Onde comer em Londres: Brasserie Max, ótimo serviço em Covent Garden

Por Pedro Richardson, do blog Travel with Pedro

O bairro de Covent Garden é uma das principais regiões turísticas de Londres. Localizado no coração do West End, onde ficam os teatros com grandes produções que rivalizam com a Broadway, o bairro tem uma grande opção de hotéis e restaurantes.

Entre tantas opções, lá na Monmoth Street, que considero a rua mais charmosa da região, está a Brasserie Max, o principal restaurante do Covent Garden Hotel, um hotel boutique que está entre os mais requisitados por turistas que querem conforto, ótimo serviço e muita discrição.

O restaurante é relativamente pequeno, assim como hotel que o abriga, mas é um ótimo lugar para aproveitar a descontração do bairro num ambiente muito aconchegante.

O cardápio da Brasserie Max é bem vasto e oferece produtos da estação que, por serem quase todos de origem britânica, ajudam a diminuir a “pegada de carbono” do restaurante.

100 restaurantes em Londres - Brasserie Max

Assim como no restante do hotel, o serviço da Brasserie Max é impecável. Os preços também estão à altura do ambiente, com um jantar custando cerca de 50 libras por pessoa, sem bebida. Uma opção mais econômica e com a mesma qualidade é o “set menu”, um cardápio com opções reduzidas e que sai por 25 libras por pessoas na opção de três passos.

Nos meses mais quentes, recomendo pedir uma das mesinhas externas, já que a rua calçada é muito movimentada e, como comentei, extremamente charmosa.

Serviço Brasserie Max

  • Endereço: Covent Garden Hotel, 10 Monmouth St, London WC2H 9HB
  • Metrô: Estação Covent Garden, Piccadilly Line (linha azul escura)
  • Visite o site
  • Fotos: Pedro Richardson & Firmdale PR

Quer mais dicas de onde comer em Londres? Leia também:

Todas essas dicas foram retiradas do guia gratuito 100 restaurantes em Londres, que produzimos em parceria com outros nove blogueiros. Ainda não baixou o seu? Faça isso agora clicando aqui. E bom apetite! :)

The Spaniards Inn: gastropub em Hampstead, um dos bairros mais charmosos de Londres

Por Rafa Maciel, do blog Guri in London

Hampstead é uma área linda que não fica muito longe do centro de Londres (está um pouco mais ao norte, depois de Camden Town). Quem visita o bairro se apaixona assim de início. A atmosfera é única, as casas são bonitinhas e também não faltam pubs bacanas!

bairros de londres- hampstead

Minha dica de gastropub é exatamente um dos que estão por lá e que tem uma atmosfera que lembra muito a dos pubs do interior do país – bem aconhegantes e com frequentadores locais: o Spaniards Inn.

Ele é uma ótima opção pra quem visita a cidade uma segunda vez ou busca algo fora do tradicional ou “turistão” – apesar de não gostar da etiqueta.

gastropub em Londres - The Spaniards Inn

As definições de “pubs clássicos” foram atualizadas :)

O Spaniards Inn não possui nenhuma grande cervejaria por trás, e isso faz com que seu menu seja ainda mais autêntico, servindo pratos tradicionais de pubs de forma incrementada. Daqueles que alimentam os olhos também, sabe?

fish and chips em pub de Londres

O preço é uns £ 2 ou £ 3 acima da média, mas vale a pena pra quem busca um jantar mais sofisticado e num pub.

E olha que legal: em 2007 ele ganhou o prêmio de “Best Food Pub” e ficou em 4º colocado no concurso de melhor roast do Reino Unido – aquele prato que tanto amo com carne, Yorkshire Pudding, vegetais, batatas e caldo de carne. Precisamos questionar alguma coisa?

the spaniards inn gastropub

Além disso, o Spaniards Inn também é bom de histórias. Ele figura, por exemplo, no livro The Pickwick Papers, de Charles Dickens. Que tal? :)

Quando visitar? Quando quiser!

No verão você pode usar a (gigante) área externa, enquanto no inverno as mesas próximas às lareiras vão agradar mais. O que importa é a bebida no copo e uma boa comida no prato, e nisso te garanto que ele não decepciona.

pubs de Londres - Spaniards Inn

E aí, partiu?

