Um passeio pelo Regent’s Canal

Lembra daquele jogo sem sal Brasil x Portugal, sexta passada? Então, a gente assistiu no Coco Bamboo, com uma amiga da escola e seus amigos. Como fãs do futebol que somos, o fim em zero a zero nos desanimou um bocado e a gente resolveu ir embora logo depois do apito final mesmo, sem prolongar nossa estada no bar.

Mas o Coco fica em um lugar sobre o qual já falamos aqui e de onde gostamos muito: Camden Town. Naquele dia, resolvemos ir embora pelo canal que passa por lá e que mal sabíamos onde dava…

Um rolê na beira do rio

Logo que começamos nossa caminhada pelo canal, vimos que ele prometia ser surpreendente, já que além das casas-barco (que eu acho um chaaalme), uma infinidade de outras pequenas coisas chamam a atenção: os patinhos filhotes sendo alimentados pelas patinhas mães; as pessoas se exercitando com uma corrida por ali; as flores que circundam aquelas vias… enfim, tudo era motivo para: “olha que legal isso”, “olha que legal aquilo”.

Caminhar por esse canal é sentir uma energia muito boa. Natureza, liberdade, felicidade!
Caminhar por esse canal é sentir uma energia muito boa. Natureza, liberdade, felicidade!

Mas a gente nem chegou a pensar que fosse ser tão legal esse nosso passeio que apareceu do nada. Estávamos andando sem lenço e sem documento quando vimos que o nome do canal era Regent’s. Ou seja, ele daria em um dos principais parques da cidade, o Regent’s Park. Pensamos “ah, legal, subimos pelo Regent’s e de lá vamos pra casa”.

Só que quando chegamos no parque vimos que o canal continuava e parecia que ia ficar ainda mais emocionante nos próximos metros, já que uma placa dizia: “Little Venice x milhas” (não consigo lembrar quantas milhas eram, mas, o que importa, é que decidimos continuar a caminhada).

Conversando, rindo e tomando uma cervejinha, fomos em busca da tal pequena Veneza. Poucos passos depois da placa, fomos parados por um negão rasta que nos pediu “fogo”. Como não somos fumantes, não pudemos atender o pedido dele, mas isso não impediu que começássemos ali uma nova amizade. O cara vinha de Barbados e estava com uma espanhola que fazia capoeira e falava português – uma fofa. Conversamos bastante. Sobre Brasil, futebol, capoeira e mais um monte de coisas da vida, trocamos telefones e continuamos a caminhar. Hoje vamos ligar para o Isaac! =)

Pausa para comentários: isso é muito legal em Londres. As pessoas simplesmente conversam com você, mesmo sem te conhecer. Apesar de os incidentes (como o atraso de um ônibus) ainda serem o principal motivo de uma “nova amizade”, às vezes do nada chega um cara, se apresenta, te oferece uma cerveja e vocês trocam ideias bacanas (isso aconteceu com a gente um fim de semana desses, em um festival pequeno que fomos).

Little Venice?

As casas em volta do canal foram se tornando mais pomposas ao longo da caminhada, e as casas-barco se tornaram mais frequentes. Era possível notar que estávamos em uma região mais nobre de Londres. E a tal da Little Venice nunca chegava. Caminhamos uns bons 15 minutos até darmos em um ponto em que era preciso voltar ao mundo real (subir as escadas, para fora do canal) para seguir o rumo.

Bandeira da Inglaterra na janela do prédio comprova: eles ainda estavam na Copa. =/ Poucos dias depois, tomaram um pau da Alemanha e deram adeus à disputa.
Bandeira da Inglaterra na janela do prédio comprova: eles ainda estavam na Copa. =/ Poucos dias depois, tomaram um pau da Alemanha e deram adeus à disputa.

Nessa hora aí o João ficou meio decepcionado. “Tá, mas a gente não passou pela Little Venice. Vamos olhar na placa, namo. Fato, não passamos por lá, vamos continuar em busca da vitória” (meio que inventei esse diálogo para dar mais emoção, mas foi assim mesmo…).

Andamos mais um pouco e…. pimba: Little Venice. Mas, sinceramente, não tinha nada de diferente. Era bonito, mas como todo o resto do trajeto, nada de muito diferente, nenhuma gôndola carregando um casal apaixonado ou coisa do gênero.

Quando resolvemos que finalmente era hora de procurar um rumo de volta para Clapton, enxergamos uma placa que dizia: Jardim de Rembrandt. Vamo aí, né?

