EDITORIAS
Boas histórias de viagem por um casal de jornalistas
 

Trabalho em Londres e o que fazemos para nos manter

Alguns leitores já nos perguntaram sobre trabalho e como fazemos para nos manter. Já escrevi aqui que é complicado sobreviver somente com o emprego que arranjar em Londres, já que o visto atual permite apenas 10h semanais de trabalho para quem vem com visto de estudante para cursos de longa duração (mais de três meses). Para quem vem com visto de curso de curta duração, nem trabalhar é possível.

UPDATE EM 14/02/2013: hoje em dia NENHUM VISTO DE ESTUDANTE PARA CURSOS DE CURTA TEMPORADA PERMITE TRABALHO. Nem as míseras dez horas. A informação do primeiro parágrafo dizia respeito à lei vigente em 2010. Atualmente, apenas os estudantes que vêm para fazer pós-graduação, MBA, Mestrado ou Doutorado têm esse direito.

LEMBRANDO: INFORMAÇÕES DE 2010 E REFERENTES A UM ESTILO DE VIDA DE ESTUDANTE QUE CONTA MOEDAS PRA COMPRAR PÃO

  • Aluguel de um quarto para casal na zona 2: £600/mês;
  • Transporte: £69,20/mês (para transitar livremente entre as Zonas 1 e 2 com o Oyster Card para estudantes) – UPDATE: para ter sempre as informações de custos de transporte atualizadas clique aqui;
  • Alimentação: £50/mês (fazendo comida em casa, porque comer fora é caríssimo – UPDATE: comprávamos sempre no Morrison’s – que, na época, era o mais perto de casa – além disso, comprávamos sempre comidas da marca do mercado. SIM, vivíamos com mais ou menos £50 por mês de mercado. E a gente JURA que não passava fome. :).
  • Total: £719,20

Esse é o custo básico do básico para um estudante que economiza tudo o que pode. Lembre-se que ainda precisará se divertir e pagar outras contas. Hoje, em 2016, morando em um apartamento só nosso, comendo melhor e nos divertindo mais, o custo aumentou bastante comparado a esse.

Dicas extras sobre custo de vida em Londres

Custo de vida em Londres: (quase) tudo que você precisa saber sobre aluguel

Custo de vida em Londres: os melhores supermercados e preços de diversos itens

O que nós fazemos

Olha aí o "escritório" do João na nossa casinha londrina...

Olha aí o “escritório” do João na nossa casinha londrina…

Nós temos o que pra muita gente que mora aqui é um privilégio. Somos jornalistas e mantivemos os trabalhos que tínhamos no Brasil. Eu na área de assessoria de imprensa e a Nah como redatora.

Como já fazíamos home-office no Brasil, só tivemos que exportar nosso escritório e lidar com o fuso horário. Este sim, muito complicado. Nosso maior inimigo, arrisco dizer, já que estamos 4h adiantados do Brasil e temos que trabalhar diariamente até às 22h daqui (18h do Brasil).

Fora os nossos trabalhos convencionais estamos sempre em busca de freelances para complementar nossa renda. Afinal, não existe palavra que jornalista goste mais do que freela.

Até agora conseguimos alguns trabalhos para revistas feitas por brasileiros para brasileiros que vivem em Londres. Trabalhamos com a Leros e a Real. Vale conhecer as publicações.

Fora isso, estamos sempre em contato com veículos de comunicação do Brasil sugerindo pautas que possamos cumprir daqui. Essa é uma das vantagens do Jornalismo.

Apesar de dificilmente você ver algum jornalista rico, a profissão permite essa flexibilidade de tempo e espaço de trabalho.

Fica aí a dica. Se você tem vontade de viajar por um tempo e trabalha em alguma área que não exija que bata cartão na sede da empresa todos os dias, pense seriamente sobre a possibilidade de se jogar no mundo. Só não se esqueça de que ninguém virá até você pra oferecer trabalho. Portanto, cuide bem do networking.

Feito isso é só escolher o destino e se mandar!

Dê vida ao Pra Ver em Londres. Comente!

Written by

Jornalista, autor do Pra Ver Em Londres e empreendedor digital. Vejo o home office como um estilo de vida, faço parte da revolução da bicicleta e acredito que morar em países diferentes de tempos em tempos é fundamental.

