4 cervejas de Londres que você precisa conhecer

Que a gente curte muito uma boa cerveja você já deve estar careca de saber, né? Já fizemos vários posts sobre pubs (estão todos reunidos neste link), volta e meia aparece por aqui foto da gente segurando uma cerveja nas mãos, falamos de cerveja o tempo todo… enfim, provas de que somos “cervejeiros de carteirinha” não faltam.

Ei, gente, Nah na área! =D Escolhi essa foto não pelo marido mais lindo do mundo, JURO, mas porque o doguinho que o João falou tá aí. Achou? :)

Bebendo boas birras em Milano, no incrível Birrificio Lambrate (post aqui. Leia que vale a pena. É uma dicona!)

Draft House

E em Londres, a Draft House tem seeempre boas cervejas pra saborear… Olha o post aqui!

*Spoiler alert: vem novidade cervejeira por aí. Aguarde e verás. huhuhu*

Por isso, depois de produzir uma série de posts sobre cervejas inglesas para o incrível blog Entretenha-me (da minha amiga Thalita Uba, que escreveu para a gente a série “Act like a local” – tudo aqui!), pensei que devia trazer as indicações de lá pra cá. Quem mais além de você que tá sempre por aqui merece dicas tão boas? :)

As escolhidas foram quatro delicinhas que são presenças constantes na nossa geladeira – e que também estão entre as nossas escolhidas nos pubs (as provas estão nas fotos, que, como você vai ver, foram retiradas dos nossos perfis no Instagram).

A boa notícia é que dá para encontrá-las no Brasil também. Ou seja, são excelentes pedidas para quem está em Londres (e vai encontrá-las por uma bagatela!) e também para quem está planejando visitar a cidade logo (pra começar a se sentir na cidade mesmo de sair do nosso país).

Bora saber quais são as selecionadas?

London Pride: como não se orgulhar?

Inicio apresentando uma das cervejas mais clássicas de Londres (talvez A mais clássica), que pode não ser a melhor da cervejaria que a produz (Fuller’s), mas que com certeza faz por merecer toda sua pompa: a London Pride.

Home is where your heart is. #london #londonpride #beer #cerveja #europa #eurotrip

A photo posted by Natasha Schiebel (@nah_schiebel) on

Descrevo-a assim… Com uma London Pride na mesa (e já servida no copo – que não pode ser de requeijão, por favor!), feche os olhos e se imagine em um antigo pub no subúrbio de Londres. Lá pela zona 4, 5. Isso, um pub em que o dono sabe de cabeça qual “pint” você vai pedir e até mesmo quantas pints vai beber em uma hora.

Tipo no nosso “local pub”, em Blackheath…

Imagine a sua London Pride chegando, com dois dedos de uma espuma branquinha. Aproxime o copo da sua boca e, antes de beber, sinta os aromas de lúpulo floral (variedades Target, Challenger e Northdown, de acordo com a própria cervejaria), frutado e caramelado.

Dê o primeiro gole ainda de olhos fechados e procure sentir no paladar o caramelo e o delicioso armagor frutado que fica na boca. Hummm…

Feels like home!

A photo posted by Joao Guilherme Brotto (@joao_brotto) on

Chegou a hora de abrir os olhos e apreciar sua cor acobreada e saborear golinho por golinho o orgulho de Londres! Bom demais, né?

Apesar de ser uma cerveja não muito encorpada (eu costumo preferir as “gostosonas”), a London Pride tem uma ótima drinkability (conceito subjetivo que mede quanto a cerveja é “bebível” e agradável ao paladar) justamente por não ser tão enjoativa, e o final amargo saboroso vai te conquistar.

Como uma boa cerveja de pub, a London Pride harmoniza bem com salsichas, linguiça, grelhados e costelinhas. Tudo muito light, né? =D

Agora é com você!

Experimente o orgulho de Londres, escolha bem o acompanhamento e se torne um fã dela e da marca. Por falar em marca, três comentários:

– Fizemos o tour pela cervejaria, que fica em Chiswick, e ADORAMOS. O post ainda está fermentando, mas logo sai dessa torneira de chopp aqui. hehe Olha o caminhão que vimos saindo de lá:       

Uma missão de vida! Valeu por mais essa, London! Te vejo logo! #fullers #londonpride #madeoflondon A photo posted by Joao Guilherme Brotto (@joao_brotto) on

EUQUERO! =D

– Sugiro uma visita ao site da Fuller’s, para você conhecer as outras cervejas produzidas por eles – a London Porter muito me agrada).

– O Facebook deles é cheio de conteúdo bacana. Clique aqui para curtir a página e ficar de olho.

Matando a saudade #londonpride #fullers #pint #beer

A photo posted by Joao Guilherme Brotto (@joao_brotto) on

Young’s Special London Ale: uma “Real Ale” especial

No final da década de 1960, iniciou-se no Reino Unido um movimento independente e sem fins lucrativos chamado CAMRA – Campaign for Real Ale (Campanha pela Autêntica Ale – clique aqui para conhecer), que nada mais era do que uma forma de protesto contra a diminuição da qualidade das cervejas britânicas da época.

