EDITORIAS
Boas histórias de viagem por um casal de jornalistas
 

Milão em fotos: o que a gente viu além do que você já viu! :)

pravernomundoPassamos apenas dois dias inteiriiinhos em Milão na nossa lua de mel (por falar nela, você sabe qual foi o roteiro dos nossos 45 dias de amor na Europa? Não? Contei em detalhes aqui), mas aproveitamos tanto esses dois dias (e 3 noites) que até o momento escrevemos 5 posts:

E aí que estas são, sem sombra de dúvidas, as atrações que mais recomendamos que você inclua no SEU roteiro.

Porém, vimos mais. Fizemos mais. Curtimos mais. E resolvi reunir, neste post, este “mais”.

Para não me prolongar demais no penúltimo post sobre a cidade (para fechar o João vai apresentar uns dados bem bacanas, que você não pode deixar de conferir!), farei algo diferente: textos curtos com fotos/legendas que falam um pouco mais sobre as atrações e links para os sites oficiais, para que você possa se programar. Que tal?

1) San Siro/Giuseppe Meazza

Milan e Inter de Milão dividem uma belíssima casa – que a gente visitou e recomenda o passeio para quem curte futebol. Todos os dados sobre o tour (horários, preços), como chegar lá e até sobre compra de ingressos para jogos você tem acesso clicando aqui.

Quem nos conhece um pouquinho sabe que a gente ADORA futebol. Somos frequentadores de estádio (torcedores do Coritiba - o Coxa) e não perdemos um jogo do nosso glorioso verdão. Assim, não podíamos deixar de visitar, em Milão, o San Siro (para os torcedores do Milan)/Giuseppe Meazza (como chamam os torcedores da Inter de Milão)

Quem nos conhece um pouquinho sabe que a gente ADORA futebol. Somos frequentadores de estádio (torcedores do Coritiba – o Coxa) e não perdemos um jogo do nosso glorioso verdão. Assim, não podíamos deixar de visitar, em Milão, o San Siro (para os torcedores do Milan)/Giuseppe Meazza (como chamam os torcedores da Inter de Milão)

Além de ser um grande palco do futebol mundial, o San Siro (vou chamar assim, ok?) é belíssimo. Olha só esse graffiti que coisa linda. Mostra a rivalidade dos dois times de um jeito incrível, não acha?

Além de ser um grande palco do futebol mundial, o estádio é belíssimo. Olha só esse graffiti, que coisa linda. Mostra a rivalidade dos dois times de um jeito incrível, não acha?

E o tour no estádio é super legal. Visitamos os vestiários dos dois times (no do Milan a guia aí da foto falou que o Pato - na época jogador do Milan - só se contundia!), pudemos chegar bem pertinho do gramado, visitamos a sala de imprensa e soubemos MUITA coisa sobre o estádio e sobre os times!

O tour pelo estádio é super legal. Visitamos os vestiários dos dois times, pudemos chegar bem pertinho do gramado, visitamos a sala de imprensa e soubemos MUITA coisa sobre o estádio e sobre os times (a guia era uma verdadeira enciclopédia sobre o Milan e a Inter)!

O museu dos clubes também faz parte do tour. Vários jogadores brasileiros que passaram por eles "estão" lá e MUITA história do futebol é contada nas salas. Bem legal!

O museu dos clubes também faz parte do tour. Vários jogadores brasileiros que jogaram neles “estão” lá, e MUITA história do futebol é contada nas salas. Bem legal!

2) Castello Sforzesco

O Castello Sforzesco é mais um super museu em Milão. Na verdade, não dá pra dizer que ele é só UM museu, porque em toda sua área estão cinco museus diferentes: de arte antiga, do móvel, dos instrumentos musicais, da pré-história e da proto-história. Lá, você pode ver de pertinho diversas belas obras de arte, incluindo a Sala delle Asse, de Leonardo da Vinci, e a inacabada Pietà Rondanini, de Michelangelo.

