EDITORIAS
Boas histórias de viagem por um casal de jornalistas
 

Copenhagen: como a bicicleta definiu um destino de viagem

pra ver no mundoA bicicleta é um objeto um tanto curioso. A gente costuma ter o contato com ela nos primeiros anos de vida e, em linhas gerais, isso dura uma infância ou talvez até os primeiros anos de adolescência.

No auge de seus seis anos a Nah era a rainha do pedal

No auge de seus seis anos a Nah era a rainha do pedal

Aí, na maioria dos casos – e isso inclui o meu – deixamos a magrela de lado. O brinquedo acaba perdendo seu encanto e anos se passam sem que lembremos que ela exista.

Até que um dia, lá pelos 20 e tantos você decide comprar uma bike pra ver se aquela sensação do vento no rosto e de ser o seu próprio combustível pode voltar a ser divertida como foi lá atrás…

E aí você começa a pedalar nos fins de semana…E  vai percebendo que as distâncias não são tão longas como parecem, que você pode deixar o carro em casa pra ir ao mercado comprar uma pasta de dente e umas cervejas, que fazer a feira de sábado de bicicleta é uma terapia e que até aquela reunião no centro da cidade se torna mais produtiva e divertida quando você não tem que encarar um trânsito estúpido.

E, também, descobre o cicloturismo:

pedal morro do canal

Pedal da Piazada nos arredores de Curitiba. Ao fundo, o Morro do Canal

E, à parte disso, você descobre um universo paralelo que existe em razão da bike. Empresas que nasceram por e para a bicicleta como a EcoBike Courier e a Kuritbike , só pra citar dois grandes exemplos lá de Curitiba.

Nesse ponto você já tem certeza que o encanto e a magia da infância pulsam mais forte do que nunca! =)

9 coisas que a bicicleta me ensinou

  • Que de nada adianta reclamar do trânsito quando você é ele;
  • Que o carro tem uma boa parcela de culpa em muitas loucuras que vemos e vivemos nas grandes cidades;
  • Que o mundo e a saúde de amanhã a gente constrói hoje;
  • Que trocar as noites de sábado pelas manhãs de pedal no domingo é impagável;
  • Que existe muita gente boa demais vivendo por e pela bicicleta no mundo;
  • Que pedalar traz alegria, saúde e um mundo melhor;
  • Que minha cidadania se faz presente nas minhas atitudes;
  • Que viajar dentro de sua própria cidade pode ser tão incrível quanto ir para qualquer lugar do mundo;
  • Mas que escolher seu próximo destino de viagem por causa da bike cedo ou tarde vai acontecer!
dia de greve

Meus 20 centavos: dia de futebol tinha greve dos motoristas e cobradores do transporte público. Imagina o trânsito da cidade que tem a maior média de carros por habitantes no Brasil e o quanto eu me diverti… =)

Por que Copenhagen?

copenhagen - carros e bicicletas

Nossa primeira viagem para fora do Reino Unido em nosso projeto Londres 2013/2014 já estava definida antes mesmo de virmos pra cá. Copenhagen foi a escolhida por livre e espontânea pressão deste que vos fala. =) Sempre sonhei em ver de perto como é a melhor cidade do mundo para pedalar!

Copenhagen está longe de ser uma das cidades mais procurados da Europa. Não está entre as 20 mais visitadas no continente e nem entre as 100 no mundo segundo a Euromonitor International. Ela não tem nenhum ponto turístico  mundialmente famoso e pouco ouvimos falar dela, não é?

Eu até diria que a cidade pode te decepcionar se você não for muito ligado na questão da bicicleta ou se for sua primeira viagem para a Europa…quer dizer, isso depende muito do que você curte ver numa cidade como viajante…mas isso é papo pra outra hora.

pedalando em copenhagen

O povo mais feliz do mundo

Recentemente os dinamarqueses foram eleitos o povo mais feliz do mundo pela ONU .  Não vou entrar nos detalhes disso agora, mas se você ficou curioso o Visit Denmark tenta explicar aqui os porquês.

Falei sobre isso com o Benjamin, o camarada que nos recebeu por lá com sua esposa Tine através do Couchsurfing. Na visão dele toda essa felicidade se explica pela ausência de preocupações que se tem por lá. Em outras palavras, a felicidade dos dinamarqueses é medida pela confiança no governo, passa pelos sistemas de saúde e educação impecáveis, taxa de crimes quase inexistente, dinheiro no bolso  e pelo sol da meia noite no verão.

Ele não citou, mas eu incluiria na lista o motivo que há um bom tempo me fazia querer conhecer Copenhagen.

centro de copenhagen

A cidade das bicicletas em vídeo

Copenhagen é uma esperança viva para os sonhadores que acreditam em cidades mais humanas, feitas e pensadas para as pessoas, não para carros ou para atender os interesses desse ou daquele.

Uma cidade em que apenas 14% dos deslocamentos diários para o trabalho ou escola são feitos de carro e que tem como meta diminuir isso ano após ano é muito mais do que um exemplo a ser seguido.