O CAMRA lutava não apenas pelas cervejas, mas também pela cultura dos pubs, dos pequenos produtores e dos direitos dos consumidores. Os anos se passaram, o CAMRA cresceu e continua apresentando aos consumidores as verdadeiras Ales, aquelas que são produzidas com ingredientes de qualidade, passam por processos de fermentação em boa parte naturais e que preservam as características tão importantes desse estilo de cerveja tipicamente britânico.

E é uma “real Ale” a minha segunda indicação de cerveja londrina que você precisa beber. Estou falando da Young’s Special London Ale.

Bastou um gole para a Special London Ale me conquistar.

Bastante maltada, mas também com boa quantidade de lúpulo, ela é o equilíbrio (quase) perfeito em termos de cerveja. Com um aroma delicioso (que não sei descrever, experimenta para entender!) e sabor frutado, ela vai te conquistar, não tenho dúvidas disso.

O teor alcoólico é de 6,4% e oficialmente a Special London Ale é descrita como encorpada, macia, levemente condimentada e complexa.

Vai uma aí? :) 

Já provamos outros rótulos da Young’s e recomendo demais a Double Chocolate Stout. Conheça o site oficial (aqui) e curta a página no Facebook (aqui) para ficar por dentro de tudo o que rola na cervejaria.

Stout feita com Cadbury. Mil pontos na escala de amor da melhor das mulheres. Te amo @nah_schiebel A photo posted by Joao Guilherme Brotto (@joao_brotto) on

Meantime Chocolate Porter: pra passar o inverno feliz

Há alguns anos, bastava o friozinho chegar para eu trocar uma cerveja por um vinho. Achava eu que cerveja era só para o calor. Ai que boba. hihi

Isso mudou quando eu descobri que o mundo das birras ia bem além de Pilsen e Lager. E, ah, que mudança…

Hoje na minha taça, amanhã no Entretenha-me! Cheers! #beer #meantime #chocolateporter

A photo posted by Natasha Schiebel (@nah_schiebel) on

Claro que não abandonei os bons vinhos Malbec, Cabernet Sauvignon e outros tantos tintos da vida, mas juntei a eles excelentes cervejas tipo Porter, Stout, Dunkel, etc. Afinal, uma cervejinha escura também esquenta, minha gente. =D

E Londres, como uma terrinha conhecida por ser gelada, possui ótimos exemplares de cervejas aquece-corpitcho. Caso da minha terceira sugestão, a Meantime Chocolate Porter.

Logo de cara, ao derrubar os primeiros “mls” na minha tulipa, encantei-me com o aroma dessa cerveja. Sério. É sensacional e difícil de descrever. Senti bastante o aroma característico do chocolate amargo, mas também os maltes torrados clássicos de uma boa Porter.

Essa é pra você, vó! A photo posted by Joao Guilherme Brotto (@joao_brotto) on

No primeiro gole, foi essa deliciosa combinação de malte torrado + chocolate amargo que me conquistou e me fez entender por que essa cerveja já foi premiada em grandes competições – como o a International Beer Competition de 2005 (quando levou pra casa a medalha de bronze).

Dizem os experts que a Chocolate Porter da Meantime possui notas pronunciadas de baunilha que fundem o malte ao chocolate, deixando uma sensação sedosa e reconfortante ao paladar. A parte da baunilha eu confesso que não senti, mas a suavidade dessa cerveja, que proporciona a sensação descrita acima, é realmente impressionante.

Harmoniza bem com caçarolas, carnes assadas e comida mexicana, e vai muito bem com sobremesas de frutas ou pudins. Dá para imaginá-la combinando com um brownie caprichado ou um petit gateau bem feitinho. Ô, delícia! <3

Meantime Chocolate Porter: taqueospa que #cerveja boa. Vindo direto da fonte, então, melhor ainda. Ai, #Londres… <3

A photo posted by Natasha Schiebel (@nah_schiebel) on

Pois é, eu sei, é incrível demais. Mas, ó, não é cerveja pra tomar porre, viu? Dá pra dizer “um é pouco, dois é bom, três é demais!”. E não tô falando isso por causa do teor alcoólico, não, os 6,5% não são impeditivos para repetir a dose, mas é que essa combinação, apesar de deliciosa, pode enjoar se consumida em excesso.

Lembre-se disso antes de sair bebendo todas pra depois não vir me xingar. Não é à toa que muitas cervejarias adotam o lema “beba menos e beba melhor” – e a gente também, aliás. :)

Fuller’s London Black Stout: embarque sem medo!

Londres é uma cidade de muitos ícones. Nem é preciso conhecer a cidade pessoalmente para saber que existe um tal Big Ben, que na beira do seu imponente Rio Tâmisa há uma roda gigante que apresenta uma bela vista da cidade, que tem uma Rainha que “comanda” tudo por lá há mais de 60 anos, etc. etc. etc.