Fotos: Pietà - By Bahar (Own work) [GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html), CC-BY-SA-3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/) or CC-BY-SA-2.5-2.0-1.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.5-2.0-1.0)], via Wikimedia Commons Sala delle Asse - domínio público (Wikimedia commons)

Fotos:
Pietà – By Bahar (Own work) [GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html), CC-BY-SA-3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/) or CC-BY-SA-2.5-2.0-1.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.5-2.0-1.0)], via Wikimedia Commons
Sala delle Asse – domínio público (Wikimedia commons)

Infelizmente não conseguimos visitar as exposições, pois passamos tanto tempo no estádio que quando chegamos ao castelo os museus já estavam fechados. Porém, o passeio por fora também vale a pena…

(O site oficial está aqui. Acesse para saber mais e programar a sua visita)

Enquanto estávamos em Milão, o Castelo passava por pequenas reformas. Na fachada principa, atletas do Milan estampavam a cobertura. Identificaê os brazucas. :)

Enquanto estávamos em Milão, o Castello passava por pequenas reformas. Na fachada principal, atletas do Milan estampavam a cobertura. Identificaê os brazucas. :)

A arquitetura do castelo é linda. Uma delícia passear por lá...

A arquitetura do castelo é linda. Uma delícia passear por lá…

3) Parco Sempione

Com os museus do Castello fechado, seguimos nossa caminhada e “descobrimos”, logo ali atrás, o Parco Sempione.

Jogamos nossa canga na grama (AHAM. Eu levei canga pra lua de mel – mas é que tinha praia no roteiro, né, amigos? :) e ficamos batendo um papo por lá até que o sol se pôs. <3

parco1

uma delícia mesmo. Ótimo para relaxar depois de um dia de muito passeio por Milão!

uma delícia mesmo. Ótimo para relaxar depois de um dia de muito passeio por Milão!

E chegar no Parco Sempione (e, consequentemente, no Castello Sforzesco, é BEM fácil. Como você vê no mapa abaixo, o que não falta é estação de metrô por ali (Cairoli e Cadorna – linha M1 – Cadorna e Lanza – linha M2).


Ver mapa maior

Partiu? :)

4) Santa Maria delle Grazie

A igreja Santa Maria delle Grazie é conhecida por guardar uma das obras de arte mais famosas do mundo: A Última Ceia, de Leonardo da Vinci.

Porém, como religião não é nosso forte, só fui descobrir isso uma semana antes do embarque. E aí, meu caro, foi impossível conseguir um ingresso para vê-la. Pois é, é preciso comprar com antecedência. Pelo que percebi, mais ou menos um mês de antecedência é o tempo necessário para conseguir garantir a sua presença nessa parte reservada da igreja. A gente até tentou comprar um ingresso na hora (diz que às vezes é possível), mas não rolou.

Mas o passeio não foi em vão. O interior da igreja é belíssimo. E, de novo, apesar de religião não ser nosso forte, eu gosto de entrar em igrejas e pensar nas pessoas que amo…

Então, minha dica para você é: já sabe que vai (e quando vai) para Milão e quer ver a última ceia? Clique aqui e compre djá seu ingresso.

igreja

dentro-da-igreja

5) Museu de Ciência e Tecnologia – Da Vinci

Perto da igreja e dentro do nosso planejamento da passagem por Milão estava o Museu Nacional da Ciência e da Tecnologia (ou simplemente Museu Da Vinci). Dava para ir a pé. Olha só:

museu-igreja

Além de reparar na distância entre as duas “atrações”, aproveite para ver quais são as estações de metrô na região – isso sempre ajuda. :)

Vou ser bem sincera… achei o museu chato. Boring. Aburrido. Por quê? Simples: parece uma grande feira de ciências (tá, eu sei que é museu de ciência e tecnologia, mas esperava mais).

É verdade que tem várias coisas legais, como a parte que mostra a evolução da tecnologia de comunicação com o passar dos anos e informações sobre reciclagem, mas de uma maneira geral achei chato. O museu era enorme e não me atraiu muito não. O João curtiu mais do que eu, mas também não demonstrou estar pensando “tesão, piá” (não entendeu a referência? Conheça o “Tesão, piá”, clicando aqui! :).

Talvez o fato de termos caminhado muuuito o dia todo antes de chegar no museu tenha pesado nessa avaliação, mas o fato é que é isso que tenho a dizer dele.

Porém, se você quiser ir lá pra tirar sua própria conclusão, clique aqui e confira todos os detalhes – a entrada custa 10,00 €!

