EDITORIAS
Boas histórias de viagem por um casal de jornalistas
 

Palácio de Buckingham: Eu fui! Vá você também!

–> Post atualizado em 22/02/2017

Qual é a primeira coisa que você “vê” quando fecha os olhos?

Para mim, desde sexta-feira passada, a visão que tenho sempre que estou de olhos fechados é de cair o queixo. Vejo belíssimos lustres pendurados nos tetos altos…

O salão azul é um dos primeiros ambientes que visitei durante o tour no Palácio de Buckingham. Chega a ser engraçado pensar "nooooossa, nada vai bater esse" e, poucos metros adiante, ver que dá, sim, para uma sala ser ainda mais bonita. :) -- The Blue Drawing Room, photographer: Peter Smith The Royal Collection © 2009 Her Majesty Queen Elizabeth II

O salão azul é um dos primeiros ambientes que visitei durante o tour no Palácio de Buckingham. Chega a ser engraçado pensar “nooooossa, nada vai bater esse” e, poucos metros adiante, ver que dá, sim, para uma sala ser ainda mais bonita. :)

Incríveis quadros pintados por renomados artistas (e molduras igualmente belas).

Espelhos cuidadosamente lustrados diariamente (juro que eu procurei sujeirinhas e não encontrei. haha)…

O espelho que está atrás do lustre do fundo, por exemplo, é uma "passagem secreta" usada pela família real quando quer chegar de mansinho no salão branco (esse aí). Que tal? -- White Drawing Room, photographer: Derry Moore The Royal Collection © 2009 Her Majesty Queen Elizabeth II

O espelho que está atrás do lustre do fundo, por exemplo, é uma “passagem secreta” usada pela família real quando quer chegar de mansinho no salão branco (esse aí). Que tal?

… Maravilhosos pianos (minha mãe ia PIRAR).

Uma enooooorme mesa em que volta e meia verdadeiros banquetes são servidos a pessoas importantes em diversas esferas (políticos, músicos, atletas, ativistas, militares…).

E até mesmo um trono real!

Os detalhes dessa sala impressionam. Os anjos que ficam bem em cima do trono são impecáveis! Parecem estar cuidando de quem está sentado logo abaixo. -- The Throne Room, photographer: Derry Moore The Royal Collection © 2009 Her Majesty Queen Elizabeth II

Os detalhes dessa sala impressionam. Os anjos que ficam bem em cima do trono são impecáveis! Parecem estar cuidando de quem está sentado logo abaixo.

É que no último dia de julho de 2015 eu visitei o Palácio de Buckingham, a residência oficial da Rainha Elizabeth II. E não podia ter saído de lá mais encantada. :)

Questões políticas à parte (muitos questionam o regime monárquico – que custa muito aos cofres públicos e que hoje em dia não tem tanto poder decisório quanto já teve no passado), a visita ao palácio é uma viagem na história local.

Grandes Reis e Rainhas viveram e trabalharam ali desde 1837. Importantes figuras mundiais reuniram-se com os monarcas britânicos naquelas salas e debateram questões cruciais sobre presente, passado e futuro. Banquetes cheios de pompa e formalidade (ao mesmo tempo em que têm seus momentos de descontração – pelo que mostram as fotos) foram servidos dentro daquelas quatro dezenas de paredes.

E estar ali é se imaginar vivendo tudo isso. Fazendo parte dessa história.

É emocionante. Algo praticamente inexplicável.

Foi logo ali, na sala do trono, que as fotos oficiais do casamento de Kate & William, em 2011, foram tiradas. -- Photo: Derry Moore

Foi logo ali, na sala do trono, que as fotos oficiais do casamento de Kate & William, em 2011, foram tiradas.

E você, claro, também pode visitar o Palácio de Buckingham e registrar na memória tudo isso que eu falei (e, repito, muuuuito mais!). Esse post, então, é para convencê-lo de que investir £23 nessa visita (valor de 2017!) vale a pena. ;)

–> Eu optei por pagar um pouco mais (£29.50, em 2015) para conhecer parte dos jardins privados do palácio também. ;)

Visitando as Salas de Estado do Palácio de Buckingham

Todos os anos, durante o verão europeu, a Rainha Elizabeth II e seu esposo, o Duque de Edimburgo, se mandam para a casa de férias que têm na Escócia. E aí, quando os gatos saem os ratos fazem a festa, claro. =D

É a oportunidade anual de visitar 19 dos mais de 700 ambientes da residência oficial de Dona Beth aqui em Londres. Residência e, claro, escritório – já que o Palácio de Buckingham é um dos poucos palácios de trabalho ainda em atividade no mundo todo!

