O que fazer em um dia em York [Inglaterra]

Quando decidimos que nossa primeira viagem do ano seria uma roadtrip para o norte da Inglaterra, York era o centro de nossas atenções. Porém, como planejamos tudo com nada de antecedência =D, não encontramos acomodação do jeito que queríamos lá, e tivemos que buscar em uma cidadezinha ali perto (assunto para outro post).

Mas a viagem de Pickering a York era muito tranquila, se quiséssemos poderíamos com certeza ficar no bate-volta e fazer mais de uma visita à cidade que nos levou “pra cima”. Porém, em uma noite onde nos hospedamos percebemos que era injusto conhecer só a “cidade grande” e não explorar mais aquela incrível região.

Resolvemos, então, que teríamos apenas um dia para curtir York, e nosso roteiro nesse dia foi assim…

Tour de bike

Como o João contou neste post, o VisitBritain/VisitYork e a Scoot Cycling Holidays, sabendo que a gente curte explorar cidades sobre duas rodas, nos ofereceram um tour de bike super legal.

A Cai, nossa guia, foi excelente. Nos levou a cantinhos “secretos” da cidade, contou um monte de histórias bacanas e já deu umas orientações sobre o que a gente devia fazer depois do passeio.

Museum Gardens
Museum Gardens
Pedalar pela extensão do rio Ouse foi muuuito gostoso. :)
Pedalar pela extensão do rio Ouse foi muuuito gostoso. :)

Pra quem tem pouco tempo essa é, com certeza, uma ótima maneira de conhecer bastantão da cidade. As nossas primeiras duas horas em York não podiam ter sido mais produtivas.

Todas as informações sobre o tour estão aqui. Não deixe de ler.

Almoço no The House of Trembling Madness

O delicioso rolê de bike fez a gente ficar com fome, claro. Assim que nos despedimos da Cai fomos atrás de um lugarzinho legal pra comer. Não tínhamos pesquisado NADA em termos de restaurantes (pois é, foi a viagem do planejamento zero, às vezes é bom viver perigosamente. haha), então o jeito foi ir olhando para os lados procurando algo que nos atraísse.

Como bons cervejeiros, foi uma vitrine cheia de garrafas de cervejas do mundo todo que nos chamou a atenção. Era o pub/loja de cervejas Trembling Madness. Resolvemos entrar mais pela oportunidade de experimentar uma Ale local do que por uma possível experiência gastronômica inesquecível. Mas fomos surpreendidos. As simples tortas (English Pies, um clássico da culinária britânica) que pedimos eram SENSACIONAIS.

Sério, dá água na boca só de lembrar…

The Trembling Madness - York - pie

The Trembling Madness - York

Não dá pra dizer que as tortas eram baraaatas (pagamos 9 libras em cada), mas, olha, valeu cada centavo. Recomendamos mesmo. :)

Além disso, a carta de cervejas era espetacular. Só quené, tínhamos turismo a fazer, então tomamos cada um uma pint e nos mandamos.

Cheers!
O marido mais lindo do mundo. <3
Sem noção essa loja, minha gente. Todas as cervejas lindas do mundo estavam lá!
Sem noção essa loja, minha gente. Todas as cervejas tops estavam lá!

No site do pub você encontra todas as informações que precisa para programar sua visita. Pra encerrar o #ficadica de pub, deixo o vídeo deles que vai te fazer querer ir pra lá já:

Cheers! :)

York Minster

Alimentados, pegamos nossos York Passes* (presente do VisitYork. Thanks, Sue! :) e nos mandamos para a York Minster, maior construção gótica da Grã-Bretanha, que começou a ganhar forma em 1220 e levou 250 anos para ficar pronta – e que é um dos principais ícones da cidade.

UAU, né?
UAU, né?

Hoje, a catedral de York é considerada uma das construções góticas mais bonitas da Europa e se destacam seus vitrais (a nossa guia do tour de bike contou que um dos vitrais tem o tamanho de duas quadras de tênis!) e a cripta que preserva relíquias do século XI.

