9 dicas para um fim de semana delicioso em Curitiba

curitiblogandoVocê se engana se pensa que só Londres tem espaço nos nossos corações. Curitiba, nossa terra natal, é dona de um terreno bem grande por aqui. :)

A gente curte muito lagartear nos parques, explorar os cafés, conhecer novos restaurantes, frequentar os bons bares locais que oferecem cervejas artesanais/especiais, ir aos jogos do nosso Coritiba no Couto Pereira, etc. etc. etc.

A terra das araucárias só não tem mais espaço aqui no Pra ver em Londres por um motivo óbvio: o que nós e você que nos lê temos em comum é o amor pela Terra da Rainha.

tower bridge by bike

Né? <3

Mas a gente tem certeza que se você conhecer a capital do Paraná também pode passar a amá-la.

E já que ao longo dos quatro anos de existência do blog criamos uma relação bem legal, paramos para pensar e concluímos que era nosso dever convencê-lo a visitar nossa cidade logo mais.

Para começar a colocar essa ideia em prática, aproveitamos que rolou recentemente mais uma edição do Curitiblogando (já falamos sobre o evento aqui!) para apresentar para você algumas dicas quentíssimas que testamos, aprovamos e indicamos e que formam um roteiro para um dia/fim de semana perfeeeeito na nossa cidade.

Vem comigo!

curitiba

Pedal por parques. Um programão para um dia de sol (que é mais raro do que em Londres, mas tudo bem, tudo bem)

GaudenBier: cervejaria local que merece sua visita!

Nos últimos anos, a cena cervejeira bombou em Curitiba e na região metropolitana. Além dos vários bares que hoje vendem cerveja artesanal, diversas cervejarias nasceram e cresceram por aqui.

E a gente curte muito várias delas. Caso da GaudenBier, que nos recebeu para uma visita no sábado pela manhã – sabe como é, né, como já dizia Chico Science, “uma cerveja antes do almoço é muito bom pra ficar pensando melhor”. :)

A Anna, do Finestrino, tá ligada nessa história. Tanto é que tava querendo roubar a cerveja do Jorge (namorado dela!). Calma, calma, Anninha sapequinha, tem pra toooodo mundo. ;)

A Anna, do Finestrino, tá ligada nessa história. Tanto é que tava querendo roubar a cerveja do Jorge (namorado dela). Calma, calma, Anninha sapequinha, tem pra toooodo mundo. ;)

E o tour, como não podia ser diferente, foi uma baita aula de produção de cerveja.

O guia Rafael, que é cervejeiro da casa, falou sobre os ingredientes que formam a cerveja (água, malte, lúpulo e levedura), explicou para a gente todas as etapas da produção e apresentou as birras produzidas ali – tanto as rotuladas “GaudenBier” quanto as parceiras (tipo Pagan e Madalosso).

Aliás, isso de produzir outras cervejas além da marca própria é muito legal. Eles alugam espaço para microcervejarias dentro dessa estrutura. Ou seja, se você produz sua birra, quer crescer e não tem estrutura, pode investir na terceirização da produção e conseguir expandir seu mercado. Essa união faz bem pra todo mundo!

Dá pra ver que os "alunos" estavam bem interessados na aula, né? :)

Dá pra ver que os “alunos” estavam bem interessados na aula, né? :)

Onde tudo começa

Onde tudo começa

Notou a alegria do modelo? :)

Notou a alegria do modelo? :)

Depois disso tudo, Rafael nos levou ao ponto alto do tour: a degustação. #osbebumcomemora \o/

As escolhidas por ele foram:

  • Gauden Pale Ale
  • Pagan Porter

Duas boas cervejas, mas pra quem ainda não tem o paladar cervejeiro muito desenvolvido (sem julgamento, tá, gente?, só constatação. hehe), a segunda, Pagan Porter, pode não agradar, pois é mais encorpada e “pesada” (uma Porter, né? Cerveja escura e de teor alcoólico mais elevado). Na minha modesta opinião, ela é mais interessante, mas entendeu o que eu quis dizer, né? ;)

Foi ali também que tivemos a oportunidade de escolher umas cervejinhas pra levar pra casa. Achei bem legal que o preço estava abaixo do o que vemos normalmente nos mercados (digo isso porque tem uma outra cervejaria local que cobra o mesmo preço – às vezes até MAIS CARO – pelas suas cervejas quando você compra in loco. Pois é, pois é, estamos de olho). Um packzinho com quatro “Gaudens” custa R$ 36!