Os ambientes que são aberto ao público entre o fim de julho e o fim de setembro são os chamados State Rooms, que nada mais são do que as salas em que os convidados da Rainha são recepcionados em atividades oficiais (como banquetes, visitas de estado e entregas de títulos).

A grande escadaria é um dos destaques do tour. Ela foi pensada pelo arquiteto John Nash, responsável pela "nova cara" do palácio solicitada pelo Rei George IV entre 1825 e 1830. E ela realmente impressiona! (se bem que preciso contar um segredinho: vi umas rachaduras na parede aí. Mas faz parte da vida, né? hehe) -- Photographer: Derry Moore

A grande escadaria é um dos destaques do tour. Ela foi pensada pelo arquiteto John Nash, responsável pela “nova cara” do palácio solicitada pelo Rei George IV entre 1825 e 1830. E ela realmente impressiona! (se bem que preciso contar um segredinho: vi umas rachaduras na parede aí. Mas faz parte da vida, né? hehe)

Como fotografias e filmes são proibidos, o convite para observar cada detalhe é irrecusável (até porque há, sim, fotos oficiais – como as que selecionei para este post – mas tem muitas pequenas-grandes preciosidades que só estando lá para ver e admirar).

Por isso, assim que coloquei meu pé direito dentro do famoso palácio, passei a me preocupar em eternizar o máximo possível de imagens na minha memória. Cada vez que entrava em um novo ambiente, olhava para todos os lados, olhava para cima e para baixo e logo acionava meu excelente áudio-guia (que está incluso no preço do ingresso, e tem versão em Português!) para saber o que a mocinha do outro lado do aparelho tinha a me contar.

E ela sabia de muita coisa, viu? :)

Na visita, foi possível conhecer toda a história do palácio (que inicialmente era “apenas” mais uma residência real), saber quais são os procedimentos para que uma visita de estado seja organizada (os preparativos podem levar até um ano!), ver alguns dos trajes utilizados pela Rainha em grandes eventos realizados ali, admirar as porcelanas utilizadas nos banquetes reais, além de ver alguns dos “tesouros” da coleção real (como quadros de artistas como Rembrandt e Vermeer) que impressionam.

Com o áudio-guia no ouvido, pude escutar um especialista explicando os detalhes desta obra (A Lady at the Virginal with a Gentleman, 'The Music Lesson') e passei bons minutos analisando cada detalhe (o reflexo da garota no espelho, o instrumento no chão, o homem ao lado do piano, etc.). Superlegal!

Com o áudio-guia no ouvido, pude escutar um especialista explicando os detalhes desta obra (A Lady at the Virginal with a Gentleman, ‘The Music Lesson’, de Vermeer) e passei bons minutos analisando cada detalhe (o reflexo da garota no espelho, o instrumento no chão, o homem ao lado do piano, etc.). Superlegal!

Ao fim do tour (que levou cerca de 2h30), minha vontade era de passar por todas aquelas salas de novo.  

Eu queria olhar mais uma vez para cima e para baixo (e para todos os lados), admirar ainda mais atentamente as obras da coleção real e escutar outra vez todas as informações do áudio-guia (para poder ficar 100% preparada para apresentar tudo detalhadamente aqui para você). Mas logo percebi que essa missão era mesmo impossível. E resolvi que o melhor a fazer era contar para você o que eu vejo sempre que fecho meus olhos desde então e, ainda, fazer um apelo: se puder visitar o Palácio de Buckingham ainda neste verão, vá. Você não vai se arrepender! ;)

Se não estiver 100% convencido, faça um tour virtual por algumas das salas clicando aqui. Acho que você vai se impressionar e pensar “pra que ver pela tela do computador, se posso ver ao vivo?”. :)

É uma atração que, claro, ganhou cinco estrelas no ranking de avaliação do Pra Ver em Londres. Mesmo que o preço pareça salgado, esse é o tipo de investimento que se paga. Você sai de lá com menos dinheiro, mas com muito mais bagagem!

ranking-estelar-fazenda

A visita ao jardim do Palácio de Buckingham

Mas o meu tour não se encerrava na saída do Palácio. Passei apenas dez minutos na área do café (em que tomei um chá e comi um scone que estava gostoso, mas não muito fresco – parecia do dia anterior – por£6.45) e logo me juntei ao grupo que ia visitar também os jardins privados de Buckingham. E tive mais uma experiência incrível em uma hora!