York Minster - York

York Minster

beautiful York Minster

A construção é cheia de detalhes e é muito gostoso sentar e admirar tudo enquanto agradecemos pela oportunidade de estar ali. Acendi uma vela, fiz uma oração e comecei a contar os minutos para a melhor parte da visita à York Minster: a vista do alto, claaaro. =D

De todas as escadas que já subi para ver cidades do alto (Duomo de Milão, Catedral de Berna, Duomo de Florença, Round Tower em Copenhagen, Carfax Tower em OxfordSacre Coeur em Paris…), não tenho dúvidas de que esta foi a mais puxada!

Acho que o fato de ter uma senhora beeem ofegante atrás de mim deixou a situação ainda mais tensa, mas só sei que os 275 degraus quase me mataram. A recompensa, como sempre, foi gratificante…

O engraçado foi que quando passamos pela primeira vez por essa parte, estava chovendo  e o céu bem cinza. Na volta, o tempo abriu e a gente viu outra paisagem...
O engraçado foi que quando passamos pela primeira vez por essa parte, estava chovendo e o céu bem cinza. Na volta, o tempo abriu e a gente viu outra paisagem…
Muito amor por cidades vistas do alto. Muito amor!
Muito amor por cidades vistas do alto. Muito amor!

York Minster - Pra Ver em York

O padrão arquitetônico inglês deixa tudo ainda mais lindo. Eu babo mesmo! haha
O padrão arquitetônico inglês deixa tudo ainda mais lindo. Eu babo mesmo! haha

Para quem tem York Pass a entrada para o Minster sai de graça (normalmente custa 15 libras Minster + Torre), mas a subida à Torre custa 5 libras.

Visite o site, saiba mais sobre essa preciosidade e anime-se para visitá-la em sua passagem por York. Vale muito a pena!

The Shambles

O dia já estava caminhando para o seu fim quando saímos da York Minster (pois é, o tempo voa, minha gente) e uma garoinha chata insistia em cair.

Aproveitamos para passear pela área conhecida como “The Shambles”, que tem um monte de lojinhas legais, cafés e tem uma cara super medieval. :)

The Shambles - York

Esse Bettys Café, do lado direito, é bem tradicional. Era uma das nossas opções de almoço, mas aí o Trembling Madness apareceu na nossa frente e ganhou a disputa. haha
Esse Bettys Café, do lado direito, é bem tradicional. Era uma das nossas opções de almoço, mas aí o Trembling Madness apareceu na nossa frente e ganhou a disputa. haha

Entramos em todas as portinhas que nos chamavam a atenção e perto das 17h nos mandamos para o nosso último passeio programado…

York Brewery

A região de Yorkshire tem crescido bastante no que diz respeito à produção de cerveja artesanal recentemente (tanto é que o The Guardian fez esta matéria reunindo 10 pubs de cerveja artesanal na cidade). E aí que a gente não podia deixar de conhecer uma cervejaria local, né?

O tour na York Brewery também está contemplado no York Pass. Mas, sem ele, custa 8 libras. Ele acontece de segunda a sábado nos seguintes horários: 12h30, 14h, 15h30 e 17h. Para participar, basta aparecer lá (detalhes aqui).

Pois bem, o tour é uma verdadeira aula sobre cerveja. A galera entra em uma salinha e ouve um profissional da cervejaria explicar passo a passo da fabricação das cervejas produzidas ali.

york brewery

 

Pudemos cheirar e pegar na mão os grãos de malte, lúpulo e levedura. Bem legal! :)
Pudemos cheirar e pegar na mão os grãos de malte (na foto há maltes torrados em diferentes temperaturas/tempo) e lúpulo. Bem legal! :)
Nosso guia que sabia de tudo. :) A única coisa estranha era o sotaque dele. Pra mim, ele urso (bear) e não cerveja (beer), mas tudo bem. :)
Nosso guia que sabia de tudo. :) A única coisa estranha era o sotaque dele. Pra mim, ele falava urso (bear) e não cerveja (beer), mas tudo bem. :)

A fábrica é bem pequenininha (e a produção deles também, tanto que é um pouco difícil encontrar uma York fora da região de Yorkshire – talvez em pubs de rede tipo Wetherspoons) e preciso contar uma coisa pra vocês: um pouco suja. hahaha

Perdoamos a sujeira porque deu um ar medieval à cervejaria. hehe

Mas eles fazem boas cervejas!

