O mundo é pequeno pra caramba

Lá se vão mais de seis anos desde que publicamos nosso primeiro post. Estávamos prestes a embarcar para Londres, ainda sem saber da escala forçada de seis dias que ourivemos que fazer em Toronto.

Após algumas dias debatendo possíveis nomes, foi em março de 2010 que decidimos que Pra Ver Em Londres seria a marca que nos acompanharia em uma fase nova e cheia de expectativas em nossas vidas.

Fomos a Londres para estudar inglês por seis meses, ainda sem ter muita ideia do que faríamos depois disso. Éramos recém-formados com pouco dinheiro no  bolso e muita vontade de viajar, conhecer o mundo e a nós mesmos.

pra ver no mundo - edimburgo
Em Edimburgo, em 2010. Uma das primeiras viagens que fizemos juntos

A Nah tinha 22 anos e tinha acabado de começar a trabalhar como repórter de um portal ligado ao mercado de investimentos. Eu tinha 24 e era assessor de imprensa de uma consultoria de investimentos. Ambos trabalhávamos em home office, que ainda ainda era uma grande novidade no mundo hoje tomado pelos nômades digitais. 

Foi o passar dos meses lá em Londres (e muito esforço, foco e dedicação nos anos seguintes – assunto deste post que a Nah escreveu, aliás) que nos fez ver que o empreendedorismo e a vida nômade seriam a base de nossa futura vida profissional. Afinal, ela já estava rolando!

Gosto sempre de destacar que não largamos tudo para viajar o mundo e “trabalhar com a internet”. Em tempos em que vemos muita gente tentando vender a fórmula da felicidade – largue seu emprego agora e seja feliz para sempre com o nomadismo digital -, é fundamental lembrar que não existem atalhos, mas muito planejamento e execução.

REGISTRO FEITO EM AGOSTO DE 2016 EM GAROPABA, NO LITORAL SUL DE SANTA CATARINA
REGISTRO FEITO EM AGOSTO DE 2016 EM GAROPABA, NO LITORAL SUL DE SANTA CATARINA

O nascimento do Pra ver em Londres

Nós criamos o blog com o objetivo de compartilhar informações que tivemos dificuldade de encontrar antes de viajar. Tínhamos MUITAS dúvidas sobre como seria a vida em Londres, quanto custaria o aluguel, o mercado, o restaurante, o pub, onde poderíamos morar, como era o transporte público, etc. Nossas perguntas acabaram se transformando em várias respostas aqui ao longo dos anos e ajudaram muita gente em suas viagens para Londres e Reino Unido. Isso, pra gente, é motivo de muito orgulho!

O nome do blog soava bem, sempre gostamos muito dele – apesar de termos vivenciado alguns episódios engraçados devido a confusão do nome com “prazer em Londres”. Dá pra imaginar algumas polêmicas? :D

Por outro lado, da mesma forma que o direcionamento do nome nos posicionou como um dos principais blogs brasileiros dedicados a Londres, também nos limitou. Como escreveríamos sobre outros destinos tendo o nome da cidade na marca? Por alguns anos isso até nos desmotivou um pouco a escrever sobre algumas viagens.

new york - manhattan vista do brooklyn copy
New York é uma das cidades que estamos devendo. Passamos 10 dias incríveis lá ano passado. A lista de bares de cerveja artesanal que visitamos é enorme. Quer dicas?

É claro que muito mais por uma bobagem nossa do que qualquer outra coisa. Esse é um arrependimento que carregamos. Foram tantas viagens incríveis que acabaram não sendo contadas aqui…  Ainda assim, não são poucos os conteúdos sobre outros destinos. Aliás, um dos posts mais acessados de toda a história do blog é justamente sobre Berna, a lindíssima capital da Suíça – você pode ler clicando aqui.

Ciclos que se encerram, oportunidades que surgem

Por muito tempo tivemos Londres como uma meta de vida como lugar para morar. Não é à toa que em cinco anos passamos três longas temporadas na cidade. Perseguimos esse sonho fortemente durante os últimos anos e somos realizados por termos conseguido passar tanto tempo em um lugar tão mágico, inspirador e envolvente.

Entre 2015 e 2016, estávamos em London town e a libra atingia seu ápice histórico! Viver em Londres sempre foi realizador, mas ao mesmo tempo, muito duro pra nós! Tivemos que trabalhar muito para segurar as pontas, especialmente quando o pound batia os R$ 6,30 e 95% de nossa renda vinha das então Dilmas hoje Foratemers.

Fomos atrás de novos clientes e projetos por meio de nossa empresa no Brasil, criamos um tour dedicado à cerveja artesanal em Londres (que não existe mais)- projeto que tem um espação em nossos corações -, passamos literalmente DIAS sem sair de casa para dar conta da demanda de trabalho que nos impunha jornadas intermináveis. Quem nunca?

tour de pubs em londres - a rota da cerveja artesanal em londres
Esse foi o primeiro grupo que participou do nosso tour dedicado a celebrar a cultura da cerveja artesanal em Londres. Lembrança pra vida toda!

Deu tudo certo! A grana entrou e vivemos momentos incríveis com o tour – e na cidade. Tirar uma ideia de negócio papel e colocar na rua é algo fantástico. Aprendemos muito com a experiência, que hoje inspira novos projetos que estão na incubadora.

Mas mesmo com as contas em dia, era uma loucura. Chegou um ponto em que estávamos esgotados mentalmente de tanto trabalho. Foi quando decidimos que seria hora de virar essa página da vida, ao menos pelos próximos anos…

Com a página de Londres sendo virada, mas sem deixar um marcador nela, começamos a pensar que seria a hora ideal para, também, virar a página aqui no blog.

Saint Emilion, uma joia nos arredores de Bordeaux.
Saint-Émilion, uma joia nos arredores de Bordeaux.

Bem-vindo ao Pra Ver No Mundo

A gente debate a ideia de transformar o blog em Pra Ver no Mundo há muito tempo. Só que sempre ficamos num grande impasse, já que haviam vários prós e contras para ambos os lados.

Uma coisa que aprendi seguindo carreira independente, tanto no blog quanto na London, nossa empresa especializada em Marketing de Conteúdo, foi que muitas vezes não existe a decisão ideal e livre de falhas, mas a decisão que você precisa tomar para seguir a vida.

Pra nós, essa hora chegou! Seja bem-vindo a nossa nova casa.

O que muda

Aproveitamos a mudança para melhorar o blog em vários aspectos. Reorganizamos todas as categorias, post por post. Deu um trabalhão, mas fizemos tudo pensando em ajudar você a encontrar o que precisa de forma mais simplificada.

Vale destacar que o Pra Ver em Londres não morreu. Todo o conteúdo que já produzimos sobre Londres está todo muito bem organizado na aba que eterniza nosso primeiro “filho”.

Importante dizer, também, que, ainda temos e sempre teremos muito a produzir sobre a cidade. Morar lá não está nos planos para os próximos anos, mas uma visitinha ou outra a turismo, sim! Nosso Pra ver em Londres sempre estará em nossos corações e, mais importante do que isso, atualizado. =)

londres - hampstead heath
Hampstead Heath, em Londres. Um de nossos parques favoritos na cidade

Na aba Outros Destinos estão concentrados todos os posts sobre nossas viagens. Como falei, nossos dramas pessoais atrapalharam um pouco a produção ao longo dos anos, mas em breve vamos publicar boas histórias de viagens para a Irlanda, França, Estados Unidos, Grécia, Brasil e outros destinos que estão por vir.

Em Reflexões estão os textos mais filosóficos – os que explicam o nosso trabalho e os que falam sobre nossa forma de enxergar a vida, como os campeões de audiência:

É uma editoria que gostamos muito de escrever e sempre tivemos um feedback legal dos leitores. Então é outra área que daremos mais atenção daqui em diante. Aliás, tem algo que gostaria de ler?

Em Vídeos estão todas as nossas produções audiovisuais, que também vão ganhar mais atenção, com vídeos como o abaixo, por exemplo, que gravamos em Garopaba-SC para anunciar as novidades no blog e para dar um gostinho do tipo de vídeo que vamos produzir. Se gostou, deixa seu joinha e um comentário no YouTube? =D

Em Dicas práticas você vai encontrar tudo o que diz respeito a viajar melhor e/ou gastando menos. Um bom exemplo é o post que fala sobre como viajar sem pagar por acomodação através do Couch Surfing. É uma área ainda pouco explorada, mas que também vai crescer com o passar dos meses.

Por fim,em breve vamos lançar uma Loja em que vamos concentrar produtos e serviços de que somos afiliados. São empresas que somos clientes, usamos com frequência e, por isso, recomendamos. Para contratar, você não tem custo extra. Pelo contrário, pode conseguir bons descontos e, de quebra, ainda nos ajuda muito a sustentar o blog. A seção ainda está sendo construída, mas lá você vai encontrar:

  • Booking.com – Reserva de hotéis e hostels no mundo todo. Para todos os bolsos e com muitos descontos.
  • Rentcars – Aluguel de carros em diversas cidades do mundo com atendimento e suporte em português.
  • Real – Seguros viagem, um serviço que você não pode viajar sem contratar.
  • Visit Britain – Para comprar ingressos de diversas atrações turísticas no Reino Unido.
  • Ticket Bar – Para comprar ingressos com preço promocional em diversas cidades do mundo.

Além disso, a Loja ainda vai comercializar guias de viagem produzidos por blogueiros de que somos fãs e, por fim, produtos nossos. Nosso guia de turismo cervejeiro em Londres segue no forrno e com previsão para ser lançado ainda em 2016. Outras novidades virão em breve, mas, por ora, acho que deu, né? ;)

Vem com a gente

Agradeço demais por estar aqui com a gente nessa fase muito especial do blog e de nossas vidas.

Aproveitando, quero te fazer duas perguntas:

1 – Você tem alguma sugestão de tema pra gente abordar na casa nova?

2 – O que achou da cara nova que demos ao blog?

Conta aí! Até o próximo post, que será diretamente da Califórnia! Embarcamos para Los Angeles no dia 25 para uma temporada de dois meses percorrendo o estado dourado em busca das melhores cervejas artesanais e de muita coisa legal para compartilhar com você aqui e  em tempo real no Instagram, Facebook e Snapchat. Siga a gente nesses canais!.

OBS: O título do post é inspirado na música O mundo, de André Abujamra, canção que me faz viajar imaginando os lugares, cenas, situações e críticas tão bem apresentadas na letra.

Acompanhe a gente nas redes sociais! (Alguns perfis mudaram de nome!) 

Twitter  |  Facebook  |  Instagram  |   Pinterest

Snapchat (praveremlondres)  |  Youtube  | Periscope (praveremlondres)

 

Guia gratuito: 100 restaurantes em Londres

100 restaurantes em LondresQuando o assunto é comida a fama de Londres não é das melhores. Certa vez, alguém disse que se comia mal na capital inglesa, e essa história se propagou. Mas basta um olhar mais atento para ver que, na verdade, isso é uma grande mentira!

Londres tem de tudo, para todos – inclusive no quesito “onde comer bem”. Tem bons restaurantes de culinária típica britânica (e não é só de fish and chips que estamos falando), muitas hamburguerias incríveis, bares de cerveja artesanal com cardápios de comida recheados de pratos apetitosos, rooftops/bares com vista com opções deliciosas no menu, restaurantes asiáticos maravilhosos, mercados de rua com muitas delícias a preços não tão salgados… enfim, definitivamente, boas opções não faltam.

Sabendo disso e pensando em ajudá-lo a ter apenas experiências gastronômicas positivas durante sua temporada na Terra da Rainha, João, eu e mais nove blogueiros especialistas em Londres nos unimos para fazer um guia gratuito apresentando 100 restaurantes, divididos em 10 categorias, que testamos, aprovamos e recomendamos.

O e-book ficou muito bacana. A galera caprichou demais nas indicações. Você pode baixar o seu exemplar clicando aqui.

100 restaurantes em Londres: a organização

O guia 100 restaurantes em Londres está dividido em dez categorias, cada uma escrita pelo autor de um blog diferente (no nosso caso, dois autores, claro). São elas:

–> Aproveite para visitar os blogs que você ainda não conhece. Tem muitas dicas excelentes em cada um deles! ;)

Estamos todos superorgulhosos desse filho de onze pais. Temos certeza de que ele vai ser muito útil pra um montão de gente. E esperamos que você seja uma dessas pessoas. :)

Das dez dicas do nosso capítulo – o sobre bares de cerveja artesanal -, quatro já foram apresentadas aqui no blog. Leia os posts clicando nos links abaixo:

fundi

crate brewery - londres - beer and pizza

brew dog

The Draft House - o que comemos

As outras seis recomendações são exclusivas do guia, por enquanto. Portanto, não deixe de baixar o seu! ;)

E depois que ler, não se esqueça de contar pra gente o que achou. Sua opinião pode motivar essa galera a produzir outros materiais como esse. Que tal? ;)

Boa leitura!

Nah e João

 

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter e receba novidades!

Digite seu nome e e-mail. Você receberá um pedido para efetivar o cadastro. =)







O que fazer em Londres em julho de 2016

Metade do ano já ficou para trás! Chegou a hora de planejar o SÉTIMO mês de 2016.

E dessa vez quem tá na área para dar as dicas de Londres não é a Fran. Sou eu, Nah. :)

É que enquanto escrevo este post, dona Francine tá chegando em Tóquio. E ela não tá indo a passeio, não. Vai morar lá do outro lado do mundo. :O

Aliás, vamos fazer um coro para incentivá-la a escrever sobre a vida nova – seja aqui no blog ou em um canal próprio? Ia ser demais, não? Aniiiima, Fran! <3

Ok, conversinhas iniciais feitas, vamos ao que interessa? Minhas dicas para este julho em Londres, é claro! :D

E eu resolvi fazer algo diferente: vasculhei o blog de cabo a rabo e tirei de posts recentes e velhiiinhos 31 belíssimas sugestões do que fazer na amada Terra da Rainha nas próximas semanas. Que tal?

Vamos lá?

Passe um dia em um campo de lavanda

mayfield lavender - campo de lavanda em londres-10

A temporada de lavandas começou! Aproveitar o mês de julho para conhecer o Mayfield, um dos campos mais próximos do centro de Londres, é uma ótima pedida.

  • Onde: Croydon Lane, Banstead, SM7 3BE
    • Como chegar: Na estação de London Bridge, busque um trem que tem como destino “Tattenham Corner Rail Station”. Mas não vá até o ponto final, desça em “Woodmansterne” (até lá são cerca de 35 minutos). Saia da estação pelo lado esquerdo dela e vire na primeira rua à esquerda. Ali, na frente de um mercadinho local, tem um ponto de ônibus. O 166 passa ali. Entrando nele, a “viagem” leva mais 15 minutos. Desça no ponto Oak Park e aproveite!
  • Quando: Até 15 de setembro 
  • Quanto: £1 por pessoa (que pode ser “recuperado” se você fizer compras de pelo menos 5 libras na loja) – visitantes de até 16 anos não pagam
  • Post completo: Já pensou em visitar um campo de lavanda em Londres?
  • Saiba mais: http://www.mayfieldlavender.com/ 

Explore (por dentro!) o Palácio de Buckingham

Buckingham Palace - London

Existe um ditado que diz “quando os gatos saem, os ratos fazem a festa”, não é mesmo? Em Londres, esse ditado se encaixa perfeitamente ao período de férias da vovó Beth – sim, sou íntima. Como não, né? hihi

Enquanto ela e o Duque de Edimburgo curtem suas férias em terras vizinhas, o Palácio de Buckingham, residência oficial da monarca em Londres, abre para visitação de súditos e turistas. No ano passado, eu aproveitei essa oportunidade e AMEI. Que tal você se programar para fazer o mesmo este ano? A “janela Real” se abre ainda este mês!