Saiba mais

  • Endereço: Spaniards Road, Hampstead, NW3 7JJ
  • Visite o site: The Spaniards Inn
  • Fotos: The Spaniards Inn

100 restaurantes em Londres

Que delícia de dica, hein, Rafa? Vamos ter que testá-la logo mais. :D

Obrigada por apresentar o Spaniards Inn pra nossa tchurma. Tenho certeza de que do outro lado da tela tem alguém (ou “alguéns”) que já acrescentou ele na sua listinha de pubs de Londres a conhecer. ;)

Por falar nisso, se você, como a gente, é o louco/a louca dos pubs e ainda não baixou o guia 100 restaurantes em Londres, não sabe o que está perdendo! Dois capítulos (o nosso e o do Rafa!) são dedicados a apresentar pubs sensacionais espalhados pela cidade. Enquanto ele reuniu dez gastropubs – um desses é o Spaniards Inn -, a gente falou sobre pubs com excelentes cartas de cerveja artesanal e, claro, cardápios incríveis. Baixe seu e-book e confira! :)

Leia também

Onde comer em Londres: Ceviche, o melhor da cozinha peruana

Por Thaís Nascimento, do blog Sete mil km

Eu acredito que o que torna Londres uma cidade tão especial é a mistura de culturas, línguas, estilos, credos e histórias de vida que encontramos aqui. E poucas áreas traduzem tão bem essa riqueza e diversidade cultural da cidade quanto a gastronomia – o que não falta em Londres são restaurantes de culinária típica do mundo inteiro, e o Ceviche é um desses!

Ceviche - 100 restaurantes em Londres

A gastronomia peruana virou moda de uns dois anos pra cá e vários restaurantes abriram pela cidade, mas o Ceviche impressiona por ir além da culinária tradicional e inovar com influências modernas.

Como o próprio nome já diz, a especialidade da casa é o ceviche, um prato preparado com peixe cru levemente “cozido” pelo suco de limão. São seis opções no cardápio: salmão, atum, camarões, badejo, vieiras e até uma opção vegetariana.

onde comer em Londres - Ceviche

Mas engana-se quem pensa que só do prato homônimo vive o Ceviche: o menu é repleto de grelhados, pratos com arroz, batata doce, milho e sabores típicos dos Andes.

Indico Arroz con Pato, Cancha (uma porção de milho peruano crocante) e Causa Iquitos, um tartare de palmito com maracujá servido com batata doce que é uma explosão de sabor.

Ah, e não deixe de experimentar pelo menos um drink, afinal o Ceviche também é um famoso pisco bar.

100 restaurantes em Londres - Ceviche

O Ceviche tem duas unidades em Londres – no Soho e em Old Street – e duas unidades do restaurante irmão da rede, o Andina – em Shoreditch e no Soho. Mas fica o aviso: você vai sair do restaurante já planejando a próxima visita – ou uma viagem para o Peru.

Saiba mais

100 restaurantes em Londres

Que dica boa, não? Obrigada, Thaís, por compartilhá-la com os leitores do Pra Ver no Mundo! :)

E se você quiser conhecer outros 99 restaurantes de Londres testados e aprovados por um grupo de blogueiros que conhece a cidade muuuito bem, não deixe de baixar nosso guia gratuito 100 restaurantes em Londres. Para isso, basta clicar aqui.

Com a ajuda dessa galera, você vai conhecer:

  • 10 restaurantes de culinária britânica.
  • 10 hamburguerias.
  • 10 restaurantes de culinária internacional.
  • 10 rooftops & restaurantes com vista.
  • 10 bares de cerveja artesanal (capítulo escrito por mim e pelo João).
  • 10 restaurantes asiáticos.
  • 10 restaurantes de hotel.
  • 10 gastropubs.
  • 10 restaurantes de tapas.
  • 10 restaurantes bons e baratos.

Que tal? :)

Baixe e aproveite!

Leia também

Fotos: Divulgação Ceviche

Pizza boa e barata em Londres

Por Tina Wells – do blog  Londres Pra Você

Dizem que a melhor pizza do mundo você encontra em São Paulo (não, não é na Itália). Já provei nos dois lugares e acho difícil escolher.

Mas eu posso dizer com certeza que a melhor pizza de Londres é a da rede Franco Manca. E não é só a minha opinião! Várias revistas, jornais e sites provaram e aprovaram!

onde comer pizza em Londres

Inaugurada em 2008 por um italiano (não acharam que era um inglês, né?), a rede tem 21 restaurantes espalhados pelo Reino Unido e recentemente foi comprada por um grupo de investidores.

pizzaria em Londres - Franco MancaA massa é superespecial, feita artesanalmente com uma farinha leve que garante a fácil digestão – ainda não conseguiram inventar a pizza sem glúten!

Depois de descansar por 24 horas, ela é cozida em forno a lenha, aquecido a 500C, por apenas um minuto. Os fornos são especialmente construídos nos restaurantes por artesãos napolitanos.

O menu é simples, com apenas seis opções de pizza e dois tipos de salada. Tem também uma seleção de tira-gostos que não está no cardápio e que varia a cada dia.

Para beber você pode escolher vinho (tem até uma opção de vinho orgânico), cerveja, limonada orgânica, sucos de laranja e maçã, água (com ou sem gás) e café. Refrigerante ficou de fora!

E o melhor de tudo é que as pizzas custam menos de £10 (a mais simples, de tomate, alho e orégano, sai por £4.50).