A grande estrela da manhã

A grande estrela da manhã

Por tudo isso, garanto: pra quem faz parte do time cervejeiro, essa com certeza é uma dica e tanto de Curitiba.

E tem um motivo extra: a cervejaria fica em Santa Felicidade, um dos bairros mais charmosos da cidade e que tem uma enorme quantidade de bons restaurantes (principalmente de comida italiana) para um almocinho estratégico pós-degustação.

A gente curte o Velho Madalosso (o “Novo” é o famosão, enorme e blablabla, mas esse é mais tipo cantina italiana mesmo, mais aconchegante e gostoso!), o Dom Antonio (o preferido da minha família) e a Casa dos Arcos. #ficadica

Animou? Saiba que a visita à Gauden precisa ser agendada (mas é gratuita!). Agendamentos por telefone (41-3273-6666), e-mail (comercial@gaudenbier.com.br) ou site (formulário na área “Contato”). 

*Mapa no final do post! ;)

Cheers! :) - Foto: Robson Franzoi - Um Viajante

Cheers! :) – Foto blog- Um Viajante

Nova Polska: restaurante fora da rota turística MEGA surpreendente

Ok, você foi na Gauden, tomou sua cervejinha, fez umas comprinhas pra levar pra casa e saiu de lá com a fome começaaaando a apertar. Pensou “putz, mas não quero comer em Santa Felicidade, quero algo mais original”. Se manda pro Nova Polska, amigão!

MEUSANTO, que delícia de restaurante. Que ambiente incrível. Te garanto com toda a minha sinceridade: a distância (8km de Santa Felicidade – o que para quem vem de cidades maiores é pouco, na real) vale muito a pena.

A começar pelo trajeto…

Depois, pela estrutura do restaurante – liiiinda, feita pra você ter um dia relax e de muita paz, e super completa (gente, dá até pra andar a cavalo!).

Um aperitivo da beleza da casa. Prepare-se para se encantar.

Um aperitivo da beleza da casa. Prepare-se para se encantar.

Não é encantadora a casa? A história dela é bem legal, aliás. Apesar de restaurada, ela mantém toda a cara original. Isso mesmo: essas cores que você vê são as mesmas cores escolhidas pelos donos, poloneses, que vieram para cá há várias décadas. Legal, né? Pra saber mais, visite o site do Nova Polska. É excelente (tem até receita!). :) - Foto: Rafa Leick (The Way Travel)

Não é encantadora a casa? A história dela é bem legal, aliás. Apesar de restaurada, ela mantém toda a cara original. Isso mesmo: essas cores que você vê são as mesmas cores escolhidas pelos donos, poloneses, que vieram para cá há várias décadas. Legal, né? Pra saber mais, visite o site do Nova Polska. É excelente (tem até receita!). :) – Foto: Rafa Leick (The Way Travel)

Babe. Pode babar! :) - Foto: Rafa Leick - The Way Travel

Babe. Pode babar! :) – Foto: Rafa Leick – The Way Travel

Muito amor por essas redes e espreguiçadeiras. Não há nada melhor do que aproveitar esse espaço delicioso para recuperar as energias pós-almoço caprichado (você já vai ver E COMO é caprichado). Foto: Rafael Leick - The Way Travel

Muito amor por essas redes e espreguiçadeiras. Não há nada melhor do que aproveitar esse espaço delicioso para recuperar as energias pós-almoço caprichado (você já vai ver E COMO é caprichado). Foto: Rafael Leick – The Way Travel

Demais, né?

