EDITORIAS
Boas histórias de viagem por um casal de jornalistas
 

Battersea Dogs & Cats Home: encontre seu melhor amigo em Londres

Como mãe de um gato (Pivair, ou Piva, para os íntimos) e irmã de dois cachorros (Lennon e Eto’o), sempre que viajo eu sinto muita saudade de ronrons, lambidas, chorinhos de alegria e tudo mais que os “melhores amigos do homem” têm a oferecer.

Eto'o, o mais velho do nosso zoológico particular, o cachorro mais ciumento desse mundo, o vira-lata que arrebata corações. <3

Eto’o, o mais velho do nosso zoológico particular, o cachorro mais ciumento desse mundo, o vira-lata que arrebata corações. <3

Lennon, nosso pastor alemão carinhoso, brincalhão e eterna criança.

Lennon, nosso pastor alemão carinhoso, brincalhão e eterna criança. <3

Piva, o gatinho que mudou nossas vidas. :)

Piva, o gatinho que mudou nossas vidas. :) Encontramos ele na rua, resolvemos resgatá-lo e hoje ele alegra nossos dias com seu jeito “catdog” de ser.

Pra você ter uma ideia, eu sou daquelas que sai abraçando animaizinhos pela rua. Faço carinho na cachorrada e carrego ração de felino na bolsa pra ver se conquisto o coração de uns gatos por aí. =D #alouca

Por isso, quando o pessoal da ONG Battersea Dogs & Cats Home passou em casa pedindo doação e contou que a gente podia visitar os cachorros e gatos para adoção eu dei pulinhos de alegria. Também, pudera, né? Já fazia uns três meses que estávamos longe dos nossos amados companheiros e a saudade estava apertada.

Esse aí é o Churchill, o gatinho que volta e meia aparecia no quinta da nossa casinha em Blackheath e que ajudava a acalmar o coração saudoso. :') Neste dia ele encheeeu nossas roupas de pelinhos. Você não faz ideia de como a meia-hora com ele nos fez felizes!

Esse aí é o Churchill (pelo menos pra nós. hehe), o gatinho que volta e meia aparecia no quinta da nossa casinha em Blackheath e que ajudava a acalmar o coração saudoso. :’) Neste dia ele encheeeu nossas roupas de pelinhos. Você não faz ideia de como a meia-hora com ele nos fez felizes!

A visita à ONG Battersea Dogs & Cats Home

Battersea Dogs and Cats Home - London

Apesar da louca vontade de amassar uns bichinhos, o tempo foi passando e a gente foi adiando a visita à ONG. Até que um dia lemos na revista TimeOut lemos: “Feline Lonely – Valentine’s Day at Battersea Dogs & Cats Home”.

Muita fofura pra um só cartaz.

Muita fofura pra um só cartaz.

Ouuuyeah, isso mesmo, ia ter festa de Dia dos Namorados na área dos gatinhos (Feline Lonely = feeling lonely = sentindo-se sozinho = Valentine’s Day = tudo a ver, né?) da ONG. A gente TINHA que ir, né? :)

A ideia era muito bacana: você ia lá, procurava um felino para chamar de seu filho e, de quebra, se fosse solteiro ainda podia achar um pai/mãe humano participando das atividades de integração (quem quisesse ganhava um número e podia deixar recadinhos para outros números. Super romântico, gentee. haha).

E a festa também tinha quitutes que pareciam deliciosos - e eram super baratinhos. Que tal?

E a festa também tinha quitutes que pareciam deliciosos – e eram super baratinhos. Comprar um cupcake e dar para alguém que parece seu número é uma boa forma de chegar chegando, hein? haha

Nós, satisfeitos com nossos pares humanos (né, marido? :), fomos só para fazer um chamego nos felinos mesmo.

Mas aí veio a grande decepção: as únicas pessoas que puderam ter contato de verdade com os gatinhos foram aquelas que tinham pretensões de adotar um (ou dois, dependendo do caso). :’(

Entre nós e eles um monte de outros loucos por gatos e portinhas de vidro...