Latest comments
  • Olá, João e Nah

    Muito bom ler as coisas que vocês têm feito. E esse último post ainda mais! Como já tive oportunidade de conviver com ambos no mesmo ambiente de trabalho (quando ainda éramos universitários :p), ver esse crescimento profissional é bem gratificante!

    Desejo sucesso a vocês sempre!
    Forte abraço do amigo,

    Douglas

    • Dooouglas,

      Obrigada, querido!!!! =)
      Estamos super empenhados e empolgados com isso tudo. heheh
      Logo logo o blog terá mais novidades e acho que todo mundo vai gostar!! =D

      Saiba que desejamos sucesso pra você também. Você foi um dos milhares de presentes que a Quantum deu pra gente. (O meu maior foi o João, é claro. hehehe)

      Beijos e obrigada por nos acompanhar! ;)

      Nah e João.

  • Nah e João,
    realmente vcs são abençoados por manterem seus jobs do Brasil!!
    Que ótimo que estão trabalhando para jornais de brasileiros para brasileiros em Londres!

    Como sempre, adoro ler o blog de vcs!

    bjoss

  • Oi Natasha e João

    Também sou jornalista e estou indo pra Inglaterra agora em agosto fazer intercâmbio. Com a permissão para trabalhar apenas 10h por semana, comecei a ficar um pouco assustada, já que a vida aí é tão cara.

    Achei bem interessante esta questão dos freelas que vcs fizeram pras revistas voltadas ao público brasileiro. Eles estão sempre precisando de freelancers? Me interessei bastante…
    O único problema é que não tenho fluência na língua (tô indo pra estudar…). Isto pode ser um problema?
    Um grande abraço e parabéns pelo blog.

    • Oi, Larissa.

      Rolam algumas oportunidades…mas não conte com esse dinheiro para pagar as contas, pois não é muita coisa não. Um dos freelas que fazemos, por exemplo, não nos rende nenhum retorno financeiro. Trocamos texto por divulgação do blog. O melhor a fazer é ter uma boa reserva financeira pra segurar as pontas no início até que você encontre um trabalho e, com sorte, consiga trabalhar mais do que as 10 horas semanais.
      Nos avise quando chegar que a gente marca algo e conversa melhor.

      Beijo,

      João e Natasha.

  • Olá gentee.
    Eu tô acompanhando o blog faz um tempo, pois vou viajar ( estudar ) com meu namorado (também !!! ) em agosto..

    Vamos ficar 6 meses, mas já estou com medo das verdinhas acabaram antes do final da viagem.. hahaha
    Eu sou designer talvez eu consiga manter alguns contatos remotamente com o Brasil, mas como ainda não sou formada e faço uns freelas só de vez em quando, fica dificil…

    Queria saber se vocês acham que tem possibilidade de se conseguir uns trabalhinhos freela na área de Design por aí.. vocês acham que rola?

    Um beijo casal.

    ps: passo aqui todos os dias e já me sinto a íntima. ahahah :)

    • Oi, Camila!!

      Que legal que acompanha o blog e que se sente íntima. hahaha
      Achamos isso muuito bacana! =) O objetivo é fazer vocês se sentirem próximos mesmo, para poder entender de fato como é a realidade por aqui.

      Olha… Certamente fácil não será conseguir freelas na área, já que você vai estar competindo com gente daqui e tal. Porém, impossível também não é. Acho que você deve tentar, uai. Acredito muito que quando a gente busca algo com muita vontade e dedicação é possível conseguir – mesmo que pareça impossível.. =)
      No quarto do João de Curitiba ele tem escrito na porta: “e tem aquele que sem saber que era impossível foi lá e fez”. É isso aí! ;)

      Quando chegar griteeee.

      Beijos!

    • E tem outra Camila. Rola muita, mas muita empresa de brasileiro aqui. Eles fazem de todo. Se você fizer um levantamento das empresas ( é fácil descobri-las na revista Leros, por exemplo), bolar um cartão seu e distribuir pra eles acho que pode sim conseguir alguns trampos.
      Tem uma conhecida nossa aqui que é designer e ela costuma fazer alguns trabalhos.

      Beijo!

