Onde comer em Londres: Brasserie Max, ótimo serviço em Covent Garden

Por Pedro Richardson, do blog Travel with Pedro

O bairro de Covent Garden é uma das principais regiões turísticas de Londres. Localizado no coração do West End, onde ficam os teatros com grandes produções que rivalizam com a Broadway, o bairro tem uma grande opção de hotéis e restaurantes.

Entre tantas opções, lá na Monmoth Street, que considero a rua mais charmosa da região, está a Brasserie Max, o principal restaurante do Covent Garden Hotel, um hotel boutique que está entre os mais requisitados por turistas que querem conforto, ótimo serviço e muita discrição.

O restaurante é relativamente pequeno, assim como hotel que o abriga, mas é um ótimo lugar para aproveitar a descontração do bairro num ambiente muito aconchegante.

O cardápio da Brasserie Max é bem vasto e oferece produtos da estação que, por serem quase todos de origem britânica, ajudam a diminuir a “pegada de carbono” do restaurante.

100 restaurantes em Londres - Brasserie Max

Assim como no restante do hotel, o serviço da Brasserie Max é impecável. Os preços também estão à altura do ambiente, com um jantar custando cerca de 50 libras por pessoa, sem bebida. Uma opção mais econômica e com a mesma qualidade é o “set menu”, um cardápio com opções reduzidas e que sai por 25 libras por pessoas na opção de três passos.

Nos meses mais quentes, recomendo pedir uma das mesinhas externas, já que a rua calçada é muito movimentada e, como comentei, extremamente charmosa.

Serviço Brasserie Max

  • Endereço: Covent Garden Hotel, 10 Monmouth St, London WC2H 9HB
  • Metrô: Estação Covent Garden, Piccadilly Line (linha azul escura)
  • Visite o site
  • Fotos: Pedro Richardson & Firmdale PR

Quer mais dicas de onde comer em Londres? Leia também:

Todas essas dicas foram retiradas do guia gratuito 100 restaurantes em Londres, que produzimos em parceria com outros nove blogueiros. Ainda não baixou o seu? Faça isso agora clicando aqui. E bom apetite! 🙂

Onde comer em Londres: Ceviche, o melhor da cozinha peruana

Por Thaís Nascimento, do blog Sete mil km

Eu acredito que o que torna Londres uma cidade tão especial é a mistura de culturas, línguas, estilos, credos e histórias de vida que encontramos aqui. E poucas áreas traduzem tão bem essa riqueza e diversidade cultural da cidade quanto a gastronomia – o que não falta em Londres são restaurantes de culinária típica do mundo inteiro, e o Ceviche é um desses!

Ceviche - 100 restaurantes em Londres

A gastronomia peruana virou moda de uns dois anos pra cá e vários restaurantes abriram pela cidade, mas o Ceviche impressiona por ir além da culinária tradicional e inovar com influências modernas.

Como o próprio nome já diz, a especialidade da casa é o ceviche, um prato preparado com peixe cru levemente “cozido” pelo suco de limão. São seis opções no cardápio: salmão, atum, camarões, badejo, vieiras e até uma opção vegetariana.

onde comer em Londres - Ceviche

Mas engana-se quem pensa que só do prato homônimo vive o Ceviche: o menu é repleto de grelhados, pratos com arroz, batata doce, milho e sabores típicos dos Andes.

Indico Arroz con Pato, Cancha (uma porção de milho peruano crocante) e Causa Iquitos, um tartare de palmito com maracujá servido com batata doce que é uma explosão de sabor.

Ah, e não deixe de experimentar pelo menos um drink, afinal o Ceviche também é um famoso pisco bar.

100 restaurantes em Londres - Ceviche

O Ceviche tem duas unidades em Londres – no Soho e em Old Street – e duas unidades do restaurante irmão da rede, o Andina – em Shoreditch e no Soho. Mas fica o aviso: você vai sair do restaurante já planejando a próxima visita – ou uma viagem para o Peru.

Saiba mais

100 restaurantes em Londres

Que dica boa, não? Obrigada, Thaís, por compartilhá-la com os leitores do Pra Ver no Mundo! 🙂

E se você quiser conhecer outros 99 restaurantes de Londres testados e aprovados por um grupo de blogueiros que conhece a cidade muuuito bem, não deixe de baixar nosso guia gratuito 100 restaurantes em Londres. Para isso, basta clicar aqui.

Com a ajuda dessa galera, você vai conhecer:

  • 10 restaurantes de culinária britânica.
  • 10 hamburguerias.
  • 10 restaurantes de culinária internacional.
  • 10 rooftops & restaurantes com vista.
  • 10 bares de cerveja artesanal (capítulo escrito por mim e pelo João).
  • 10 restaurantes asiáticos.
  • 10 restaurantes de hotel.
  • 10 gastropubs.
  • 10 restaurantes de tapas.
  • 10 restaurantes bons e baratos.