Viva a experiência de um Grand Slam de tênis

Sim, teve isso. Já chegamos lá! ;)

Na semana passada, contei, em um post detalhadíssimo, como foi minha experiência no Grand Slam de tênis que acontece em Londres anualmente. Ele já está na reta final, mas você ainda pode conseguir um ingresso!

  • Onde: The All England Lawn Tennis Club, Church Road, Wimbledon, London SW19 5AE
    • Como chegar? 
      • De metrô: Desça na estação de Southfields (District Line – linha verde) e aí ande cerca de 15min (você não vai se perder, o CLIMA vai te levar pra lá. Garanto!) – ou, então, pegue o ônibus 493 (e desça junto com o resto da tchurma que tem cara de que vai ver jogo de tênis!)
      • De trem: Desça na estação de Wimbledon e aí pegue o ônibus 493
  • Quando: Até 10/07
  • Quanto: Ingressos a partir de £8
  • Post completo: Wimbledon – como viver a experiência incrível de um Grand Slam de tênis em Londres
  • Saiba mais: http://www.wimbledon.com/

Visite a Beefeater – tradicional fábrica de gin

fábrica de gin em londres - tour em londres

Gin & tonic é um dos drinks mais clássicos de Londres. Mas não é só isso. O gin, principal ingrediente dessa bebida famosa, tem sua história intimamente ligada à história de Londres. Por isso mesmo, visitar uma fábrica de gin na cidade pode ser um programa cultural bem legal. A gente curtiu – e contou tudo no post sobre o tema! ;)

Passeie de caiaque pelo Regent’s Canal

passeio de caiaque em londres - london kayak tours - turismo em londres-12

Gente, como é divertido fazer um passeio de caiaque no Regent’s Canal! Uma forma completamente diferente de conhecer um pouco mais da história de Londres e um programa mega divertido. Com o clima gostoso de julho, fica ainda melhor. Anima?

Faça um tour pelo Stamford Bridge – o estádio do Chelsea

chelsea stamford bridge tour - pra ver em londres-2

O Brasil se diz o país do futebol, mas na verdade mesmo, o esporte é “bretão”. Então, outra bela sugestão do que fazer em Londres é conhecer alguns dos estádios mais bonitos/modernos/clássicos da cidade – tipo o do Chelsea, que tem um tour bem completinho (rola visita à sala de imprensa, aos vestiários – do time da casa e do visitante, à entrada dos jogadores e assim por diante).

  • Onde: Fulham Road, London, SW6 1HS
    • Como chegar: A estação “Fulham Broadway” do metrô (District Line – verde) fica a poucos metros dali
  • Quanto: Há diferentes formatos de tour. O clássico, que é o que a gente fez, custa £19 para adultos (acima de 16 anos), £13 para crianças (entre 5 e 15 anos). Menores de 5 anos não pagam. Esses preços são para compra pela internet – neste link.
  • Post completo: Por dentro do estádio do Chelsea em Londres
  • Saiba mais: http://www.chelseafc.com/

Tenha uma noite de bons drinks num bar temático superlegal

cahoots - bar em londres - pra ver em londres-6

Uma carta de drinks maravilhosa, um ambiente delicioso, uma viagem no tempo. O Cahoots oferece tudo isso. Excelente para um “esquenta” de sexta-feira, um bom drink e bom papo no sábado ou para uma a noite entre amigas/amigos em qualquer outro dia. ;)

Aproveite a combinação deliciosa de café bacana + gatinhos lindos

lady dinah cat cafe - london

Eu sou gateira assumida (com muito orgulho e muito amor, por sinal) e não posso ver um gatinho que ficou loucona. haha

Isso pode me fazer suspeita para falar sobre um café em que as grandes estrelas são os felinos, mas essa dica não podia ficar de fora. Afinal, tomar um bom café na companhia deliciosa de vários gatinhos ronronantes é uma sugestão boa demais. <3

Conheça uma das mais belas bibliotecas do mundo

British Library - Pra Ver Em Londres (1 de 1)-17

Eu nunca vou esquecer o que senti quando entrei pela primeira vez na British Library. Lembro de sentir que meus olhos estava brilhando, sabe? Era tanta preciosidade reunida bem ali, na minha frente, que eu até fiquei emocionada.  E gente, é um baú de tesouros GRATUITO! Eu, se fosse você, tirava um dia deste mês para conhecer.

Dê um rolê de barco pelo Rio Tâmisa

Thames Clippers - transporte público em londres

Ir a Londres e não ver o Rio Tâmisa não é ir a Londres. E TENHO DITO! :D

É que assim, se você quiser, você “foge” do Palácio de Buckingham, do Big Ben, da London Eye, da Piccadilly Circus. Mas do Tâmisa… aaah, é muito difícil fugir. Porque vai ter alguuuuma coisinha nos arredores dele que você vai querer explorar. Ou melhor, você vai querer ver vááárias coisinhas nos arredores da “maior avenida” de Londres. Não tenho dúvidas. :)

Pois é, o rio que corta a cidade é O cara. E uma das melhores formas de aproveitá-lo é usando o “ônibus aquático” que atende por Thames Clippers. Ele é um modal de transporte público, mas ao mesmo tempo é um passatempo e tanto.

Curta uma boa noite de jazz em um bar clássico de Londres

Ronnie Scotts - jazz in london

Londres é uma cidade que agrada os mais variados gostos musicais. E quando o assunto é jazz, um dos melhores lugares para sair feliz da vida é o Ronnie’s Scott, que já foi palco de shows de grandes artistas como Ella Fitzgerald, Amy Winehouse e Jimi Hendrix, e também apresenta pocket shows de nomes menos conhecidos, mas ao mesmo tempo muito talentosos.

Tenha um dia diferente visitando uma fazenda no meio de Londres

Surrey Docks Farm - Pra Ver em Londres

Sim, tem uma fazenda no meio de Londres. E sim, visitá-la é muito legal! \o/

Pode esperar vários animaizinhos lindos, um café delicioso e uma fuga da correria da cidade grande – sem ter que sair do centro dela!

Explore a herança dos tempos de Shakespeare

O teatro!

Shakespeare sabia escrever boas histórias e deixou um grande legado para a dramaturgia mundial. E em Londres, seu legado ganha novo fôlego dia após dia com artistas dando vida aos seus personagens mais marcantes em remontagens de peças como Macbeth, Rei Lear e, claro, Romeu e Julieta no Shakespeare’s Globe, teatro construído nos mesmos moldes dos “shakespereanos”.

Se você não quiser ou não puder assistir a uma apresentação, mas mesmo assim tiver vontade de conhecer o Globe Theatre, pode fazer o tour pelo teatro, que foi o que a gente fez – e adorou!

Tome uma boa cerveja em um dos pubs mais antigos de Londres

Melhores pubs de Londres - The Olde Cheshire

Em 1666, Londres foi praticamente devastada por um grande incêndio que teve início na região da City of London, coração da cidade. Depois disso, muitos estabelecimentos tiveram que ser reconstruídos e recomeçar sua trajetória. Foi o caso do pub Ye Olde Cheshire Cheese, que é considerado um dos pubs mais antigos de Londres e que oferece uma experiência sensorial muito legal – a impressão que se tem é que o tempo parou lá dentro. Um lugar pra lá de bacana pra tomar uma boa cerveja e comer quitutes típicos da culinária de pub.

Viaje pela história do rock’n’roll britânico de van em Londres

London Rock Legends Tour - VisitBritain

Falei há pouco que Londres é uma cidade que agrada amantes de vários estilos musicais, certo? Pois é, mas tem uma “tribo” (ai, que coisa de velha) que sai ganhando quando o assunto é pequenos-grandes prazeres é a dos apaixonados por rock. Sim, porque algumas das bandas de rock mais icônicas do mundo nasceram por essas bandas do mundo – caso de Beatles, Rolling Stones, The Who, The Clash, etc. E uma das melhores formas de explorar essa história toda é fazendo o tour London Rock Legends Tour.

  • Onde/Quando: Entre 28 de março e 01 de novembro o tour acontece diariamente, com a van saindo do Original Tour Information Centre (15/17 Cockspur Street, Trafalgar Square, London SW1Y 5BL) às 14h, e entre 04 de novembro e 27 de março o tour acontece aos sábados, domingos, terças, quartas e quintas, sempre às 13h. A estação mais próxima do ponto de encontro é a Piccadilly Circus (linhas: Piccadilly – azul escura – e Bakerloo – marrom)
  • Quanto: Adultos pagam $48 (dólares mesmo!) e crianças (até 13 anos) pagam $31
  • Post completo: London Rock Legends Tour: uma viagem de van pelo rock britânico
  • Saiba mais: http://bit.ly/29j7CMD

Explore a pé o bairro que marca o centro do mundo

greenwich park - londres

Quem é que não lembra da professora de Geografia que contou que existia um tal de Meridiano de Greenwich, que dividia o mundo no meio e que possibilitava a medição da longitude entre dois pontos? Todo mundo, né? :)

Então, esse tal de Meridiano de Greenwich fica em Londres. E no bairro em que ele está localizado há muita, muita coisa legal para ver e fazer. Dá para passar um dia inteiro (ou dois, três, quatro…) explorando a pé essa região que além de superlegal, é muito linda. Bora planejar esse passeio este mês?

Conheça o barco-museu que conta a história da rota do chá

cutty sark - museu londres

E já que estamos falando de Greenwich, uma sugestão extra para você acrescentar no seu roteiro pelo bairro é aproveitar para visitar o Cutty Sark, um museu que fica dentro de um barco ancorado por ali. O museu é bem interessante, bonitão e guarda um monte de relíquias dos tempos em que a rota do chá entre a China e o Reino Unido era um negócio mega lucrativo.

Entenda tudo por trás das grandes guerras visitando um museu superbacana

Canhões como este foram os principais armamentos de 22 navios a partir de 1912. Pesando cerca de 100 toneladas (!), eles tinham capacidade de disparar bombas de até 876kg a uma distância de 29km. UAU, né?

Outro museu bacanérrimo (e gratuito) de Londres, excelente opção para quem curte História e gosta de entender tudo que há por trás dos grandes conflitos mundiais é o Imperial War Museum. Ele é pesado, doído, mas ao mesmo tempo muito esclarecedor. Uma verdadeira aula de “mundo”.

  • Onde: Lambeth Road SE1 6HZ
    • Como chegar:
      • Estações de metrô mais próximas: Lambeth North (Bakerloo Line, marrom); Waterloo (Bakerloo – marrom, Northern – preta, Jubilee Line – cinza), Southwark (Jubilee Line – cinza) e Elephant & Castle (Bakerloo – marrom, Northern Line – preta)
      • Nossa sugestão: vá a pé do Big Ben. É uma caminhadinha suuuper gostosa de cerca de 20 minutos. :)
  • Quando: Entrada gratuita 
  • Post completo: Imperial War Museum – histórias de guerra contadas em um museu de Londres
  • Saiba mais: http://www.iwm.org.uk/

Veja bem de pertinho algumas das obras de arte mais lindas do mundo

The National Gallery - London

Mas se o que você quer é ver belas pinturas, de artistas renomados, uma das melhores opções é programar uma visita à National Gallery. Quadros de pintores como Van Gogh, Leonardo da Vinci e Monet estão espalhados pelas belíssimas salas dessa galeria que já é uma obra de arte por si.

Não vá com a pretensão de ver tuuudo que há em cada ambiente da National Gallery, mas com o objetivo de explorar da melhor forma possível cada obra que observar. Vale cada centavo não investido – é que a entrada é gratuita. Dãr. hehe

  • Onde: No coração da Trafalgar Square
    • Como chegar de metrô? A estação Charing Cross – Northern (preta) e Bakerloo (marrom) Lines – fica do ladinho! Mas também tem um montão de ônibus que passa por ali, inclusive o famoso “9”, que é oferece praticamente um tour pela cidade
  • Quanto: Entrada gratuita
  • Post completo: A incrível National Gallery de Londres

“Namore” Londres curtindo a vista incrível do prédio mais alto da cidade

Tower Bridge - foggy London

Ver Londres do topo de um prédio alto, de um parque que fica em uma região elevada da cidade, da janela do avião que sobrevoa o Tâmisa é uma das melhores coisas da vida – na minha opinião, é claro.

Ao longo dos seis anos de blog, já apresentei algumas sugestões de como admirar a cidade “lá de cima”, mas para este post, como dica para você curtir este mês, separei a que nos reservou a melhor das surpresas: uma cidade encoberta por seu característico “fog” (névoa que é emblemática dessa terra): o The Shard, prédio mais alto da Europa ocidental.

  • Onde: 
    • Como chegar? O The Shard fica coladinho à estação London Bridge, que é atendida pelas linhas Jubilee (cinza) e Northern (preta) do metrô e tem serviço de trem também.
  • Quanto: Se você comprar seu ingresso antecipadamente (pelo site, com no mínimo 24 horas de antecedência), paga £25.95; se comprar na hora, paga £30.95. Crianças entre 4 e 15 anos pagam £19.95 na compra adiantada e £24.95 no dia.
  • Post completo: The Shard – Pra Ver Londres BEM do alto
  • Saiba mais: http://www.theviewfromtheshard.com/en/

Brinque de ser Harry Potter por um dia visitando a famosa plataforma 9 3/4

Carrinho, malas e gaiola da coruja hoje compõem o cenário perfeito para uma foto na vibe Harry Potter

Um carrinho de mala atravessando uma parede. É isso que você vê quando chega na plataforma 9 3/4 na estação de King’s Cross. E qual é a graça disso? É que essa é a plataforma que o Harry Potter usava para pegar o trem pra Hogwarts, oras! :D

Tirar uma foto ali não custa nada (a não ser que você queira pagar pelas profissas que a equipe da lojinha tira na hora) e é bem divertido brincar de Hermione por uns segundos.

  • Onde:  Na estação King’s Cross St. Pancras, que tem as seguintes linhas do metrô: Victoria (azul clara), Northern (preta), Hammersmith & City (rosa), Circle (amarela) e Metropolitan (bordô). Além disso, dali saem trens para destinos dentro e fora do Reino Unido. Se você se perder não tem problema, basta perguntar para qualquer funcionário onde fica a plataforma do Harry Potter que eles saberão te ajudar. ;)
  • Quanto: Para tirar foto com sua máquina você não paga nada. Só paga se quiser comprar a foto tirada pela equipe
  • Post completo: Harry Potter em Londres: plataforma 9 3/4
  • Saiba mais: https://www.harrypotterplatform934.com

Encante-se pelo mercado de flores que colore os domingos de Londres

Columbia-Flower-Market-London

“Há flores por todos os lados, há flores em tudo que eu vejo…”

A música dos Titãs é perfeita para um dia de rolê no Columbia Road Flower Market, o belíssimo mercado de flores de Londres, que tem o poder de colorir até o mais cinza dos domingos!

Aproveite o que há de melhor em Brick Lane

Brick Lane - London - people-pb

E se você for começar seu domingo passeando pelo mercado de flores, sair de lá e ir para Brick Lane é uma ótima ideia. Você pode curtir o mercado de rua, comer uns quitutes deliciosos de diferentes partes do mundo, apreciar os graffittis espalhados pela região, tomar boas cervejas e cafés… enfim, ter um dia bem agradável andando por ali!

  • Onde: Shoreditch High Street é a mais próxima (Overground), mas Liverpool Street também está a uma distância tranquila para ir a pé (e lá tem Central Line, Metropolitan Line, Hammersmith & City Lines e Circle Line – ufa!).
  • Post completo: Brick Lane – compras em Londres e muito mais

Deguste algumas das melhores cervejas do mundo na BrewDog

brewdog shoreditch

Cerveja boa não falta em Londres! E um dos melhores lugares para se apaixonar pela carta cervejeira é no bar da BrewDog, cervejaria escocesa que fabrica coisas lindas como Punk IPA, Jack Hammer, Tokyo e tantas outras boas birras. E a boa notícia é que não existe apenas UM bar da BrewDog em Londres, mas seis – além de uma loja em King’s Cross. Basta achar o mais perto de você e aproveitar!