      João

  • João: Uau. assim que chegar vo ver se distribuo uns cartões sim. vou pesquisar na revista q me indicou.
    Natasha: Obrigada pelo incentivo. vou correr atrás disso mesmo.

    Casal: quando vocês voltam pro brasil? que tal um encontrinho de casais quando nós chegarmos? rs
    Ainda não faço idéia de como são as zonas por aí, mas eu acredito que vou morar na zona 1/2.. ha sei… vai depender da escola né? de inicio vamos ficar em de familia.
    Mas assim que souber eu aviso pra botecar, ou passear.. sei lá.

    Beijos aos dois. Boa sorte por aí :)

    • A princípio ficamos até outubro aqui, Camila. Mas nada definido ainda. =)
      Com certeza combinaremos um encontro quando vc chegar. Quando é mesmi? hheheh

      Beijos e boa sorte pra você também! ;)

      • chego em agosto gente..
        dia 22 to saindo daqui =))

        • Legal, Camila!!! =)

          Vai dando notícias!! ;)

          Beijos,
          Nah e João.

  • João e Natasha

    Já preparei uma boa reserva, mas mesmo assim preciso arranjar um trabalho, pq dinheiro (infelizmente) acaba né. Parabéns pelo blog de vcs, muito bom. Também vou criar um blog, mas mais no estilo “querido diário”, só pra dar notícias pro povo e não perder o costume de escrever.
    Eu vou pra Brighton, mas quando for passear por Londres aviso pra gente se conhecer e conversar. bjão

    • Legal que vai pra Brighton. Ainda não fomos pra lá, mas só ouvimos falar bem!
      Quando você chega?

      Beijo!

  • Olha, conforme a matrícula que fiz na escola meu curso começa dia 30/8, mas eu ainda não fiz a bendita (ou seria maldita) prova oral pelo skype pra avaliar o meu nível de inglês. Tenho que ainda solicitar o visto… ou seja, várias burocracias…
    Mas que vou enfrentar firme e forte e tenho certeza que vai dar tempo pra tudo!!Vcs fizeram a tal prova?
    bjs

    • Não fizemos essa prova, Larissa. A escola só nos exigiu um documento que comprovasse que tínhamos um nível intermediário, pelo menos. Depois disso fizemos uma prova via internet, mas somente escrita.

      Beijo

  • Oi Gente!! Tudo bem? Achei o blog de vcs assim, sem querer querendo sabe?rs
    Me formei em Jornalismo no fim de 2008, fui para SP, fiquei 5 meses e decidi que precisava melhorar meu inglês…aí, como tinha uma amiga que me receberia em Londres, acabei indo. Foi a melhor experiência da minha vida…tanto que foi muito doloroso voltar…rs, de verdade. Cheguei em fevereiro e já penso na volta. Mas ai tenho algumas questões, por exemplo… a minha rotina em London era praticamente de turista, pois só estudei,não trabalhei ( meu visto era de turista,fui para ficar 3 meses). Outra coisa, ainda não acho o meu inglês suficientemente bom para trabalhar como jornalista aí. E tem também a questão de quase não ter experiência profissional. Vcs acham que valeria a pena arriscar e voltar pra London? Vcs falaram desses jornais feitos por brasileiros para brasileiros e me animei um pouco. Enfim…queria um conselho mesmo de jornalistas brasileiros em Londres…rs. Obrigada, parabéns pelo blog e boa sorte para vcs nessa jornada!

    • Olá, Leticia! Tudo bem?

      Eu acho que sempre vale a pena arriscar vir para cá. No entanto, não conte com os veículos brasileiros, pois apesar de todos fazerem trabalhos bem bacanas muitas vezes eles não podem pagar. A gente faz mais como experiência e porque gosta mesmo, mas não ganhamos para isso!

      Sempre que quiser nos escreva, ok?

      Se quiser saber mais coisas sobre jornalismo, manda um email par nós: contato@praveremlondres.com ou praveremlondres@gmail.com

      Beijos e boa sorte,
      Natasha e João.

  • se precisar de help com algum texto, tô em nottingham, robin hood’s land e sou redatora ; P mas também me contento em ser uma boa leitora desse blog fofo: leve, informativo, útil – qualidades raras, e ainda mais raras juntas.

    • Oi, Josi!

