EDITORIAS
 

Hotéis em Londres: onde se hospedar?

A gente recebe muitos perguntas sobre hotéis em Londres. E é sempre um pouco difícil responder por vários motivos:

1 – Nunca nos hospedamos em hotéis ou hostels (albergues) por aqui.
2 – A rede hoteleira da cidade é tão grande e diversa que recomendar um outro é um desafio homérico.

Só pra te dar uma ideia… Se você for no Booking.com agora vai encontrar mais de 2 mil hotéis por lá. Ou seja, como fazer um filtro disso tudo? Por essas e outras que o tema “hospedagem em Londres” sempre acabou ficando em segundo plano por aqui.

Mas dia desses recebemos um convite da Damares, do blog Keviagem, para participar de uma blogagem coletiva sobre hotéis em Londres e chegamos a conclusão de que era hora de encarar o desafio. Debatemos como poderíamos reunir boas dicas e encontramos uma fórmula que eu acho que será útil para todos.

Selecionei alguns dos meus bairros preferidos em Londres e, ao invés de apontar um hotel em cada área, vou deixar o link do Booking.com direto para a região. Assim você pode pesquisar por lá com mais tranquilidade e escolher um hotel que te agrada.

trafalgar square - Londres - Big Ben

Não, essa não será a vista do seu quarto . Mas você pode ver de graça a partir das escadas da National Gallery ;)

Decidi fazer isso porque como cada pessoa tem um orçamento e um objetivo diferente quando pensa em hospedagem- enquanto tem gente que quer apenas uma cama pra dormir tem os que gostam de luxo e mimos – achei que seria uma forma legal de ajudar os leitores. Hospedagem é algo MUITO particular. Tem a ver com gosto. E grana, claro. =)

Portanto achei melhor apontar regiões da cidade que eu me hospedaria feliz da vida para você conhecer e aí você procura no Booking, combinado?

Por que reservar seu hotel ou hostel no Booking.com?

Se você não costuma utilizar o Booking, antes de mais nada, para tudo. É uma excelente ferramenta! Por lá você consegue fazer buscas super detalhadas e usar filtrar como:

  • Faixa de preço
  • Estrelas
  • Refeições inclusas ou não
  • Avaliação dos usuários
  • Comodidades (Wi-Fi, estacionamento, traslado,etc.)
  • Ofertas e tarifas especiais
  • Comodidades do quarto
  • Tipo da hospedagem (hotel, hostel, apartamento, etc.)

Além de outras funções que facilitam MUITO a busca do viajante. Inclusive não é raro encontrar tarifas no Booking melhores que as praticadas nos próprios sites dos hotéis. É sério! Já conseguimos algumas barganhas por lá. Se você usar o filtro “Ofertas” vai poder comprovar essa dica.

Além de ser um parceiro do blog, a gente usa o Booking há vááários anos. Sempre que vamos reservar hospedagem, seja qual for a cidade, nos baseamos pelos que estão mais bem avaliados por lá. Então posso garantir que dá pra confiar.

Por fim, se você gosta do Pra Ver em Londres, vai curtir saber que se reservar seu hotel clicando nos links que estão no post ou no banner que fica na coluna da direita a gente ganha uma comissão sobre a venda. E não custa nada extra pra você. Ou seja, todo mundo fica feliz. \o/

Um último detalhe antes de falar sobre as regiões de Londres que recomendo: esse post nasce agora, mas minha ideia é que ele tenha vida própria e vá crescendo com o passar do tempo. Conto com você para deixar um comentário registrando sua experiência de hospedagem em Londres. Nada melhor do que pegar dicas de quem viveu a experiência, né? Me ajuda nessa? =)

Hospedagem em Londres: onde ficar?

Se é sua primeira vez em Londres e/ou se você tem poucos dias na cidade é BEM provável que suas locomoções sejam quase sempre a pé ou de metrô. (Leia tudo sobre o metrô de Londres aqui.) Por isso, escolher um hotel pertinho de uma estação do underground e que fique perto das principais atrações ou da região que você mais gosta será uma mão na roda.

Além disso, vai te ajudar a economizar uma boa grana com o transporte público. Pense bem se estiver em dúvida entre escolher um hotel mais barato que fica mais afastado ou pagar um pouco mais para ficar mais bem localizado. Sua experiência durante a viagem e a economia com o Oyster Card (cartão utilizado no transporte público) sofrerão um impacto significativo.

É por isso que a primeira região que eu recomendo, principalmente para quem vem a cidade pela primeira vez, é o West End. Vem comigo que vou explicar porque!