E dentre tantos símbolos, os do transporte também são reconhecíveis. Quem nunca viu o logo do metrô da cidade? Ou, então, não assistiu Notting Hill e de cara reconheceu os ônibus vermelhos de dois andares? Junto a eles existe ainda o black cab, táxi característico da cidade que circula mostrando que TUDO naquela cidade é peculiar, é único.

E foi justamente para homenagear esse último ícone, o black cab, que em 2011 a cervejaria Fuller’s (a mesma que produz a London Pride) lançou a London Black Stout, cerveja “made in London” que encerra as recomendações de hoje.

The perfect taste. #fullers #blackcab #stout #london #praveremlondres A photo posted by Joao Guilherme Brotto (@joao_brotto) on

Confesso que foi uma escolha difícil, porque “a terra da Rainha” oferece muitas boas cervejas, mas bastou um gole dessa belezinha para eu ter certeza que não podia deixar de apresentá-la…

A humilhação já começa pelo rótulo. Além do táxi, que dá nome à cerveja, dá para identificar London Eye, Big Ben, St. Paul’s Cathedral e até o Pepinão (The Gerkin) no fundo.

Aí você abre a garrafa, serve seu copo (se for sua English Pint, melhor) e a experiência começa. Com uma boa formação de espuma, uma cor bem escura e um aroma delicioso, essa dry stout da Fuller’s no copo lembra muito a clássica Guinness – aliás, houve até quem dissesse (Chris Hall, da revista Rum & Reviews) que a Fuller’s London Black Cab Stout seria o motivo para você deixar de beber Guinness. JURO. Clique aqui para ler.

E quer saber? A gente assina embaixo! :)

O júri técnico apresenta as seguintes informações sobre ela:

  • Teor alcoólico: 4,5%
  • Elaborada com cinco tipos diferentes de malte: Ale Malt, Imperial Malt, Crystal, Chocolate Malt e malte de aveia
  • Os lúpulos utilizados foram os ingleses Fuggles e Goldings
  • Seu final é seco

Como apreciadora, eu digo: que cerveja boa! Quando a saboreamos pela primeira vez, tínhamos comprado apenas uma garrafa e ficamos na vontade de mais umas três. PELO MENOS! =D

Essa é uma daquelas cervejas que tem tudo na medida certa, sabe? Amargor, toque de café, toque de chocolate… é tudo bem equilibrado. Como se não bastasse, ela ainda é linda. Uma garrafa pra guardar na estante e admirar sempre que se quiser pensar em uma boa stout que venha de Londres. Um táxi para embarcar sem medo!

Pra beber em Londres e em qualquer lugar do mundo

London Pride

Como post inaugural sobre cerveja, acho que temos aqui uma ótima seleção. Concorda? Mas poderíamos indicar vááárias outras birras tipicamente londrinas que valem o gole.

Então, encerro o post perguntando: posso continuar a fazer posts assim? Deixa um comentário com sua opinião e, também, com cervejas que gostaria de ver “resenhadas” por aqui. Se o retorno de vocês for positivo, farei mais posts assim.

Cheers!

Nah

 

Dê vida ao Pra Ver no Mundo. Comente!

Written by

Jornalista, curitibana e coxa doida. Sou completamente apaixonada por Londres e um dos meus maiores vícios é falar sobre a cidade com quem estiver interessado. Tenho sempre cinco livros na cabeceira da cama e milhões de destinos na cabeça. Sou sonhadora por natureza.

Latest comments
  • FIquei TRI curioso pra beber aquela stout da Fuller’s! :o
    Já experimentei a London Porter deles mas essa é novidade! Pouco boa deve ser! hehe Sou fã da London Pride também.
    Recomendo também a Olde Trip. Ela é da Greene King, meio difícil de achar, mas bah! Quem é das real ales vai curtir demais! :)
    Beeej!

  • Curti muito, muito, muito esse post!!!! Quero muito poder provar todas, pq dessas, até agora, só a London Pride #FAIL
    Cheguem logoooooo!!!!!
    Beijocas <3

  • Preciso dizer que este cervejeiro de plantão que vos fala praticamente degustou este post! É o Pra Ver em Londres aguçando o paladar dos leitores apreciadores de uma boa gelada… Se eu pudesse, estaria agora em um pub experimentando uma Meantime Chocolate Porter e apreciando um brownie, conforme vocês sugeriram, pois além de cervejeiro, sou chocólatra. Parabéns pelo delicioso, saboroso, apetitoso e geladíssimo post e, respondendo à pergunta final, que venham mais posts sobre o assunto! Abraços, José Júnior.

  • Ahhh, que delícia!
    Minhas irmãs estão indo para Londres neste mês e vou fazer elas trazerem alguma cerveja dessas na mala para mim ehehe

DEIXE UM COMENTÁRIO