EDITORIAS
Boas histórias de viagem por um casal de jornalistas
 

Um pouquinho (ou poucão) do Brasil em Londres

Tem gente que vem para cá e só quer saber de viver a vida nova. Prefere se adaptar à cultura local e deixar pra sentir saudade só do colo da mãe (e do pai, é claro!), do abraço dos amigos, do calor tropical e dos programas que estava acostumado a fazer na terra natal.

Outros, porém, trazem tudo na mala: a saudade do povo, da comida, dos cheirinhos, das cores, enfiiim, de tudo mesmo que representa o Brasil ou sua província (ai, a terra das araucárias…). E para esses tudo o que lembra o nosso País serve como um pequeno conforto.

Como lembrar do Brasil estando aqui

Ontem, andei meio sem rumo nas ruas de Bayswater (uma região que ainda não conhecia, mas que gostei muito). Logo depois que saí da estação de metrô, dei de cara com uma bandeirinha do Brasil na porta de uma loja. Resolvi entrar.

Lá, a primeira coisa que vi foi uma geladeira cheia de latinhas de Guaraná Antártica (o orginal do Brasil, como eles dizem). Mas elas não eram do mesmo tamanho das que vemos nas geladeiras brasileiras, ela era menor, seguindo os padrões londrinos, e custava 79 pences – o que corresponde o nosso “centavo”!

Quando contei ao João que tinha comprado um Guaraná para refrescar a garganta, ele olhou pra mim e disse: “mas você nem gosta de Guaranᔝ. A frase dele faz sentido, já que estando em Curitiba não troco uma Coca com limão e gelo por um Guaraná, mas para mim aquele simples refrigerante trouxe à  mente memórias que eu nem lembrava que existiam… Foi bom!

Saindo de lá, continuei a caminhada. De longe, avistei um “Casa Brasil“. Sozinha, resolvi entrar. Aquilo lá é o paraíso para o brazuca saudoso. Tinha goiabada, paçoquinha, Passatempo recheada, Nescau, cuia, bomba, erva de chimarrão, esmaltes Colorama e Risqué, Havaianas de todos os modelos, bandeirinhas para torcer para a seleção, camisetas, picanha, alcatra… TUDO! (Só faltou a raquete de frescobol, que continuamos procurando.)

Saí de lá com um “chifre” (espécie de cuia, mas para tomar tererê), erva para tererê, bomba e alguns bombons de presente pro namorado que tinha ido pra aula!

(Como o passeio era despretensioso, nem câmera levei. Peço perdão pela falta de fotos!)

Bares

Mas não é só mercados e lojinhas brasileiras que você encontra por aqui. Para os cansados dos pubs londrinos (isso é possível?!), existem muitos botecos bem brazucas, como Guanabara, Coco Bamboo (adoro esse nome. hehe), Canecão e outros tantos. A gente só foi ao Coco Bamboo, mas só para ver um jogo do Brasil, então não podemos falar muito. No entanto, o que queremos dizer é que você não precisa se preocupar com a saudade musical do Brasil. Você vai encontrar um lugar para curtir o que curte no bom e velho português.

Veículos de comunicação

Outra coisa bem impressionante por aqui é a quantidade de veículos de comunicação voltados para a comunidade brasileira. Como contamos no último post, hoje somos parceiros da Revista Real e da Revista Leros. Mas, além delas, nas ruas de Londres você encontra também o jornal Brazilian News, o Classihomes, alguns jornais de igreja e a revista Jungle Drums (bilíngue). Esses são apenas os que nós conhecemos; pode ser que tenham outros mais.

Festival Brasil e Brazilian Day

Além disso tudo, entre junho e setembro Londres é palco do Festival Brasil, promovido pelo HSBC e que traz à capital inglesa diversas atrações culturais com cara de Brasil, como Mart’nália, Arnaldo Antunes e Maria Bethânia.

Quase três meses de atrações brazucas no Festival Brazil, promovido pelo HSBC

Quase três meses de atrações brazucas no Festival Brazil, promovido pelo HSBC

Por último, dia 31 de julho é Brazilan Day in London. Na data, César Menotti e Fabiano e Fundo de Quintal são as principais atrações de um evento que promete reunir milhares de brasileiros que vivem por aqui e quer durará o dia todo, como você confere aqui.