Pra Ver em Londres - metro de londres - plataforma

Priorize hotéis que ficam próximos a estações de metrô. Isso vai facilitar muito a sua vida

West End: para o turismo clássico e ‘perto de tudo’

O West End não é bem um bairro. É um termo criado para delimitar uma área que abrange boa parte das “obrigações” de quem vem fazer turismo em Londres.

É no West End que fica a Trafalgar Square, a Leicester Square, a Piccadilly Circus, a Oxford Street, o Soho, a Carnaby Street, o Covent Garden, diversos museus e muitas das principais atrações da cidade.

Ou seja, se estiver hospedado na região que abrange um pouco da área do mapa do metrô destacada abaixo poderá se locomover a pé tranquilamente por esses pontos que citei e vários outros. Caminhar por esses lugares por si só é uma das coisas mais legais pra se fazer em Londres. É no West End que você verá a Londres mais clássica e indispensável a todo visitante.

west end - londres

O divertido caos da Piccadilly Circus

É claro que pelo fato de concentrar boa parte das principais atrações turísticas da cidade a rede hoteleira da região é absurdamente enorme e um tanto inflacionada, mas se você seguir as dicas que comentei sobre o Booking certamente vai encontrar algo que atenda seu perfil.

Clique aqui para ir direto para a página do Booking.com que concentra as opções de hotéis no West End.

Se preferir, faça sua busca por “West End, Londres” direto nessa ferramenta:

Principais estações de metrô na região (use-as como referência para procurar seu hotel)

  • Baker Street
  • Bond Street
  • Chancery Lane
  • Covent Garden
  • Green Park
  • Holborn
  • Hyde Park Corner
  • Leicester Square
  • London Bridge
  • Marble Arch
  • Oxford Circus
  • Piccadilly Circus
  • Russel Square
  • Southwark
  • Tottenham Court Roud
  • Waterloo
  • Westminster

Bom para: famílias, viajantes com perfil mais tradicional e que fazem questão de ficar perto de (quase) tudo

East London: a meca dos criativos e da cultura alternativa

Ao leste de Londres fica o borough (bairro) de Hackney, que é formado pelos subbairros de Shoreditch, Hoxton, Brick Lane, Bethnal Green, Dalston, Hackney Wick, dentre outros. Já falamos em alguns posts sobre como é essa região da cidade, que há alguns anos era meio abandonada e mal frequentada, hoje foi tomada por pubs, cafés, restaurantes e baladas alternativas, arte de rua e demais adendos que formam uma boa cena alternativa. Se tua praia é essa, o East London é o lugar perfeito para se hospedar.

shoreditch - londres - osgemeos

Arte dos artistas brasileiros osgemeos pelas ruas de Shoreditch

A região é super vibrante, colorida e divertida. As conexões de transporte público são boas e há muito o que se ver e fazer na região. De uma forma geral, os preços médios dos hotéis serão mais baixos do que os do West End. Sugiro que dê uma olhada nos posts abaixo pra conhecer melhor a área.

Brick Lane: compras em Londres e muito mais

Columbia Flower Market: excelente maneira de começar o domingo em Londres

Uma cerveja, um café e um passeio pelo canal no leste de Londres

Clique aqui para ir direto para a página do Booking.com que concentra as opções de hotéis em East London.

Se preferir, faça sua busca por “Hackney, Londres” direto nessa ferramenta:

Principais estações de metrô na região (use-as como referência para procurar seu hotel)

  • Bethnal Green
  • Liverpool Street
  • Mile End
  • Stratford

O overground tem uma boa presença na região. Fique de olho também nessas linhas:

  • Dalston Junction
  • Haggerston
  • Hoxton
  • Shoreditch High Street (área mais movimentada, vibrante e concorrida de East London)

Bom para: solteiros, casais jovens (de idade ou espírito), gente que gosta de arte e vida noturna

Greenwich: no centro do mundo, uma Londres especial

Nos arredores do famoso Meridiano de Greenwich (atenção para a pronúncia correta: Grênuích) fica um dos bairros mais gostosos de Londres. A gente mora pela região, então é fácil defender. Greenwich reúne um pouco de tudo.

Se você ficar hospedado por ali será fácil deixar o bairro te sugar, no bom sentido. Tem museus lindos, um parque fantástico com uma vista linda, o Meridiano, um observatório astrônomico, pubs maravilhosos, bons restaurantes, um mercado de rua perfeito, muitas lojinhas legais, està à beira do Tâmisa e fica a menos de 15 minutos de trem de London Bridge, área super central da cidade.