O museu é bonito, não nego, mas MINHA praia não é.

O museu é bonito, não nego, mas MINHA praia não é.

A parte dos instrumentos musicais era BEM legal. Eu, como uma ex-violinista (well, toquei quando era criança. haha) adorei ver todos esses lindos reunidos.

A parte dos instrumentos musicais era BEM legal. Eu, como uma ex-violinista (well, toquei quando era criança. haha) adorei ver todos esses lindos reunidos.

6) Galeria Vittorio Emanuele

Talvez eu devesse ter falado sobre ela no post do Duomo. Acontece que essa super famosa atração aí me decepcionou TANTO que quase esqueci de sua existência. Sério, gente, é só uma galeria com lojas de grife, uns playboyzinhos andando (e FUMANDO, jogando suas bitucas no MEIO da galeria – pelo menos o dia em que passamos por lá) e pronto. Simsimsim, arquitetonicamente falando ela é linda e olhar para cima vale a pena, mas o clima de “precisodissojá” não é pra mim, e a gente não aguentou muito tempo lá, não.

Claro que não dá pra ir pra Milão e não conhecer a tal galeria. E como o Duomo é IMPERDÍVEL e fica na mesma praça da galeria, não é preciso nem de muito esforço para ir até ela, mas, pow, com tanta coisa mais incrível na cidade confesso que não entendo porque tanta gente pira nela.

Se for pra fazer alguma coisa, que seja pisar no saco do touro e dar uma voltinha (diz que traz dinheiro!).

Tá aí o pobre tourinho que todo mundo pisa.

Tá aí o pobre tourinho que todo mundo pisa.

Olhe pra cima e admire. Humm... pra baixo também. O chão é igualmente lindo. :)

Olhe pra cima e admire. Humm… pra baixo também. O chão é igualmente lindo. :)

galeria

E assim a gente fecha nossas dicas de Milão. Sei que não falamos sobre comida, mas é que realmente em viagens comer bem não é nosso principal objetivo – apesar de que em Milão tivemos duas experiências gastronômicas no jantar que eram pra ter sido especiais, mas não nos surpreenderam a ponto de merecerem um post, sabe?

Espero que você que nos acompanhou ao longo destes seis posts possa aproveitar nossas dicas e que se lembre da gente quando estiver em Milão. Vamos adorar saber que você foi a Navigli porque leu sobre ele aqui, ou que adorou as cervejas do Birrificio Lambrate, que lembrou de não ir de saia ao Duomo porque não queria ser barrada como eu, etc. etc. etc., porque é isso que importa pra gente: ajudar no SEU planejamento de viagem. :)

Claro que não somos experts em Milão poder ter passado três noitres (dois dias) lá, mas curtimos muito esses dias e achamos que deu para reunir boas dicas para você – e também deu pra ficar com vontade de querer mais.

Na semana que vem, o João fecha essa primeira parte da nossa lua de mel fazendo um apanhado geral sobre a cidade. Tenho certeza que você vai curtir. :)

Quer acrescentar uma dica ou ficou com alguma dúvida que acha que podemos responder? A caixa de comentários está aberta para isso. Fique à vontade! ;)

Até o próximo post,

Nah.

Dê vida ao Pra Ver em Londres. Comente!

Written by

Jornalista, autora do Pra Ver Em Londres e empreendedora digital. Sou completamente apaixonada por Londres e um dos meus maiores vícios é falar sobre a cidade com quem estiver interessado. Um dos meus objetivos de vida é ajudar as pessoas que querem viajar mais e melhor gastando menos reunindo aqui minhas dicas pessoais de viagem. Tenho sempre cinco livros na cabeceira da cama e milhões de destinos na cabeça. Sou sonhadora por natureza.

Latest comments
  • Eu ainda não conheço Milão, mas certamente está na lista das próximas viagens. Seus posts me deixaram com ainda mais vontade ^^

  • PS: Meu comentário foi quase uma poesia :P

  • Nahhhh, Perfeito!!! Milão já está com o roteiro pronto, valeu!!! Agora estou ansiosa por Veneza, Florença e Roma!!! Vou dia 5 de junho…aiaiai…será que vai dar tempo??? rs.

LEAVE A COMMENT