      Obrigada pelos elogios e também por se colocar à  disposição para escrever no blog! ;)
      Pode deixar que gritamos. hehehe
      Nos próximos dias passaremos de novo por algumas mudancinhas (boas!) e então tá tudo meio bagunçado aqui na nossa redação. hehehe
      Mas eu te aviso qualquer coisa, viu?!

      Beijooo

      Ps: Quando vier pra London avisa; vamos marcar uma pint!

  • Ola!
    Eu queria saber se eu posso trabalha em londres
    tenho 17 anos Tenho o Basico do ingles
    i Si posso viajar sosinho
    Obriigado
    aguardo respostas

  • OLA “GALERA”

    PARABENS PELO BLOG, A NOVA “CARA” FICOU MARAVILHOSO
    ESTOU ACOMPANHANDO , NAO FAÇO COMENTARIOS , MAS ESTOU TORCENDO MUITO PORVCS
    BEIJOS

  • Oi pessoal. Estou indo pra Escócia em Setembro. A princípio vou pra aprimorar o inglês, com o visto de turista, e fico até Dezembro.
    Acontece que eu quero tentar um mestrado na Universidade de Edinburgh, vocês acham que isso é possível?

    Quanto a Edinburgh, é mais barato que Londres?

    Abraço e parabéns pelo blog.

  • Sempre ajuda, João.
    Como fico até Dezembro, vou incomodar por bolsa. Minha área é história e vi que eles tem muitas linhas de pesquisa. Na verdade, vou incomodar pela Europa inteira, rsrs

    Estive olhando preços no site de um supermercado em Edinburgh e não achei muito caro.

    Depois que estiver lá escrevo aqui minhas impressões.

    Abs

  • Pessoal
    Pelo que li neste post vocês etrabalham em casa, então como é que fazem uma co-relação com as horas de trabalho permitidas?
    Pela qualidade das matérias de vocês, não pensam em voltar ao Brasil?
    Abraços e parabéns pelo blog

  • Olá Pessoal, adorei ler a reportagem de vocês sobre empregos em Londres.
    Fechei um curso de inglês para inicio em Novembro deste ano – 2010.
    Trabalho atualmente em uma multinacional no Brasil, sou Engenheira Agronoma, mas nao me sinto motivada. Morei nos EUA por um tempo e me sinto completamente atraida pelo mundo, portando estou deixando a companhia para me aventurar por Londres.
    O problema sao as 10 horas de trabalho, como pude ler, existe a chance de trabalhar mais que isto, o que me alivia e muito, pois com 10 horas semanais acredito que eu nao pagaria nem mesmo meu aluguel. É mesmo viável ir para Londres com visto de estudante, é fácil sobreviver? Pois estou com um frio na barriga muito grande.
    Gostaria imensamente de saber locais de moradia, se vocês souberem, por favor!!! Pois as casais estudantis que me ofereceram do Brasil sao muito mais caras que o valor que vocês informaram no Blog.
    No mais, muitissimo Obrigada! Ler o que a Natasha escreveu sobre vc acreditar, é a melhor parte de tudo..
    Temos que acreditar!

    Obrigada!
    Um grande abraço

  • Quantas e quantas vezes ouco dizer de gente que coloca muita pilha nos outros pra vir pra Londres, e, quando finalmente chegam, se deparam com a dura realidade.

    Essa coisa de “vem e tenta” eh um absurdo.

    Essa conta de voces de “50 pounds” por mes para alimentacao NAO EXISTE.
    50 pounds por mes NAO EH SUFICIENTE nem para uma semana ( a menos que voce se alimente com o PIOR DO PIOR DO PIOR – ex: TESCO Value )

    Outra coisa absolutamente ridicula eh vir para Londres e viver numa vidinha de gueto brazuca (ter contato so com a comunidade brasileira, assistir tv do Brasil, etc all )

    Mais vale estar bem em seu proprio pais do que sofrer no pais dos outros, sinceramente.

    • Olá, Washington.

      Registramos aqui a nossa opinião sobre as coisas de Londres – e a forma como vivemos.

      A gente não come o pior do pior, mas compra os produtos da marca do mercado que frequentamos sim e economizamos MUITO com isso.
      Os produtos podem não ser os melhores do mundo, mas te garanto que a gente vive bem – e desse jeito barato mesmo.