–> Emendei essa dica na sugestão de Brick Lane porque há uma BrewDog em Shoreditch, nas redondezas de Brick Lane! ;)

Conheça o cemitério onde Karl Marx está enterrado

highgate-cemitery-karl-marx2

Eu sei, visitar um cemitério não é a coisa mais normal do mundo. Mas esse é diferente. Karl Marx tá enterrado ali e Douglas Adams – autor da série O Guia do Mochileiro das Galáxias – também – além, é claro, de muitas outras pessoas – célebres ou não. E não é um cemitério macabro, sabe? Pelo contrário, é bem bonito. O que você acha de dar uma chance pra ele? :)

Curta um dia delicioso no belo bairro de Hampstead

bairros de londres- hampstead - flask walk

E como o Highgate Cemetery fica próximo ao bairro de Hampstead, uma boa ideia é aproveitar o dia para curtir essa região tão linda e que no verão fica ainda melhor de explorar. Dê uma olhada na nossa sugestão de roteiro a pé pelo bairro e aproveite! ;)

Refresque-se nas águas dos lagos do Hampstead Heath

Aperitivo... Pra você ter uma pequena ideia do que é o Hampstead Heath

E é ali em Hampstead que fica um dos nossos parques preferidos de Londres: o Hampstead Heath, que tem três lagos em que os encalorados podem mergulhar, dar aquela refrescada e curtir a natureza. Fora que a vista do parque também é lindona. Ou seja, um programão para dias quentes e ensolarados – sim, isso existe em Londres. ;)

Explore uma das áreas mais turísticas de Londres a pé!

Roteiro a pé em Londres - Tower of London (1 de 1)

Na onda dos roteiros a pé, um que eu gosto muitão é este que tem a Tower of London como ponto de partida. Ele faz você percorrer uma região turística – e linda – de Londres sem gastar muito (dinheiro, porque sola de sapato até que vai bastante. :). O mapinha ficou bem completo e explicativo. É só baixar e aproveitar!

Ande de bondinho e curta uma vista diferente da cidade

Ó lá o The Dome/O2 Arena visto do bondinho.

É, Londres também tem teleférico! E além de levá-lo de um lado ao outro do rio pertinho da O2 Arena, o bondinho da Terra da Rainha proporciona uma vista do alto diferente das turísticas – o que é bem legal.

Explore um dos bairros mais lindos de Londres

sunset at richmond - london

Outro pedacinho de Londres que merece sua visita neste mês é o bairro de Richmond, que tem um belíssimo parque, um ar interiorano delicioso, uma vista incrível do Rio Tâmisa e, para nós, é um dos melhores lugares para ver o pôr-do-sol na cidade. <3

Faça uma superviagem cervejeira sem sair de Londres

Um dos bares da lista! ;)
Um dos bares da lista! ;)

Por último, quero convidá-lo a fazer uma viagem cervejeira este mês em Londres. Na verdade, essa é uma dica 5 em 1, porque recomendo cinco bares de cerveja artesanal que levam você para Itália, Alemanha, Japão e Bélgica, e um último que o faz viajar na cena cervejeira local.

E aí, o que achou das dicas? Se colocar alguma delas em prática, não deixe de comentar ou de enviar uma foto – pelas redes sociais ou para o nosso e-mail (contato@praveremlondres.com.br). Vamos adorar saber que o ajudamos a aproveitar melhor a cidade. ;)

Até o próximo post!

Beijobeijo,

Nah!

 

Acompanhe a gente nas redes sociais!

Twitter  |  Facebook  |  Instagram  |  Google+   |   Pinterest

Snapchat (praveremlondres)  |  Youtube  | Periscope (praveremlondres)

Wimbledon: como viver a experiência incrível de um Grand Slam de tênis em Londres

Era uma segunda-feira ensolarada do finzinho de junho de 2015 e eu não podia estar mais feliz. Começava naquele dia mais uma edição do torneio de tênis de Wimbledon, o Grand Slam mais charmoso de todos <3, e pela segunda vez na vida (a primeira foi em 2010 – contei aqui) eu achava que tinha a chance de ver de perto a grama sagrada do All England Lawn Tennis Club…

Eu estaria contente em só ver as quadras abertas, mas os deuses do tênis me ofereceriam mais... Aguarde e saberá. hhihi
Eu estaria contente em só ver as quadras abertas, mas os deuses do tênis me ofereceriam mais… Aguarde e saberá. hihihi

Acordei “cedo” (entre aspas porque eu descobri depois que o meu conceito de cedo é diferente do dos britânicos :/) e saí de casa às 8h30 (ai, tolinha) feliz da vida com o calor do verão londrino que deixava tudo ainda mais incrível.

Atravessei a cidade, cheguei ao meu destino final mais de uma hora depois e toda a alegria foi embora quando um simpático guardinha me disse (em inglês, claro – e com aquele sotaque maravilindo que é característico dos britânicos “da gema”):

“Minha querida, hoje não é seu dia de sorte. Para conseguir um ingresso para entrar no complexo você tinha que ter chegado aqui muitas horas antes. Com uma senha de número NOVE MIL E LÁ VAI PEDRADA, com sorte você entrará no meio da tarde.”

A frustração foi TANTA que eu sentei no gramadão em que milhares de locais e turistas faziam fila para aproveitar o dia do lado de dentro do complexo tenístico e chorei que nem criancinha!

E como é que se cura dor de criança? Ligando pra mãe/pai, é claro. :D Acionei o FaceTime, contei para os meus pais (que estavam no Brasil!) o que tinha acontecido, recuperei minhas energias com o carinho deles e disse: semana que vem tento de novo!

E é da minha segunda tentativa – uma vitória gloriosa – que vêm as dicas para você que também quer viver essa experiência. Vamos lá?

Sim, teve isso. Já chegamos lá! ;)
Sim, teve isso. Já chegamos lá! ;)

A saga por um ingresso para o torneio de Wimbledon

Na segunda semana de Wimbledon, numa terça-feira cinzenta e molhada – pois é, clima completamente oposto da semana anterior #azar -, saí de casa às 05h30 da manhã (VEJA BEM!) para conseguir pegar o primeiro DLR saindo de Woolwich Arsenal (zona 4 do sudeste de Londres) e chegar o mais cedo possível do ouuuutro lado da cidade…

O resultado? Senha de número 2 mil e pouco nas mãos e a certeza de que naquele dia entraria logo depois da abertura no complexo. \o/

A fila de Wimbledon: um clássico de Londres!
Acredite: essa fila é um clássico de Londres!
  • Dica número 1: a fila de Wimbledon

Comprar ingresso para os jogos de Wimbledon antecipadamente não é a tarefa mais fácil do mundo. Moradores de Londres têm prioridade para garantir os seus vários meses antes de o torneio acontecer, participando do “ballot” (detalhes aqui). Aliás, tem uma modalidade de ballot para estrangeiros também, mas em ambos os casos as regras de participação desse processo supertradicional (existe desde 1924!) não são tão fáceis de serem seguidas por qualquer um, então, para meros mortais como eu – e talvez você também, a melhor opção é mesmo acordar bem cedinho em dia de jogo e se mandar para o sudoeste da cidade com o objetivo de conquistar uma boa senha na famosa fila de Wimbledon. :)

Basta desembarcar na estação de Southfields (District Line - linha verde do metrô) para sentir o clima de Wimbledon tomar conta. <3
Basta desembarcar na estação de Southfields (District Line – linha verde do metrô) para sentir o clima de Wimbledon tomar conta. <3

É que em TODOS os dias de campeonato (inclusive no domingo em que o campeão da chave masculina é definido), a organização libera um lote de ingressos extra para os torcedores dispostos a encarar uma filinha básica. Além dos que saem de casa cedo para garantir sua vaga, tem aqueles que acampam por lá na noite anterior – seguindo, claro, mais uma série de regras (todas detalhadas aqui).

Não dá pra dizer até que horas você consegue uma senha excelente, então, quanto antes você chegar, melhor!

A própria fila é uma verdadeira festa! A galera dá seus palpites para os jogos do dia, reclama do clima (Inglaterra, né?), come os quitutes trazidos na mochila e aguarda, ansiosamente, a hora em que os portões serão abertos.

O pensamento quando a gente passa por esse primeiro portalzinho é "UHUUUU! Vou entrar!", mas não é bem assim... Esse é apenas o começo da caminhada até o título. Quer dizer, até a entrada oficial do complexo. #piadaruim
O pensamento quando a gente passa por esse primeiro portalzinho é “UHUUUU! Vou entrar!”…

… Mas os primeiros passos pós-fila não levam direto às quadras, não. Há uma caminhadinha de uns 15 minutos até o portão de compra de ingressos.

Nesse percurso, a ansiedade cresce a nível estratosférico, porque há lojinha de souvenir, parada “oficial” para foto, imagem dos grandes ídolos da atualidade e até uma quadra versão mini para quem quiser bater uma bolinha… E, well, você ainda está na fila!

Como eu fui sozinha, fiquei sem minha foto oficial. :(
Como eu fui sozinha, fiquei sem minha foto oficial. :(
Esses caras sabem fazer lojinha. A vontade que dá é de comprar tudo - mas, ó, não tem muita pechincha não, viu? Voltei pra casa com umas canetinhas e nada mais. :)
Esses caras sabem fazer lojinha. Dá vontade de comprar tudo – mas, ó, não tem muita pechincha não, viu? Voltei pra casa com umas canetinhas – e nada mais. :)
Quem curte jogar tênis sempre fica afim de bater uma bolinha vendo tanta gente boa em quadra. E já que não rola jogar nas quadras oficiais, é uma boa aproveitar essas de brincadeirinha. <3
Quem curte jogar tênis sempre fica afim de bater uma bolinha vendo tanta gente boa em quadra. E já que não rola jogar nas quadras oficiais, é uma boa aproveitar essas de brincadeirinha. <3
A galera olha para os painéis e pensa: "será que eu vou ver esses caras de pertiiinho hoje?"
A galera olha para os painéis e pensa: “será que eu vou ver esses caras de pertiiinho hoje?”

Isso tudo pode até ser divertido, mas verdade seja dita: o que todo mundo quer é entrar logo no clube sede do Grand Slam competido na grama sagrada!

  • Dica número 2: Primeira semana x segunda semana

Como todo Grand Slam de tênis, Wimbledon acontece durante duas semanas do ano (geralmente entre fim de junho e começo de julho). Na primeira semana, mesmo entrando apenas com o ingresso simples (“ground admission”), você tem chance de ver grandes tenistas em quadra. Isso porque esse ingresso dá direito a ver os jogos de TODAS as quadras abertas, e como há muitos jogos rolando, às vezes membros do top 10 do ranking disputam suas partidas ali!

Porém, é na segunda semana que rolam os melhores jogos. Afinal, o torneio vai afunilando e se aproximando de sua reta final, e mais embates superesperados acontecem.

Em termos de $$$, rola o seguinte: enquanto os preços dos ingressos das quadras Central, 1, 2 e 3 sobem da primeira para a segunda semana, o “ground admission” fica mais barato com o passar dos dias. Olha só a tabela deste ano:

Fonte: http://www.wimbledon.com
Fonte: http://www.wimbledon.com

O ingresso básico dá também direito a assistir às partidas direto do telão do “Henman Hill”, o que é uma experiência bem bacana – ainda mais quando tem tenista britânico em quadra. A galera pira torcendo para o conterrâneo.

Eu vi Andy Murray vencer seu jogo contra o Vasek Pospisil assim! :)

Lembra que eu falei que era um dia cinza e chuvoso? Pois é, no meio da tarde abriu um sol. E depois choveu de novo, é claro. This is London, baby!
Lembra que eu falei que era um dia cinza e chuvoso? Pois é, no meio da tarde abriu um sol. E depois choveu de novo, é claro. This is London, baby!

Ah, e é bom dizer que para quem ficou na fila para tentar um ingresso, sempre vai rolar “ground admission”, mas os outros tipos de ingresso podem estar em falta, então nem sempre dá para escolher.

Se você quer garantir ingressos para a quadra central e para a quadra três antes mesmo de chegar no All England Lawn Tennis Club, uma alternativa é olhar o Ticketmaster antes de sair de casa. NO DIA dos jogos, alguns ingressos (caros!) são disponibilizados lá.

No fim das contas, o fato é que existem ingressos para diferentes tamanhos de bolso e de disposição. Basta achar o ideal para você e aproveitar! ;)

Eu fui muito, muuuuito feliz com o meu “ground admission”, e você já vai entender por quê. :D

–> Você encontra aqui mais informações sobre os ingressos!

  • Dica (preciosa) número 3: As quadras de treinamento

Como eu fui na segunda semana de torneio e os ingressos para as quadras fechadas já estavam custando uma quantidade de libras que eu não queria gastar, optei por comprar o ticket basicão. E eu juro que já estava bem feliz em ver jogos do torneio juvenil, que rola em paralelo, e os grandes tenistas pelo telão.

Sem maiores expectativas, portanto, quase morri de emoção quando avistei ROGER FEDERER (AHAM!) treinando bem tranquilinho em uma das quadras mais distantes da muvuca da grande quadra central. Eu não conseguia acreditar que ele estava tão pertinho de mim. <3

Ele é o cara que está sacando, na quadra do meio da foto. Não parece "tão pertinho" pra você? Calma, melhora...
Ele é o cara que está sacando – na quadra do meio da foto. Não parece “tão pertinho” pra você? Calma, melhora…

Eu estava passeando pelo complexo quando vi que era ele treinando. Obviamente, saí correndo para tentar ver MAIS de pertinho, mas quando cheguei lá, o treino do monstro já tinha acabado.

Como não sou louca, resolvi ficar por ali mesmo. VAIQUE aparecia outro gigante para treinar, né?

Sei lá, alguém como Novak Djokovic…

Não, gente, não é o zoom da minha câmera que é bom, eu é que estava GRUDADA na grade da quadra e quase agarrei "Nole" ali mesmo. hahaha
Não, gente, não é o zoom da minha câmera que é bom, é que eu estava GRUDADA na grade da quadra e quase agarrei “Nole” ali mesmo. hahaha
Foram mais ou menos uns 20 minutos de treino. Fundo de quadra, voleio, smash, saque e devolução. Uma verdadeira aula de tênis, do melhor do mundo, DIANTE DOS MEUS OLHOS. Nunca vou esquecer. <3 <3 <3
Foram mais ou menos uns 20 minutos de treino. Fundo de quadra, voleio, smash, saque e devolução. Uma verdadeira aula de tênis, do melhor do mundo, DIANTE DOS MEUS OLHOS. Nunca vou esquecer. Ah, e também vi Boris Becker, o técnico do cara – e que já foi um grande tenista! – dando uns conselhos para o seu pupilo. Foi emocionante!

Eu já tinha ganhado meu dia ali. O ingresso já tava era mais do que barato. Pronto, já podia ir para casa feliz…

Quer dizer, será mesmo? :D

–> Não consegui encontrar informações sobre divulgação dos horários dos treinos. Então, deixo esta dica: se a princípio você não for entrar em uma quadra fechada, não deixe de bater perna pelo complexo e perguntar para o pessoal da organização quais são as quadras em que rolam treinos. Vai que você tem tanta sorte quanto eu? ;)

  • Dica (OHMYGOD) número 4: O maravilhoso “resale”

Vi Federer e Djoko treinando e Murray vencer seu jogo junto com os doidos no Henman Hill, comi um belo potinho de morango com creme sem gastar nada (brinde para clientes HSBC), curti cada pedaciiiinho do All England Lawn Tennis Club gastando a sola do meu tênis e quando achava que não tinha mais nada para ver, avistei uma placa que dizia: Ticket Resale a partir das 16h.