Mas tem mais. A comida, claro.

Olha o tamanho desse buffet!

Olha o tamanho desse buffet!

Um cardápio polonês cheeeeio de delícias (só de pierogi – o melhor que já comi! – são diveeeersos sabores de recheios E de molhos!), extremamente autêntico e com um precinho camarada: R$ 38 por pessoa no esquema “buffet livre” (ou “coma até não aguentar mais”, em bom Português! =D).

Depois do almoço, impossível não se jogar em uma das redes lá fora…

O Rafa, nosso amiiiiigo do The Way Travel, pegou a gente no flagra dando aquela descansadinha pós-almoço.

O Rafa, do The Way Travel, pegou a gente no flagra dando aquela descansadinha pós-almoço.

Pegar o trenzinho rumo ao laguinho que fica lá embaixo e curtir a natureza em volta!

A foto oficial. Novamente, registro do Rafildes, do The Way Travel. Visita o blog dele!! ;)

A foto oficial. Novamente, registro do Rafildes, do The Way Travel. Visita o blog dele!! ;)

Ow, delícia! :) (foto do Rafa, já tá ligado, né? - The Way Travel)

Ow, delícia! :) (foto do Rafa, já tá ligado, né? – The Way Travel)

Convencido, né? :) - Foto: Rafael Leick - The Way Travel

Convencido, né? :) – Foto: Rafael Leick – The Way Travel

Gente, bom demais. Já convidei todos os nossos diferentes grupos de amigos para voltar lá LOGO. É o tipo de dica que vou dar pra todo mundo daqui em diante. Até pros vegetarianos, viu? A amiga Mariana, do Finestrino, é vegetariana e se empanturrou também. Né, Mari? :)

Fechou? Então aqui vai o que você precisa saber para incluir o Nova Polska na sua programação por aqui:

  • Funcionamento do restaurante: domingos e feriados das 12h às 15h – e área de lazer das 10h às 16h30min. Segunda a sábado: visitas e almoços somente mediante reserva prévia
  • Telefone: (41) 3649-4578 ou (41) 9991-8502
  • Site: www.novapolska.com.br
  • Como chegar:

Nova Polska

<3 <3 <3 MUITO AMOR! <3 <3 <3

Torre panorâmica: nossa Curitiba vista de cima

A louca das vistas de cima voltou! =D

Depois de mostrar algumas das melhores opções de vistas do alto de Londres (todas reunidas aqui), hoje apresento pra você uma ótima forma de ver a terra das araucárias de cima: a Torre Panorâmica (que para nós, curitibanos, será sempre a Torre da Telepar).

Torre panoramica - Curitiba

Nossa torre tem 109,5 metros de altura e fica nas Mercês, um dos bairros mais altos da cidade. Então, a visão 360 graus que ela proporciona não podia ser melhor. Olha só:

"Curitiba é fria (e linda) no cair da tarde...", já diria o Regra4 - Só podia não ter esse reflexo do vidro, né?

“Curitiba é fria (e linda) no cair da tarde…”, já diria o Regra4 – Só podia não ter esse reflexo do vidro, né?

Olha o fotão do casal Lucas & Natalia, do Queimando o Asfalto! Aliás, eles fizeram um post super legal sobre a cidade - Poxa, seria muito massa morar em Curitiba - que você lê aqui.

Olha o fotão do casal Lucas & Natalia, do Queimando o Asfalto! Aliás, eles fizeram um post super legal sobre a cidade – Poxa, seria muito massa morar em Curitiba – que você lê aqui.

Pra chegar ao topo e observar essa vista liiiinda, você precisa pagar R$ 3,50. Baratinho, né? Menores de 5 anos não pagam e crianças de 5 a 9 anos e maiores de 60 pagam R$ 1,75.