      Concordo com você que vir para cá para viver apenas com brasileiros não é legal, mas também acho que amizades com pessoas com objetivos parecidos com os nossos é legal, e as vezes essas pessoas são brasileiras!

      Não quis sugerir que as pessoas venham para cá sem planejamento ao dizer “vem e tenta”. Só acho que ninguém deve ficar preso a nenhum lugar apenas por medo de enfrentar o novo, o difícil. Acho que quem sonha e planeja realiza seu sonho.

  • Ola Natasha e João.
    Primeiramente parabens pelo maravilhoso blog.
    Estou indo para Londres com minha esposa, devemos chegar em Janeiro, sou engenheiro e empresario no Brasil, ela advogada, tenho 28 e ela 31 anos.
    Tenho o passaporte Italiano.
    Voces acham com a experiencia de vcs, que com o passaporte eu consiga com mais facilidades um emprego? Algo como um recepcionista de um hotel ou coisa do tipo (visto que tenho um hotel no Brasil – http://www.bahitihotel.com.br) e gostaria de ter experiencias novas.
    Estamos indo para estudar e ter experiencia de vivencia em outro pais, outras culturas e ideias.
    Tinha até estes dias quase certeza de ir para a Irlanda, mas me parece que em Londres esta melhor para quem é comunitario. Desde ja agradeço.
    Abraço Anderson.

  • Boa Noite!!! Estou procurando informações de Londres no Google e encontrei o sitre de vcs. Muito bom! Parbéns pela iniciativa!!! Pretendo ir para Londres depois do carnaval de 2011, e o que vi no site ajudou muito. Porém, tenho algumas perguntas e se fosse possível, gostaria de mais informações. A idéia inicial é ir para XXXXXX, pois uma prima mora lá há uns 10 anos. Acredito que seria mais fácil começar minha aventura por lá. Como meu inglês é sofrivel, quero me dedicar uns 3 meses somente aos estudos, para depois sim correr atrás de um emprego. Depois desses 3 meses, quero mochilar pela Inglaterra e depois pela Europa. Consegui minha cidadania italiana ano passado e meu passaporte fica pronto em breve. Minhas dúvidas são: existe emprego para quem não tenha um inglês fluente? Os albergues dai são frequentáveis? É seguro mochilar pela England? Assim que melhorar minha fala, quero trabalhar num país, conhecer sua historia, povo, cultura, juntar um trocado e ir para outro país, rodando a Europa toda. Pela experiência de vocês, isso seria looucura ou não? Mais uma vez, parabéns pela iniciativa do Blog e se puderem, aguardo o contato. Grande abraço.
    Pedro

  • A cidade é Bourthmouth. Abraço.

  • Olá Natasha, estou entrando pela primeira vez aqui no site de vocês pq tenho muito interesse em conhecer Londres no próximo ano e estou achando tudo de bom as informações de vocês.
    E não poderia deixar de falar a respeito do comentário acima.
    Como vc disse “ninguém deve ficar preso a nenhum lugar apenas por medo de enfrentar o novo, o difícil. Acho que quem sonha e planeja realiza seu sonho” Vc está coberta de razão e também acho que não há nada demais em ir para fora de seu país e viver “numa vidinha de gueto brazuca” se isso vai ter trazer experiências; pq sejam elas boas ou ruins é isso o que se leva da vida e pra mim quem tem medo de tentar e fracassar, sim, é que leva uma vida medíocre e sem grandes realizações.
    Ah e mais uma coisa não é: o pais dos outros e sim nosso mundo!!!!!

  • deal, baby : ) tá cada vez melhor o blog x

  • oi, esse valor já mudou? quanto estão gastando agora? esse valor é para duas pessoas ou uma? adorei o blog. parabéns/

    • Oi, Paula.

      O aluguel era o que pagávamos quando saímos de lá (outubro do ano passado). O nosso landlord ia aumentar o valor, mas você encontra apartamentos mais baratos que isso! Basta procurar bem! ;)
      Os preços das passagens de ônibus, metro, DLR e trem você encontra aqui: http://www.tfl.gov.uk/tickets/14312.aspx
      Os valores estão sempre atualizados.
      Alimentação: era isso que nós gastávamos. Mas isso varia muuuito de pessoa pra pessoa, né?! ;)

      Precisando de algo grite.