O tour inclui uma degustaçãozinha e das duas que experimentamos gostamos muito de uma (Ghost Ale) e mais ou menos da outra (Yorkshire Terrier). Você pode conhecer todas as cervejas feitas pela York Brewery clicando aqui.

Tá aí o pub onde acontece a degustação. As mesas são barris, viu? :)
Tá aí o pub onde acontece a degustação. As mesas são barris, viu? :)

Foi uma ótima maneira de fechar nosso dia em York. :)

Mas o que mais tem pra fazer/ver em York?

York!Ixi, muuuita coisa. hehe

Por causa do nosso tempo curto foi isso que conseguimos fazer (mas achamos um roteirinho bem bacana, principalmente porque o tour de bike já tinha nos mostrado a parte mais histórica da cidade e apresentado várias das principais atrações), mas pelo que deu pra perceber dá pra passar diiias curtindo York sem cansar.

No site do YorkPass você vê quais atrações estão contempladas nele e já percebe como há zilhões de coisas para fazer na cidade. Tem de tudo, para todos!

Aliás, para quem é agilizado visitando atrações e curte ver tuuudo, o York Pass pode ser uma boa, pois pode ajudá-lo a economizar preciosas librinhas. Tá tudo explicado aqui.

Uma grande vantagem de York é que dá pra curtir bem a cidade a pé. Não usamos nenhum meio de transporte (fora a bicicleta) além dos nossos pés. :)

Como a cidade é lindona, nada melhor do que caminhar e ficar admirando tudo, o tempo todo… Caminhar à beira do rio, pelo muro que contorna uma área da cidade ou pelas ruazinhas medievais é bom demais!

Enfim, passamos apenas um dia em York, mas amamos muito e curtimos demais cada minuto. Esperamos poder voltar na nossa próxima temporada em terras inglesas para explorar maaais.

Da nossa viagem para o Norte ainda temos muito a contar. Fique de olho aqui para começar a sonhar em visitar outras cidades lá pra cima. ;)

Beijobeijo e até o próximo post,

Nah

**PS: A gente foi de Londres a York de carro, mas você pode ir de trem (mais ou menos 2h de viagem) ou ônibus (6h) se preferir. ;)

***Mais uma vez, muito obrigada pessoal do VisitBritain, VisitYork e Scoot Cycling Holidays por ajudar a tornar essa viagem inesquecível. :)

 

Dê vida ao Pra Ver no Mundo. Comente!

Parceiros

Booking.com

Siga-nos

29 thoughts on “O que fazer em um dia em York [Inglaterra]

  1. York estará no meu roteiro. Se não for já conheci um pouco através do post que, para variar, ficou ótimo.. Parabéns. bjs quentes (o calor aqui tah de derreter)

    1. Oi, Estela! Tudo bem?

      Opa, faz bem em incluir York no seu roteiro. Tenho certeza que você vai amar. :)
      Espero que nossas dicas sejam úteis.

      A gente já falou sobre Bournemouth (aqui: http://praveremlondres.com.br/2011/12/15/windsor-cheddar-gorge-bournemouth-e-durdle-door-lets-go-get-lost/)
      Nesta viagem visitamos também Whitby e uma baía lá no norte chamada Robin Hood Bay. Vamos falar sobre elas em breve. ;)
      Já fomos a Brighton e gostamos bastante (apesar de nunca termos escrito sobre – vergonha. hehe)

      Qualquer coisa grita.

      Beijos

    1. Ebaaa, adorei saber que você se sentiu em York lendo o post, Rafael. Espero que seja sempre assim. :)

      Obrigada pela visita e pelo comentário.

      Abraços!