Que tal? 🙂

Baixe e aproveite!

Leia também

Fotos: Divulgação Ceviche

Pizza boa e barata em Londres

Por Tina Wells – do blog  Londres Pra Você

Dizem que a melhor pizza do mundo você encontra em São Paulo (não, não é na Itália). Já provei nos dois lugares e acho difícil escolher.

Mas eu posso dizer com certeza que a melhor pizza de Londres é a da rede Franco Manca. E não é só a minha opinião! Várias revistas, jornais e sites provaram e aprovaram!

onde comer pizza em Londres

Inaugurada em 2008 por um italiano (não acharam que era um inglês, né?), a rede tem 21 restaurantes espalhados pelo Reino Unido e recentemente foi comprada por um grupo de investidores.

pizzaria em Londres - Franco MancaA massa é superespecial, feita artesanalmente com uma farinha leve que garante a fácil digestão – ainda não conseguiram inventar a pizza sem glúten!

Depois de descansar por 24 horas, ela é cozida em forno a lenha, aquecido a 500C, por apenas um minuto. Os fornos são especialmente construídos nos restaurantes por artesãos napolitanos.

O menu é simples, com apenas seis opções de pizza e dois tipos de salada. Tem também uma seleção de tira-gostos que não está no cardápio e que varia a cada dia.

Para beber você pode escolher vinho (tem até uma opção de vinho orgânico), cerveja, limonada orgânica, sucos de laranja e maçã, água (com ou sem gás) e café. Refrigerante ficou de fora!

E o melhor de tudo é que as pizzas custam menos de £10 (a mais simples, de tomate, alho e orégano, sai por £4.50).

Você pode ligar ou encomendar online e buscar para comer em casa – eles não fazem entregas.

Mas se você preferir comer no restaurante a conta será um pouco mais alta, dependendo da bebida e mais a gorjeta.

Então se bateu aquela vontade de comer pizza depois de suas andanças explorando Londres, consulte o site para saber onde é o restaurante da rede Franco Manca mais perto. 

100 restaurantes em Londres

finalback

Gostou da dica da Tina? Então você vai gostar de saber que de onde veio essa tem mais 99! 😀

Tô falando do guia 100 restaurantes de Londres, feito com muito carinho por 11 blogueiros (de 10 blogs de viagem) que moram em Londres ou que, no nosso caso, são eternos apaixonados pela cidade. 🙂

O guia é gratuito e você pode baixar o seu exemplar aqui! Aproveite! 😉

Fotos: site e Facebook Franco Manca

Roast: um restaurante britânico no coração do Borough Market

Por Karine Porto, do blog Brazuka

Procurando onde comer comida britânica em Londres? O restaurante Roast é uma excelente opção e, o melhor, fica coladinho ao Borough Market que é considerado um verdadeiro ícone da cultura culinária britânica.  Com mais de mil anos, o Borough Market é um dos mercados mais antigos e populares de Londres e é destino certo para quem busca comida ou produtos frescos para as mais diversas receitas. É um verdadeiro paraíso gastronômico e é dali que vem grande parte dos ingredientes locais utilizados pelo Roast. Ou seja, pode esperar tudo fresquinho na sua mesa!

Borough Market - mercado de rua - Londres

Como o próprio nome sugere, o restaurante Roast é especializado no tradicional Sunday Roast britânico, ou em bom português, assado de domingo. Mas engana-se quem pensa que o cardápio deles se limita aos assados. O Roast também oferece opções de peixes e pratos vegetarianos, além de ser um bom local para experimentar outros clássicos britânicos, como Scotch egg e o tradicional café da manhã britânico.

Scotch egg - culinária britânica
Esse aí é o Scotch egg, um nome chique para um clássico de boteco: o bolovo. Nénão? haha
Sunday Roast - gastronomia britânica
Vai um “Sunday Roast” aí?

Contrastando com a informalidade do mercado logo ao lado, o restaurante tem um estilo um pouco mais sofisticado, mas nada exagerado. Rola até música ao vivo todas as noites e no horário almoço de domingo, deixando o ambiente mais descontraído e agradável!

O serviço do lugar também deixou uma impressão bem positiva, com funcionários supereducados desde a recepção até o serviço de bar e mesa. Pra que você tenha uma ideia, sem que eu sequer reclamasse, eles não me cobraram por uma bebida que demorou a ser servida. No mínimo demonstraram que têm cuidado com o a experiência cliente, não é mesmo?