Você pode ligar ou encomendar online e buscar para comer em casa – eles não fazem entregas.

Mas se você preferir comer no restaurante a conta será um pouco mais alta, dependendo da bebida e mais a gorjeta.

Então se bateu aquela vontade de comer pizza depois de suas andanças explorando Londres, consulte o site para saber onde é o restaurante da rede Franco Manca mais perto. 

100 restaurantes em Londres

finalback

Gostou da dica da Tina? Então você vai gostar de saber que de onde veio essa tem mais 99! :D

Tô falando do guia 100 restaurantes de Londres, feito com muito carinho por 11 blogueiros (de 10 blogs de viagem) que moram em Londres ou que, no nosso caso, são eternos apaixonados pela cidade. :)

O guia é gratuito e você pode baixar o seu exemplar aqui! Aproveite! ;)

Fotos: site e Facebook Franco Manca

Guildhall Art Gallery: muito mais do que um museu em Londres

Hoje eu “caí da cama”. O sol ainda nem tinha dado as caras quando decidi ir até a cozinha fazer um “balde” de café. Eu sabia que não ia mais conseguir dormir, então decidi que era hora de despertar de verdade…

Com minha caneca na mão e com o Piva (nosso gatinho) se esfregando em minhas pernas, cheguei no cantinho da nossa casa que chamamos de escritório, sentei na minha cadeira, abri o laptop e resolvi que antes de começar a responder e-mails de clientes e trabalhar, faria uma viagem virtual.

No Google Maps, busquei “Guildhall Art Gallery”. Selecionei a opção Google Street View e, em instantes, me vi passeando pela City of London.

the evening standard

Nem sei dizer por que escolhi cair justamente ali, só sei que foi a inspiração que eu precisava para escrever este post.

Meu objetivo nas linhas a seguir é um só: convencer você a incluir esse museu/galeria de arte na sua programação em Londres.

Leia também: Londres a pé – Roteiro Tower of London e arredores. Você pode adaptar o roteiro sugerido nesse post para incluir a visita à Guildhall! ;)

A experiência

A Guildhall Art Gallery estava na nossa lista de “pendências” em Londres havia muito tempo. Talvez, desde 2010. Mas foi só em dezembro do ano passado (sim, 2015) que ela trocou de lugar. Antes mesmo de terminarmos a visita, transferimos a galeria para a lista de “posts pendentes”. E não simplesmente porque o que foi visto precisa ser registrado, mas porque saímos de lá muito impressionados. Foi impossível não pensar: “por que é que demoramos todo esse tempo para vir aqui?”

guildhall-gallery-museu-em-londres-2

Primeiro porque mesmo que você desça em uma estação de metrô próxima (como Bank, por exemplo), para chegar até lá, os poucos minutos de caminhada serão deliciosos.

A City of London, área em que a Guildhall fica, é o pedaço de Londres em que a cidade nasceu, e ela reserva algumas construções incríveis, além de, claro, muita história. Uma caminhadinha por ali sempre vale a pena – seja em dias de semana, quando homens e mulheres “de negócios” circulam para lá e para cá o tempo todo; seja aos sábados e domingos, quando a região mais parece um cenário de filme de apocalipse (quase não se veem almas vivas nas ruas). :)

tate modern - museu em londres - st. paul's cathedral

the monument - pra ver londres do alto

João falou um pouco sobre a região neste post superlegal que ele escreveu sobre o Monument – monumento que proporciona uma bela vista do alto e que “eterniza” um fato marcante na história de Londres: o grande incêndio, que aconteceu em 1666 e destruiu boa parte da cidade.

Segundo porque MEUSANTOANTONIO, o que é esse prédio?

guildhall-gallery-museu-em-londres-8

Não tem como não babar na arquitetura desse lugar, minha gente. É uma coisa suntuosa, clássica, bonita demais da conta. Os arquitetos de plantão definiriam como uma construção semi-gótica. Eu, repito: bonita demais da conta! :)

guildhall-gallery-museu-em-londres-9

Passada a emoção inicial do lado de fora (acho que ficamos uns bons 20 minutos só admirando a beleza do lugar – e olha que estávamos CONGELANDO naquele sábado gelado de fim de outono), chegou a hora de entrar e de se encantar com tudo que tem, well, dentro da Guildhall Art Gallery. E gente, mais 575 pontos.

anfiteatro-romano-em-londres-3

A galeria, que desde 1886 é casa da coleção de obras de arte da City of London e que foi bombardeada durante a II Guerra Mundial, abriga não apenas quadros incríveis, mas também eterniza em imagens precisas (invejo quem tem o talento de desenhar e pintar, confesso) a história, os costumes e a cultura de Londres e do Reino Unido. Impossível não se impressionar.

guildhall-gallery-museu-em-londres
Eu e minha cara de impressionada. :)

Gostei muito da forma como as obras estão organizadas. Elas foram agrupadas por temas – trabalho, diversão, fé, imaginação e beleza – e, em cada área temática, há uma explicação sobre o contexto da época.

guildhall-gallery-museu-em-londres-5
Aqui, por exemplo, está a explicação sobre a área dedicada às obras relativas ao perfil de trabalho no período vitoriano, marcado pela Revolução Industrial, que aconteceu entre 1760 e 1840 e que transformou os processos de produção na Grã-Bretanha e fez com que ela se tornasse a maior economia do mundo. Na sequência, vêm obras que mostram isso – e outros detalhes da vida trabalhadora na época.