Fui me informar e descobri que muita gente vai embora no meio da tarde e entrega seus ingressos DAS QUADRAS FECHADAS para revenda. Eles são, então, oferecidos pela bagatela de 5-10 libras. E o valor arrecadado é doado a instituições de caridade.

Meu coração palpitou nessa hora. SÉRIO MESMO que eu ainda tinha chance de ver um jogão (e ainda por cima colaborar com uma ONG)?

Voltei a ocupar meu lugarzinho no morrinho de torcedores e de tempos em tempos voltava lá no topo pra ver se a barraquinha já tinha aberto…

O que se vê no clube além de quadras de tênis...
O que se vê no clube além de quadras de tênis…

Distraída, perdi o início da formação da fila, e me assustei quando vi que já tinha um montão de gente a postos para conseguir um ingresso barateza.

Confesso que me deu um medinho de perder essa grande chance!

Só que em pouco tempo a sorte soprou a meu favor: a maioria da galera que estava na fila queria PARES de ingresso – ou três, quatro, cinco ingressos. Eram poucos os solitários em busca de um lugar para assistir um pedaço de um jogo (sim, porque os jogos já estavam rolando, então, com sorte, os “contemplados” assistiriam o finzinho de um duelo de gigantes).

Assim, logo que o responsável pelo resale começou a perguntar “alguém procurando UM ingresso para a quadra 1?”, eu esperei alguns segundos, vi que ninguém na minha frente se pronunciou, e corri (tremendo na base) para ter certeza de que ele seria meu.

Foi assim que, com CINCO LIBRAS, consegui um ingresso para ver Richard Gasquet (França) x Stanislaw Wawrinka (Suíça), jogo que estava no começo do terceiro set (o francês tinha ganhado o primeiro por 6×4 e o suíço ficou com o segundo – pelo mesmo placar).

Peço perdão pela foto horrível. Se tem uma coisa que eu sou MUITO, MUITO RUIM nessa vida é na arte de tirar selfies. Nota mental: nunca mais ir a eventos importantes sem meu marido! OUVIU, JOÃO GUILHERME? Como dessa vez não tinha marido, esse é o registro que temos de mim DENTRO da quadra 1 de Wimbledon!
Peço perdão pela foto horrível. Se tem uma coisa que eu sou MUITO, MUITO RUIM nessa vida é na arte de tirar selfies. Nota mental: nunca mais ir a eventos importantes sem meu marido! OUVIU, JOÃO GUILHERME? Como dessa vez não tinha marido, esse é o registro que temos de mim DENTRO da quadra 1 de Wimbledon!

E o que era bom podia, sim, ficar ainda melhor.

Eu achava que um dos dois ia definir o jogo com facilidade no quarto set. QUE NADA. O jogo foi para o quinto e derradeiro set, com trocas de bolas sensacionais, muita disputa de ponto eletrizante. Como uma boa partida inesquecível de Grand Slam, não acabou com um clássico 6×4 ou um 7×5 disputado. Sem a possibilidade de definir o vencedor com um tie-break, os dois duelaram até Gasquet chegar a 11×9!!! :D

(Tá aqui a matéria do jornal The Guardian que comprova essa história!)

Não, você não tem ideia da minha emoção. haha

Foi a melhor forma de encerrar um dos dias mais lindos do meu 2015. :)

Por mais que pela foto não dê para ter noção, o lugar era bom, sim!
Por mais que pela foto não dê para ter noção, o lugar era bom, sim!

E, com certeza, a melhor forma de mostrar pra você que às vezes não é preciso comprar o ingresso mais caro para viver a experiência que não tem preço. #motivação!

Incrível, não? :)

  • Dica número 5: O museu de Wimbledon

Wimbledon-museum

No meio dessa loucura toda, eu ainda visitei o museu de Wimbledon!

Pois é, ele não fecha durante as semanas de torneio, mas só quem tem ingresso para os jogos pode visitá-lo.

Mesmo assim, é preciso pagar para fazer a visita (informações completas aqui): 13 libras para adultos e 11 para crianças. (AH, colegas jornalistas: com a minha carteirinha internacional da profissão, eu não precisei pagar esse ingresso. Então, #ficadica)

Basicamente, o museu conta a história do esporte, do torneio e deixa você ver bem de pertinho os troféus que os campeões guardam em sua galeria…

Troféu que vai para o campeão do torneio masculino
Troféu que vai para o campeão do torneio masculino
Troféu que a campeã do torneio feminino leva pra casa!
Troféu que a campeã do torneio feminino leva pra casa!

Obviamente, esse é um resumo bem resumido do que se vê no museu – se alguém manifestar interesse em saber mais, posso escrever um post contando os detalhes da visita. :) A ideia aqui é apenas dizer que a possibilidade de visitar o museu existe – mesmo enquanto o Grand Slam está rolando! E é um museu BEM legal – principalmente para os fãs do esporte, é claro.

Comes, bebes e compras no All England Lawn Tennis Club

Pra fazer tudo isso, saí de casa às 5h30 e só retornei depois das 19h! Além do que já falei que fiz ao longo do dia, almocei no clube sede do Grand Slam, fiz um lanchinho da tarde por lá, tomei uma cervejinha para comemorar as minhas vitórias daquela terça-feira e comprei umas canetas com o símbolo de Wimbledon pra levar de lembrancinha desse dia tão inesquecível. :)

Digo isso apenas para registrar que existem restaurantes, lanchonetes, bares e lojinhas dentro do clube. Ou seja, você pode passar um dia inteirinho por lá tranquilamente. Aliás, pode é passar um dia inteirinho muito feliz. Que tal? ;)

Partiu?

Ufa, acho que falei tudo! Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário que eu buscarei a resposta para ela. ;)

Já viveu essa experiência? Conte o que achou e se tem alguma dica extra. Seu depoimento pode complementar este post de maneira perfeita! :)

Serviço – Wimbledon 2016

  • Quando? 27/06-10/07
  • Onde? The All England Lawn Tennis Club, Church Road, Wimbledon, London SW19 5AE
  • Como chegar? 
    • De metrô: Desça na estação de Southfields (District Line – linha verde) e aí ande cerca de 15min (você não vai se perder, o CLIMA vai te levar pra lá. Garanto!) – ou, então, pegue o ônibus 493 (e desça junto com o resto da tchurma que tem cara de que vai ver jogo de tênis!)
    • De trem: Desça na estação de Wimbledon e aí pegue o ônibus 493
  • Mais informações: http://www.wimbledon.com/

Extra! Palpites do Pra Ver em Londres

henmanhillComo todo bom torneio esportivo, Wimbledon é cercado de palpites e apostas pra ver quem será o campeão. Convidei meu irmão Tom, que joga tênis há mais de 15 anos (MEUDEUS, Mot, você tá ficando velho!!), é estudante de jornalismo e doido pelo esporte para entrar nessa brincadeira e fechar este post com chave de ouro. Mot, manda aí seus palpites!

O torneio mais tradicional do tênis se aproxima e com ele vêm também os palpites. Fanáticos por tênis espalhados pelo planeta começam a especular quem serão o homem e a mulher que ao final de Wimbledon estarão comemorando o título mais desejável do esporte.

No masculino é difícil encontrar alguém que não considere Novak Djokovic como o grande favorito. O sérvio, número 1 do mundo, vem jogando em um nível altíssimo e fará de tudo para conquistar seu quarto título na grama sagrada. Djoko venceu pela primeira vez em Wimbledon no ano de 2011 e é o atual bicampeão do torneio.

Porém, a graça dos esportes é que você nunca sabe o que pode acontecer, e é com esse pensamento que outros tenistas querem acabar com o reinado de Djokovic na grama. O principal deles é o britânico, número 2 do mundo, Andy Murray. Além de contar com o apoio da torcida, o tenista local já provou que pode bater Djokovic em uma final. Em 2013, quando Murray conquistou seu único título na grama sagrada, o britânico levou a melhor sobre o sérvio, vencendo em três sets.

Mesmo não vivendo grande fase, quando se trata de Wimbledon, Roger Federer sempre está entre os favoritos. O suíço (ao lado do americano Pete Sampras) é o maior vencedor do torneio, sete títulos no total. Credenciais que são suficientes para qualquer um que aponte Federer como o provável campeão deste ano.

Outros tenistas correm por fora, minha expectativa é que Milos Raonic (que agora tem como treinador o tricampeão John McEnroe), Dominic Thiem e Nick Kyrgios também façam um bom torneio e quem sabe possam surpreender os três grandes favoritos.

Na chave feminina a competição parece estar mais aberta do que nunca. Isso porque o domínio absoluto de Serena Williams vem diminuindo nos últimos meses. A americana ainda é a principal favorita, mas outras tenistas – como a espanhola Garbiñe Muguruza (vice-campeã ano passado), a tcheca Petra Kivitová (bicampeã em Wimbledon) e a alemã Angelique Kerber – aparecem em iguais condições para conquistar o título.

A esperança de ver um brasileiro campeão em Wimbledon se concentra quase totalmente nos duplistas Bruno Soares e Marcelo Melo. Teremos tenistas tanto na chave masculina de simples, como na feminina. Thomaz Belucci e Teliana Pereira são os que aparecem com mais chance de obterem bons resultados, mas mesmo assim falar em título parece algo utópico. Porém, como foi dito antes, quando se trata de esportes nunca sabemos o que vai acontecer. O que sobra para a gente é ficar colado na telinha e torcer muiiitoooo para os brasileiros e para os nossos tenistas favoritos.

Valeu pela ajuda, Mot. Adorei o quadro “palpites do Pra Ver em Londres”. Que tal, gente? :D

E aí, bora curtir o Grand Slam mais charmoso de todos? :)

Até o próximo post!

Nah

O que fazer em Londres em junho de 2016

No Brasil, para a grande maioria, verão é sinônimo de praia. Em Londres, verão é sinônimo de eventos ao ar livre! Neste mês, a cidade está repleta de opções para que moradores e turistas possam aproveitar diversas atrações e atividade sob o céu da capital inglesa, curtindo a brisa do verão londrino.

Confira a seguir o que você poderá fazer e ver em Londres em junho:

festivais em londres

Trooping the Colour

Trooping the Colour

É o desfile da tropa da guarda. Essa tradição militar é também a celebração oficial em comemoração ao aniversário da Rainha que, neste ano, completa sua 90º primavera. Um programa e tanto para quem quer vivenciar as tradições de Londres.

LIFT Festival

lift festival de teatro em londres

LIFT (London International Festival of Theatre) é um festival de teatro que acontece a cada dois anos em Londres desde 1981. Se você gosta de artes cênicas, não pode perder esse evento incrível.

  • Onde: diversos lugares
  • Quando: até 11 de junho
  • Quanto: preços variados
  • Informações: liftfestival.com

Field Day Festival

field day festival de musica eletrônica londres

Neste festival, apresentam-se músicos de diferentes estilos – eletrônico, hip-hop, rock indie e pop. Além disso, o evento traz ainda o “espírito do campo”, com alguns jogos e competições que lembram os festivais do interior, tais como cabo de guerra, corrida de saco e até competição para ver quem come mais.

Taste of London

taste of london festival de gastronomia em londres

Não perde nenhum programa de culinária e adora ficar vendo os chefes fazendo pratos incríveis? Então, vai adorar esse evento, que traz grandes nomes da gastronomia de Londres. São dezenas de barracas com degustação de comidas e bebidas, aulas e demonstrações, diferentes pratos, vinhos, cervejas artesanais e diversos expositores de alguns dos melhores restaurantes da cidade.

West End Live

west end live teatro ar livre em londres

Que tal assistir a alguns dos musicais mais tradicionais de Londres gratuitamente e ao ar livre? Gostou da ideia? Então, compareça ao West End Live. Neste ano, o evento traz clássicos como Jersey Boys, Mamma Mia, o Fantásma da Ópera, o Rei Leão, a Fábrica de Chocolate e muito mais!

Greenwich and Docklands International Festival

festival arte greenwich londres

A região de Greenwich e seus arredores é tomada por artistas de todo o mundo. São mais de 10 dias com eventos internos e ao ar livre – todos gratuitos! Você poderá conferir apresentações, festivais de música e de gastronomia, eventos de arquitetura e arte, aulas de dança e muitas outras atrações.

  • Onde: diversos lugares
  • Quando: 24 de junho a 02 de junho
  • Quanto: gratuito
  • Informações: www.festival.org

Grow London

festival de jardinagem em londres

Esse evento é para você trabalha no ramo de jardinagem artística ou simplesmente gosta de jardins. O Grow London é um festival de jardinagem contemporânea que traz mais de 100 expositores com alternativas diferentes de plantas.

Pride in London Parade

parada gay em londres

A Parada Gay em Londres traz diversos eventos por toda a cidade, celebrando a diversidade e protestando contra o preconceito e a violência. Além do desfile nas ruas, há diversos shows, apresentações de teatro, palestras e mais!

  • Onde: diversos lugares
  • Quando: 25 de junho
  • Quanto: gratuito
  • Informações: prideinlondon.org

Udderbelly Festival

UdderBELLY by night
UdderBELLY by night

Se, ao andar por Southbank, encontrar uma enorme arena em forma de uma vaca roxa, não estranhe, pois ali acontece um festival incrível: o Udderbelly. Esse evento traz atrações de música, comédia, circo e entretenimento para a família. Além de muitas comidas e bebidas diferentes e deliciosas.

Punk London

punk-london

Durante 2016, Londres será palco de diversas baladas, exibições e eventos que comemoram os 40 anos da cultura Punk e sua influência na moda, no cinema, na fotografia, no design, na literatura e na música.

London Bridge City Summer Festival

festival verão london bridge

Esse é um dos maiores festivais de atividades ao ar livre de Londres. Nele, você poderá curtir música ao vivo todas as noites, DJ’s, aulas fitness, exibição de filmes, apresentações de dança e de teatro e também transmissão de diversos jogos. E o melhor: tudo de graça.

Urban Food Festival

urban food festival comida londres

O Urban Food Festival está de volta! Esse é um evento de comidas de rua internacionais, que acontece todo sábado (a partir de 5 de março) das 12h à meia noite. O festival oferece pratos típicos de diversos lugares do mundo.

exibições museus em londres

Serpentine Galleries

serpentine pavilion exposição de arte em londres

A Serpentine Gallery é uma das exibições mais tradicionais de Londres, que acontece há 15 anos e se recria a cada verão. Neste ano, a estrutura foi desenhada pelo artista dinamarquês Bjarke Ingels. O corredor tridimensional abriga exposições e diversas atividades e apresentação artísticas.

Inauguração da nova Tate Modern

nova tate modern londres

Quem gosta de arte e vai para Londres não tem do que reclamar: há museus e exposições por toda a cidade. Uma das atrações artísticas imperdíveis da capital inglesa é a Tate Modern. Neste mês, há um motivo ainda mais especial para visitar a galeria: a inauguração do novo prédio. Imperdível, hein?

Cycle Revolution

exibição-bicicleta-em-londres

Quem deu essa dica foi o João. Se você, assim como ele, é um amante de bikes, não pode perder essa exposição que celebra a diversidade do mundo sobre duas rodas, trazendo, além de itens históricos, também inovações ciclísticas. Um evento para atletas do dia a dia e também para os mais profissionais.

Botticelli Reinventado

Botticelli Londres

Sandro Botticelli é reconhecido como um dos maiores artistas de todos os tempos. A exibição Botticelli Reimagined conta os 500 anos de história do artista, mostrando não apenas suas obras, mas também sua influência no cinema, na fotografia, na moda e no design. A exposição traz 50 trabalhos originais de Botticelli e outras de artistas inspirados por ele, tais como René Magritte e Andy Warhol.