Além disso, em Greenwich tem um ponto do Thames Clippers, que é o barco do transporte público que te leva para diversos pontos da cidade pelo rio. É praticamente um cruzeiro (exagerando um pouco) que te possibilita cruzar a cidade e ver um visual lindo por um preço bem camarada.

greenwich park - londres

Visual mágico de Canary Wharf a partir do Greenwich Park

Recomendo Greenwich pra todo mundo que vem a Londres porque o bairro é realmente uma delícia. Ele acaba ficando em segundo plano por muita gente talvez por não ter uma estação de metrô, mas, como eu falei, em menos de 15 minutos de trem você chega em London Bridge. Além disso, dá pra ir e vir de Greenwich de barco, DLR (trem  elétrico de superfície) e ônibus. Garanto que não vai se arrepender se decidir se hospedar por lá.

Clique aqui para ir direto para a página do Booking.com que concentra as opções de hotéis em Greenwich.

Se preferir, faça sua busca por “Greenwich, Londres” direto nessa ferramenta:

Principais estações na região (use-as como referência para procurar seu hotel)

Como eu falei ali em Greenwich não tem metrô ( a mais próxima é Canary Wharf), mas a região é bem alimentada por trem, DLR e barco.

Fique de olho nessas estações do DLR:

  • Cutty Sark for Maritime Greenwich
  • Greenwich

Bom para: famílias, pessoas que gostam de um lugar mais tranquilo e não fazem questão de estar no epicentro da cidade

Camden Town: o berço do punk, bem conectado e uma região linda

Dia desses a gente voltava de um show em Camden Town e, no metrô, um casal de brasileiros na faixa dos 60 anos conversava perto da gente. A senhora falou ao maridão: “não gostei muito daqui. Muito alternativo”. A gente riu, mas não dá pra discordar dela. Camden é mesmo uma loucura. Por ali você encontra de tudo. De punks com moicanos gigantes a vovós de cabelo colorido, lojas de roupas diferentes, estúdios de tatuagem e por aí vai.

Talvez isso assuste os mais tradicionais e é justo dizer que talvez não seja o melhor lugar para uma família se hospedar, por exemplo. Não que o bairro seja perigoso, mas é bem diferente daquela Londres classuda, elegante e aristocrática.

camden town - londres - camden lock

Camden é um lugar pra ver de tudo um pouco em Londres

Só que, ao mesmo tempo, é difícil não gostar, viu. Se não pelas maluquices, pelos mercados de rua ou pelo belíssimo visual do Regent’s Canal e do passeio maravilhoso que você pode fazer a partir dali até o Regent’s Park. Além disso, Camden fica a menos de 10 minutos de metrô da Leicester Square, situada no West End, que foi minha primeira sugestão de bairro.

Clique aqui para ir direto para a página do Booking.com que concentra as opções de hotéis em Camden Town.

Se preferir, faça sua busca por “Camden Town, Londres” direto nessa ferramenta:


Principais estações na região (use-as como referência para procurar seu hotel

  • Camden Town
  • Chalk Farm
  • Euston
  • Morning Crescent
  • King’s Cross St. Pancras

Bom para: jovens (de idade ou espírito), pessoas que gostam de lugares agitados, vida noturna e cultura alternativa

City of London: onde Londres começou e onde os contrastes arquitetônicos impressionam

Foi nessa região, hoje tomada por sedes de bancos e grandes empresas, que Londres foi fundada pelos romanos no ano de 43. Recomendo muito a área porque além de estar bem conectado e perto de atrações como a St. Paul’s Cathedral, Tower of London, Tower Bridge, Museum of London, dentre outras, é uma das áreas mais legais da cidade para caminhar e ver os contrastes entre as primeiras construções da cidade em vielas estreitíssimas com os imponentes prédios que abrigam algumas das maiores corporações do mundo.

city of london - londres

Detalhe de um dos contrastes da City of London

A região é super movimentada durante os dias de semana já que milhares de pessoas trabalham por ali, mas aos fins de semana a impressão é que você está em uma cidade fantasma. Pra quem gosta de fotografar, é o cenário perfeito.

Clique aqui para ir direto para a página do Booking.com que concentra as opções de hotéis na City

Se preferir, faça sua busca por “Bank, Londres” direto nessa ferramenta:

Principais estações na região (use-as como referência para procurar seu hotel

  • Bank
  • Cannon Street
  • Liverpool Street
  • Monument
  • Moorgate
  • St. Paul’s
  • Tower Hil

Bom para: apaixonados por Hitória, arquitetura e de ver a vida normal acontecendo na cidade que visita

Sobre a blogagem coletiva

O objetivo dessa blogagem coletiva é reunir boas dicas para ajudar os leitores a escolher sua hospedagem em diferentes cidades. Os blogueiros participantes moram nas cidades ou manjam muito sobre ela ou sobre os hotéis indicados. Aproveite para conhecer os outros blogs que estão participando desta ação.