Além disso, os espaços em que os quadros estão expostos são lindos. Do chão ao teto!

guildhall-gallery-galeria-de-arte-em-londres

museu-em-londres-guildhall

Tem, ainda, áreas dedicadas exclusivamente a retratar a história de Londres e de seus moradores. E as obras que estão nelas ensinam muito sobre o que foi e o que é essa cidade apaixonante.

museu-em-londres-guildhall3

museu-em-londres-guildhall4

Selecionei duas obras de que gostei bastante para você poder observar com calma. Olha só:

guildhall-gallery-galeria-de-arte-em-londres-2

guildhall-gallery-londres

Lindas, né?

Obviamente, é uma pequeeeeena amostra do que você vai encontrar na Guildhall Art Gallery. O restante, convido você para ver com os próprios olhos – hoje, amanhã ou no futuro. ;)

Quer ter acesso a mais dicas de museus de Londres? Clique aqui e veja todos os posts que já escrevemos sobre o tema.

O tesouro do subsolo

Mas não são apenas obras de arte incríveis que a Guildhall Art Gallery guarda. No subsolo do museu há um tesouro especial: as ruínas de um anfiteatro romano (sim, tipo o Coliseu, de Roma)!

anfiteatro-romano-em-londres

O teatro, provavelmente construído há cerca de dois mil anos, foi descoberto por arqueólogos enquanto a Guildhall era reformada em 1988. Por causa dele, aliás, a obra precisou ser alterada. Afinal, não dava para deixar uma descoberta dessa desaparecer debaixo da terra de novo, né?

Não vou negar: era esse pedacinho da galeria que a gente mais queria conhecer. E como eles capricharam na “ambientação” (luzes e sons compõem a experiência), tivemos a sensação de que estávamos em Londinium (a versão romana de Londres que é tão bem apresentada no Museum of London – outro museu que vale a visita!). Uma experiência e tanto!

anfiteatro-romano-em-londres-2

Lojinha <3

Por último, como qualquer bom museu de Londres, a Guildhall Art Gallery também tem uma lojinha incrível, que tem um monte de mimos relacionados à cidade e a sua história. Eu saí de lá com uma moedinha da Londres romana para dar de presente para minha amiga secreta do grupo da faculdade, mas tive vontade de comprar um montão de outras coisas.  Como TODOS os itens da foto abaixo! :D

guildhall-gallery-museu-em-londres-7

Post concluído, café terminado, vou finalmente começar de fato o meu dia. Difícil vai ser voltar dessa viagem que o Google Maps, essas fotos todas e o ato de escrever sobre esse lugar maravilhoso me proporcionou… Você fica por aí ou volta comigo? :)

Visite a Guildhall Art Gallery!

  • Onde fica: Guildhall Yard, EC2V 5AE
  • Estações de metrô mais próximas: Mansion House (Linhas: District – verde e Circle – amarela), Bank (Linhas: Central – vermelha e Northern – preta, além de DLR), Moorgate (Linha: Northern – preta)
  • Horários de visitação: Segunda a sábado, das 10 às 17h, e domingo, das 12h às 16h
  • Quanto custa: Entrada gratuita!
  • Saiba mais: Guildhall Art Gallery

Roast: um restaurante britânico no coração do Borough Market

Por Karine Porto, do blog Brazuka

Procurando onde comer comida britânica em Londres? O restaurante Roast é uma excelente opção e, o melhor, fica coladinho ao Borough Market que é considerado um verdadeiro ícone da cultura culinária britânica.  Com mais de mil anos, o Borough Market é um dos mercados mais antigos e populares de Londres e é destino certo para quem busca comida ou produtos frescos para as mais diversas receitas. É um verdadeiro paraíso gastronômico e é dali que vem grande parte dos ingredientes locais utilizados pelo Roast. Ou seja, pode esperar tudo fresquinho na sua mesa!

Borough Market - mercado de rua - Londres

Como o próprio nome sugere, o restaurante Roast é especializado no tradicional Sunday Roast britânico, ou em bom português, assado de domingo. Mas engana-se quem pensa que o cardápio deles se limita aos assados. O Roast também oferece opções de peixes e pratos vegetarianos, além de ser um bom local para experimentar outros clássicos britânicos, como Scotch egg e o tradicional café da manhã britânico.