      Ficamos felizes por você ter gostado do blog.
      Continue nos acompanhando que ainda temos muitas coisas para postar!! ;)

      beijos,
      Natasha.

  • Olá casal!! Amei o site, parabéns aos dois!! Estou indo para Londres em abril, mas ainda na dúvida se devo tirar o visto ou não, pq só quero ficar em torno de 3 meses e várias pessoas disseram que é bem provável conseguir emprego por lá mesmo como estudante visitante. O que vcs perceberam sobre isso lá? Beijão e obrigada pelo blog.

  • Meu caro amigo João Guilherme,
    Boa noite. Sou jornalista e temos o blogravatv24horas.com.br. Gostaria de trocar ideias com você. Por favor, mande um e-mail para iniciarmos as conversações. Um grande abraço,
    Maurício Benassatto
    11-2979.2302
    gravatv@uol.com.br
    benassatto@uol.com.br
    Cel 7690.2522

  • Olá, João e Natasha.

    Parabéns pelo site de vocês. É muito legal. As dicas são ótimas! Isso porque os textos são muito claros e divertidos. Quase didáticos! rsrs…
    Encontrei o site de vocês por acaso. Vou fazer um curso de 2 meses em Londres e vou morar em Wimbledon…achei vocês quando eu “joguei no google” “LONDRES + WIMBLEDON”.
    Isso faz uns 15 dias e, de lá pra cá, sempre entro para conferir os posts.
    Sou advogado e vou praí para aprimorar o inglês. Porém, será a primeira vez em Londres! Primeira vez em Londres e com um inglês pre-intermidiate (com leves escorregões no “kids”!hehe…)

    Enfim, uma das inúmeras perguntas que eu quero fazer para vocês é: Como é se beneficia dos valores e descontos para estudante? Para ter o tal Oyster Card?
    Sou pós-graduando aqui no Brasil e tenho carteirinha de estudante,do Mackenzie, por exemplo. Essa carteirinha tem alguma validade em London?

    Bom, é isso. Agradeço a atenção de vocês e parabéns, mais uma vez!!!!!

    Um grande abraço.
    Jr.

    • Olá, Jr. Tudo bem?!

      Que bom que gostou do blog. Ficamos super felizes!!! =)

      Bom, depois que você chegar na escola pede para eles te darem um papel que contém seus dados de matrícula. Com ele você pode pedir seu Oyster de estudante.
      Se você falar na escola que quer isso eles já sabem o que têm que fazer! ;)
      Com o Oyster em mãos, você chega nas estações, pede para carregar x dias (ou semanas, ou meses) e eles já carregam com o desconto (pois o Oyster para estudante é diferente do “normal”).
      Não, essa carteirinha não vale em Londres. Você pode fazer uma carteirinha específica para estudante estrangeiro, mas eu confesso que não vejo muita necessidade. ;)

      Qualquer coisa grita.

      Beijos e boa viagem,
      Natasha.

  • Olá. Parabéns pelo blog! Ajuda muito! Tenho uma dúvida e gostaria da ajuda de vocês: Sou professora de Inglês aqui no Brasil, e trabalho com aulas online. Estou indo para Londres no ano que vem e me veio a dúvida: na hora de passar pela imigração, dizer que vou continuar trabalhando online ( e mantendo minha renda mensal)ajuda ou atrapalha? Ah, também não tenho muito como comprovar, pois são alunos particulares. Muito grata pela atenção, Milena.

    • Olá, Milena!

      Obrigada pelo seu comentário e seus elogios.
      Acho que você não precisa mencionar seu trabalho, não.
      Mostre que tem como se sustentar e pronto, entre tranquila! :)

      Qualquer dúvida nos escreva. Aqui ou no nosso email (praveremlondres@gmail.com).

      Um beijo,
      Natasha.