Rosas, rosas, rosas

E esse foi o fim da nossa caminhada pelo Regent’s Canal. Um jardim cheio de rosas de diferentes cores e, principalmente, cheiros. Foi bom demais. Deitamos na grama, curtimos o céu azul e o calorzinho, conversamos, nos abraçamos e, mais uma vez, tivemos certeza que estamos no lugar certo… =)

Delícia de jardim para encerrar um passeio mais delícia ainda.
Delícia de jardim para encerrar um passeio mais delícia ainda.
O verde e o amarelo são as cores que a gente pinta no coração! :)
O verde e o amarelo são as cores que a gente pinta no coração! :)

Como turista, pode ser que você nunca ouça falar do tal Regent’s Canal. Mas fica a dica: um passeio por lá, despretensioso, pode ser um ótimo programa. Que tal?!

A nossa sugestão é sair cedo de casa/hotel/hostel ou afim, passear por Camden (Northern Line – preta!) e, depois, descer a escadinha do mercado de rua e rodar pelo Canal. Sei que a explicação não foi das mais detalhadas, mas você vai se achar. Pode ter certeza! ;)

Um beijo e até o próximo post,

Nah.

Dê vida ao Pra Ver no Mundo. Comente!

Parceiros

Booking.com

Siga-nos

16 thoughts on “Um passeio pelo Regent’s Canal

  1. Oiii, to aki acompanhando vcs mais uma vez!! melhor blog sobre londres q encontrei….
    ja li posts sobre transporte, emprego e mais…agora soh acho q tah faltando uma coisa rsrsr….os pubs e as baladas da iii…me falaram q o povo ai de londres eh tudo loka…q as meninas sao todas meio sem nocao…eh verdade isso mesmo ?? e se vcs indicam alguma balada ou pub….to indo agora em julho…adoraria uma dica…
    parabens pelo blog
    beijos

    1. Oi, Bruna! Tudo bem?

      Desculpa pela demora em te responder, mas viajamos ontem (logo logo tem post no blog sobre nossa escapadinha) e ficamos offline nesses dias. hehe

      Vamos preparar um post sobre baladas, ok?
      Assim, “respondemos” com mais calma seu comentário e aproveitamos para dar dicas a todos os nossos leitores! ;)

      Quando você chega??
      Avisa a gente; vamos nos encontrar!!! =)

      Beijos,
      Nah e João.

  2. Realmente vc tem toda razão, tenho uma irmã que mora em frente ao canal chamado pelos visitantes de Pequena Veneza e tem uma época do ano que os barcos saem enfileirados e todos enfeitados.Ela diz que é lindo demais!!!
    Bjs,

  3. Esta festa no little Venice em londres acontece todo dia 01 de maio.
    Ja vi barco passando todo a carater de titanic!!!show!
    Muitas barraquinhas vendendo artesanato,e produtos de beleza artesanais.eh o dia todo.
    Abracos

  4. Adorando….vc sabe se é possível fazer este passeio de barco? Vou me hospedar em Gloucester Place, ao lado do Parque, será melhor fazer o passeio em qual sentido, Candem- Regent’s park ou ao contrário?

    1. Olá, Amélia! Tudo bem?

      Que bom que gostou do post. Ficamos felizes em saber. :)
      Sim, é possível fazer o passeio de barco. A empresa London Waterbus oferece esse serviço. No site deles (http://londonwaterbus.com/) você encontra todas as informações.
      Como nunca fizemos o passeio assim não posso garantir se é bacana, mas não custa experimentar, né?! :)

      Sinceramente, acho que não faz muito diferença o sentido que se percorra. O importante é fazer o passeio. Vale muito a pena MESMO.

      Precisando de qualquer coisa estamos à disposição.

      Beijos,
      Nah.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Recentes

Primeiros dias em Bolonha em fotos e relatos

Nossos primeiros 15 dias em Bolonha nos fizeram entender por que a cidade é chamada de “a gorda, a vermelha e a erudita” e também serviram para a gente se encantar por diversos aspectos desse tesouro italiano. Vem descobrir do que eu tô falando!

Leia mais

NATASHA & JOÃO

Em 2010 fomos fazer um intercâmbio em Londres e lá nasceu o blog. De lá pra cá muita coisa mudou, menos a nossa vontade de explorar o mundo.

Assine nossa newsletter e receba dicas em primeira mão!