Quanto aos preços, achei bem razoáveis, nada muito caro nem muito barato. Talvez a melhor opção para o bolso sejam os menus pré-definidos de três pratos por £37,50 aos domingos (Sunday Lunch Menu) ou por £30 nos demais dias (chamado Set Market Menu). Mas não se limite a eles e dê uma olhadinha nas demais opções! Também recomendo tirar um segundo do seu dia para fazer reserva, principalmente para o horário de almoço do domingo, quando o restaurante é mais disputado.

Mas tão bonitos esses pratos, não? #babei
Mas tão bonitos esses pratos, não? #babei

ROAST

Onde: The Floral Hall – Stoney Street, SE1 1TL 

Site: www.roast-restaurant.com

100 restaurantes em Londres100 restaurantes em Londres

E aí, gostou da dica? Não se esqueça de conferir outras opções de restaurantes superbacanas em Londres, tudo resumidinho no guia gratuito 100 Restaurantes em Londres, feito com carinho pelo Coletivo Londres, grupo de blogueiros que tem na “terra da Rainha” seu principal ponto de conexão. O guia é gratuito! Baixe o seu e aproveite.

Leia também:

Hamburguer em Londres: BOBO Social

Por Heloisa Righetto, do blog Aprendiz de Viajante

O BOBO Social é uma das poucas hamburguerias em Londres que ganhou fama mas não abriu diversos outros pontos. Continua sendo um lugar só, na fofinha Charlotte Street, perto da rua Tottenham Court Road. O restaurante é pequeno e supercharmoso, quando você entra tem a sensação de que descobriu um lugar ainda não conhecido por turistas.

10517298_663093580446744_5279309549127843413_o

Bom, os turistas podem até não conhecer, mas os locais – principalmente quem trabalha nas redondezas – adoram o BOBO Social. Por isso, aconselho fazer uma reserva antes de ir, para garantir seu hamburguer do dia!

Como em outras hamburguerias gourmet de Londres, aqui o hamburguer é feito com ingredientes britânicos e preparado de modo artesanal: no grill de carvão.

13240643_997145677041531_1502871960447613491_n

Além dos hamburgueres do menu, fique de olho no “guest burger”, que muda de tempos em tempos de acordo com a criatividade dos chefs e ingredientes sazonais. E, pra quem quer esticar a noite, o cardápio de drinks é tentador!

Outro diferencial do BOBO Social são os eventos experimentais, em que você coloca a mão na massa e cria seu próprio hamburguer. Esses eventos acontecem às segundas (às 19h) e sábados (às 14h), e para participar é preciso pagar £35.

Mas, se o seu negócio é só comer mesmo, você irá gastar em média £20 (incluindo bebida e serviço).

11807800_844004715688962_7622931259760711016_o

BOBO Social

Onde: 95 Charlotte Street, W1T 4PZ

Site (com cardápio detalhado): http://www.bobosocial.com/

*Todas as fotos são da página do Facebook deles

100 restaurantes em Londres

100 restaurantes em LondresGostou da dica e gostaria de outras sugestões de onde comer em Londres? Baixe o e-book gratuito 100 restaurantes em Londres e tenha acesso a outras 99 (!) dicas de restaurantes em Londres. Tem mais nove hamburguerias, dez bares de cerveja artesanal com cardápios apetitosos, dez restaurantes bons e baratos, dez gastropubs e muito mais!

E continue de olho aqui no blog que todo dia 25 tem post completo sobre uma das sugestões do guia. Esse, escrito pela Helô, é o terceiro da série de guest posts. Em setembro, a Ana, do blog O mundo que eu vi, deu uma dica de restaurante de culinária internacional, e em agosto, a Liliana, do blog Catálogo de Viagens, recomendou um rooftop bem bacana. Com tanta indicação bacana, uma coisa é certa: você não vai passar fome em Londres. 😀

Até a próxima!

Nah

Onde comer em Londres: Sarastro – delícias do mediterrâneo e muitas surpresas

100 restaurantes em LondresNão sei se você sabe, mas há dois meses demos início a um projeto incrível chamado Coletivo Londres.

Tudo começou com o lançamento de um guia gratuito que reúne 100 restaurantes de Londres testados e aprovados por onze blogueiros – nós e os autores de outros nove blogs -, encabeçado pela Helô Righetto (do blog Aprendiz de Viajante). Explicamos essa história aqui (onde você encontra o link para baixar o guia, aliás).

Aí, no mês passado, o Coletivo entrou em uma nova fase. Para promover todos os blogs do grupo, produzir conteúdo de qualidade e ajudar você que lê o que nós escrevemos passamos a produzir os chamados “guest posts”. Ou seja, uma vez por mês, escrevemos um post como convidados em outro blog. Em agosto estivemos No mundo da Paula e este mês estamos no Travel with Pedro. Em outubro daremos um pulinho no Guri in London e assim por diante.