No passeio, que foi liderado por uma experiente guia, pudemos ver o jardim de rosas do palácio, as árvores plantadas pelos três filhos da Rainha assim que estiveram aptos a isso, a quadra de tênis em que nomes como John McEnroe, Björn Borg e Steffi Graff exibiram seu talento para a realeza, o enorme vaso de cerâmica que certa vez pertenceu a Napoleão Bonaparte (Waterloo Vase) e mais.

Além disso, soubemos que aquele é o maior jardim privado de Londres, que oito jardineiros cuidam para que tudo esteja sempre impecável, que a Rainha precisa autorizar qualquer possível mudança no jardim e, ainda, que uma das funções dos jardineiros é, de tempos em tempos, pegar um dos ônibus que passam pelas laterais do palácio para ver se dá pra ver alguma coisa que não pode ser vista do segundo andar do busão. Se sim, é preciso plantar novas árvores para resolver esse problema. Que tal?

Foi uma caminhada gostosa, cheia de história e de beleza. Não me arrependi de ter incluído o jardim no combo. Pelo contrário. Achei que valeu o investimento extra. :)

Durante o passeio, fotos e vídeos também não estão autorizados. No entanto, beeem no finzinho, quando a guia nos libera para visitar a loja (que é SENSACIONAL! Tem de tudo, mas tudo é caro! haha), somos autorizados a fazer alguns registros (em um percurso de uns 100 metros – ou seria menos? Ai, não sei, João não tava junto e eu sou péssima quando o assunto é noção de distância. haha). Olha o que eu trouxe de lá:

O que será que tem do lado de lá da porteira, hein?

O que será que tem do lado de lá da porteira, hein?

O Palácio visto do jardim.

O Palácio visto do jardim.

Ah, e como bem lembrou nossa guia, no Google Maps (Satélite) dá pra dar uma espiada no jardim. Basta arrastar o mouse de um lado para o outro, dar zoom e explorar! =D

Consegui identificar a quadra de tênis (dã), o jardim de rosas e até as rosas plantadas em homenagem à Rainha Mãe e que ficam em uma área de visibilidade do quarto da Rainha Elizabeth II. Dá uma navegada aí pra ver o que você encontra e depois me conta. ;)

Esse dia com certeza ficará na minha memória para sempre. E no ano que vem, quando eu já não conseguir mais fechar os olhos e ver tudo que descrevi aqui, vou voltar sem precisar pagar um centavo a mais! É que ao comprar o ingresso direto no site oficial, você ganha direito de usá-lo mais uma vez no período de um ano se, ao final da sua primeira visita, carimbar o verso dele e afirmar que aceita que seu pagamento seja usado como doação. Eu, claro, já garanti meu retorno para o verão do ano que vem. =D

E aí, animou? Espero que sim. Para mim, foi um desafio escrever este post sem fotos próprias, sem anotações mais detalhadas e sem vídeo. Mas decidi contar um pouco do que vi e do que senti, porque acho que é isso que importa, afinal.

Um beijo e até o próximo post!

Nah

Programe-se para visitar o Palácio de Buckingham

Em 2017, o palácio estará aberto para visita 22 de julho e 01 de outubro. Garanta já seu ingresso (£23 para adultos ) clicando aqui. É preciso comprar o ingresso antecipadamente!

Como chegar:

De metrô: desça na estação Green Park (linhas: Jubilee – cinza; Piccadilly – azul escura; Victoria – azul clara)

De ônibus: 11, 211, C1 e C10

Acompanhe a gente nas redes sociais!  