Keviagem – escrito por Damares Lombardo, que depois de viver mais de 20 anos em Milão, agora vive em Colônia, Alemanha, e oferece roteiros personalizados para toda a Europa.

Dicas de Roma – Escrito por Dani Furlan com dicas primordiais sobre a Cidade Eterna. A autora acabou de lançar um guia sobre a capita italiana.

Casal California – Ana e Paulo estudam e moram no campus da Universidade de Stanford e dão muitas dicas legais sobre o Golden State e viagens que fazem.

Uma brasileira na Grécia – Virna Lize Mitrogianni mora na Grécia desde 2008 e criou o blog para compartilhar suas experiências pra quem quer conhecer não apenas o tradicional, mas também o inusitado.

Viva Viena – Leticia Diethel mora em Viena há alguns anos e criou o blog com o intuito de mostrar tudo o que a cidade oferece para ajudar turistas e moradores.

Tem alguma sugestão de hotel ou hostel em Londres?

Ah, conto com vocês pra me ajudar a melhorar essa lista? Quando veio pra cá, onde ficou? Gostou? Recomenda? Compartilhe sua experiência com nossa comunidade. Você certamente vai ajudar muita gente e vai deixar esse blogueiro muito feliz e agradecido.

Dê vida ao Pra Ver em Londres. Comente!

Written by

Jornalista, 31 anos. Vivendo na Itália. Autor do Pra Ver no Mundo e sócio da London, agência de marketing de conteúdo. Vejo o home office e a vida de viajante como um estilo de vida.

Latest comments
  • Gostei muito. Estou sentindo o cheiro de Londres com esse post. Kkkk

  • Olá João! Já nos hospedamos em dois hoteis de Londres.
    Ambos foram reservados pelo nosso guia de viagem. O primeiro foi o Ibis Euston St. Pancras. Fica próximo à estação de Euston, no centro de Londres. O ponto negativo é que o café da manhã não é incluso, mas é um hotel econômico, bem localizado, conta com um barzinho bacana para bater um papo com os amigos, limpo e organizado. Os quartos são pequenos, mas confortáveis, contando com TV e banheiro e sem frigobar.
    O segundo foi o President Hotel na Russel Square; esse sim tem café da manhã incluso, e o mais legal é que ele conta com dois bares: um para quem gosta de agito, som, galera animada etc e o outro para quem gosta de sossego, sentar em uma mesinha para conversar em paz, acompanhado de uma boa cerveja. Também é um hotel econômico, quartos pequenos, mas confortáveis, com TV e banheiro e sem frigobar; lembro-me que nosso aquecedor não funcionou direito. Recomendo ambos. Espero ter ajudado. Abraços, José Júnior.

  • Como sempre o blog de vocês com as melhores publicações e inspirações para próximas viagens nessa cidade maravilhosa! Quando fui a Londres fiquei no Walrus Hostel, que é localizado bem ao lado da Waterloo Station, 200 metros da Westminster Bridge, o hostel é de um preço razoável e a localização é ótima, não esquecendo de dizer que trata-se também de um PUB e lembro que ganhávamos 20% de desconto no consumo do PUB, lugar super agradável com pessoas bacanas e que sempre procuram ajudar, o quarto que ficamos tinha a vista maravilhosa da London Eye e também do Big Ben, vale muito a pena!

  • Olá pessoal,

    gosto muito deste blog. Guardo tudo numa pasta para quando retornar a Londres ficar mais informada e saber o que fazer ai. Na realidade eu morei por um ano em Londres mas tive que retornar por motivo de doença da minha mãe. Algum dia retornarei a esta cidade que me encantou. Eu morei no bairro de willisden. Um bairro de maioria brasileira e portuguesa. Apesar de dizerem que é um bairro perigoso, não tive nenhum problema. Isso que eu andava as 4,30 da madrugada na rua, para ir para o trabalho. Abraços e para bens pelo ótimo blog.

  • Prefiro o hoteis.com por poder parcelar em ate 10 vezes e pagar. adiantado. Prefiro viajar com tudo pago e evitar surpresas. Já fiquei no Novotel St Pancras e Best Western Victoria Otimo custo beneficio. Peguei promoção reservando e pagando com bastante antecedência.