Ao mesmo tempo, aqui, recebemos a visita ilustre da Lili, do Catálogo de Viagens, em agosto (ela indicou um rooftop MUITO legal. Clique aqui para ler o post), e hoje nossa convidada é a Ana, do O mundo que eu vi. No mês que vem tem Helô dando as caras por aqui e… bom, você já entendeu.

Além disso, ao baixar o e-book você passa a integrar nossa base de e-mails e, uma vez por mês, receberá uma newsletter feita com muito carinho e cheia de boas dicas para curtir essa cidade que nos une. <3 Não é incrível? Nós estamos muito orgulhosos desse projeto. E como ele é feito pensando em você aí, lembro que tudo isso não tem custo algum. Basta preencher o formulário que está aqui e aproveitar!

Mas já falei demais por hoje. 😀

Bora saber qual é a dica de restaurante que a Ana separou especialmente para você, que lê o Pra Ver no Mundo?

Assume o bastão aí, Ana. Manda sua dica pra nossa turma!

Sarastro: comida mediterrânea e muito mais!

Misture as delícias do mediterrâneo, uma ópera surpresa e um dos banheiros mais legais de Londres, e pronto: você chegou no Sarastro.

img_1650

Do lado de fora você mal consegue perceber que é um restaurante, mas ao adentrar a portinha quase escondida da parede de tijolos à vista diversos objetos decorativos pendurados na porta e pelo teto enchem os olhos.

O dourado predomina na decoração e a princípio tudo parece meio exagerado, mas logo você se acostuma com tanta informação. Há, ainda, as poltronas de veludo originais usadas nos antigos teatros e casas de ópera da região do West End, parte da cidade onde hoje ficam localizados os famosos musicais londrinos.

img_1710

O cardápio é inspirado na culinária turca/mediterrânea e o restaurante oferece um menu pré-teatro com duas opções – entrada e prato principal ou prato principal e sobremesa, mais uma taça de vinho, pelo valor médio de £25 por pessoa.

Reserve mesa, ou mesmo uma “stall” (aquela parte que fica na lateral do teatro), assim você assiste a um show de ópera “de camarote” enquanto saboreia seu jantar.

E, claro, não se esqueça de dar uma passadinha no banheiro, considerado “showbiz” pelas imagens exóticas (e eróticas) e até mesmo um dos “top 10” de Londres.

Vai lá:

  • Sarastro – 126 Drury Lane – WC2B 5SU
  • Estação de metrô mais próxima: Covent Garden (Piccadilly Line – linha azul escura)

100-restaurantes-Londres

Para conhecer outros 99 restaurantes em Londres baixe agora o guia “100 Restaurantes em Londres”, é gratuito! Clique aqui para obter o seu!

Obrigada pela visita e por essa indicação bacanuda, Ana! 😀

Mês que vem tem mais! Pode esperar.

Até a próxima!

Beijo.

Nah

Guia gratuito: 100 restaurantes em Londres

100 restaurantes em LondresQuando o assunto é comida a fama de Londres não é das melhores. Certa vez, alguém disse que se comia mal na capital inglesa, e essa história se propagou. Mas basta um olhar mais atento para ver que, na verdade, isso é uma grande mentira!

Londres tem de tudo, para todos – inclusive no quesito “onde comer bem”. Tem bons restaurantes de culinária típica britânica (e não é só de fish and chips que estamos falando), muitas hamburguerias incríveis, bares de cerveja artesanal com cardápios de comida recheados de pratos apetitosos, rooftops/bares com vista com opções deliciosas no menu, restaurantes asiáticos maravilhosos, mercados de rua com muitas delícias a preços não tão salgados… enfim, definitivamente, boas opções não faltam.

Sabendo disso e pensando em ajudá-lo a ter apenas experiências gastronômicas positivas durante sua temporada na Terra da Rainha, João, eu e mais nove blogueiros especialistas em Londres nos unimos para fazer um guia gratuito apresentando 100 restaurantes, divididos em 10 categorias, que testamos, aprovamos e recomendamos.

O e-book ficou muito bacana. A galera caprichou demais nas indicações. Você pode baixar o seu exemplar clicando aqui.

100 restaurantes em Londres: a organização

O guia 100 restaurantes em Londres está dividido em dez categorias, cada uma escrita pelo autor de um blog diferente (no nosso caso, dois autores, claro). São elas:

–> Aproveite para visitar os blogs que você ainda não conhece. Tem muitas dicas excelentes em cada um deles! 😉

Estamos todos superorgulhosos desse filho de onze pais. Temos certeza de que ele vai ser muito útil pra um montão de gente. E esperamos que você seja uma dessas pessoas. 🙂

Das dez dicas do nosso capítulo – o sobre bares de cerveja artesanal -, quatro já foram apresentadas aqui no blog. Leia os posts clicando nos links abaixo:

fundi

crate brewery - londres - beer and pizza

brew dog

The Draft House - o que comemos

As outras seis recomendações são exclusivas do guia, por enquanto. Portanto, não deixe de baixar o seu! 😉

E depois que ler, não se esqueça de contar pra gente o que achou. Sua opinião pode motivar essa galera a produzir outros materiais como esse. Que tal? 😉

Boa leitura!