Twitter  |  Facebook  |  Instagram

Snapchat (praveremlondres)  |  Youtube 

Créditos das fotos, em ordem:

–> The Blue Drawing Room, photographer: Peter Smith The Royal Collection © 2009 Her Majesty Queen Elizabeth II

–> White Drawing Room, photographer: Derry Moore
The Royal Collection © 2009 Her Majesty Queen Elizabeth II

–> The Throne Room, photographer: Derry Moore
The Royal Collection © 2009 Her Majesty Queen Elizabeth II

–> Photo: Derry Moore

Dê vida ao Pra Ver em Londres. Comente!

Written by

Jornalista, autora do Pra Ver Em Londres e empreendedora digital. Sou completamente apaixonada por Londres e um dos meus maiores vícios é falar sobre a cidade com quem estiver interessado. Um dos meus objetivos de vida é ajudar as pessoas que querem viajar mais e melhor gastando menos reunindo aqui minhas dicas pessoais de viagem. Tenho sempre cinco livros na cabeceira da cama e milhões de destinos na cabeça. Sou sonhadora por natureza.

Latest comments
  • Nah, que desafio contar tudo o que viu sem ter nenhuma fotinho para relembrar, mas olha, parabéns!! Porque deu pra sentir MUITO do que vc viu e sentiu por lá!!!! Que lugar mais cheio de história, de passado e de presente também né!!!
    Parabéns pelo post!!!
    Ansiosa para saber como será sua visita no verão que vem! hehehe
    Bjoss

  • Que garota sortuda você, além de visitar essa maravilha arquitetônica, respirar essa atmosfera histórica (u-auuu), até suspirei agora, e ainda de quebra ver belas obras de arte de artistas renomados, A-MEI, simples assim. Obrigada! : )

  • Oi Natasha,
    Foi teu post “o que fazer em Londres” que me alertou sobre a venda de ingressos para visitar o palácio de Buckingham em 2013. Não esqueci :)
    Eu também fiquei de queixo caído! E no fundo, sem a câmera, prestei mais atenção ao audioguide (excelente!) e aproveitei mais a visita, tentando gravar as imagens e detalhes na memória.
    Gostei de relembrar a experiência!! ;)

  • Olá Natasha! Demais essa visita ao Palácio de Buckingham… o tour virtual é mesmo de encher os olhos, imagino ao vivo! É tanto luxo que fica até difícil para os olhos “plebeus” se acostumarem rsrs. E conhecer uma parte tão importante da história de Londres como é o caso da monarquia é fundamental para se entender as muitas tradições dessa cidade. Espero ter essa oportunidade em breve. Abraços, José Júnior.

  • Oi Natasha, foi ótimo recordar o que vi no ano passado. Foi no dia 29 de agosto de 2014 que fiz essa visita .Tambem amei o que vi e como sempre procuro passar para minha memória e trazer para casa cada detalhe do que vejo.Foi ótimo adquirir o Guia Oficial da visita ao Palácio em português brasileiro porque além de muitas fotos tem muitas explicações de tudo que vi.No ano passado vi também durante minha visita uma exposição dos brinquedos usados pelas crianças da realeza maravilhosa e completa. Sou apaixonada como você por Londres e sua história, estou já em contagem regressiva para minha próxima ida em outubro . Também amei o café na saída, pena que não visitei o jardim . Mas pelo que vi até a loja de souvenir e os portões de saída tudo é perfeito. Carimbei meu ingresso de entrada mas como só vou em outubro vou perder a oportunidade de mais uma visita em 2015, mas espero voltar porque vale a pena.

  • Lugar magnífico! Ainda pretendo passar uma temporada em Londres e conhecer todos esses lugares *-* Parabéns pelo trabalho de vocês, confesso que com a ajuda de vocês fico cada vez mais animada pra conhecer Londres, pois muitas pessoas só me mostram pontos negativos deste lugar mas nunca foram para lá…

  • Maravilha. Adoro a realeza. Acho que em encarnações passadas fui nobre. Nesta, uma pobre plebeia. Pena que não tem foto dos pianos, ia pirar! Parabéns filha. Seu texto é maravilhoso, aguça a vontade de conhecer todos os lugares, especialmente a casa da Betinha! bjs

LEAVE A COMMENT