  • Fala João, muito bom esse post e realmente, falar de Hotel é complicado. Tratar por regiões com certeza é a melhor, pois já diria o provérbio brasileiro gosto é igual… rs
    Quando eu e minha esposa fomos fiquei no Tune Hotel King Cross, é um hotel que podemos dizer ser a la carte. Onde você paga pela cama e se quiser outras coisas é por fora. Não tem café da manhã, mas na região tem vários lugares para isso.
    É verdade que o quarto é minúsculo, 8 metros quadrados apenas, mas por ficar numa região muito boa já é compensador. Outra vantagem é que como fomos para Paris também, dá pra ir a pé para estação internacional.
    Ano que vem vamos de novo e provavelmente ficaremos no mesmo.
    Quanto ao booking, realmente oferecem bons preços, mas nem sempre parcelam. Pelo menos dessa vez que estávamos organizando a viagem não tinha essa opção.
    Abraços

  • Olá! Estive em Londres e fiquei no Euro Lodge Clapham, um hotel simples (sem acessibilidade) mas muito bom para quem vai a Londres com o intuito de aproveitar a cidade e não ficar preso em um quarto de hotel! Em frente ao hotel fica o Clapham Common, você pode ficar olhando o parque logo cedo após o café ou a noite quando volta. O metrô fica a pouquíssimos minutos, o que de certa forma te deixa próximo de qualquer parte da cidade. Entre o hotel e o metrô você encontra mercado, pubs e pizzaria. Fui com a minha mãe que adorou o hotel e se divertiu com o pessoal de lá e Já recomendei o hotel para outros viajantes que também gostaram.
    Na minha próxima viagem para outubro deste ano o hotel não tinha disponibilidade e vou ficar Welby 37, próximo a estação de Belsize Park. Pelo que pude ver é uma região legal e diferente para passear com um grande número de restaurantes, incluindo um indiano que já está no meu roteiro!

  • Oi, queridos!

    O único hostel que fiquei em Londres foi o St. Cristopher’s Inn de Hammersmith (pra quem vem de Heathrow é uma mão na roda!). Apesar de ficar literalmente em frente à estação de metrô e em cima de um pub, achei que deixou muito a desejar. Esqueça elevador, o prédio é antigo e como eu estava com mala grande, é óbvio que a “Lady Murphy” me mandou pra um quarto no 4º andar. Alguém pra ajudar com as malas? Esqueça. Staff gentil e amoroso? Esqueça. Café-da-manhã digno? Nhé. Na real, acho que foi minha primeira e pior experiência ruim em Londres. Achei estranho especialmente porque o St. Cristopher’s Inn é uma rede famosinha de hostels no mundo todo. Fiquei num hostel da rede em Bath e foi apenas maravilhoso.

    E quanto às regiões aí que vc falou, João, boto fé que existe um lugarzinho pra cada perfil de visitante à nossa amada Londres. Eu sou fã de carteirinha do leste londrino, acho que tenho uma vibe meio hipster sem saber. hahaha E no mais, Londres é sempre Londres: não tem como dar errado!

    Beijão procês!

  • Olá João e Nath
    Acabo de chegar de Londres: God save the Queen!!!!!!!!!
    Isso aí é um absurdo de bom.
    Ficamos(meu marido e eu) no hotel Ambassador,proximo a estação Earl’s Court.
    Fizemos essa opção pela localização e proximidade estação de Metro,com lojas e mercados abertos até tarde( o Sainsbury’s fica a uma quadra desse hotel) mas principalmente pelo fato de ter elevador.
    Os quartos são minúsculos mas com uma cama confortável (o suficiente para dormir depois de 12 horas em média de caminhada ).
    O hotel passou por reformas e os banheiro é pequeno mas com uma ducha maravilhosa.
    O café não estava incluso mas com a chaleira que tem no quarto e com saches de chá,chocolate e café que são fornecidos , improvisamos deliciosos cafés da manhã com pães e muffins maravilhosos que comprávamos alí pertinho.
    Quando estávamos procurando pelo boooking.com, vimos outras opções nessa região. como os albergues mas sem elevador e com relatos desagradáveis em relação a higiene do local.
    Aproveito para agradecer as inúmeras dicas que obtive no site de vocês.Ajudaram muito!!!
    Sucesso e continuem por aí viu? O Brasil já era…
    Abraços

  • Oieee! Eu me hospedei no Yha London Central, na Bolsover Street, fica poucas quadras da Oxford Street…Fiquei dois dias hospedadas nele e adorei a localização. Visitei os pontos turísticos como London Eye, Big Ben, Trafalgar Square entre outras tudo a pé.

    Me hospedei também no Astor Victoria, no Victoria gostei da localização.

LEAVE A COMMENT