Nah e João

 

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter e receba novidades!

Digite seu nome e e-mail. Você receberá um pedido para efetivar o cadastro. =)







Onde comer churrasco brasileiro em Londres

Não adianta: brasileiro carnívoro que curte uma picanha sangrando, uma costela desmanchando, uma alcatra saborosa acaba sonhando com churrascaria quando está passando uma temporada um pouco maior em Londres.

Como a gente sempre diz, ao contrário do que falam as más línguas, come-se bem em Londres, sim, só que às vezes a memória gustativa do temperinho brasileiro manda um sinal e a boca saliva só de pensar NAQUELA carninha. 🙂

Quer dizer, claro que isso não deve acontecer com dez entre dez brazucas na Terra da Rainha, mas o departamento de pesquisa do Pra Ver em Londres estima que a média de sofredores de saudade de um bom rodízio seja… bem elevada. #precisão

Mas dá, sim, para matar aquela que te mata. Basicamente, por meio de duas opções:

  1. Comprar carne nos açougues brasileiros e comer em casa;
  2. Ir atrás de uma churrascaria brasileira e ser feliz em um rodízio completo.

Duas excelentes opções, não?

A gente já se aventurou em ambas (dica de açougue no fim do post!), mas o foco de hoje é a segunda alternativa. Vem com a gente conhecer o Rodizio Preto!

Rodizio Preto Putney

Pra Ver em Londres - preto churrasco brasileiro em londres (1 de 1)-15

Fazia tempo que estávamos buscando uma desculpa para enfiar os dois pés na jaca em uma churrascaria brasileira. Ela apareceu em um sábado ensolarado com cheiro de churrasco! A desculpa? O blog, claro. Não podíamos deixar nossos leitores sem uma dica de onde comer carrrrne, né? =D

Sabíamos que as duas grandes “redes” de churrascarias típicas brasileiras em Londres chamavam-se Preto e Rico. Pesquisamos, conversamos com alguns amigos e decidimos experimentar a carninha do Preto que fica em Putney – há outros restaurantes da rede espalhados por Londres. Detalhes no fim.

Sacamos nossos Oysters da carteira e nos mandamos para lá.

A área em que o Preto Putney fica rende um passeio bem legal. Ruas agradáveis, lojinhas bacanas e um pub de cerveja artesanal incrível que… estará no nosso guia de pubs de Londres – tá quaaaase pronto! 😉

Pra Ver em Londres - preto churrasco brasileiro em londres (1 de 1)-16

Pra Ver em Londres - preto churrasco brasileiro em londres (1 de 1)-17

E o passeio ajuda, claro, a deixar a fome ainda maior. Dia de rodízio é dia de tirar a barriga da miséria, né, gente, então é bom estar com fome de leão antes de sentar para esperar os espetos. hehe

E era assim que estávamos quando finalmente entramos no Preto.

Era cerca de meio-dia e o movimento era fraco. Rolava Bruno e Marrone na tevê, o buffet estava repleto de frutas tropicais, logo avistamos cachaças e cervejas brasileiras no bar (além de Guaraná Antarctica, claro) e os primeiros espetos já saíam da cozinha.

Pra Ver em Londres - preto churrasco brasileiro em londres (1 de 1)-13

Pra Ver em Londres - preto churrasco brasileiro em londres (1 de 1)-7

Pra Ver em Londres - preto churrasco brasileiro em londres (1 de 1)-4

30 segundos depois que nossos amigos que nos acompanhariam no almoço chegaram, viramos nossa fichinha para o lado verde e começamos a orgia gastronômica.

Preto: nossa avaliação

Arroz, feijão, estrogonofe, polentinha, pão de queijo, milho, uma boa variedade de saladas, frutas… só o buffet já era capaz de fazer um “prato de pedreiro”. E um prato gostoso, viu?