Entre nós e eles um monte de outros loucos por gatos e portinhas de vidro…

Em cada uma dessas cabines tinha um gatinho, dois um um vazio que representava que o gatinho "dono" daquele cantinho tinha conseguido encontrar um novo lar. \o/

Em cada uma dessas cabines tinha um ou dois gatinhos ou um um vazio que representava que o “dono” daquele cantinho tinha conseguido encontrar um novo lar. \o/

E nas portas, havia uma descrição de cada um dos gatinhos. A Bella, por exemplo, tem quatro anos, precisa ser adotada por famílias experientes no que diz respeito ao cuidado de gatinhos, preferia não viver com crianças, pode morar em qualquer lugar, aceita ficar sozinha se você tiver que sair para trabalhar e é uma gatinha super ativa e cheia de vida. Como não se apaixonar por essa descrição? Quero a Bella pra mim. <3

E nas portas havia uma descrição de cada um dos gatinhos. A Bella, por exemplo, tem quatro anos, precisa ser adotada por famílias experientes no que diz respeito ao cuidado de gatinhos, prefere não viver com crianças, pode morar em qualquer lugar, aceita ficar sozinha se você tiver que sair para trabalhar e é uma gatinha super ativa e cheia de vida. Como não se apaixonar por essa descrição? Quero a Bella pra mim. <3

Se você for parar para pensar, eles estão mais do que certos de fazer esse controle. Afinal, é um pecadinho com os bichinhos se apegar a alguém e não vê-lo nunca mais, não é mesmo? E também para os gatos é meio estressante ter um milhão de pessoas falando com aquela vozinha “ai, que bichinho mais fofo” o tempo todo. O Piva que o diga. Tem um monte desses aqui em casa.

Mas pra gente foi meio triste. Chegamos lá crentes de que íamos esmagar vários parentes do Pivinha e no fim das contas tivemos que nos contentar em admirá-los de longe…

É difícil ver uma coisica fofa dessa e não querer abraçar. Concorda?

É difícil ver uma coisica fofa dessa e não querer abraçar. Concorda?

E essa delicinha curtindo sua super cama nas alturas? Ai, gente...

E essa delicinha curtindo sua super cama nas alturas? Ai, gente…

Esses dois irmãozinhos eram fofos demais, minha gente. Espero que logo eles encontrem um novo lar. Antes de eu voltar lá correndo pra trazê-los pra casa! =D

Esses dois irmãozinhos eram fofos demais, minha gente. Espero que logo eles encontrem um novo lar. Antes que eu volte lá correndo pra trazê-los pra casa! =D

Não é uma modelete? Gamei!

Não é uma modelete? Gamei!

Mas essa lindona aproveitou o Dia dos Namorados para conhecer melhor seus futuros papais. <3 <3 <3

Mas essa lindona aproveitou o Dia dos Namorados para conhecer melhor seus futuros papais. <3 <3 <3

Mesmo assim, deu pra dar uma aliviada na saudade do nosso pequeno e curtir um bom drink (pois é, a “entrada” de 2 libras dava direito a uma tacinha de espumante). Saímos de lá com um sorriso de orelha à orelha – e eu juro que não foi pela birita. hihi

Os gatinhos confortaram nossos corações. Foi bem gostoso. :)

E, ó, você pode visitar esse lar super fofo também. Tanto sendo voluntário quanto só curtindo os bichinhos (mesmo que de longe) – tanto cachorrinhos quanto gatinhos. Todos os detalhes sobre como se envolver com a ONG estão aqui.

Ah, e se você quiser comprar umas coisitchas pros seus bichanos também pode fazer isso lá. A lojinha é bem legal e, como você deve imaginar, o lucro ajuda na proteção dos animais que vivem na ONG. #ficadica

Lojinha - Battersea Dogs and Cats Home

Adote um cachorrinho/gatinho em Londres

This is soooo true.

This is soooo true.