Above and Beyond

exposição National Maritime Museum

Uma viagem ao espaço. Assim é a exposição Above and Beyon, que explora o mundo das aeronaves, mostrando o passado e o futuro dos voos espaciais. Você poderá fazer simulações de voo e interagir com atrações que envolvem realidade virtual e realidade aumentada.

Conceptual Art in Britain 1964-1979

arte conceitual tate modern

Na década de 60, os artistas britânicos começaram a abandonar a abordagem tradicional e fazer das ideias a essência de seus trabalhos. Nessa exibição, você irá conferir peças dessa importante época, que mudou a forma de fazer arte no Reino Unido.

The Rolling Stones: Exhibitionism

exposição Rolling Stones londres

Um dos maiores grupos musicais abre seu arquivo pessoal nessa exibição toda dedicada aos senhores do rock. São mais de 550 objetos e fotos raras da banda, mostrando o início do Rolling Stones e muitas histórias de bastidores.

Undressed: A Brief History of Underwear

exibição lingerie londres

Uma exibição que conta a história da lingerie, desde o século 18 até à época atual. Undressed: A Brief History of Underwear mostra como as roupas de baixa influenciaram a moda e a cultura em diferentes épocas.

cinema teatro em londres

Open-air theatre in London – Running Wild

TEATRO AO AR LIVRE LONDRES

Com a chegada da primavera, vem também a época de eventos ao ar livre, tal como o Regent’s Park Open Air Theatre. A primeira peça dessa temporada é Runnign Wild, que conta a história de um menino órfão que vai passar as férias na Indonésia e, por conta de um tsunami que assola a região, acaba em uma aventura no meio da selva.

Adaptação musical de Breakfast at Tiffany’s

Haymarket Theatre Royal teatro em londres

Um musical que adapta o romance clássico de Truman Capote, Breakfast at Tiffany’s. Nessa versão, Holly Golightly é interpretada pela estrela pop Pixie Lott. A peça traz grandes músicas da época e remonta o estilo e o glamour dos anos 40 em Nova York.

Romeo and Juliet

romeo e julieta teatro londres

Londres e Shakespeare é sempre uma ótima combinação. E se você adora uma história de amor clássica, então, essa peça precisa estar na sua lista de atividades da cidade. Essa é uma versão contemporânea do romance proibido de Romeo e Julieta, com os mesmos atores do último filme da Cinderella.

Motown the Musical

Motown-the-Musical-londres

Nesse musical você irá descobrir a história por trás de grandes artistas como Michael Jackson, Steve Wonder, The Temptations e muitos outros que influenciaram o mundo da música e passaram pela legendária gravadora Montown Records.

Harry Potter and the Cursed Child

peça harry potter em londres

Segurem-se fãs do Harry Potter, porque essa atração vai fazer vocês quererem voar para Londres, tipo, agora! Essa peça é a oitava história da série, e continua a contar a saga a partir do final de “Harry Potter e as Relíquias da Morte”, mostrando o que acontece com Harry, Rony, Hermione e outros alunos e professores de Hogwarts.

o que fazer em londres em junho

Sunset Safari

zoologico noturno em londres

Você já visitou um zoológico a noite? Se não, essa é a sua oportunidade! O ZSL London Zoo abre as portas para os visitantes conhecerem a vida noturna dos animais. Passeie na floresta, alimente os bichanos e conheça os hábitos noturnos deles.

World Naked Bike Ride

World Naked Bike Ride

Todos os anos, amantes de bike de todo o mundo se reúnem no World Naked Bike Ride para protestar quanto à vulnerabilidade dos ciclistas nas ruas e, ao mesmo tempo, celebrar a diversidade do corpo humano. Você pode participar (totalmente nu ou nem tanto) ou então apenas apreciar esse divertido protesto.

Open Garden Squares Weekend

passeio jardins em londres

Londres é cheia de parques e jardins incríveis. Mas alguns deles são secretos ou não são abertos ao público. No final de semana dos dias 18 e 19 isso muda e os portões de mais de 200 jardins estarão abertos aos visitantes.

Orbit Slide

orbit slide tunel londres

Imagine escorregar no maior túnel do mundo, com 178 metros de altura, e, na descida, passar por diferentes seções de luzes, criando uma experiência ainda mais incrível. Assim é o Orbit Slide, desenvolvido pelo artista belga Carsten Höller.

Wimbledon Championships

wimbledon

Dia 27 começa o mais tradicional campeonato de tênis do mundo aqui em Londres – o Wimbledon Tennis Championships. Se você não conseguir comprar ingressos para ver as partidas nas quadras, pode assistir os jogos nos telões com transmissão ao vivo espalhados pela cidade. Aí vão alguns deles em que você pode ver as partidas gratuitamente (clique nos nomes dos eventos para ser encaminhado para mais informações):

Friday drinks market

Friday drinks market

Essa festa funciona como um happy hour de fim de semana um pouco mais elaborado. A ideia é a seguinte: toda sexta-feira, das 17 às 22h, o Startisans, um mercado de comidas artesanais, oferece uma imensa variedade de bebidas, que vai desde gelatina de vodka até cervejas orgânicas artesanais. Vai encarar?

Brixton Beach

brixton beach

Está aberta a temporada de praias artificiais em Londres. Com diversas barraquinhas de comidas e drinks e performances artísticas, a Brixton Beach mistura o clima praiano com o da noite londrina. Nada mal, hein?

Gostou das sugestões? Qual dica de atividade você mais gostou? Achou que ficou faltando alguma coisa? Deixe um comentario aqui embaixo para sabermos como podemos ajudá-los a aproveitar ainda mais sua estadia em Londres.

Bjs.

Fran

Imagens: Divulgação

20 dicas de Londres dadas pelos nossos “melhores amigos”

Ao longo dos últimos seis anos, o Pra Ver em Londres passou de um blog escrito principalmente para dar notícias aos nossos amigos mais próximos sobre nossas aventuras por Londres para um portal de dicas de viagem escritas para os nossos “melhores amigos” espalhados pelo mundo: vocês, nossos leitores. <3

Sim, porque a cada comentário, e-mail, visita ganhamos novos (e grandes) amigos. Muitos ainda são apenas amigos virtuais, é verdade, mas vários extrapolaram a barreira da “rede mundial de computadores” e se tornaram amigos da vida.

Virtuais e reais, todos esses amigos que o blog nos trouxe (e também os que o blog nos aproximou ainda mais) estão sempre nas nossas cabeças quando vamos escrever um post novo. A gente pensa coisas do tipo: “tem Beatles na parada, pode esperar um comentário do José”, “Hummm… A MaRamos, como boa atleta, com certeza vai curtir saber como foi esse nosso pedal até Richmond”, “Marla curte pra caramba os posts sobre viagens para o interior. Vou caprichar no roteiro para incentivá-la a conhecer essa região” e “A Mari é fã de Harry Potter. Esse post sobre o tour pelos estúdios vai pra ela”. :)

E foi conversando sobre essas amizades todas e sobre o fato de nossos “melhores amigos” serem sempre o foco de nossas ideias que chegamos ao tema do concurso que promovemos para escolher quem levaria para casa o presente de seis anos do blog, que apresentamos neste post.

foto de londres em quadro-2

Desde o dia 15 do mês passado, quando nosso primeiro embarque juntos para Londres completou seis anos, diversos de nossos visitantes habituais e vários leitores que até então eram anônimos registraram em comentários deliciooooosos de ler as suas dicas para os melhores amigos que estivessem planejando uma viagem à cidade que nos une.

Aliás, minha gente, muito obrigada pelas palavras fofas e pelas dicas sensacionais, viu? Vocês são demais!

Escolher um único vencedor não foi tarefa fácil. Depois de ler tudo com calma umas 32 vezes (juro!), selecionamos três finalistas e convocamos a família pra votar. Por unanimidade (!), escolhemos como campeã a resposta que consideramos mais original e que dá uma dica incrível. Olha só:

Minha dica é: ouça a música de Londres. Pelo menos um dia da sua viagem, saia sem planos, apenas caminhe e ouça a música. Ela está por toda a parte. Nas estações de metrô ou às margens do Tâmisa alguém estará com um violoncelo, um violino, uma flauta, e será mágico. Entre em uma igreja desconhecida, destas que não cobram ingressos e que estará vazia, talvez haja um coral ensaiando ou um velhinho tocando um órgão ou piano. Numa feira de rua qualquer um grupo de jovens estudantes estará cantando à capela uma música pop de um jeito que você nunca ouviu, sente-se em um café ou em um parque e ouça… A música estará lá para tornar mais incrível a sua experiência. Aproveite! Marcele Minozzo* *

Entraremos em contato com a Marcele hoje. Caso ela não responda até segunda-feira que vem (16/05), a gente vai anunciar quem escreveu a segunda resposta que mais gostamos, ok? ;)

Minha gente, que coisa mais linda. <3 Londres realmente é uma cidade musical. E tem música para todos os gostos, em todos os cantos. Dá para ser feliz andando pelas ruas da “terra da Rainha” curtindo rock, reggae, pop, jazz e muito mais. Seguir a dica da Marcele  é uma belíssima pedida. Quer um exemplo? Dá o play neste vídeo:

A gente já fez alguns posts que mostram um pouco esse lado de Londres. Bora ler?

Infelizmente, só dava para escolher UM vencedor (porque, afinal, o prêmio era único), mas não podíamos deixar as excelentes dicas da galera “morrerem” na caixa de comentário do post sobre o concurso. Por isso, complementamos esse post apresentando outras 19 sugestões que, com certeza, são grandes dicas para quem vai visitar Londres logo menos, logo mais ou no futuro. Assim, garantimos um presente extra para o restante da galera que mandou tão bem nas dicas. Justo, não? :)

Para deixar o post mais completo, ilustramos as sugestões dos leitores com algumas fotos do nosso arquivo pessoal e com links de posts. Dessa forma, vai ser mais fácil garantir que todas essas boas dicas sejam aproveitadas. ;)

Antes disso, porém, uma pergunta: a gente está pensando em abrir uma lojinha aqui no blog pra vender fotos emolduradas como essa que a Marcele vai levar pra casa. Você acha uma boa ideia?

Agora sim, vamos lá?

–> Dica número 2, por Juliana Cividanes

Vá até a Westminster Abbey em uma tarde para assistir ao Evensong (Evening Prayer – acontece quase diariamente, mas vale conferir no site o calendário oficial), uma missa com um belo coral, aberta ao público e que, mais incrível ainda, é gratuita. Assim, além de presenciar o espetáculo das canções ecoando pela majestosa catedral, ainda é possível entrar e apreciar a igreja onde os reis e rainha ingleses são coroados (e muitos também enterrados!) e que tem uma das mais lindas arquiteturas que já vi, sem precisar pagar pela entrada. No fim, a missa é tão incrível que o fato de ser gratuito é apenas um detalhe, já que realmente foi o jeito mais bonito que percebi pra se visitar a Abbey.


Depois, siga até a Parliament Square, que fica ao lado, e sente-se no gramado em frente ao Big Ben para contemplar a incrível energia que a cidade é capaz de emanar. Esse é um local bastante movimentado, por ser o coração da cidade, então é possível ver vários ônibus vermelhos e táxis pretos circulando à sua frente. Além, é claro, das cabines telefônicas e das placas do metrô mais famoso do mundo que estão ao redor, e o burburinho dos londrinos falando com aquele sotaque maravilhoso.

Londres - Parliament Square

O clímax acontece quando se ouve as badaladas do relógio que nunca atrasa (exceto algumas pouquíssimas ocasiões em sua história). No meu caso, fiz o percurso de poucos metros entre a igreja e a praça já chorando (rs). Viajar, e principalmente viajar pra uma cidade tão rica em detalhes, história e maravilhas como Londres, é isso: deixar a emoção correr e realizar sonhos. E tem mais algum motivo pra se viver?

Ah! Saindo de lá, atravesse a Westminster Bridge e encerre o passeio dando uma voltinha na London Eye, a roda gigante que permite vistas maravilhosas do alto da cidade e do próprio Parlamento. Se conseguir pegar o pôr do sol, então, mais beleza ainda, pois ao contrário do que muitos pensam, Londres é ensolarada, sim! E cheia de surpresas e momentos inesquecíveis como esse.

Toma aí Londres sendo linda.

–> Dica número 3, por Carolina Döll

Eu recomendo a feirinha na Portobello Road aos sábados. Localiza-se em Notting Hill, o bairro mais lindo e aconchegante da cidade. É uma mistura de antiguidade, roupas, comida, tudo em uma rua. Aproveite também para passar na loja de £1.00 localizada na mesma rua. É fantástica! Aproveite a viagem e seja feliz porque Londres inspira arte, amor e cultura em alto grau.

aluguel em londres - notting hill

–> Dica número 4, por Mariana FP

Amigo, faça a caminhada pelo Tâmisa, partindo da Westminster Bridge até a Tower Bridge. Você vai conhecer muitos dos ícones da cidade e se perder por lugares surpreendentes. No caminho, inúmeros pubs o esperam para algumas pausas à moda inglesa.

pra ver em londres - melhores fotos de londres - tower bridge

–> Dica número 5, por Jussara Mercaldi Donadon

Sugiro um piquenique no melhor estilo londrino: no Regent’s Park em pleno verão, com a beleza natural e a mágica do lugar, relaxar ao som de uma árvore frondosa e majestosa, respirando o encanto que o momento proporciona.

regents-flower

–> Dica número 6, por Isabelle Maturana

Sempre que penso em Londres, o que me vem à mente são seus belos parques. Acredito que uma das melhores formas de conhecer um pouco de como as pessoas do lugar vivem é sentando em um banco de parque e as observar. Um dos parques que permeiam meus sonhos é o Hyde Park, principalmente vê-lo no outono, com as folhas amarelo-avermelhadas já caindo dando um clima bem aconchegante que sei que a cidade possui. Enfim, mais do que ver as pessoas em lazer em um parque, é refletir sobre si mesmo ao observar o outro. Sempre tive Londres como uma cidade com clima para boas reflexões.

fotojornalismo em londres

–> Dica número 7, por Marioni Dornelles

Meu querido amigo,

“As páginas de um livro têm o poder de nos apresentar a um mundo novo, a uma extraordinária história de fantasia em um castelo medieval, a uma eletrizante aventura ao lado de um detetive e seu fiel escudeiro ou a um surpreendente romance em paisagens bucólicas. Você não precisa mais imaginar, visitar qualquer lugar em Londres é transformar sonhos em realidade”. Essa é minha dica pra você, aproveite e explore bem o seu livro da vida!

Buckingham Palace - London
Selecionei esta imagem do Palácio de Buckingham para ilustrar essa dica. O post que escrevi sobre a visita ao palácio está aqui.

–> Dica número 8, por Dafne Cantoia

Minha dica é bem simples, mas foi uma coisa que me deixou extasiada e apaixonada pela cidade. Andar de bicicleta à tarde no Hyde Park, respirar o ar gelado, admirar as cores daquele lugar, procurar os esquilinhos que às vezes aparecem. Ver as pessoas tão plurais, ver tanta paz no meio da cidade grande. No fim, sentar em algum quiosque do parque e tomar um chá!

bikes

–> Dica número 9, por Paula Senise Gomes

Eu indicaria para ver em Londres o pub George Inn, pois é uma viagem no tempo. Apesar de ter sido destruído no incêndio de 1666, ele foi reerguido logo depois. E saber que Shakespeare e Dickens frequentavam esse lugar é uma sensação maravilhosa. Ao andar pelo chão de madeira, dá para ouvir o estalar dos tempos antigos… Não tem como explicar, tem que visitar!