Pra Ver em Londres - preto churrasco brasileiro em londres (1 de 1)-11

Pra Ver em Londres - preto churrasco brasileiro em londres (1 de 1)-10

Pra Ver em Londres - preto churrasco brasileiro em londres (1 de 1)-8

Mas o sonho era a picanha vermelhiiinha, vermelhiiiinha. E ela veio! E por um segundo o mundo lá fora desapareceu e a vida não podia ficar melhor. hahaha #Aexagerada

Pra Ver em Londres - preto churrasco brasileiro em londres (1 de 1)-3

Teve linguicinha, coração, alcatra, cupim… mas nada superou a picanha, que tinha seu primeiro corte disputado a facada pelos nobres componentes da nossa mesa. É, tô exagerada mesmo. Mas gente, é picanha, pô! 🙂

Estávamos tão concentrados em comer bem que, obviamente, ficamos devendo uma sessão de fotos caprichadas. Mas você entende, né?

No fim, posso dizer que curtimos bastante o rodízio do Preto. A qualidade das carnes era boa (não tão boa quanto você vai comer em boas churrascarias brasileiras, mas bem digna!), fomos super bem atendidos (garçons portugueses), o buffet nos fez matar outras saudades gastronômicas brasileiras e brindamos com uma caipirinha caprichada e um pudim de leite no prato (combinação que só a emoção do momento permite).

Pra Ver em Londres - preto churrasco brasileiro em londres (1 de 1)-2

Pagamos £19.90 no rodízio completo – um preço bem justo para quem come bem. Com o adicional do serviço e com as bebidas, nossa conta ficou em £70, e o Preto ganhou o direito de ser recomendado aqui.

E aí, ficou com vontade? O site do Preto tem todas as informações que você precisa para programar sua ida (inclusive o menu e os outros endereços da rede). Aproveite! 😉

Serviço Preto Putney

  • Site: http://rodiziopreto.co.uk/
  • Endereço: 31-33 Putney High Street – London SW15 1SP
  • Estação de metrô mais próxima: Putney Bridge (District Line – verde)

Açougue brasileiro em Londres

O açougue brasileiro em Londres em que compramos carnes para o Natal fica em Harlesden e se chama Açougue Ki Carne – ou açougue do gaúcho. Informações aqui.

Boa churrascada! 🙂

Nah

Goddard’s Pies: nem só de fish and chips vive a cozinha britânica

Uma das primeiras dicas que qualquer pessoa recebe quando diz que vai a Londres é esta: “não deixe de comer fish and chips, é um clássico da culinária britânica”.

Yummy! :)
Esse é o fish and chips do Poppies, que indicamos neste post. Além disso, temos um post dedicado exclusivamente ao prato que ganhou nossos corações na nossa primeira temporada na cidade. Tá aqui – tem até receita! 😉

De fato, o combo peixe + batata (e às vezes um purê de ervilha – ou ervilha “in natura”) é bastante comum na terra da Rainha – e realmente uma boa pedida para acompanhar uma cervejinha em um pub -, mas definitivamente esse não é o único item do cardápio local que alguém deveria saborear em seus dias na lovely London – mesmo se a viagem for no estilo “econômico”.

Outro prato tradicionalíssimo e perfeito para quem quer experimentar uma delícia da gastronomia britânica sem ir à falência chama-se “pie and mash”, ou torta e purê, no bom Português.

culinaria britanica - Goddards - pie and mash

A História conta que a tradição de comer pie and mash nasceu no início do século XIX. Era um prato gostoso, nutritivo, rápido e fácil de ser preparado e, principalmente, acessível financeiramente aos trabalhadores que não tinham lá muitas Rainhas em seus bolsos.

E até hoje é assim. Você pode comprar tortas nos supermercados, em pubs ou, ainda, nas Pie Shops, as lojas (quase) 100% focadas no tradicional prato da culinária britânica.

A dica de hoje é justamente uma das mais tradicionais Pie Shops de Londres.

Goddard’s at Greenwich

Traditional pie and mash - London - ob

No coração do adorável bairro de Greenwich (servido por uma estação de trem e uma de DLR – detalhes no fim), em uma das esquinas do Greenwich Market, está Goddard’s at Greenwich, uma casa de tortas que iniciou sua história em 1890 e que mantém até hoje a tradição de só oferecer tortas feitas a mão e com ingredientes britânicos superselecionados.

Nesse endereço, o restaurante funciona desde 2012, mas pela decoração, por fazer uma torta legitimamente britânica e por ter um cardápio bem clássico, qualquer um poderia jurar que a família Goddard’s já servia suas delícias naquele pedacinho de Londres ainda no século XIX.