Mas o mais legal MESMO foi conhecer de perto o trabalho do Battersea Dogs & Cats Home no que diz respeito à adoção de cachorros e gatos.

Tanto João como eu tínhamos lido “Um gato de rua chamado Bob” (pra quem curte o combo gatos + Londres a gente recomenda) e já sabíamos que o local tinha um hospital veterinário super equipado que cuida dos nossos bichinhos cobrando pouco (era pra lá que o James corria com o Bob quando o gatinho precisava de cuidados especiais). Mas in loco vimos como é legal o atendimento dado aos animaizinhos e os cuidados antes de encontrar um novo lar para eles.

Como eles frisam no site, o processo de adoção não é simples; ele é feito sob medida para cada um dos aplicantes a novos papais, e por isso pode levar algum tempo entre a primeira visita até você ter seu novo melhor amigo em casa.

Em termos financeiros, há uma taxa de 135 libras para adoção de cachorros com mais de seis meses, 165 para cachorrinhos filhotes, 75 para gatinhos adultos e 85 para filhotes. Se quiser levar dois gatinhos para casa a taxa é de 120 para par de adultos e 130 para par de filhotes.

Sinceramente, achei bem justos os valores, pois o pagamento dessa taxa garante o microchip (se um dia seu animalzinho sumir e alguém encontrá-lo seus dados estarão salvos ali), vacinas iniciais e tratamento anti-vermes, uma coleira, tag de identificação e guia.

Bacana, né?

Mas não é só isso, não. O processo todo está descrito aqui (quem pensa em adotar um dog/cat PRECISA ler), mas já adianto que antes de você sair de lá com seu novo melhor amigo uma equipe vai ajudá-lo a ver qual bichinho é ideal para fazer parte da sua família e acompanhar no processo de adaptação (até sua casa será visitada para ver se há condições de abrigar um cachorro ou gato). Sabe como é, né, tem aqueles que não curtem muito criança, tem os que são extremamente brincalhões, tem os que só ficarão bem se forem adotados com seus irmãozinhos, os que não se dão bem em lugares pequenos e assim por diante.

Além disso, assim que sua adoção for confirmada você ganha quatro semanas de seguro gratuito para seu animalzinho, um pacote de ração para os primeiros dias e uma série de conselhos para você iniciar com o pé direito sua vida de mamãe/papai de cachorrinho ou gatinho. <3

Não ia ser nada mal ter esse gatão como companheiro de dia a dia, ia?

Não ia ser nada mal ter esse gatão como companheiro de dia a dia, ia?

Todos os cachorros aguardando adoção nos três abrigos do Battersea Dogs & Cats Home podem ser conhecidos aqui. Os gatinhos em busca de um novo lar estão aqui. Visite-os e comece a sonhar com o dia em que eles estarão na sua casa. :)

Olha só, até o gato do Primeiro Ministro um dia morou na Battersea Dogs & Cats Home! Chique, não?

Olha só, até o gato do Primeiro Ministro um dia morou na Battersea Dogs & Cats Home! Chique, não?

Serviço

Battersea Dogs and Cats

Como eu disse, pra gente essa visita foi revigorante. Um programinha baratex e cheio de amor pra fazer em Londres em um dia que você esteja afim de dar amor para uns animaizinhos lindões (mesmo que com um vidro separando vocês). :)

A ONG é super bem estruturada e dá orgulho de ver. Se eu fosse você e amasse gatinhos e cachorrinhos tanto quanto eu amo, não deixava de programar uma passadinha lá. hehe

Como sabemos que muitos dos nossos leitores moram em Londres e que adorariam ter um novo melhor amigo achamos que esta era uma boa dica. Concorda? :)

Se você já passou por esse processo, conhece alguém que passou e tem uma experiência para compartilhar, deixa um comentário. Outros leitores com certeza irão adorar saber como começou sua história de amor com seu par felino/canino adotado em Londres.