Mas às vezes chegar até a entrada é uma missão complicada. Isso porque em dias de sol costuma ter fila por ali – e sobem apenas 6 pessoas no elevador por vez. Ou seja, é bom se programar para chegar cedo (ou esperar um tempinho na fila) e ir na paz pra não se estressar com a espera. :)

Lá em cima você fica quanto tempo quiser, e para entender o que está vendo pode contar com a ajuda das plaquinhas espalhadas por toda a área:

Não registramos nenhuma dessas placas porque, sinceramente, queríamos curtir o momento. Mas o Rafa (sempre ele <3) fez o registro no momento em que fotografava os bastidores da foto oficial da galeura por lá. hehe É essa aí em que estamos encostados ;)

Não registramos nenhuma dessas placas porque, sinceramente, queríamos curtir o momento. Mas o Lucas (do blog Queimando Asfalto) fez o registro no momento em que fotografava os bastidores da foto oficial da galeura por lá. hehe É essa aí em que estamos encostados ;)

Além disso, também há um mapa da cidade no chão, um mural lindão feito pelo artista paranaense Poty Lazarotto em homenagem aos 300 anos da cidade (comemorados em 1993) e orientações de localização geográfica (Norte pra cá, Sul pra lá e assim por diante):

Ah, outra dica: se puder, vá perto do por do sol. Vale taaaanto a pena ver a cidade com a luz do fim do dia. <3

Ah, outra dica: se puder, vá perto do por do sol. Vale taaaanto a pena ver a cidade com a luz do fim do dia. <3

Pra mim, tá na lista de imperdíveis em Curitiba. Pra você também? Então anota aí:

  • Não tem site oficial
  • Telefone: (41) 3339-7613
  • Horário de funcionamento: terça a domingo, das 10h às 19h (ingressos vendidos até 18h30)
  • Endereço: Rua Prof. Lycio Grein de Castro Vellozo, 191 – Mercês – Curitiba – Mapa no fim do post! ;)

Se você quer combinar vista + jantar, a nossa sugestão é o Terrazza 40, restaurante panorâmico com um cardápio gostoso, preços justos e, claro, vista do alto.

Pub Crawl Curitiba: para encerrar o dia com bons drinks

A segunda noite de Curitiblogando chegou ao fim com um rolê por alguns bares do centro histórico de Curitiba. Issoaí, participamos do “Pub Crawl Curitiba”. :)

Foto: Rafa Leick (The Way Travel), que tem post exclusivo sobre o Pub Crawl neste link

Foto: Rafa Leick (The Way Travel), que tem post exclusivo sobre o Pub Crawl neste link

A nossa rota passou pelo Old’s Pub (na Rua Paula Gomes – a mesma do famoso bar O Torto), pelo Dom Corleone (a poucas quadras do primeiro) e, por fim, pelo Bar da Produção (na “badalada” Rua Trajano Reis).

E, olha, a organização do evento superou minhas expectativas (digo minha porque o João não participou, pois tinha uma prova de bike no dia seguinte). No primeiro bar, tivemos direito a uma hora de chopp Asgard liberado (+ porção de batata frita, pra forrar o estômago!), no segundo, ganhamos um shot de um drink colorido e gostoso e, no terceiro, a galera (abandonei o barco na balada mais forte, peeps, sorry!) também foi recebida com bons drinks.

Registro da Anna (do blog Finestrino) dos drinks que ganhamos no Dom Corleone. Leia o post dela sobre o "tour por bares" aqui.

Registro da Anna (do blog Finestrino) dos drinks que ganhamos no Dom Corleone. Leia o post dela sobre o “tour por bares” aqui.

Curti, curti. Pra quem tem pouco tempo na cidade, quer conhecer alguns bares legais e ter uma noite agradável com gente querida/bonita, é uma ótima opção.