Goddards - ambiente

Goddards - ambiente2

menu Goddards at Greenwich

Depois de vários meses morando ali pertinho, em uma quarta-feira ensolarada, assim que saímos do Cutty Sark (navio-museu que fica ao lado – calma, logo tem post! ;), resolvemos parar para almoçar no Goddard’s. E a experiência foi, com certeza, inesquecível. Tanto é que resolvemos indicar pra você! 🙂

Nossos pedidos

Já que tudo no Goddard’s respira tradição, nossos pedidos seguiram a mesma onda. Fomos das clássicas “Steak & Ale Pie & Mash” (£ 4,10) e “Steak & Kidney Pie & Mash” (£ 3,90):

Marido com cara de "tira logo essa foto que eu quero comer". =D
Marido com cara de “tira logo essa foto que eu quero comer”. =D

Goddards - pie and mash

E, olha, curtimos bastante. Bem servidas e saborosas. De todas que provamos até o momento, só perde para a que consideramos a melhor do mundo, que comemos em York (detalhes neste post). Olha só:

The Trembling Madness - York - pie

The Trembling Madness - York

#aiquesaudade

Mas, enfim, voltando ao Goddard’s… 🙂

Super vale a pena entrar, sentir-se em uma viagem no tempo, pedir uma torta no balcão, escolher uma mesa e sentar para saborear mais essa iguaria britânica.

Goddards at Greenwich - pie and mash

Goddards - London - prices

O menu "take away" (para levar) tem preços ainda mais convidativos. Pra quem não se importa de comer na rua, ou quer comer em casa, essa é uma boa opção!
O menu “take away” (para levar) tem preços ainda mais convidativos. Pra quem não se importa em comer na rua, ou quer comer em casa, essa é uma boa opção!

Goddards at Greenwich - Pra Ver em Londres

Uma coisa que a gente notou e que achou bem legal é que o restaurante é frequentado por todo tipo de gente. Enquanto estávamos lá, vimos de engravatados a operários com roupas de trabalho, jovens e idosos, ingleses e turistas. Ah, e também vale dizer que vegetarianos têm opções deliciosas para saborear, como “cheese and onion” (cebola e queijo, sabor que eu adoooro!) e uma versão de soja. Viu como agrada a gregos e troianos? 🙂

ranking-estelar-IWM

Localização, preço, sabor, opções, experiência… tudo incrível. Só não demos 5 estrelas porque a torta que comemos em York não deixou. Mas recomendamos demais. Até porque essa pode ser uma parada estratégica em um dia delicioso por Greenwich (que tem várias atrações bacanérrimas, como o parque de mesmo nome, o mercado, o meridiano, o Cutty Sark… e muito mais – mas isso é assunto para outros posts! ;).

Ah, e não somos só nós que curtimos o Goddard’s, não. No ano passado, a “Steak & Ale pie” deles ganhou medalha de ouro no British Pie Awards (a notícia na íntegra tá aqui)! Que tal, hein?

Por último, destaco que a “carta de sobremesas” deles também é bem interessante. Vamos ficar devendo uma foto porque e uma avaliação porque a gente não comeu nada, mas deixo aqui o link com o cardápio para que você possa conhecer tudo que eles oferecem.

Partiu Goddard’s? 🙂

Faça sua própria pie & mash

Sempre que eu leio um post tipo esse, fico mortinha de vontade de comer a comida indicada tipojá. E aí que pensei que podia acontecer o mesmo com você, então resolvi pedir ajuda ao Jamie Oliver para fechar o post de hoje com chave de ouro. Amigão, apresenta aí uma receita de pie que a galera possa fazer em casa, vai! hihi

(Ficamos sem a parte do “mash” porque esse é mais simples, né? 🙂

Vai encarar o desafio? 🙂

Se sim, depois manda uma foto da sua torta para o nosso e-mail (contato@praveremlondres.com.br). Quem sabe você não ganha um presentinho especial? 😉

Bom apetite!

Beijobeijo,

Nah

PS: Se você tem outra pie shop em Londres para indicar, deixa um comentário. É sempre bom reunir dicas relacionadas ao post! 😉

PS2: Quer saber qual é o pie and mash preferido de David Beckham? Clique aqui.

Serviço Goddard’s

A estação “Cutty Sark” fica bem pertinho do Goddard’s, como mostra o mapa abaixo:

  • Horário de funcionamento:
  • Segunda, terça, quarta e quinta – das 10h às 19h
  • Sexta e sábado – das 10h às 20h
  • Domingo – das 10h às 19h30
  • Preço: £

Um café em Londres inspirado no universo do ciclismo: Look Mum No Hands

Se você vem sempre aqui já viu que a bicicleta volta e meia volta à pauta. Já escrevemos sobre quando a magrela nos fez ir pra Copenhagen, contamos uma história muito louca sobre o roubo de uma bike em Londres, relatamos nossa experiência de testar as Boris Bikes antes mesmo de o sistema começar a funcionar, falamos sobre a relação de Curitiba, nossa cidade, com as bikes e por aí vai…

Hoje a bike chega acompanhada de uma dica pra você conhecer um café muito legal em Londres. Um espaço criativo com uma proposta bem diferente na região de Old Street. O Look Mum No Hands é um mix de café / bar / oficina de bikes / loja de acessórios / espaço de coworking.

look mum no hands - old street - london

A casa abriu em 2010, na mesma época em que o sistema de bikes públicas de Londres começou a operar, e foi o primeiro estabelecimento do gênero na cidade, que hoje conta com diversos outros bike cafes.