  • Olá,
    Estou indo para Londres em julho, para um curso profissional na minha área. O curso é de 1 semana, mas vou chegar 5 dias antes e ir embora 5 dias depois do curso. Tenho como usar o Oyster para estudante? Ou posso carregá-lo normal? Para duas semanas, quanto se carrega mais ou menos para usar o metrô? Vou usar praticamente só a zona 1, todo santo dia hehehe…
    Parabéns pelo blog,
    Abraços
    Erika

  • Se puder ajudar aqui segue um blog que encontrei de empregos para brasileiros em inglaterra http://jobsforbrazilians.blogspot.com

  • pretendo ir a londres em marco, meu ingles é pouquissimo. sera que consigo trabalhos informais do tipo garconete e afins com rapidez? pretendo comecar a trabalhar depois de 1 mes de curso la. obrigada e parabens pelas informações…

    • Se você não tem cidadania europeia e vai com visto de estudante a imigração não permite que você trabalhe legalmente. Como sempre dizemos, é claro que existem muitos brasileiros que trabalham na informalidade, mas a gente não apoia, pois sabemos dos riscos que eles correm (se a imigração pega eles são deportados e não podem mais voltar à Inglaterra).
      Mas, sim, você pode encontrar trabalho ilegal rapidamente. Porém, repito: a gente não acha que seja correto você optar por esse caminho pelos problemas que eles podem te trazer no futuro. Pense bem antes de tomar essa decisão, ok?!
      Qualquer coisa, estamos à disposição pra ajudar! ;)

  • Oi! Vcs ainda estão aí? Ou por quanto tempo ficaram? Tb tenho a possibilidade de trabalhar online de onde eu quiser e sou apaixonada pelo reino unido. Se eu quisesse fazer isso, o que vcs recomendariam pra hora de passar pela imigração? Dizer que estou indo passar férias? Me matriculo em um curso? (Já fiz 2 de 1 mês, em 2011 e 2012). Sei que, como turista, posso ficar aré 6 meses, certo? Mas qual a melhor opção pra não acharem que quero ficar ilegal (o que eu realmente NÃO quero) e roubar trabalho dos britânicos? Valeu pela ajuda!

    • Olá, Bruna! Tudo bem?

      O melhor mesmo, na minha opinião, é ter um curso para fazer e sair já do Brasil com visto de estudo para o tempo do curso. Foi o que fizemos. Nosso curso era de 6 meses, nosso visto nos permitia ficar seis meses.
      Porque apesar de teoricamente o visto de turista permitir seis meses, é muito tempo para turistar, certo? E você teria que ter comprovantes de que vai estar viajando, não poderia ter lugar fixo pra ficar. Acho complicado, sinceramente.
      Existem algumas escolas que não são muito caras e que, querendo ou não, podem agregar muito à sua temporada lá (falo por experiência própria). Além disso, o visto de estudante te permite múltiplas entradas. Ou seja, você poderia viajar tranquilamente pela Europa sem medo. :)
      Se quiser, podemos ajudá-la a encontrar uma escola. Qualquer coisa dá um grito.

      Beijos

    • Ops, esqueci de responder a primeira parte. hehe
      Não estamos mais em Londres. Ficamos seis meses em 2010.
      Mas pretendemos voltar logo. :)

  • Existe visto de estudante com direito a trabalhar sim – Tier 4, para quem vem fazer graduação, mestrado ou doutorado. O limite de trabalho é de 20h/semana. O Tier 4 dep. partner é permitido trabalhar e sem limite de horas por semana. Então, cônjuges, devidamente registrados podem trabalhar como qualquer londrino.

    • Obrigada pelo seu comentário, Ana. A gente falava em estudante não-universitário, mas sim de cursos de inglês (até porque confesso que não sabemos detalhes sobre outros vistos, já que entramos com o Tier 4 para estudo de inglês). Mas que bom saber disso. Fica registrado aqui. ;)

  • Olá João!! Tudo bem?!
    Queria muito a sua ajuda!!
    Na sua postagem vc mencionou que gastava 300 libras por mês de aluguel, que equivalem a 75 libras por semana. Sei que esse valor se refere ao ano de 2010 e já está desatualizado, mas você tem ideia de quanto seria esse valor hoje? Tenho pesquisado bastante sobre alugueis no site http://www.airbnb.com e não tenho encontrado nada por menos de 332 libras POR SEMANA!! Eu quero estudar inglês e quero muito morar em uma republica de estudantes, dividindo a casa com até 4 pessoas, pois além de ter mais liberdade, eu faria mas amigos e teria contato com diferentes culturas ( fato que me motivou ir para Londres).
    Acredito que esses sites, como o que comentei, devem ganhar alguma porcentagem encima do valor dos alugueis, fazendo com que eles tenham um valor mais elevado. Tb tenho receio de procurar no Gumtree.com pois muitos alertam que há muitos anúncios que são de má fé. Você saberia me dizer se existe algum site específico sobre alugueis em republica de estudantes. Tenho muitas dúvidas para tirar com vocês, principalmente em relação a que tipo de escola de inglês devo escolher, mas o que tem me preocupado bastante é a questão moradia, em todos os sentidos: valor, local, tipo…
    Muito obrigado por vocês fazerem esse blog ótimo, que tem uma linha bem leve e que agrada muito!!!