Pra Ver em Londres - pubs de londres - Ye Olde Chesire Cheese
Não achei uma foto do George Inn em nosso arquivo, portanto, escolhi ilustrar essa dica com uma foto do Ye Olde Cheshire Cheese, outro pub beeem antigo e que nos transporta no tempo em Londres. Tem um post (com vídeo!) sobre ele aqui.

–> Dica número 10, por Elis Moura Stori Rosa

Vá até o Palácio de Westminster ao meio-dia e ouça o Big Ben tocar.

Meio-dia! #bigben #london #Londres #praveremlondres Um vídeo publicado por Pra Ver Em Londres (@praveremlondres) em

Eu sei que é algo muito lugar-comum, mas pra mim tem um sabor muito pessoal…

Minha mãe herdou da minha avó um relógio carrilhão que eu sempre amei. Quando eu era pequena, meu pai me ensinou a dar corda nele. Sempe que via os pesos lá embaixo eu abria a porta com cuidado e puxava as correntes para fazê-los subir e continuar no seu tiquetaquear e suas badaladas. O relógio é “programável” e tem três padrões musicais. Um deles, e o meu preferido, imita os sons do Big Ben. Eu nunca soube se eu amo o som do Big Ben por causa do relógio ou se eu amo o som do relógio por causa do Big Ben. O fato é que eu amo os dois.

Na primeira vez que eu visitei Londres, eu posso dizer que estava precisando de um lar para a minha alma. Eu sempre tive um amor platônico por Londres e pela Inglaterra, mas visitar essa cidade linda simplesmente confirmou meu sentimento. Foi amor à primeira vista: ela não me decepcionou. E essa sensação se mostrou muito forte no dia em que eu resolvi, justamente, ir ao Palácio de Westminster ao meio-dia e ouvir o meu relógio carrilhão badalar nos sons do Big Ben. Parada bem debaixo do relógio, em meio ao trânsito incessante da ponte de Westminster, quando o relógio bateu meio-dia, de repente tudo foi silêncio e eu só tinha ouvidos para aquele som. Um pedacinho da minha casa do Brasil estava ali em Londres, naquele lugar que eu tanto amava. Aquele era o lar da minha alma.

–> Dica número 11, por Ariadni Loose

Minha dica seria: pegar o underground e descer na Piccadilly Circus, dali ir, caminhando até Westminster, passando por Leceister Square, Chinatown, Trafalgar Square e muuuitos outros pontos turísticos. Terminar essa caminhadinha londrina vendo o entardecer no Big Ben e sentindo a vibração de estar na capital do mundo <3 Ai que saudade! Londres não nos abandona nunca, quem conhece jamais esquece e está sempre juntando os troquinhos para voltar, né? Fica o meu desejo de que todo mundo, um dia, consiga fazer essa caminhada e sentir essa paixão ao vivo e em cores!

west end - londres

–> Dica número 12, por Rafaela Rasera

Ah amigo, ir a Londres e não visitar nenhuma pub, é como não ir na casa da vó no domingo, haha… É indispensavel ir num pub londrino, afinal, eles são sensacionais. É mágico como os pubs começam a ganhar vida às 5 da tarde e as calçadas começam a se encher de gente bonita.

DSC09346

A vida noturna de Londres é uma das coisas que mais me encanta. Experimente ir ao Princess Louise, que é um pub lindo, bem aconchegante (mas que fica bem cheio conforme vai anoitecendo) e com arquitetura da era Vitoriana. Superindico tanto para quem gosta de apreciar cervejas como para quem gosta de arquitetura histórica, pois lá toda a decoração dá a impressão de uma Londres de antigamente, o prédio, construído em 1872, inclusive é considerado patrimônio histórico e não pode ser derrubado. Se você curte história e uma boa cerveja, vale muito a pena conhecer!

–> Dica número 13, por Leticia Viccari

Eu diria pra começar tomando uma boa pint no “All bar one”, que está longe de ser um dos meus pubs favoritos, mas esse específico, na beira do Tâmisa, tem uma vista maravilhosa da Tower Bridge! Depois, continue o passeio atravessando a ponte para o outro lado, reparando que em Londres você pode ter algo tão lindo e moderno como a City Hall, e do o outro lado, algo tão lindo e histórico como a Tower of London. Ao terminar de cruzar a ponte, caminhe para a St Katherine’s Docks, que vai fazer você questionar aonde você está! Uma marina de barcos no meio de Londres? Sim, por que não?

st katherines docks - london

Com cerveja, Tâmisa, Tower Bridge, o velho + o novo e um ambiente inusitado, acho que eu tentei mostrar em pouco tempo uma pequena amostra de tudo que Londres tem a oferecer de bom e diferente!

–> Dica número 14, por Eliane Luz

Uma dica que deu certo comigo é a seguinte: pegue um mapa de Londres (tinha 6 no hostel que eu me hospedei, aí elegi um) e divida ele ao meio. Comece a desbravar a cidade para a direita e depois para a esquerda, você vai se surpreender. No meu primeiro dia de Londres, rodei a Oxford Street, porque estava já no meio da tarde. No outro dia, eu fui para um lado e conheci muiiita coisa, entre elas a Trafalgar Square. Fiz fotos de todos os ângulos e como estava sozinha, resolvi aproximar as fotos e nelas tinham outros pontos turísticos, aí comecei a riscar o mapa. Depois, vá para o outro lado do mapa. Dá um cansaço caminhar muito, dor nos pés, mas, acredite, vale muiiito a pena.

trafalgar square - londres-5

–> Dica número 15, por Rafael Leick

Eu resumiria tudo em uma só dica: SE JOGUE!

Porque ficar dentro de casa, em Londres, é um desperdício de tempo e de vida! Maaaas, se ainda assim tiver que escolher a atração imperdível, vou com um passeio de barco pelo rio Tâmisa, que passa por diversos pontos da cidade e dá pra fazer vários cliques – começando na caótica e linda Westminster e finalizando lá pros lados da afastada e mais calma Greenwich. :)

Thames Clippers - transporte público em londres

–> Dica número 16, por Aracele Fassbinder

Eu e meu esposo moramos em uma cidade pequena, no interior de Minas Gerais. A conexão com a natureza é muito forte. Mas depois de passarmos um ano em Londres, o que mais nos chamou a atenção foi a beleza dos parques, o cuidado que os ingleses têm com o meio ambiente. As flores típicas, as cerejeiras brancas, rosas. Os veadores campeiros, os gansos e os cisnes. Como é possível uma das maiores cidades do mundo, com tantos e próximos espaços verdes?!

Eu fiquei ainda mais conectada à natureza por conta de Londres. Espero guardar isso para o resto da minha.

Então, a minha sugestão é: escolha um parque natural, mais selvagem, e explore ele de cabo a rabo. Adoramos Richmond e o Morden Hall Park, ambos no sul de Londres, e você pode visitar os dois no mesmo dia!

pra ver em londres - richmond - sunset

–> Dica número 17, por José de Oliveira Júnior

Alguns dos aspectos que fazem de Londres uma cidade tão interessante são a possibilidade de ver tradição e modernidade caminhando lado a lado, o rico cenário cultural, a variada gastronomia. Pensando nisso, eu recomendaria ao meu melhor amigo uma visita a Covent Garden, pois esse local reúne arte, história, lazer, gastronomia e compras com muito charme e diversão.

Eu diria a ele que se trata de uma espécie de praça pública aberta, uma construção muito bonita, com teto de vidro onde tudo vale a pena se conhecer, desde a praça principal, as apresentações dos artistas de rua, os mercados com barracas de artesanato, as lojinhas com alternativas para todos os gostos (e bolsos), os pubs, restaurantes, cafeterias, enfim, um cenário muito agradável e que exemplifica com perfeição toda a variedade de atrações que existe em Londres. E como se não bastasse, meu amigo ainda poderia extrapolar os arredores de Covent Garden e conhecer o Museu dos Transportes de Londres e um dos teatros do distrito, como o Royal Opera House.

covent-garden

–> Dica número 18, por Fabia Vasconcellos

Pegue um ônibus e desça na Blackheath Hill. Quando cruzar com a Blackheath Avenue, entre no Greenwich Park, caminhe em direção ao observatório e, chegando lá, curta a vista magnífica. Se tiver frio, vale pedir um “cup of tea”. Continue, desça em direção à Universidade, caminhe no meio de um corredor de colunas arquitetônicas, dê uma passadinha na Queens House e siga em direção ao Rio Tâmisa, beirando o rio siga em direção a O2 Arena. O caminho é lindo! Ainda se estiver frio, sinta o silêncio do inverno, ouça as águias gritando e o vento zumbindo… Resumindo, vá para Greenwich! Se tiver pique, faça todo esse trajeto você irá descobrir coisas incríveis e tradicionais

greenwich park - londres

–> Dica número 19, por Nicole Lange

Se minha melhor amiga estivesse indo para Londres e eu pudesse dar apenas uma dica sobre a cidade seria: Veja o pôr do sol na ponte de Westminster.

A realização de uma viagem representa sempre, não importa para onde e com qual duração, a concretização de um sonho. Em Londres, a representação máxima desse sonho é a ponte de Westminster, onde você pode ver a London Eye em toda sua magnitude; os clássicos ônibus vermelhos de dois andares que são a cara da terra da Rainha; o Rio Tâmisa com os barcos levando passageiros; os turistas e londrinos indo e vindo; e é claro, o Big Ben, com toda a sua beleza e detalhes tão lindos que nenhuma foto ou descrição consegue retratar de verdade.

E lá, olhando tudo isso, você vai conseguir sentir a essência de Londres na sua plenitude. E vá de metrô – nada melhor para sentir a efervescência e educação dos londrinos do que pegar o “Underground” e ainda por cima descer na estação que tem logo na saída a vista mais deslumbrante que se pode imaginar: o Big Ben. Tenho certeza que você vai se emocionar e agradecer pela oportunidade de viver essa experiência inesquecível, maravilhosa e saudosa que é Londres. =)

skate_in_westminster

–> Dica número 20, por Thaiane Silveira

O St. Dunstan in The East. Descobri este lugar pesquisando para o meu livro, cujo cenário é Londres. Queria um lugar lindo nessa cidade que nos enche de lugares lindos, mas fora dos grandes cartões postais como Hyde Park, Big Ben, etc. O contexto pedia isso e voilà… Descobri um jardim incrível perdido na região da Tower of London que eu antes não pensava em visitar, mas agora é parada obrigatória na lista. O lugar é incrível e sua história, também.

Boas dicas, não é mesmo? Não esperava menos de uma grande turma de melhores amigos. :)

Obrigada, minha gente. Vocês nos ajudaram a fazer um dos posts mais bacanas da história deste blog. E nos ajudaram a garantir seis anos cheios de belas histórias para contar. Que venham mais 6, depois mais 12 e assim por diante. O que Londres uniu, ninguém separa. <3

Até o próximo post!

Beijo,

Nah e João

O que fazer em Londres em maio de 2016

Mesmo que tenha nevado em Londres no final de abril, já é primavera na capital inglesa. E, por isso, é possível aproveitar várias atividades ao ar livre. Em maio, além de diversos festivais de comida, bebida e arte, a terra da rainha oferece também teatro ao ar livre, festival de flores e muito mais.

Confira a seguir algumas opções de atrações para aproveitar Londres em maio:

festivais em londres

Festival de Falafel

festival falafel londres

Se você curte o bolinho de grão de grão-de-bico originário do oriente médio não pode perder o London Falafel Festival, que acontece no Borough Market – que, por si só, já é uma atração e tanto! <3

–> Tem post sobre esse mercado incrível aqui no blog. Clique neste link para ler!

Canalway Cavalcade

little venice festival londres

Esse evento é uma ótima oportunidade de conhecer Little Venice, um charmoso trecho do Regent’s Canal. Anualmente, mais de 130 barcos se reúnem deixando o local ainda mais colorido. Além disso, os visitantes podem esperar milhares de atrações artísticas e comidas e bebidas típicas.

–> Aliás, também tem post sobre o Regent’s Canal aqui no blog. Dá uma olhada!

Brixton Beer and Bread Festival

Brixton Windmill londres

Que tal saborear cervejas e pães de produtores locais de Londres? Isso é possível no Brixton Beer and Bread Festival, que acontece no Windmill Gardens, em Brixton – no evento, haverá ainda venda de trigo feito no próprio moinho. Legal, né?

London Craft Week

festival artesanato londres

O mundo do artesanato pode ser muito mais encantador do que você pensa. Joias, moda, arte e design feitos à mão, utilizando técnicas do passado e também as mais modernas. Tudo isso você vai encontrar no London Craft Week, que mostra o trabalho de talentosos artistas artesãos de Londres.

Covent Garden May Fayre and Puppet Festival

festival marionete

Você pode achar que teatro de marionete é coisa do passado. Mas em Londres, essa tradição permanece viva até hoje, graças ao May Fayre and Puppet Festival, que acontece há 41 anos! Além das marionetes, este ano o evento estará repleto de atrações como workshops, música folk e comida de rua.

Alchemy

alchemy

Esse festival mostra o melhor da dança, música, teatro, design, moda e literatura do Reino Unido e do Sul da Ásia. Em sua sétima edição, além de shows e apresentações, o Alchemy traz também wokshops, exibições artísticas e um cheirosíssimo mercado de comidas típicas.

Peckham Rye Music Festival

Peckham Rye Music Festival

Este festival é perfeito para quem quer conhecer a cena local de música independente de Londres (especificamente de Peckham, claro). Além de artistas, estarão presentes gravadoras e profissionais da área. Um programa ideal para quem prefere opções menos turísticas e mais locais.

Urban Village Fete

Urban Village Fete

Essa é uma tradicional “festa da vila” com toque contemporâneo. O evento ao ar livre traz atrações artísticas variadas: design, música, dança, workshops, artesanatos e barraquinhas de comidas internacionais.

Spin – The Cycling Festival

spin festival bike

Seja você um ciclista profissional ou um biker de final de semana, vai adorar esse evento que reúne o mundo do ciclismo com arte, inspiração, moda, inovação e música. Mais de 150 marcas internacionais de bicicletas estarão mostrando as principais tendências e novidades desse mercado. Não sei por quê, mas acho que o João ia adorar… :)

Semana do vinho em Londres

london wine week

Amantes do vinho que estiverem em Londres entre 23 e 29 de maio irão se dar muito bem, pois nessa semana acontece a London Wine Week. O evento conta com diversas atrações: aulas com grandes mestres na arte de fazer vinho, experimentações guiadas, encontro com enólogos e festas e jantares especiais. Você pode adquirir ainda a pulseira da London Wine Week e provar vinhos por apenas 5 libras nos estabelecimentos participantes. São mais de 100 locais – entre bares e restaurantes.

RHS Chelsea Flower Show

RHS Chelsea Flower Show

Esse é um dos eventos mais tradicionais de Londres, que acontece desde 1913. Neste ano, mais de 500 expositores estarão mostrando verdadeiras obras de arte em forma de plantas, flores e composições incríveis de jardins.

MCM London Comic Con

MCM London Comic Con 1

Uma das maiores convenções de cultura pop do Reino Unido reúne expositores, vendedores, mangás, jogos, cosplays e muitos convidados especiais este mês em Londres. Haverá ainda uma MCM London Party.

Street Food and Craft Beer Festival

street food cerveja artesanal alexandra palace

Uma festa ao ar livre com comida de rua, cervejas artesanais e música ao vivo. Precisa de mais motivos para comparecer ao Street Food and Craft Beer Festival? Aí vai mais um: ele acontece no Alexandra Palace, um prédio histórico de Londres com uma paisagem incrível!