  2. Uma pausa no trabalho e uma olhada no praver.
    Sedutora essa York, mas eu me disponho a subir os 275 degraus desde que a mãe me carregue no colo.
    To com saudades, voltem logo.
    Gosto muito!

    1. Pausa no trabalho para sorrir com o comentário do melhor dads do mundo. :)
      Fiquei imaginando a cena da mamadi te levando no colo. hahaha
      Ah, dads, ganha logo na mega sena pra gent viajar juntoooo. Please! :)
      Muita saudade.
      Gosto muito.
      Logo estamos aí.
      Beeijo!

    1. Heyhey, Rafa! Tudo bem?

      Ohn, obrigada pelo “post delícia”. hehe
      Opa, vá sim. E depois conte o que achou. ;)

      Alugamos na Easyrent. Mas falaremos sobre isso em breve.

      Beijobeijo!

  3. Sonhoooooooooooooooooooooooo, como tudo na Inglaterra! Esse ar medieval me encanta ♥ E as cervejas ? Deve ser uma maravilha ! Sim, tb gosto muito do norte da Inglaterra :D Parabéns pelo post !!!!

    1. Hey, Elizabeth. Tudo bem? Que boooom que gostou do post. =D
      Você não sabe como é bom receber comentários fofos como o seu. Meu dia ganhar cor. hehe

      Ai, as cervejas… <3 <3 <3

      E vamos ao Norte! :)

      Obrigada pela visita.

      Beijos

  4. Já estava com saudades de comentar os post mara de vocês.. rsrsrs York é uma das cidades que vão entrar no meu roteiro com certeza…

    Ee Naty, já estou depressiva por vocês, como vocês conseguem ficar nessa cidade maravilhosa que é Londres ee depois ter que ir embora ??? aii meu coração, acho que nem todo o chocolate do mundo ia amenizar a depressão pós Londres rsrsrsrs …

    Beijoos para vocês..

    1. Hey, dona Tamires. Saudades dos seus comentários também! :)
      Isso aí, inclui mesmo York no seu roteiro. Você vai curtir. ;)
      Pois é, guria, não é fácil. hehe
      Mas a gente já tem planos de voltar de novo muito em breve, aí a depressão é amenizada. Assim espero, pelo menos. haha
      Volte sempreee!
      Beijão

  5. Natasha

    Parabéns pelo belíssimo post riquíssimo em detalhes! Estou voltando para o norte de UK e pretendo visitar York, você acha que vale apena dormir uma noite para visitar a cidade em dois dias?

    1. Que bom que gostou, André. Fico feliz em saber. :)

      Siiiim, vale a pena. A gente acabou ficando em uma cidadezinha próxima, nos apaixonamos por lá e acabamos não voltando pra York, mas com certeza vale a pena. Pode fazer isso. ;)

      Abraço!

  6. Olá! Estive em York em abril desse ano e seu post foi super útil. Amei a cidade, mas já tinha certeza que isso ia acontecer lendo o que você escreveu! Uma das coisas que mais gostei foi conhecer Clifford’s Tower, outro local com vista para a cidade. Também me diverti muito na Chocolate Factory.

    1. Oi, Luciana! Tudo bem?
      Que bom que nosso post lhe ajudou a curtir o dia que passou em York. Fico feliz em saber. :)
      Opa, espero poder ir para lá logo de novo para poder testar suas dicas. hehe
      Obrigada pela visita e pelo comentário!
      Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Recentes

Primeiros dias em Bolonha em fotos e relatos

Nossos primeiros 15 dias em Bolonha nos fizeram entender por que a cidade é chamada de “a gorda, a vermelha e a erudita” e também serviram para a gente se encantar por diversos aspectos desse tesouro italiano. Vem descobrir do que eu tô falando!

Leia mais

NATASHA & JOÃO

Em 2010 fomos fazer um intercâmbio em Londres e lá nasceu o blog. De lá pra cá muita coisa mudou, menos a nossa vontade de explorar o mundo.

Assine nossa newsletter e receba dicas em primeira mão!