  • João, aproveitei a resposta ao Raphael rsrs.. estou indo daqui a 6 meses pra ficar 3 em Londres, também estou com dificuldade quanto acomodação, é meu segundo intercambio e estou fechando tudo por conta até levantei os valores em algumas agencias aqui no Brasil mas o valores não estão muito interessantes.
    Encontrei acomodações por 85/90 libras em residencia estudantil pelo http://www.cortisso.com/properties.html Raphael porque as 332 libras não fecharia de forma alguma rsrs.

    Abraço!

    Casal, parabéns pelo blog!
    Informações preciosas rsrs =)

  • Olá João,

    eu tenho procurado apartamentos em Londres, porem não encontrei nenhum na faixa de 300 a 500 como você mencionou, poderia indicar alguns sites onde posso encontrar os apartamentos nesta faixa de valor?

    Muito obrigado.

  • Olá João.
    Eu sou o Lucas tenho 22 anos, aqui no Brasil sou supervisor de vendas de uma rede de concessionárias agrícolas ( Case IH ).
    Uma amiga minha morava ai e está voltando para Londres daqui uns dias. Estarei indo com ela e gostaria de saber se tem alguns empregos para me indicar.
    Não me importo em qual área , mas seria interessante algo administrativo que é o que já faço ou algo de elétrica residencial que no caso tenho um pouco de experiência.

    Desde já agradeço a vocês a atenção e aguardo um retorno.

    Um abraço pra ti.
    lucas1992_@hotmail.com

  • OI joão. Ja estou morando em Londres com meu marido (Italiano). Estou fazendo a aplicação do visto daqui mesmo. Só que so deve sair de 2 a 6 meses, e em algumas semanas recebo uma carta da imigracao confirmando o direito de viver e trabalhar aqui. No entanto, esta muuuuuuito dificil pra ele sustentar nos dois por tanto tempo e estou procurando trabalho, e Rico desesperada porque não conheço brasileiros que trabalhem aqui. O que posso fazer?

    • Leticia* (o corretor fez isso rs)

    • Leticia, para começar você podia entrar nos grupos de brasileiros em Londres do Facebook.
      Lá tem muuuita gente com “anos de casa”, que com certeza podem te ajudar nesse começo – que normalmente é difícil. :)
      Além disso, pegue nas ruas os jornais e revistas escritos para brasileiros. Neles você também pode encontrar oportunidades.
      Espero ter ajudado!
      Boa sorte.
      Beijos,
      Nah e João.

  • Natasha e/ou Joao

    Eu aqui no Brasil trabalho em regime de embarque. Então em tese posso morar em qualquer lugar.
    Sera que a imigração encrencaria com o “entra e sai”? Exemplo eu trabalho 14 dias e tenho 21 de folga.
    Minha ideia seria passar uma temporada nesse vai e vem.
    Vale destacar que eu estaria indo a Londres gastar e não tirar emprego de ninguém. Sera que isso ajudaria a aceitação na imigração?

    obrigado !

    • Puxa, Guilherme, que pergunta difícil. hehe
      Nunca vi um caso como o seu, mas o importante é ter visto válido. Se for de turista, seis meses, por exemplo, na teoria não seria um problema ficar indo e vindo nesse período, mas confesso que não sei responder com 100% de certeza sua pergunta porque realmente é um caso diferente de tudo que já vimos.
      Minha sugestão: vasculha o site do Home Office – https://www.gov.uk/government/organisations/home-office
      Lá tem tudo sobre os vistos. ;)
      Boa sorte!
      Abraço

  • vcs sao top!!

    • <3 Obrigada, querida.

LEAVE A COMMENT