É claro que uma visita ao LMNH vai ter um charme extra se você curte e vive a cultura da bike, mas independente disso segue sua leitura porque a dica é boa de qualquer jeito!

look mum no hands - bike cafe - london
do lado de fora…

Logo que você entra já vê a oficina dividindo o espaço com o ambiente do café.

look mum no hands - bike cafe - workshop
da esquerda pra direita: mecânica, balcão, lojinha, geladeira com cervejas artesanais

O ambiente é todo inspirado e dedicado às magrelas. Quadros, cartazes, flyers divulgando pedaladas, livros de ciclistas e assim por diante. Além disso, quando rolam grandes competições como o Tour de France eles esticam um telão e transmitem na íntegra. Vez ou outra rolam uns filmes de ciclismo também.

A música ambiente vai de Marley a Dilan, passando por muita coisa boa. Um detalhe legal é que você pode até emprestar cadeados deles pra prender sua bike na área externa. Eles criaram isso pra ajudar os vários esquecidos que chegam sem o locker.  Se você leu o post da bike roubada sabe que Londres não é bem uma Copenhagen em termos de segurança das magrelas. Então, ponto pros caras pelo cuidado com o cliente! =)

Mas o que mais curtimos no lugar (e que fez a gente voltar) é que o ambiente foi todo pensado para que você leve seu laptop pra trabalhar/estudar. Um balcão que se estende por toda a janelona com vista pra rua tem diversas banquetas, uma bela vista de Londres acontecendo na Old Street e, claro, uma tomada pra cada “estação de trabalho”.

Como adeptos do home office e suas variações, nos sentimos em casa trabalhando de lá.

look mum no hands - bike cafe - home office 2

Comes e bebes

O cardápio é meio natureba, meio vegan. Rolam saladas,  pratos quentes com uma pegada saudável, tortas, bolos… tudo feito ali mesmo! Tem opção pra comer a qualquer hora do dia. Mas você pode cogitar tomar umas boas cervejas também. A casa é muito bem representada por uma carta de cervejas artesanais made in London.

look mum no hands - food
aí dá pra ter uma ideia dos preços e do que rola no cardápio. Clique na imagem para ampliá-la.

E se você gosta de saborear um bom café vale dizer que isso é assunto sério por lá. Os grãos utilizados são comprados da Square Mile, empresa que é referência na indústria do café em Londres. Eles atuam em diversos segmentos relacionados ao café, inclusive com importação e torra dos grãos (por lá chegam cafés dos melhores produtores do mundo).

Sem muito mais a falar a não ser honrar o LMNH com 5 estrelas no índice de avaliação do Pra Ver Em Londres e sugerir que você vá até lá e depois conte pra gente se a dica valeu, combinado?

ranking-estelar-ronnies-bar-londres

produtos da loja e cadeados de graça para clientes
look mum no hands -workshop
Oficina

look mum no hands - londres

look mum no hands - pra ver em londres

Como chegar

O Look Mum No Hands que a gente foi fica a 10 minutos de caminhada a partir da estação de Old Street, por onde passa a Northern Line, linha preta do metrô. 😉

Se você preferir chegar de ônibus, neste link você confere as linhas que passam próximo à estação.

Copia e joga no Google Maps pra não se perder: 49 Old Street London EC1V 9HX

mapa

E eles já estão com uma segunda casa operando – e com um pop-up em South Bank. Visite o site para saber mais e programar sua passadinha por lá.

João

P.S.

Eu tenho uma missão pessoal de inspirar pessoas a pedalarem. Desde que comprei minha primeira bike na vida adulta, há uns três anos, vi minha vida mudar muito em razão do novo hábito.

Pelo lado físico/saúde hoje tenho mais fôlego e disposição, disciplina e toda aquele pacote de coisas boas que a rotina da prática de esportes traz.

Mas já que aqui nosso papo é viagem vale dizer que a gente faz questão de incluir um pedalzinho pra conhecer toda cidade que visitamos – como ficou claro neste post sobre a nossa trip para York.

A bicicleta, além de agilizar os passeios, te apresenta a cidade de uma forma única. Vai por mim! Se você ainda olha torto para a bike, dê uma chance a ela… Nada melhor do que uma viagem pra inspirar o início dessa relação. =)

pedale!
pedale!

Encerro este post deixando você com um vídeo publicitário do Look Mum que conta um pouco de sua história. Uma bela produção, aliás.