Udderbelly Festival

UdderBELLY by night

Se ao andar por Southbank, você encontrar uma enorme arena em forma de uma vaca roxa, não estranhe, pois ali acontece um festival incrível: o Udderbelly. Esse evento traz atrações de música, comédia, circo e entretenimento para a família. Além de muitas comidas e bebidas diferentes e deliciosas.

Punk London

punk-london

Ao longo de 2016, Londres será palco de diversas baladas, exibições e eventos que comemoram os 40 anos da cultura Punk e sua influência na moda, no cinema, na fotografia, no design, na literatura e na música.

Urban Food Festival

urban food festival comida londres

Todo sábado, das 12h à meia noite, os amantes da boa “baixa gastronomia” se encontram no Urban Food Festival, festival que oferece pratos típicos de diversos lugares do mundo no coração de Shoredicth.

exibições museus londres

Sony World Photography Awards Exhibition

exposição sony fotografia londres

Mais de 130 mil fotógrafos profissionais e amadores inscreveram-se no Sony World Photography Awards. Depois de uma curadoria de especialistas, foram escolhidos 500 finalistas. Essas obras de arte fazem parte da exposição do prêmio, que mostra imagens de todo o mundo, de paisagens e retratos à arquitetura e fotojornalismo.

Comix Creatrix: 100 Women Making Comics

ilustrações-mulheres-londres

Desde caricaturas do século 18 até as graphic novels da atualidade, as mulheres sempre estiveram fortemente presentes no mundo das histórias em quadrinhos, como mostra essa exposição com mais de 100 artistas femininas dessa área.

Photo London

exposição de fotos internacionais londres

Se você gosta de apreciar uma boa fotografia, vai se interessar por essa exposição que reúne fotos de grandes artistas e de fotógrafos desconhecidos, vindas de mais de oitenta galerias do mundo todo.

Above and Beyond

exposição National Maritime Museum

Uma viagem ao espaço. Assim é a exposição Above and Beyond, que explora o mundo das aeronaves, mostrando o passado e o futuro dos voos espaciais. Você poderá fazer simulações de voo e interagir com atrações que envolvem realidade virtual e realidade aumentada.

Conceptual Art in Britain 1964-1979

arte conceitual tate modern

Na década de 60, os artistas britânicos começaram a abandonar a abordagem tradicional e fazer das ideias a essência de seus trabalhos. Nessa exibição, você irá conferir peças dessa importante época, que mudou a forma de fazer arte no Reino Unido.

The Rolling Stones: Exhibitionism

exposição Rolling Stones londres

Um dos maiores grupos musicais abre seu arquivo pessoal nessa exibição toda dedicada aos senhores do rock. São mais de 550 objetos e fotos raras da banda, mostrando o início do Rolling Stones e muitas histórias de bastidores.

Cycle Revolution

exibição-bicicleta-em-londres

Quem deu essa dica foi o João. Se você, assim como ele, é um amante de bikes, não pode perder essa exposição que celebra a diversidade do mundo sobre duas rodas, trazendo, além de itens históricos, também inovações ciclísticas. Um evento para atletas do dia a dia e também para os mais profissionais.

Botticelli Reinventado

Botticelli Londres

Sandro Botticelli é reconhecido como um dos maiores artistas de todos os tempos. A exibição Botticelli Reimagined conta os 500 anos de história do artista, mostrando não apenas suas obras, mas também sua influência no cinema, na fotografia, na moda e no design. A exposição traz 50 trabalhos originais de Botticelli e outras de artistas inspirados por ele, tais como René Magritte e Andy Warhol.

Undressed: A Brief History of Underwear

exibição lingerie londres

Uma exibição que conta a história da lingerie, desde o século 18 até à época atual. Essa é Undressed: A Brief History of Underwear, que mostra como as roupas de baixo influenciaram a moda e a cultura em diferentes épocas.

cinema teatro em londres

Open-air theatre in London – Running Wild

TEATRO AO AR LIVRE LONDRES

Com a chegada da primavera, vem também a época de eventos ao ar livre, tal como o Regent’s Park Open Air Theatre. A primeira peça dessa temporada é Running Wild, que conta a história de um menino órfão que vai passar as férias na Indonésia e, por conta de um tsunami que assola a região, acaba em uma aventura no meio da selva.

Romeo and Juliet

romeo e julieta teatro londres

Londres e Shakespeare é sempre uma ótima combinação. E se você adora uma história de amor clássica, então, essa peça precisa estar na sua lista de atividades da cidade. Essa é uma versão contemporânea do romance proibido de Romeo e Julieta, com os mesmos atores do último filme da Cinderella.

–> Por falar em Shakespeare, aqui no blog tem um post bem bacana sobre a visita ao teatro que o “mantém vivo” no coração de Londres. Não deixe de ler – e de visitar, claro!

Motown the Musical

Motown-the-Musical-londres

Nesse musical você irá descobrir a história por trás de grandes artistas como Michael Jackson, Steve Wonder, The Temptations e muitos outros que influenciaram o mundo da música e passaram pela legendária gravadora Motown Records.

 

o que fazer em londres em maio 2016

Secret 7″

secret 7

Essa exposição funciona assim: são selecionadas sete canções de sete grandes músicos internacionais. Então, 100 artistas do mundo todo são convidados a interpretar as canções à sua própria maneira. O resultado são 700 artes expostas neste evento. E onde está a parte “secreta”? Os visitantes só descobrem o artista responsável pela arte e a música na qual a peça foi inspirada depois de pagar por ela. Que tal?

Carnaby Style Night

carnaby street style

Se você é chegado numas comprinhas e adora uma promoção, vai gostar de saber que das 17 às 21 horas do dia 5 de maio as mais de 100 lojas, bares e restaurantes da charmosa Carnaby Street estarão com 20% de desconto! Além disso, acontecerão várias atrações como palestras e música ao vivo nas lojas.

Friday drinks market

Friday drinks market

Essa festa funciona como um happy hour de fim de semana um pouco mais elaborado. A ideia é a seguinte: toda sexta-feira, das 17 às 22h, o Startisans, um mercado de comidas artesanais, oferece uma imensa variedade de bebidas, que vai desde gelatina de vodka até cervejas orgânicas artesanais. Vai encarar?

Para combinar com a primavera, temos aí uma agenda florida de opções! Espero que consiga aproveitar as atrações e que essas atividades ajudem a transformar sua estadia em Londres ainda mais inesquecível!

Bjs!

Fran

 

 

Um presente pra você pelos seis anos de blog

Lá se vão seis anos desde que embarcamos para uma jornada que mudaria nossas vidas para sempre. No dia 15 de abril de 2010, a Nah com 22 anos e eu com 24 e recém-formados, embarcamos para um intercâmbio de seis meses em Londres.

Começava ali uma nova vida profissional, nossos primeiros dias morando juntos e uma aventura épica de desbravar o mundo – que depois se tornou uma missão eterna de vida. Nascia, também, ele que foi responsável por boa parte da forma como viveríamos os próximos anos: este blog, que nos deu inúmeras alegrias, amizades e bons momento e sonhos pensados e realizados.

É louco pensar que seis anos se passaram e o quanto um simples endereço na internet movimentou e inspirou nossas vidas. Enquanto eu escrevo, lembro sorrindo os nossos primeiros dias na cidade e inúmeras histórias que vivemos graças ao blog.

Em 2010, uma das primeiras fotos que tiramos em Londres
Em 2010, uma das primeiras fotos que tiramos em Londres

Muitas das boas histórias, aliás, só foram possíveis graças a você, seja um leitor de longa data ou que nos acompanha há pouco tempo, mas eu vou deixar o papo emotivo pra Nah escrever em breve porque ela é muito melhor que eu nesse departamento. =)

Temos um presente pra você

Se você é um leitor antigo já sabe que a fotografia recebe tanta atenção por aqui como os textos. Fotografar durante viagens é uma de minhas atividades favoritas. Só de HDs externos são quatro (de um terabyte cada) aqui em casa. Eles são como um tesouro pra mim, pois guardam alguns dos momentos mais incríveis que vivemos juntos viajando.

O arquivo que tenho de fotos de Londres, como você pode imaginar, é enorme. São milhares e milhares de fotos, algumas das quais gosto muito porque registram “retratos” legais da cidade ou me fazem lembrar de bons momentos. Algumas das minhas preferidas estão nesses posts:

Mas a gente está em débito com você…

No fim do ano passado, nos inscrevemos em um concurso de fotografia organizado por uma pequena imobiliária que ficava em nosso antigo (que saudade!) bairro em Londres – Woolwich Arsenal. Conquistamos primeiro e segundo lugares (!) com estas fotos:

Fotos de Londres - Tamisa e City of London skyline

Fotos de Londres - BigBen

A grana que ganhamos no prêmio ajudou a bancar nossa viagem para Cotswolds, um dos lugares mais lindos do Reino Unido e uma das viagens mais legais que já fizemos.

Pausa para uma promessa: pode esperar que daqui uns anos vamos escrever o blog morando por aquelas bandas. ;)

Como retribuição a ajuda que recebemos dos leitores para ganhar o concurso (pessoal que está em nossa lista de e-mails votou em peso nas nossas fotos), prometemos que iríamos dar de presente um quadro com uma das fotos. Aliás, aproveita e se cadastra. Quem está na base sempre recebe um carinho extra. =)

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter e receba novidades!

Digite seu nome e e-mail. Você receberá um pedido para efetivar o cadastro. =)







O quadro ficou pronto há meses, mas na correria e mudança de vida que se seguiu (voltamos ao Brasil em fevereiro e o lado emocional passou por diversos altos e baixos de lá pra cá), a promessa demorou um pouco pra ser cumprida.

Hoje estou aqui para honrá-la. O quadro, que por enquanto está pendurado na parede da nossa sala, pode ser seu.

fotografia de londres em moldura
Lamento, mas o presente é só o quadro, ok? ;)

Fiz a foto em um ensolarado e geladíssimo dia de inverno enquanto caminhávamos pela face norte do Tâmisa em direção à ponte de Westminster. Se você já caminhou por ali sabe que a vista é linda, quase poética. A gente sempre gostou de parar por aquelas bandas pra ficar conversando sobre a vida, admirando o cenário e agradecendo pelo privilégio de poder viver na cidade mais incrível do mundo.

quadro de londres

Neste dia da foto, os raios de sol estavam criando belas sombras e contrastes na paisagem. Quando vi esas duas mulheres caminhando em direção ao grande Ben, fiz o “click”. Mais tarde, já em casa e fazendo uma das minhas atividades preferidas (rever as fotos do dia e editá-las), senti que renderia uma boa imagem em preto e branco e voilá, ficou assim.

foto de londres em quadro-2

Você quer ganhar o quadro de Londres de presente?

A gente quebrou a cabeça pra encontrar uma forma legal de escolher quem vai levar o quadro pra casa. Aí chegamos na seguinte ideia. Pra concorrer é só deixar um comentário respondendo a pergunta abaixo:

Imagine que seu melhor amigo está indo pra Londres e ele pediu que você desse uma única dica sobre a cidade. Qual seria sua dica e por quê? Vale uma atração turística, uma caminhada, um pub, um restaurante, um museu, uma pira de sua cabeça, enfim, qualquer coisa. Se você nunca foi a Londres, inpire-se aqui no blog e conte o que mais sonha em ver e por quê. Capriche nos detalhes, hein? Ah, e se quiser, pode deixar mais de um comentário. Avaliaremos todos os que forem registrados – tanto nos comentários nativos do blog quando os que são feitos pelo aplicativo do Facebook, que também está aqui embaixo!

Vamos divulgar o resultado no dia 30/04.

OBS. O quadro será enviado apenas para endereços no Brasil. Como vamos arcar com os custos de envio, infelizmente fica inviável despachar para fora do país. Só pra você ter uma ideia, dia desses enviamos uma simples chave para Londres e gastamos mais de 80 reais!

Dica: se você ganhar, mas morar fora do Brasil, que tal presentear um parente ou o seu melhor amigo que mora no Brasil com o quadro? :)

Estamos ansiosos para ouvir sua história e ver o quadro pendurado em sua casa (ou na de seu parente ou amigo). =)

Novamente, muito obrigado por estar aqui com a gente! Se o blog permanece vivo por todo esse tempo pode ter certeza que, em muito, isso se deve à linda comunidade que se formou aqui e que muito nos orgulha.

João

O que fazer em Londres em abril de 2016

Enquanto as águas de março fecham o verão no Brasil, os ventos de abril abrem a primavera em Londres. E para celebrar a estação mais colorida do ano, atividades é o que não faltam na capital inglesa. Se você estiver na cidade este mês, poderá curtir festivais de circo, de comida internacional de rua, de café, de cerveja, de games, de arte e cultura urbana, de decoração… Pausa para respirar, porque não acabou. hehe Também tem diversas exposições, contando histórias incríveis, chá da tarde, maratona… Enfim, muuuuitas coisas superlegais!

Veja a seguir quais são nossas dicas pra você ver e fazer em Londres em abril:

FESTIVAIS EM LONDRES

Aniversário de um ano do Southbank Centre Market

Southbank Centre market

Já falei aqui que o Southbank é uma das minhas regiões favoritas de Londres. Um dos motivos é o famoso Southbank Centre Market, que oferece pratos típicos de todo o mundo. Em abril, esse mercado completa um ano e, para comemorar, traz diversas atrações, como música ao vivo, poesia e convidados especiais.

London Games Festival

London Games Festival

Durante dez dias, Londres irá celebrar a arte, a cultura e o mercado de videogames. Serão diversos eventos, em dez diferentes locais da cidade, trazendo temas como realidade virtual, esportes, cultura de games e muito mais sobre a indústria de jogos. Especial para os nerds de plantão! :D

Independent Label Market

mercado vinil

O Spitafields Market é uma das paradas obrigatórias (na minha humilde opinião, claro) para quem visita Londres e quer sentir a vibe da cidade. E, para os amantes da música, neste primeiro fim de semana de abril há ainda um motivo a mais: o mercado independente de vinil estará presente por lá.

Independent Ceramics Market

mercado cerâmica independente de londres

Procurando um artesanato exclusivo e diferente? O Independent Ceramics Market é o seu lugar. Esse mercado traz uma seleção de mais de 50 ceramistas e artistas independentes de Londres. Artigos de cerâmica nunca foram tão “cool”.

CircusFest 2016

Subcase 2014 Foto: Petter Hellman

Gosta de circo? No CircusFest você poderá não só apreciar diversos números circenses, como também aprender algumas técnicas nos workshops. O festival traz shows clássicos, com acrobatas e artistas que desafiam o limite do corpo.

London Coffee Festival

festival de café em londres

O João já escreveu um post aqui no blog falando sobre cinco cafeterias imperdíves em Londres (se ainda não leu, confere aqui). Mas o que não falta nessa cidade são bons cafés. E grande parte deles estarão reunidos no London Coffee Festival – imperdível!

Urban Festival

festival urbano londres

Esse é um festival que celebra a cultura e a arte urbana e traz diversas atividades inspiradas pela cidade. Terá apresentações de street dance, DJs, skate, parkour, hip hop e muito mais. Além de diversos workshops gratuitos.

Udderbelly Festival

UdderBELLY by night

Se ao andar por Southbank você encontrar uma enorme arena em forma de uma vaca roxa, não estranhe, pois ali acontece um festival incrível: o Udderbelly. Esse evento traz atrações de música, comédia, circo e entretenimento para a família. Além de muitas comidas e bebidas diferentes e deliciosas.

Love Beer

festival de cerveja em londres

Um evento para quem (perdoem-me o trocadilho) Love Beer! Neste festival, estarão reunidos mais de 100 cervejeiros artesanais. E, o melhor, com música ao vivo, comidas caseiras e videogames. Parece legal, hein?