Os detalhes sobre a relação de Copenhagen com a bicicleta a gente mostra nesse vídeo. Dá pra entender um pouco mais do que é aquele universo mágico de Copenhagen:

Vamos falar mais sobre nossa viagem pra Copenhagen futuramente. Temos algumas boas dicas. =) Até lá, peço desculpas por sair um pouco do foco viajante.

Mas uma coisa que aprendi viajando é que cada cidade que você conhece tem algo a te acrescentar como cidadão. E foi por isso que eu fiz questão de compartilhar essa experiência com você.

Como já dizia o Real Coletivo Dub, banda curitibana que ilustra a trilha do vídeo, Sozinho nós vamos mais rápido. Juntos nós vamos mais longe.

Um agradecimento especial à galera do Real por autorizar o uso da música “Eu Vou de Bike” como trilha do vídeo!

bicicletas em copenhagen

Quer ver mais fotos?

Disponibilizei um álbum em nosso perfil no Google+ com várias fotos de bicicletas em Copenhagen. Vai  ver e aproveita pra nos seguir por lá também. E não esquece de preencher o formulário pra entrar na nossa lista de e-mals e receber os futuros posts e novidades sempre em primeira mão. =)

Para saber mais

Cidades Para Pessoas: projeto fantástico da jornalista Natália Garcia

Dê vida ao Pra Ver em Londres. Comente!

Written by

Jornalista, autor do Pra Ver Em Londres e empreendedor digital. Vejo o home office como um estilo de vida, faço parte da revolução da bicicleta e acredito que morar em países diferentes de tempos em tempos é fundamental.

Latest comments
  • Que post, João Guilherme. :)
    Orgulho de ser sua parceira de blog – e sua nahmorada, daspi, sócia, etc. etc. etc.
    Te amo e achei que devia comentar nesse post, tsá? hihi

  • Adorei Copenhagen!!!! Mas não foi pelas bicicletas não, nem sei andar! hahahaa

  • Sensacional! Lembram? E nós aqui pensando em chocolate, mas ao que parece Copenhagem foi feita para pedalar. O post tá demais, João! Vendo a Nati naquela foto deu uma saudade imensa e veio a lembrança da primeira vez que fomos ao Parque São Lourenço e ela, sem nunca ter andado de bicicleta na vida, começou a pedalar e rir de alegria e eu correndo atrás com receio de que caísse, mas que nada ela prosseguiu pedalando e rindo e continua assim até hoje voando nas asas dos sonhos de vocês dois. Um abraço. Sogro gosta!

    • aaaah, dads, entrou um cisquinho aqui no meu olho e eu derrubei um montão de lágrimas. hehe
      Esse dia é mesmo inesquecível. Acho que eu era um prodígio. haha
      Gosto muito!!!
      Beeijo

  • Delícia de post… fiquei com vontade de sair por aí pedalando… vou verificar a quantas anda a byke da Naty (já peço licença para usar), depois farei um post… sogradi pedalando por aí, o que acham? Voltando ao foco (parafraseando o João), os governantes brasileiros precisam tomar conhecimento de cidades como Copenhagen e trazer para cá um pouco dessa cultura, tão bem retratada neste post. E, para variar, parabéns joão, mandou muito bem!! Amo ler estes posts, ajudam a matar a saudades de vocês e ficamos felizes ao saber que quando voltarem trarão a bagagem da vida cheia de coisas boas para contar para gente. E, como costumo dizer: conheço o mundo pelos olhos dos meus filhos (João, genro, incluído no rol de filhos), bjs, ótimo final de semana para vocês

    • Opaaaa, adorei essa ideia de ter um guest post da mamadi pedalando. Ia ser incrível. Topa o desafio? hehe.
      Adorei seu comentário, mamadi. <3
      Beijobeijo com saudade porque meu aniversário chegou e vocês estão longe. Buááá

  • Oi, João!
    Cara, eu curto MUITO o seu olhar para fazer vídeos. Curto as imagens, a edição… Muito bacana. Fiquei com bastante vontade de pedalar por Copenhagen. Quem sabe numa próxima visita ao velho continente?

    ;)

  • Oi, João. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

  • Que massa!!!

    Um sonho de ver isso acontecendo no Brasil, mas infelizmente as últimas notícias envolvendo ciclistas mostram que estamos muito distante. Fica o desejo de conhecer e pedalar em Copenhagen… Show de post!!!

  • João! Que post!!!!
    Sensacional!!!
    E que cidade!!!! Estou maravilhada!!!! ADOREI!!!
    E por favor, não pessa desculpas por ter saído um pouco do foco viajante, na realidade, não acho que saiu do foco, inclusive, deu um foco pra quem curte pedalar e quer saber um bom lugar para fazer isso!
    Beijos

    • Casaaaal, estamos aqui pesquisando sobre Copenhagen, pois amanhã vamos para lá e eis que lendo o blog do andarilhos do mundo vejo que ele menciona (http://andarilhosdomundo.com.br/2014/09/christiania-cidade-livre-copenhagen/) que vcs já foram pra lá…. e mais do que isso, vejo que eu comentei aqui neste post, mas que vergonhosamente cometi um erro grotesquisssssimo de portugues… (pessa – hahahah)
      Adorei relembrar deste post e ja estou adicionando coisas pra fazermos nesta nossa viagem por lá!!!!
      bjosssss

LEAVE A COMMENT