Scotch egg - culinária britânica
Esse aí é o Scotch egg, um nome chique para um clássico de boteco: o bolovo. Nénão? haha
Sunday Roast - gastronomia britânica
Vai um “Sunday Roast” aí?

Contrastando com a informalidade do mercado logo ao lado, o restaurante tem um estilo um pouco mais sofisticado, mas nada exagerado. Rola até música ao vivo todas as noites e no horário almoço de domingo, deixando o ambiente mais descontraído e agradável!

O serviço do lugar também deixou uma impressão bem positiva, com funcionários supereducados desde a recepção até o serviço de bar e mesa. Pra que você tenha uma ideia, sem que eu sequer reclamasse, eles não me cobraram por uma bebida que demorou a ser servida. No mínimo demonstraram que têm cuidado com o a experiência cliente, não é mesmo?

Quanto aos preços, achei bem razoáveis, nada muito caro nem muito barato. Talvez a melhor opção para o bolso sejam os menus pré-definidos de três pratos por £37,50 aos domingos (Sunday Lunch Menu) ou por £30 nos demais dias (chamado Set Market Menu). Mas não se limite a eles e dê uma olhadinha nas demais opções! Também recomendo tirar um segundo do seu dia para fazer reserva, principalmente para o horário de almoço do domingo, quando o restaurante é mais disputado.

Mas tão bonitos esses pratos, não? #babei
Mas tão bonitos esses pratos, não? #babei

ROAST

Onde: The Floral Hall – Stoney Street, SE1 1TL 

Site: www.roast-restaurant.com

100 restaurantes em Londres100 restaurantes em Londres

E aí, gostou da dica? Não se esqueça de conferir outras opções de restaurantes superbacanas em Londres, tudo resumidinho no guia gratuito 100 Restaurantes em Londres, feito com carinho pelo Coletivo Londres, grupo de blogueiros que tem na “terra da Rainha” seu principal ponto de conexão. O guia é gratuito! Baixe o seu e aproveite.

Leia também:

Hamburguer em Londres: BOBO Social

Por Heloisa Righetto, do blog Aprendiz de Viajante

O BOBO Social é uma das poucas hamburguerias em Londres que ganhou fama mas não abriu diversos outros pontos. Continua sendo um lugar só, na fofinha Charlotte Street, perto da rua Tottenham Court Road. O restaurante é pequeno e supercharmoso, quando você entra tem a sensação de que descobriu um lugar ainda não conhecido por turistas.

10517298_663093580446744_5279309549127843413_o

Bom, os turistas podem até não conhecer, mas os locais – principalmente quem trabalha nas redondezas – adoram o BOBO Social. Por isso, aconselho fazer uma reserva antes de ir, para garantir seu hamburguer do dia!

Como em outras hamburguerias gourmet de Londres, aqui o hamburguer é feito com ingredientes britânicos e preparado de modo artesanal: no grill de carvão.

13240643_997145677041531_1502871960447613491_n

Além dos hamburgueres do menu, fique de olho no “guest burger”, que muda de tempos em tempos de acordo com a criatividade dos chefs e ingredientes sazonais. E, pra quem quer esticar a noite, o cardápio de drinks é tentador!

Outro diferencial do BOBO Social são os eventos experimentais, em que você coloca a mão na massa e cria seu próprio hamburguer. Esses eventos acontecem às segundas (às 19h) e sábados (às 14h), e para participar é preciso pagar £35.

Mas, se o seu negócio é só comer mesmo, você irá gastar em média £20 (incluindo bebida e serviço).

11807800_844004715688962_7622931259760711016_o

BOBO Social

Onde: 95 Charlotte Street, W1T 4PZ

Site (com cardápio detalhado): http://www.bobosocial.com/

*Todas as fotos são da página do Facebook deles

100 restaurantes em Londres

100 restaurantes em LondresGostou da dica e gostaria de outras sugestões de onde comer em Londres? Baixe o e-book gratuito 100 restaurantes em Londres e tenha acesso a outras 99 (!) dicas de restaurantes em Londres. Tem mais nove hamburguerias, dez bares de cerveja artesanal com cardápios apetitosos, dez restaurantes bons e baratos, dez gastropubs e muito mais!

E continue de olho aqui no blog que todo dia 25 tem post completo sobre uma das sugestões do guia. Esse, escrito pela Helô, é o terceiro da série de guest posts. Em setembro, a Ana, do blog O mundo que eu vi, deu uma dica de restaurante de culinária internacional, e em agosto, a Liliana, do blog Catálogo de Viagens, recomendou um rooftop bem bacana. Com tanta indicação bacana, uma coisa é certa: você não vai passar fome em Londres. :D

Até a próxima!

Nah

Onde comer em Londres: Sarastro – delícias do mediterrâneo e muitas surpresas

100 restaurantes em LondresNão sei se você sabe, mas há dois meses demos início a um projeto incrível chamado Coletivo Londres.