–> Aliás, se você gosta mesmo de cerveja, vale a pena dar uma boa navegada aqui pelo blog. A Nah e o João já apresentaram vários pubs de Londres que têm ótimas cartas de cerveja artesanal. Estes são alguns dos posts que valem a leitura:

The Decorative Antiques & Textiles Fair Spring 2016

feira de decoração vintage londres

Esta é uma das feiras de decoração mais tradicionais de Londres. Ela acontece desde 1985 (vou entregar: o evento tem a minha idade, gente!). Lá, é possível encontrar artigos exclusivos e de alta qualidade. Vale a visita, nem que seja para se inspirar.

Feast of St George

homenagem St George londres

St. George é considerado o santo patrono da Inglaterra e todo ano, no dia 23 de abril, é celebrado um dia especial para ele. Além de muita música, comida e arte inglesa, esse ano terão algumas atrações com o tema especial “Shakespeare”, em homenagem aos 400 anos da morte do famoso poeta britânico.

Canalway Cavalcade

little venice festival londres

Esse evento é uma ótima oportunidade de conhecer Little Venice, um charmoso trecho do Regent’s Canal (sobre o qual a Nah falou neste post). Anualmente, mais de 130 barcos se reúnem deixando o local ainda mais colorido. Além disso, os visitantes podem esperar milhares de atrações artísticas e comidas e bebidas típicas.

Punk London

punk-london

Ao longo de 2016, Londres será palco de diversas baladas, exibições e eventos que comemoram os 40 anos da cultura Punk e sua influência na moda, no cinema, na fotografia, no design, na literatura e na música.

Urban Food Festival

urban food festival comida londres

Esse é um evento de comidas de rua internacionais, que acontece todo sábado do meio-dia à meia-noite. O festival oferece pratos típicos de diversos lugares do mundo.

 

exibições museus em londres

The Rolling Stones: Exhibitionism

exposição Rolling Stones londres

Um dos maiores grupos musicais abre seu arquivo pessoal nessa exibição toda dedicada aos senhores do rock. São mais de 550 objetos e fotos raras da banda, mostrando o início do Rolling Stones e muitas histórias de bastidores.

Conceptual Art in Britain 1964-1979

arte conceitual tate modern

Na década de 60, os artistas britânicos começaram a abandonar a abordagem tradicional e fazer das ideias a essência de seus trabalhos. Nessa exposição, você irá conferir peças dessa época que mudou a forma de fazer arte no Reino Unido.

Undressed: A Brief History of Underwear

exibição lingerie londres

Uma exposição que conta a história da lingerie, desde o século XVIII até à época atual. Undressed: A Brief History of Underwear mostra como as “roupas de baixo” influenciaram a moda e a cultura em diferentes épocas.

Sony World Photography Awards Exhibition

exposição sony fotografia londres

Mais de 130 mil fotógrafos profissionais e amadores inscreveram-se no Sony World Photography Awards. Depois de uma curadoria de especialistas, foram escolhidos 500 finalistas. Essas obras de arte fazem parte da exposição do prêmio, que mostra imagens de todo o mundo, de paisagens e retratos à arquitetura e fotojornalismo.

Project Tobong

Project-Tobong

A diversidade cultural que você encontra nas ruas de Londres está presente também nos trabalhos artísticos da cidade, tais como essa exposição fotográfica, que mostra imagens de uma das últimas companhias de teatro nômades da Indonésia. O projeto é resultado da colaboração entre a artista britânica Helen Marshall e o artista indonésio Risang Yuwono.

The Crime Museum Uncovered

Museum-of-Crime-em-londres

Pela primeira vez na história serão expostos ao público, em uma exibição no Museum of London, objetos do Metropolitan Police’s Crime Museum. Ele foi criado em 1870 e, até então, só profissionais da polícia e convidados especiais tiveram oportunidade de ver suas peças. Não vai perder essa oportunidade, né?

Betty Woodman

Betty-Woodman-Londres

A americana Betty Woodman é uma das principais artistas de cerâmica no mundo. Essa primeira exibição exclusivamente dela no Reino Unido reúne os trabalhos que Betty tem realizado nos últimos dez anos, com diferentes técnicas e mídias. A tela Wallpaper, por exemplo, é feita toda a partir de pedaços que sobravam de outras peças produzidas por ela.

Facing History: Contemporary Portraiture

exposição-retrados-_-va

Uma coleção com 80 pinturas e fotografias que revelam a forma como cerca de 20 artistas vêm respondendo à ideia de produzir “retratos” ao longo dos últimos 20 anos. A exposição traz desde retratos bem tradicionais, miniaturas, medalhas até máscaras mortuárias.

Comix Creatrix: 100 Women Making Comics

ilustrações-mulheres-londres

Desde caricaturas do século XVIII até as graphic novels da atualidade, as mulheres sempre estiveram fortemente presentes no mundo das histórias em quadrinhos, como mostra essa exposição com mais de 100 artistas femininas dessa área.

Cycle Revolution

exibição-bicicleta-em-londres

Quem deu essa dica foi o João. Se você, assim como ele, é um amante de bikes, não pode perder essa exposição que celebra a diversidade do mundo sobre duas rodas, trazendo, além de itens históricos, também inovações ciclísticas. Um evento para atletas do dia a dia e também para os mais profissionais.

Botticelli Reinventado

Botticelli Londres

Sandro Botticelli é reconhecido como um dos maiores artistas de todos os tempos. A exibição Botticelli Reimagined conta os 500 anos de história do artista, mostrando não apenas suas obras, mas também sua influência no cinema, na fotografia, na moda e no design. A exposição traz 50 trabalhos originais de Botticelli e outras de artistas inspirados por ele, tais como René Magritte e Andy Warhol.

 

cinema teatro em londres

Backyard Cinema: Romeo e Julieta

Backyard Cinema Romeo e Julieta

Nesse cinema, você poderá ver uma versão diferente do clássico Romeu e Julieta. A sessão especial acontecerá dentro de uma igreja, à luz de velas e trará um coral cantando algumas músicas da trilha sonora do filme ao vivo. Uma história de amor contada em grande estilo!

Motown the Musical

Motown-the-Musical-londres

Nesse musical você irá descobrir a história por trás de grandes artistas como Michael Jackson, Steve Wonder, The Temptations e muitos outros que influenciaram o mundo da música e passaram pela legendária gravadora Montown Records.

 

atividades em londres

Django Bango

sjango-bango

Que tal ser transportado para uma cidade típica dos filmes de velho oeste americano? É isso que irá acontecer ao entrar Django Bango, uma cidade que reproduz construções e atrações no maior estilo faroeste – tem até um Saloon Bar.

Supper Club especial Chá da tarde

chá da tarde em Londres

Que tal um chá da tarde britânico, mas com um toque brasileiro? A Nah recomendou na agenda do mês passado, mas a boa notícia é que em abril tem mais! \o/ 

Esse chá da tarde é organizado por brasileiros que moram em Londres, traz um cardápio superespecial e feito com muito carinho. A Nah explicou mais sobre esse e outro chá da tarde que ela saboreou neste post:

  • Onde: O Supper Club acontece na casa dos organizadores, que fica no bairro de Greenwich, em Londres. O endereço será enviado uma semana antes do evento.
  • Quando: 23/04
  • Quanto: £30 por pessoa
  • Informações: http://bit.ly/1pE5Yr3

London Marathon

maratona de londres

A maratona de Londres é uma atração e tanto. Não importa se você não vai participar, só de assistir os participantes já vale a pena. Tem os atletas profissionais, os corredores amadores, que estão lá para se superar, e tem muita gente que vai só para se divertir, com fantasias engraçadas. E o melhor: é tudo por uma boa causa, pois o dinheiro arrecadado vai para instituições de caridade.

Greenwich Food Tour

Greenwich Food Tour

Passear por Greenwich é muito gostoso (o João fez um post bem bacana com sugestão de roteiro a pé por lá. Dá uma olhada aqui)! Se for em um tour gastronômico, então, fica ainda melhor! Além de conhecer o Greenwich Market, esse passeio irá levá-lo a diversos cafés charmosos da região, mostrará pratos típicos ingleses e internacionais. Tudo isso enquanto conhece curiosidades históricas do local.

Ufa, muita coisa bacana, não? :)

Espero que você possa curtir uma(s) dessas 31 sugestões que selecionei com muito carinho e que, dessa forma, sua estadia em Londres seja ainda mais inesquecível.

Beijos e até mais!

Fran

Chá da tarde: uma experiência britânica que vale a pena viver em Londres

João e eu somos bem parceiros na vida. Fazemos quase tudo juntos. Além de curtirmos a dois o que ambos adoram fazer de verdade (tipo ir a pubs, bater perna por ruas desconhecidas, comer em bons restaurantes, viajar, etc.), muitas vezes ele me acompanha em programas que não acha tãããão legais (como musicais) e eu sempre me esforço para acompanhar o pique atlético dele (tipo quando fizemos esse pedal de 50km até Richmond – que eu AMEI, aliás, mas que não fiz com o pé nas costas. hehe).

Porém, se tem um convite que Mr. Brotto recusou umas cinquenta e nove vezes (#soumesmoexageraaada) em todas as nossas temporadas em Londres foi o para um típico chá da tarde britânico. Sabe como é, né, com tantos pubs para conhecer, cervejas para experimentar, vinhos para degustar, bons drinks para beber, meu excelentíssimo olhava torto toda vez que eu dizia que queria desembolsar umas 40 libras por pessoa para… tomar chá.

E eu vou confessar: não julgo, não. Até entendo. Por isso mesmo, esse meu desejo era sempre postergado…

Sim, podia ter ido sozinha, podia ter convidado uma amiga, mas não fiz nada disso. Esperei um convite cair do céu.

E não é que ele caiu? :D

Prêt-à-Portea: chá da tarde fashionista

Era uma segunda-feira de muito trabalho, cinza e fria. Em uma olhadinha rápida nos e-mails do blog me deparei com um contato diferente. A Daniela, da Farfetch Brasil (um e-commerce superlegal, que reúne mais de 400 boutiques e marcas bacanérrimas em seu site. Clique aqui para conhecer!), estava me convidando para uma tarde de mulherzinha.

A ideia era que três blogueiras (eu, Thaís – do Sete mil km, um blog que eu recomendo demais! – e Hellen Grasso – que eu ainda não conhecia) + a própria Dani passassem algumas horas trocando ideias sobre Londres, sobre moda (a London Fashion Week se aproximava e a Farfetch estava de olho nas tendências que seriam apresentadas) e se deliciassem em um dos chás da tarde mais bacanas de Londres: o Prêt-à-Portea, servido no hotel Berkeley.

Chá da tarde

Um dos diferenciais do Prêt-à-portea é que ele é temático. E o tema pode já ter ficado claro nessa primeira foto.

Pois é, é moda! E não é qualquer moda, não. É a moda do momento. A cada seis meses as inspirações mudam para se adaptar ao que marcas como Dolce & Gabbana, Fendi, Valentino e afins estão apresentando nas principais passarelas do mundo. E isso é muito, muito legal!

Prêt-à-porTEA

E o chá não é só bonitinho. É de-li-ci-o-so!

Eu tinha almoçado tipo meio-dia e nossa mesa começou a ser servida pouco depois das 15h. Assim que os primeiros sanduichinhos chegaram me arrependi amargamente de ter almoçado. Tudo parecia incrivelmente bom, mas eu sabia que não daria conta de todas aquelas delícias…

Aliás, já fica a primeira dica pra você que já ficou afim de experimentar o prêt-à-portea: se você quiser aproveitar toooodo o potencial do chá, procure chegar com fome. :D

O fato é que o chá vale por uma refeição muitíssimo bem servida. Eu pensava que os sanduichinhos viriam “para a mesa” e cada uma serviria-se de quantos quisesse, mas na real, todas receberam todos os sabores disponíveis e o chá era liberado (a gente escolhia os sabores e o pessoal ficava indo e vindo com bules fresquinhos). O cardápio tem diversas opções de chá e todos que experimentamos estavam bem gostosos. O garçom que nos atendeu era bem gentil e deu umas dicas bacanas pra ajudar a gente a escolher o que iria beber.

Chá da tarde - Pra Ver em Londres

Afternoon tea - The Berkeley Hotel - London

E aí quando você acha que já deu, chega uma pirâmide cheeeeia de doces que só de olhar dá água na boca:

Chá da tarde - Londres

Muito, muito bom, minha gente!

Conhecendo meu marido, no fim das contas, acho é que ele ia adorar a experiência. Aliás, qualquer um que curte uma boa orgia gastronômica tem tudo para curtir.

Sinceramente, acho que vale os £45 por pessoa (mais detalhes no fim do texto)! É caro, sim, mas é uma experiência tradicional e clássica e, mais do que isso, é uma refeição mesmo. Talvez você pense: “ah, mas com essa grana eu como em muitos outros bons restaurantes de Londres”. É verdade. Mas aí você tem que lembrar que a ideia não é simplesmente comer bem, é viver uma experiência. E isso vale cada centavo! ;)

Eu gostei tanto que fiquei com ainda mais vontade de experimentar outras opções de chá da tarde em Londres. Tanto é que achei que não podia encerrar esse post sem apresentar uma dica especialíssima…

Chá da tarde britânico com “toque” brasileiro (e argentino!)

Foto: Heloisa Righetto
O chef amador Martin Descalzi e a chef patisserie Renata Centelhas – Foto: Heloisa Righetto

Se o que você procura é um chá mais “autoral”, intimista e informal, feito com carinho (e talento) por duas feras das panelas, precisa conhecer o Supper Club: Chá da Tarde.

Pensado, criado e executado por um dos casais mais queridos de toda Londres (Helo Righetto – brasileira – e Martin Descalzi – argentino mais brasileiro do mundo), em parceria com a chef patisserie Renata Centelhas, esse chá acontece em datas específicas (o próximo é dia 23/04/2016. Saiba mais clicando aqui!), sempre na casa da Helo e do Martin, e tem um menu maraviliiiiindo. Olha só um “aperitivo”:

Supper club - afternoon tea

Supper club - chá da tarde

Não disse que era maraviliiiindo? :D

O chá custa £30 por pessoa e todos os detalhes sobre a próxima data estão disponíveis aqui.

Ah, e esse não é o único menu oferecido pelo casal. Eles têm, também, uma versão de jantar britânico que vale a pena conhecer. As informações estão neste link.

Boa dica, não? ;)

Avaliação final

Bom, já deu pra ver que eu dei nota 10 pra essa experiência do chá da tarde, né? Entãotá. Recomendado! :)

Aproveito para agradecer a Dani e o pessoal da Farfetch Brasil pelo convite e, mais ainda, pela companhia. Foi uma delícia passar aquela tarde gelada de quarta-feira com vocês, meninas.

Afternoon Tea - The Berkley Hotel - London

Até a próxima!

Nah

–> Ei, se você tem outra dica de chá da tarde em Londres não esquece de deixar um comentário, ok? Sua opinião pode deixar esse post ainda mais bacana. ;)

Serviço Prêt-à-Portea

Quando: 

  • De segunda a quinta, das 13h45 às 17h30
  • De sexta a domingo, das 13h às 17h30

Onde: The Berkeley – Wilton Place, Knightsbridge – London SW1X 7RL

Estações de metrô mais próximas: Hyde Park Corner e Knightsbridge (ambas servidas pela Piccadilly Line – azul escura) 

Preço: £45 por pessoa só com o chá ou  a partir de £52 com uma taça de champagne. Ambas as opções têm 12,5% acrescentado no valor final

Traje: Esporte fino (Proibida a entrada com bermuda, camiseta regata, roupas esportivas, chinelos, jeans rasgado ou boné)

Saiba mais clicando aqui.

Acompanhe a gente nas redes sociais! 

Twitter  |  Facebook  |  Instagram  |   Pinterest

Snapchat (praveremlondres)  |  Youtube  | Periscope (praveremlondres)