Tem pub crawl toda sexta e sábado, sempre a partir das 22h. O ponto de encontro é o Old’s Pub (Rua Paula Gomes, 405 – São Francisco) e você pode saber a programação do dia e fazer sua reserva pelos telefones (41) 3308 8723 – 9500 5095 – 9972 9850 – 91252049.

Se preferir, você pode garantir sua pulseirinha pelo site http://www.getout.me/. O custo é de R$ 35 para mulheres e R$ 45 para homens – a entrada é liberada em todos os bares credenciados!

Roteiraço, hein?

Sentiu falta de mais uma parada pra comer, um lugar pra ficar e dicas de como se locomover? As dicas que reunimos aqui no blog em outras ocasiões podem ajudar. Olha só (clique nos links para ler os posts):

Por último, uma dica extra: não falei sobre como chegar nos lugares sugeridos neste post porque depende muuito do meio de transporte que você vai usar durante sua estadia na cidade. Para isso, a sugestão é simples: use o Google Maps! Ele te mostrará opções de como ir de um ponto a outro de maneira eficiente.

No mapa abaixo você entende onde ficam cada um dos pontos citados neste post (só não está o Nova Polska porque o mapinha deles, que tá lá em cima, explica melhor):

Além disso, o site da URBS (nosso “Transport for London”) fornece informações sobre os itinerários/horários de ônibus, o app Easy Taxi ajuda você a conseguir um laranjinha mais rapidamente e o site http://precodotaxi.com/ dá uma noção de quanto vai sair a corrida que você quer fazer.

Pronto. Agora é com você. Bora se programar, fazer as malas e vir curtir nossa terrinha? Dica boa não falta, né? :)

Como você deve imaginar, temos outras sugestões que vão garantir uma estadia toptop aqui na nossa cidade. Por isso, para encerrar este post, pergunto: podemos continuar fazendo posts sobre Curitiba? Claroclaro que intercalaremos com as dicas de Londres (meusanto, temos muuuitas ainda!), mas se você quiser, a terra das araucárias pode virar pauta mais frequente por aqui. Que tal?

Beijobeijo e até a próxima,

Nah!

Materiais III Curitiblogando

Blogueiros da Rede Curitiba: Anna Martinelli e Mariana Fachin (Finestrino), Beta Rodrigues e Dea Sales (Férias de Mochila), Robson Franzói (Um Viajante), Natasha Schiebel e João Guilherme Brotto (Pra Ver em Londres), Leidinara Batista (Férias Now), Jr Caimi (Tip Trip Viagens), Maria Thereza (Travel Monster) e Cristiane Tomasi (Carpe Diem).

Blogueiros convidados: Diana Schrock (Histórias da Di), Fábio Lima (Intrip), Rafael Leick (The Way Travel), Carol May (Dicas Roteiros Viagem), Erick Stengrat (My Destination Anywhere), Claudia Saleh (Aprendiz de Viajante), Thaís Towersy (Guia Mundo Afora), Guilherme Tetamanti (Viajando com eles), Lucas e Natalia (Queimando Asfalto) e Marina Fabri (Coisas de Diva).

Dê vida ao Pra Ver no Mundo. Comente!

Written by

Jornalista, curitibana e coxa doida. Sou completamente apaixonada por Londres e um dos meus maiores vícios é falar sobre a cidade com quem estiver interessado. Tenho sempre cinco livros na cabeceira da cama e milhões de destinos na cabeça. Sou sonhadora por natureza.

Latest comments
  • Que beleza!! Ótimas dicas ;)

  • Que coincidência boa: tô indo pra Curitiba esse fim de semana :D
    Com certeza vou usar alguma dessas dicas e passar por algum desses pubs pra tomar uma cerveja paranaense. eheh

    Adorei o post!
    Beijão

  • Amei o post. Quero conhecer tudo que não conheço.

  • Oii Natasha saudades de você,Nossa sua viaja foi perfeita amei demais,espero que continue assim espero logo logo estar viajando assim tbm
    Beijos beijos

LEAVE A COMMENT