Nosso objetivo com esse post é encorajá-lo a vir para cá se o problema for “ah, mas eu vou sentir tanta falta das coisas daqui…”. Vai nada! Quase tudo o que você gosta por aí, tem aqui também – menos as pessoas importantes, é claro, mas a experiência que você vai ter no período que ficar aqui só fortalece grandes amores e faz a saudade ser só mais um ingrediente para apimentar a vida por aqui (eu garanto que nesse quesito minha vidinha tem bastante pimenta…).

Pais e irmãos fazem MUITA falta, mas o Skype ajuda a nos manter sempre juntos! Meus amores!

Pais e irmãos fazem MUITA falta, mas o Skype ajuda a nos manter sempre juntos! Meus amores!

Um beijo e até o próximo post,

Nah.

Dê vida ao Pra Ver em Londres. Comente!

Written by

Jornalista, autora do Pra Ver Em Londres e empreendedora digital. Sou completamente apaixonada por Londres e um dos meus maiores vícios é falar sobre a cidade com quem estiver interessado. Um dos meus objetivos de vida é ajudar as pessoas que querem viajar mais e melhor gastando menos reunindo aqui minhas dicas pessoais de viagem. Tenho sempre cinco livros na cabeceira da cama e milhões de destinos na cabeça. Sou sonhadora por natureza.

Latest comments
  • Filha – acabei de ler e me emocionei com esse post (para não dizer com todos).
    Alguém já disse um dia que “O mundo é uma aldeia”.
    Mesmo longe, milhares de milhas, você pode sentir o gosto da nossa amada Pátria.
    Viva o Brasil! Deus proteja vocês onde quer que se encontrem e mantenham sempre acesa a chama do amor à  Pátria e aos seus! Beijos enormes da mãe que os ama muito.

    • Falou e disse, mamadi! hehehe

      Amamos tbm. =)

      Beijos

  • Nahh!! Adoreeeeei o post!
    Que delícia andar por ai, sozinha, por um lugar que não conheçe!!! Eu sou super fã desses programas!!

    Eu me lembro da sensação de quando tomei um guaraná durante o meu intercambio… hehehe engraçado que eu nem tomo refri, mas depois de 8 meses longe de casa, eu não tive como resistir… hehehe

    E pára tudo que vai ter tantas atrações brasileiras durante 3 meses ai em Londres?
    Que delícia ir num show da Martn’alia aiiii!!!
    Aproveita tuuuudo e continua contando pra gente, hein?

    Beijoss

    • Que bom que gostou, amiga!! =)

      Pois é… é meio que inexplicável a sensação de tomar um Guaraná por aqui! hehe
      Pode deixar que contaremos tudo sobre o que fizermos por aqui. Seeempre! hehehe

      Beijos saudosos.

  • Olá, Tudo bem Nath e João?

    Sou administrador do Se Pluga no Mundo, e gostaria de avisá-los que o link do Clisshomes, não está funcionando, possivelmente, por que tem dois URLs para a mesma palavra. Dá um olhada! Aproveitando, gostaria também de parabenizá-los pelo Blog, sempre acompanho vocês!

    Sucesso nesta nova empreitada!
    Abraços!

    • João

      Valeu por avisar, Cidilan!
      Já está arrumado.

      Abraço,

      João e Natasha

  • Oi, Nah e João

    Esse post me fez lembrar da pequena temporada minha na casa do meu irmão em Michigan. Mesmo ficando um mês por lá, senti falta das comidas do nosso Brasilzão e eis que fomos até uma dessas lojas de produtos tipicamente da terrinha, numa cidadezinha ali perto…chamada Ann Arbor!

    Eita, como disse no twitter…o “Pra ver em Londres” tá com tudo mesmo!
    Continuem assim.

    Abraço,

    Douglas

  • maravilhoso skype diminuindo as distancias, e adorei a parte do guarana hehehe

  • Amiga, esse post ficou simplesmente excelente!!!!!!

    Eu amei!!!!!!

    Tbm tô achando que minha vida tá bem apimentada no quesito saudade, viu?!?

    Sorte, sempre!!!!!

    Ps: o blog virou minha página inicial…. :)

    • Eeeeee, obrigada, Thatali!!! =)

      Pois é, você é uma das pessoas que sempre põe mais pimenta na minha vida saudosa. eheheh.

      AMO-TE!

      Vem me ver, sua gastadeira. hahaha

      Beeeijo

LEAVE A COMMENT