Tudo começou com o lançamento de um guia gratuito que reúne 100 restaurantes de Londres testados e aprovados por onze blogueiros – nós e os autores de outros nove blogs -, encabeçado pela Helô Righetto (do blog Aprendiz de Viajante). Explicamos essa história aqui (onde você encontra o link para baixar o guia, aliás).

Aí, no mês passado, o Coletivo entrou em uma nova fase. Para promover todos os blogs do grupo, produzir conteúdo de qualidade e ajudar você que lê o que nós escrevemos passamos a produzir os chamados “guest posts”. Ou seja, uma vez por mês, escrevemos um post como convidados em outro blog. Em agosto estivemos No mundo da Paula e este mês estamos no Travel with Pedro. Em outubro daremos um pulinho no Guri in London e assim por diante.

Ao mesmo tempo, aqui, recebemos a visita ilustre da Lili, do Catálogo de Viagens, em agosto (ela indicou um rooftop MUITO legal. Clique aqui para ler o post), e hoje nossa convidada é a Ana, do O mundo que eu vi. No mês que vem tem Helô dando as caras por aqui e… bom, você já entendeu.

Além disso, ao baixar o e-book você passa a integrar nossa base de e-mails e, uma vez por mês, receberá uma newsletter feita com muito carinho e cheia de boas dicas para curtir essa cidade que nos une. <3 Não é incrível? Nós estamos muito orgulhosos desse projeto. E como ele é feito pensando em você aí, lembro que tudo isso não tem custo algum. Basta preencher o formulário que está aqui e aproveitar!

Mas já falei demais por hoje. :D

Bora saber qual é a dica de restaurante que a Ana separou especialmente para você, que lê o Pra Ver no Mundo?

Assume o bastão aí, Ana. Manda sua dica pra nossa turma!

Sarastro: comida mediterrânea e muito mais!

Misture as delícias do mediterrâneo, uma ópera surpresa e um dos banheiros mais legais de Londres, e pronto: você chegou no Sarastro.

img_1650

Do lado de fora você mal consegue perceber que é um restaurante, mas ao adentrar a portinha quase escondida da parede de tijolos à vista diversos objetos decorativos pendurados na porta e pelo teto enchem os olhos.

O dourado predomina na decoração e a princípio tudo parece meio exagerado, mas logo você se acostuma com tanta informação. Há, ainda, as poltronas de veludo originais usadas nos antigos teatros e casas de ópera da região do West End, parte da cidade onde hoje ficam localizados os famosos musicais londrinos.

img_1710

O cardápio é inspirado na culinária turca/mediterrânea e o restaurante oferece um menu pré-teatro com duas opções – entrada e prato principal ou prato principal e sobremesa, mais uma taça de vinho, pelo valor médio de £25 por pessoa.

Reserve mesa, ou mesmo uma “stall” (aquela parte que fica na lateral do teatro), assim você assiste a um show de ópera “de camarote” enquanto saboreia seu jantar.

E, claro, não se esqueça de dar uma passadinha no banheiro, considerado “showbiz” pelas imagens exóticas (e eróticas) e até mesmo um dos “top 10” de Londres.

Vai lá:

  • Sarastro – 126 Drury Lane – WC2B 5SU
  • Estação de metrô mais próxima: Covent Garden (Piccadilly Line – linha azul escura)

100-restaurantes-Londres

Para conhecer outros 99 restaurantes em Londres baixe agora o guia “100 Restaurantes em Londres”, é gratuito! Clique aqui para obter o seu!

Obrigada pela visita e por essa indicação bacanuda, Ana! :D

Mês que vem tem mais! Pode esperar.

Até a próxima!

Beijo.

Nah

Um mercado de rua quase secreto em Londres

Uma das coisas mais legais pra se fazer em Londres é explorar seus incontáveis mercados de rua. Borough, Portobello Road (Notting Hill), Brick Lane, Camden (e seus cinco mercados), Columbia Flower e Greenwich são alguns sensacionais que já escrevemos sobre (os posts estão linkados em cada nome).  Mas a lista é enorme e istaocê pode se surpreender ao conhecer um novo. 

É nesses lugares que a diversidade cultural da cidade fica evidente. Há quem diga que não é preciso sair de Londres para conhecer o mundo. Como discordar? Afinal, mais de 300 idiomas são falados na cidade.

