtrip pelo interior do país com um casal de amigos. Dublin meio que era apenas a porta de entrada e de saída. Tivemos uma noite lá antes da viagem de carro (que foi INCRÍVEL, aliás) e uma na volta. Em cada uma dessas noites ficamos em um lugar diferente. E as experiências foram COMPLETAMENTE distintas. Excelente ponto de partida para um post sobre onde se hospedar em Dublin, não é mesmo? :D

As nossas duas escolhas foram Harcourt Hotel na ida e Generator Hostels na volta. Bora saber por que as experiências foram tão diferentes?

Onde se hospedar em Dublin: Harcourt Hotel

Confesso que o que mais chamou nossa atenção no Harcourt Hotel foi o preço: 39 euros pela diária sem café da manhã (o café, servido no bar ao lado do hotel, custava €8.95 por pessoa).

Do aeroporto, fomos direto para lá. O atendimento foi bom, o quarto era bonitinho, a cama, confortável, o banheiro estava bem limpo… Enfim, tudo parecia lindo.

hospedagem em dublin - harcourt hotel

Até que saímos para jantar com os amigos, conhecer o tal do Temple Bar (você não esperaria algo diferente da gente, né? :D) e, quando voltamos, o que tinha? 552 xóvens na fila da balada que era NA FRENTE DA NOSSA JANELA.

Gente, pra tiozão tipo nós não dá. Sério. Foi tenso. O que pra galera era um bate-papo sobre o que viria a seguir, pra gente era uma gritaria que impossibilitava um sono importante – a gente ia pegar a estrada bem cedo no dia seguinte, oras. E NA MÃO INGLESA.

Acordamos revolts.

Hotel em dublin - harcourt hotel

Mas o pior ainda estava por vir.

Pagamos os quase €20 do café da manhã (para os dois) e nos arrependemos mortalmente. Era ruim. Ruim mesmo.

Tudo o que a galera fit diz que tá errado comer na primeira refeição do dia era o que a gente tinha pra comer ali. Mas tudo bem, um baconzão logo cedo de vez em quando não faz mal nenhum, certo? O problema era que o bacon não era “do bom”. Era daqueles que pingam gordura, sabe? E o resto do cardápio também não colaborava. Não dava vontade nenhuma de comer… :(

Apesar disso, nós bem que tentamos seguir nossas garfadas (afinal, já estava – bem – pago), mas a comida era ruim MESMO (nem tiramos foto, tamanha a decepção! Haha).

Mas, enfim, constatações que precisam ser feitas: a localização do hotel era bem boa – fomos a pé até a região do Temple Bar (cerca de 20 minutos a pé) -, o quarto era espaçoso e a diária realmente era bem barata. Só que o que a gente mais queria – que era dormir bem – não foi possível, então ficamos decepcionados e achamos que, bem, se você ao acaso encontrar o Harcourt na sua pesquisa e pensar em fazer uma reserva lá, talvez seja melhor continuar a busca. :D

Mas é importante destacar que talvez os quartos que ficam mais para o fundo do hotel não tenham esse problema. Sóquené, a gente não sabia disso. Não foi uma escolha NOSSA ficar lá na frente. Mas como o preço é realmente imbatível, se você puder descobrir se tem um quarto mais para os fundos, pode ser que seja uma boa alternativa para economizar uns tostões. ;)

hospedagem em dublin - harcourt hotel-2

Pelo menos não tivemos surpresas ruins com o quarto e com o banheiro, né? #Pollyanna

Repito: não que o hotel em si seja terrível (não é!), mas a nossa experiência não foi boa.

A gente fez a reserva pelo Booking.com. Se você usar o nosso link (aqui!) para fazer a sua reserva – neste ou em qualquer outro estabelecimento -, a gente ganha uma pequena comissão e você não paga a mais por isso. ;)

Onde se hospedar em Dublin: Generator Hostels Dublin

Por outro lado, o Generator Hostels, que faz parte de uma rede que tem hostels em várias cidades do mundo (como Amsterdam, Londres, Paris e Roma – além de Dublin, é claro), nos impressionou logo de cara. Também, com um lustre deste:

E um lobby tão acolhedor…

Mas não é só isso. Apesar de ser um hostel, o Generator tem quartos privativos excelentes – amplos e com banheiro bom -, o café da manhã (pago à parte – o menu está aqui) é completíssimo e tem até um bar próprio que é mega badalado – vira “point da galera” #mamãefeelings aos fins de semana – mas o agito lá embaixo definitivamente não perturbou nosso sono.

onde se hospedar em dublin -generator hostel

Adoro quarto com cama extra pra poder jogar a bagunça. E QUE bagunça, né? :D

onde se hospedar em dublin -generator hostel-2

Este é o banheiro do quarto privativo. Simples, mas limpinho. É o que importa, né? :)

E gente, tem mais: o Generator Dublin também é muito bem localizado. Fica do ladinho da destilaria Jameson (a gente foi até lá só para tomar uns drinks no bar, mas tem tour também – custa €18 por pessoa. Os detalhes estão aqui), numa área superbacaninha da cidade e perto de um restaurante indiano beeeem simples, mas em que comemos uma das melhores refeições indianas das nossas vidas. Sério. Tava muito bom! O nome é Namaste India, #ficadica.

Ou seja, é o pacote completo que a gente busca em um hotel/hostel, por isso vale a indicação. :)

onde se hospedar em dublin -generator hostel-3

Olha a área do café, que coisa mais linda!

onde se hospedar em dublin -generator hostel-4

O bar do hotel tem várias torneiras de chopps de cervejarias locais, além, claro, de muitas cervejas comerciais que estão presentes em bares do mundo todo.

Como no Generator há vários tipos de quartos diferentes, os preços das diárias variam bastante, mas você pode pagar desde €11 por cama, em quarto compartilhado, até €156 por quarto. Os detalhes estão aqui.

Se você fizer sua reserva no Generator Hostel por este link, nós ganhamos uma pequena comissão e você não paga a mais por isso! :)

Onde se hospedar em Dublin – a sua dica

Você já foi a Dublin e ficou em um hotel/hostel/B&B etc. e acha que vale a dica? A caixa de comentários tá aí pra você apresentar ela pra gente. Com certeza sua experiência pode ajudar a fazer a viagem de outros leitores ainda melhor. ;)

Boa viagem!

Leia também:

Acompanhe a gente nas redes sociais! 

Twitter  |  Facebook  |  Instagram

Snapchat (praveremlondres)  |  Youtube

Dê vida ao Pra Ver no Mundo. Comente!

Written by

Jornalista, curitibana e coxa doida. Sou completamente apaixonada por Londres e um dos meus maiores vícios é falar sobre a cidade com quem estiver interessado. Tenho sempre cinco livros na cabeceira da cama e milhões de destinos na cabeça. Sou sonhadora por natureza.

Latest comments
  • Vamo ver se dessa vez tiro Dublin da minha lista de lugares a visitar nesse mundo! Anotadíssimas suas dicas, Nah!!!
    Beijooo!

  • Olá Natasha! Muito obrigado pelas dicas. Tenho muita vontade de conhecer a Irlanda (principalmente, a fábrica da Guinness! rsrs) Seu post foi muito útil, como sempre. Abraços, José Júnior.

  • Acho que vocês têm que vir de novo pra cá, hein :))
    <3

LEAVE A COMMENT