Mas se você tem um cachorrinho/gatinho em Londres e não o adotou no Battersea Dogs & Cats Home e mesmo assim tem uma boa história pra contar, comenta também. Quanto mais opções nesse sentido apresentarmos para os nossos leitores, melhor. ;)

Todas (absolutamente todas) as informações que você precisa para conhecer a “matriz” da ONG em Battersea estão aqui.

Mas eu já adianto que a estação de metrô mais próxima é a Vauxhall (Victoria Line, azul clara), há vários ônibus que passam ali por perto (344, 156, 44, 137 e 452 são os que param MAIS próximo da ONG) e dá para ir a pé das estações de trem Battersea Park (saindo de Victoria ou Clapham Junction) e Queenstown Road (saindo de Waterloo).

Além disso, a região é super gostosa e temos até uma dica de pub por lá. Mas isso fica pra próxima, combinado? ;) Planeje sua visita e aproveite.

Beijobeijo e até o próximo post,

Nah

PS: UPDATE: Vai ter Feline Lonely na Battersea de novo em 2015! As informações estão aqui.

PS: Não vai embora sem assinar nossa newsletter, vai? Ela é gratuita e garante que você ficará sabendo de todas as novidades do blog em primeira mão – por e-mail. ;)

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter e receba novidades!

Digite seu nome e e-mail. Você receberá um pedido para efetivar o cadastro. =)

Dê vida ao Pra Ver em Londres. Comente!

Written by

Jornalista, autora do Pra Ver Em Londres e empreendedora digital. Sou completamente apaixonada por Londres e um dos meus maiores vícios é falar sobre a cidade com quem estiver interessado. Um dos meus objetivos de vida é ajudar as pessoas que querem viajar mais e melhor gastando menos reunindo aqui minhas dicas pessoais de viagem. Tenho sempre cinco livros na cabeceira da cama e milhões de destinos na cabeça. Sou sonhadora por natureza.

Latest comments
  • ai, gente, que post mais AMOR!!! Sou louca por cachorros mas como eu e meu marido trabalhamos fora de casa eu tenho pena de deixar o bichinho sozinho em casa, eh muita maldade. E quanto aos gatos meu marido tem medo, pode? Quem sabe num futuro quando eu dominar o home office como vocês eu possa ter meu cachorrinho! Ia morrer de vontade de pegar nesses bichinhos todos!!! Eu ajudava a Dogs Trust e parece que la tem um esquema que você pode visitar o seu cachorro “adotado virtualmente” e leva-lo para passear alguns dias. Ai, esse post me deu saudades de cachorros. <3
    Beijos!!

  • Sou completamente apaixonada por cachorros, e costumo dizer que a coisa mais dificil pra mim de morar longe, é viver sem cachorro, sem lambidas, sem carinho e festa quando eu chego em casa, também sou daquelas que passa a mao em todos os bichanos que cruzam comigo na rua. Por isso, um dia meu namorado falou que ia me ‘levar num lugar’ num dia de folga meu e dele [raridade!]. e me levou no Battersea. Eu, boba que sou, até chorei quando cheguei la, tamanha a minha felicidade! Visitei o setor dos cachorros e apesar de todas as placas de ‘não coloque as mãos para dentro das barras’, ignorei todas e passei a mão em todo mundo! eles são tão dóceis e implorando por amor, que nao teve um que nao gostou, pior ainda, todos ficavam chorando quando a gente ia embora! Vocês não foram no setor dos cachorros?? é bem mais ‘interativo’ do que os gatinhos que ficam atrás do vidro!

  • Nenhum deles ou delas chega aos pés do Piva. E o Lennon e O Eto’o também apareceram na fita. Muito legal! Me revigorei para ir para a labuta.
    Pai gosta!

  • Gostei muito do post. ´Ótimo texto, belas fotografias, principalmente as dos membros da família. Fiquei com muita vontade de conhecer o Churchill, deve ser um gato muito politizado. Mas, como diz o dads nenhum bate o Piva!

LEAVE A COMMENT