Os mercados, sejam eles de comidas de todos os cantos do mundo, de artesanato, de antiguidade, de moda, de flores, de frutas e vegetais, etc., estão no DNA da cidade, bem como sua vocação para ocupar lugares inusitados e transformar áreas abandonadas em espaços de cultura, gastronomia e entretenimento. 

dica de londres - mercado de rua - spa terminus

O Spa Terminus é um bom exemplo disso. Localizado sob os arcos da estrutura que dá suporte a trilhos de trem em Bermondsey, um bairro tranquilo que fica pertinho da Tower Bridge, ele é um reduto de locais em um área pouco procurada pelos turistas. 

mercado de rua em londres - spa terminus
Ali em cima passa o trem. No vídeo que vem a seguir você pode ver melhor

A gente o conheceu totalmente ao acaso. Aliás, esse é um dos grandes prazeres de estar em Londres. Não importa se você chegou na cidade ontem ou há 20 anos, você sempre vai acabar encontrando algo novo e surpreendente simplesmente caminhando por lugares por onde nunca passou…

Descobrindo o “mercado secreto”

A gente sabia que a The Kernel Brewery, uma das tantas pequenas-grandes cervejarias da cidade, abria sua fábrica aos sábados para o público e, em certo dia, quando ainda morávamos na cidade, fomos lá conhecer e tomar uma direto da fonte, porque né… ;)

cervejaria em londres - kernel brewery
Um triste update: infelizmente, agora a Kernel não tem mais o bar da fábrica, apenas vendem garrafas para você levar.

Foi só quando chegamos na Kernel que entendemos que o lugar em que a cervejaria ficava fazia parte de um complexo que reunia produtores e revendedores de alimentos diversos, como queijos, pães, café, gin, mel, carnes e vinhos.

O curioso é que o Spa Terminus abre ao público somente aos sábados. Durante os dias úteis eles atendem somente os comerciantes londrinos. Os produtos que você encontra no Spa são revendidos amplamente pela cidade.

Para contar melhor essa história gravamos um vídeo. Dá o play. Recomendo fortemente que assista até o final. Garantia de risada, acredite! ;)

E aí, curtiu o vídeo? Quer ver mais vídeos como esse aqui no blog? Deixa um comentário aqui ou no YouTube contando pra gente. Aproveita e se inscreve no canal pra receber os vídeos novos em primeira mão. ;)

Além do Spa Terminus: Maltby Street

Se você seguir caminhando junto aos arcos em direção a Tower Bridge vai chegar em um outro mercado, o Maltby Street, que é mais um segredinho dos locais da região. Esse tem mais cara de mercado de rua mesmo, com pequenos e deliciosos restaurantes, barraquinhas e um astral muito legal – e já um pouco mais explorado inclusive por turistas. 

maltby street - mercado de rua em londres
Combinar os dois mercados em um sábado é um programa delicioso

Se quiser se interar mais sobre o Maltby sugiro que leia os posts da Helô, do blog Aprendiz de Viajante, e da Dri Miller, do Dri Everywhere, que falam mais sobre o vizinho do Spa.

Vale muito a pena tirar um sábado pra curtir os dois, comer algumas delícias, conhecer um pedaço não turístico de Londres e terminar a caminhada com essa vista.

tower bridge e the shard
Tower Bridge e The Shard, um dos mais belos contrastes arquitetônicos de Londres

Bônus: Bermondsey Beer Mile

Antes de chegar no Maltby, porém, você pode ter um bônus especialíssimo se for da turma da cerveja. 0/

Na mesma região, também sob os arcos, mas do lado oposto, fica mais uma preciosidade cervejeira londrina. A Bermondsey Beer Mile é uma área que se estende por pouco mais de 2km e reúne mais algumas cervejarias artesanais top de linha da cidade (Southwark Brewing Company, Ubrew, Partizan, Brew By Numbers, Fourpure Brewing, Bullfinch Brewery e Anspach & Hobsday).

ubrew - cervejaria em londres
A UBREW é uma cervejaria comunitária. Ou seja, eles oferecem um espaço para você produzir a sua própria cerveja. Também rolam cursos e diversas atividades ligadas à cerveja artesanal. Incrível, não?

Além disso, na Beer Mile está a que eu acredito ser a maior loja de cervejas da cidade: a Bottle Shop. Se não é a maior, é seguramente a mais incrível que já fomos. São mais de 100 rótulos diferentes do mundo todo em garrafa e mais de 10 chopps diferentes. 

the bottle shop - onde comprar cerveja artesanal em londres-2
Também conhecido como o paraíso cervejeiro

Foi lá que tomei uma das cervejas mais sensacionais da minha vida – a Praire Pirate Noir, uma imperial stout norte-americana condicionada em barris de rum jamaicano. Ela é tão incrível como parece! =)

the bottle shop - onde comprar cerveja artesanal em londres
É cerveja que não acaba mais!

Dica: se você é como a gente e fica enlouquecido quando vê uma cerveja artesanal, reserve um dia pra fazer um tour só pelas cervejarias! Garanto que será inesquecível. Cheers!

anspach & hobday - cerveja artesanal em londres

Como chegar no Spa Terminus

Desça na estação do metrô de Bermondsey (Jubilee Line – linha cinza) e vá caminhando. No mapa abaixo eu inseri a localização do metrô, do Spa Terminus, do Maltby Street e de algumas cervejarias. Facinho pra ir de um lugar ao outro! Se preferir, insira o postcode do Spa Terminus no Google Maps: Dockley Rd, London SE16 3SF.

E aí, gostou da dica? 

Como já falamos anteriormente, o blog mudou para Pra Ver no Mundo, mas sempre iremos reunir grandes dicas pra ver em Londres por aqui!

Aproveitando, está com viagem marcada? Programe sua aventura com os nossos parceiros. Você viaja melhor e ainda ajuda a gente a continuar produzindo um conteúdo especial pra você. =)

  • Booking.com – Reserva de hotéis e hostels no mundo todo. Para todos os bolsos e com muitos descontos.
  • Rentcars – Aluguel de carros em diversas cidades do mundo com atendimento e suporte em português.
  • Real – Seguros viagem, um serviço que você não pode viajar sem contratar.
  • Visit Britain – Para comprar ingressos de diversas atrações turísticas no Reino Unido.
  • Ticket Bar – Para comprar ingressos com preço promocional em diversas cidades do mundo.

Siga a gente nas redes sociais:

Twitter  |  Facebook  |  Instagram 

Snapchat (praveremlondres)  |  Youtube

:)

Rooftop bar em Londres: Frank’s Cafe

Por Liliana Stahr, do blog Catálogo de Viagens

Olá, pessoal do Pra ver no Mundo! Sou Liliana e participei do guia de 100 restaurantes em Londres junto com o casal queridíssimo Nah e Jõao. Hoje eu vim aqui para falar de uma das minhas indicações do livro na categoria rooftops, onde a gente pode tomar uma tendo uma bela vista da cidade!

O Frank’s Cafe é um rooftop moderno, jovem e sazonal. Ele costuma abrir de junho a outubro e fica no bairro de Peckham, na zona 2 de Londres, que tem ganhado cada vez mais espaço na cena noturna da cidade. O Frank’s funciona no topo de um prédio estacionamento e tem uma vista de cair o queixo (deu pra ver na foto do destaque, não?).

franks-peckham-8

Diferente de alguns rooftops da cidade em que o ambiente é mais formal e luxuoso, o Frank’s Cafe porporciona uma atmosfera bem descontraída, preços amigos e não há restrição de vestimenta, então pode ir de tênis, de bermuda, etc.

Apesar de ter um espaço grande, o bar lota em dias quentes, e para pegar uma mesa é bom não chegar muito tarde.

Sei que o público do Pra ver no Mundo é cervejeiro, mas as opções de cervejas do Frank’s são bem enxutas. Eles têm um tipo de IPA, uma lager, dois tipos de cider e alguns cocktails clássicos. Os preços são bem honestos e o atendimento é bom!

franks-peckham-1

Para quem animou, recomendo escolher um dia de bastante sol e estar lá para ver o pôr do sol, que é um espetáculo à parte visto do Frank’s (mais uma vez, a foto do destaque está aí para provar). Só não vale esquecer que no verão o pôr do sol em Londres pode ser entre 8 e 9 da noite, de acordo com o mês.

A estação mais próxima é Peckham Rye, que tem linha de trem e overground.

Para saber mais:

  • Frank’s Cafe
  • 10 andar, Peckham multi story carpark 95a Rye Lane- SE15 4ST

Guia 100 restaurantes em Londres

100 restaurantes em LondresOpa, Nah na área! :)

Lili, muito obrigada por compartilhar essa dica com nossos leitores. Tenho certeza de que eles vão adorar! Né, gente? :D

E se você curtiu e quer outras boas sugestões de rooftops para conhecer em Londres – além de mais um monte de dicas de bons restaurantes em dez diferentes categorias -, não deixe de baixar nosso guia gratuito 100 restaurantes em Londres. Ele foi produzido com muito carinho por 11 blogueiros, de 10 blogs que têm muuito conteúdo bacana sobre a “Terra da Rainha”.

Para baixar, basta clicar aqui e preencher o formulário. O e-book abrirá no seu navegador mesmo, aí você salva ele onde preferir e pode ler sempre que quiser pegar uma dica especial. ;)

Tem sugestão de restaurantes de culinária britânica, hamburguerias, culinária internacional, bares de cerveja artesanal (adivinha quem fez este capítulo? hehe), asiáticos, restaurantes de hotel, gastropubs, tapas e bons e baratos. Ficou legal demais. A gente tem um superorgulho. Baixe e aproveite!

Ah, e não se esqueça de visitar o blog da Liliana. É excelente! Tá aqui. :)

Até a próxima!

Nah

Acompanhe a gente nas redes sociais! 

Twitter  |  Facebook  |  Instagram  |   Pinterest

Snapchat (praveremlondres)  |  Youtube  | Periscope (praveremlondres)